Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Ideia feita

Na relação Europa e provas domésticas, as modalidades dão 15 a 0 ao futebol.

Nas últimas duas épocas, no futebol, o Sporting melhorou bastante o seu nível competitivo nos jogos frente aos colossos europeus, mas não conseguiu, infelizmente, transpor esse nível com a regularidade e intensidade desejadas para as provas domésticas, nomeadamente, nos jogos contra as ditas equipas acessíveis.

Em contraponto, veja-se o exemplo da equipa de andebol/hóquei/futsal esta época: a participação na Champions obrigou a um nível competivo ainda mais elevado nos jogos disputados, tendo a equipa conseguido, com sucesso, mantê-lo nas competições nacionais, com uma regularidade impressionante, incluindo nos jogos contra as equipas acessíveis.

No ano do Marco Silva como treinador, Bruno de Carvalho promoveu um encontro entre os treinadores do futebol e modalidades (hóquei e futsal). Na altura achei uma iniciativa interessante e útil, tendo pena que não mais tenha sido replicada. Todos têm a aprender com todos (Jorge Jesus refere, muitas vezes, que alguma da sua criatividade foi inspirada no basquetebol), ganhando o Sporting com isso. Parece-me de todo conveniente retomá-la já na próxima época.

Os dias do fim

Bruno de Carvalho faz lembrar o Governo de Saddam Hussein nos dias que antecederam a sua queda. Um alheamento total da realidade, fugas para a frente e declarações inenarráveis.

Já tive vergonha alheia, mas agora o estado é mesmo de pena, ao ver um sportinguista, que se bateu como um leão pela recuperação do nosso clube, degradar-se tão repentina e aceleradamente, rumo a um desfecho que não será nada bom para o próprio. 

Que tudo isto termine rápido, são os meus votos. Se houver sentido de Estado por parte dos elementos que compõem os órgãos sociais, seremos poupados a uma Assembleia Geral que seria sempre muito pouco edificante, algo de que o Clube não necessita agora. A melhor forma de colocar o contador a "zeros" será, pois, a realização de um novo acto eleitoral (destino a que sempre chegaremos mesmo com a Assembleia Geral que, por razões diferentes, Jaime Marta Soares e Bruno de Carvalho exigem hoje).

O Sporting segue dentro de momentos. 

Pura classe

Não vou contribuir para o peditório da gratidão, reconhecimento e confiança, apelado vezes sem fim pelo Presidente do Sporting nos últimos dias.

Quem, ainda há menos de 1 ano (!), ganhou categoricamente uma eleição (quase 90% dos votos), tem a equipa a discutir o 1º lugar em todas as modalidades (nalgumas, estamos mesmo em primeiro), viu o futebol vencer o primeiro troféu do novo ano civil, tem sempre o estádio cheio, tem aí a gratidão, reconhecimento e confiança. O resto, dito à moda de JJ, é treta.

Bom, feito este intróito, queria aqui elogiar o nosso andebol, que tão boa conta tem dado na liga doméstica. Este mês, vencemos sem espinhas os nossos rivais Porto e Benfica. Hugo Canela está a fazer um excelente trabalho. A sua serenidade, ambição e discurso fazem-me lembrar Nuno Dias. Tomara que o andebol leonino esteja a iniciar uma era, à semelhança do que vem fazendo o futsal nos últimos anos.

Em destaque, o nosso craque Carlos Ruesga. O golo de costas que marcou ao Benfica no último jogo é, simplesmente, genial. 

Faltam apenas 4 jornadas para terminar a fase regular do campeonato de andebol. Serão jogos acessíveis, face ao grau de dificuldade dos adversários. Depois disso segue nova ronda de jogos contra as principais equipas. Somos favoritos mas no passado já nos deixámos ultrapassar nesta fase derradeira. Muita cautela, portanto. 

Combatendo o antijogo

O antijogo é um cancro do futebol português, com manifesta evidência nos jogos que envolvem os três grandes.

Na final da taça da Liga, ainda mal tinha iniciado a segunda parte e já Pedro Trigueira começava a demorar a marcação dos pontapés de baliza. O árbitro Rui Costa não foi de modas e amarelou o guardião setubalense. Fiquei agradavelmente surpreendido. Por norma, os árbitros guardam esse amarelo para perto do final da partida.

Com a adopção das novas tecnologias no sentido de contribuir para a verdade desportiva, importa também aproveitá-las no combate ao antijogo, nas suas diversas manifestações (pontapés de baliza, lançamentos da linha lateral, jogadores no chão a simular lesão).

No tocante aos pontapés de baliza, já é mais do que tempo para adoptar o contador electrónico. A partir do apito do árbitro, o guarda redes, ou jogador de campo, tem cinco segundos (ou menos) para chutar a bola. Atingido o tempo para lançar a bola, é assinalada, de imediato, falta a favor da equipa adversária.

Fica a proposta.

Um caso à parte

Estou rendido a Marcos Acuña.

Espalha classe pelo campo, enverga a camisola a 200% e pauta-se por uma grande disciplina e rigor durante os 90 minutos. 

Parece que já joga no nosso campeonato há uma boa série de anos, mas a verdade é que só chegou há pouco.

Normalmente, quando chega um sul-americano ao nosso clube, demora tempo a engatar. Adaptação, nova cultura, etc., etc., as justificações são variadas. Veja-se o caso de Alan Ruiz...

Mas, como toda a regra tem a sua excepção, em Alvalade esta dá pelo nome de Marcos Acuña. Parabéns à Direcção por esta contratação. Como diria um antigo presidente nosso, o jogador custou muita pasta, mas, acrescento eu, mais do que justificada.

Festa da taça

Ainda bem que Oleiros vai receber o Sporting em casa. Seria inglório que, após tanto investimento feito nos últimos dias pelo Município, os oleirenses não tivessem a oportunidade de ver ao vivo o maior clube desportivo do país.

A magia da taça de Portugal reside na oportunidade de os principais clubes portugueses, sobretudo os grandes, jogarem pelo país fora (um pouco ao estilo do ciclismo). Daí que a Federação, e bem, tenha instituído que nesta primeira fase as equipas da 1ª liga jogam sempre fora. Creio mesmo que esta prática deveria vingar até aos quartos-de-final.

Não obstante reconhecer a oportunidade de encaixe que é receber um grande, fico sempre com pena quando um clube pequeno troca a sua terra e o seu estádio por outro maior, fora da localidade, apenas para fazer mais receita. Quando temos um Vianense a receber o Benfica em Barcelos, ou um Lusitano de Évora a receber o Porto em Lisboa, vemos que a taça de Portugal se vai descaracterizando onde é mais especial. Ainda bem, pois, que o Sporting vai ter mesmo de ir até Oleiros.

Trabalho específico

Rui Patrício não teve uma boa exibição em Atenas.

Jogar com os pés nunca foi o seu forte e então quando está inseguro no jogo, cada atraso para o nosso redes é um ai Jesus! Com o capital de experiência acumulado e créditos firmados, já era tempo de o guardião leonino gerir melhor a sua relação com a bola no pé.

Peter Schmeichel volta e meia, nas peladinhas, gostava de treinar noutra posição que não à baliza. Era do modo que ia trabalhando o seu jogo de pés. Não sei se em Alcochete Rui Patrício costuma fazer esse trabalho específico, mas convirá que o faça, porque mesmo que nunca se venha a tornar um primor no jogo com os pés, sempre poderá mitigar esse seu handicap e, consequentemente, os inevitáveis calafrios de cada vez que o jogo não estiver a correr de feição.

Uma questão de Carvalho

"Em segundo lugar tenho a certeza de que o William sempre que chega uma época de mercado não se esquece que deve a sua carreira a mim. Não gosto de hipocrisia. Quando tenho de puxar os galões, puxo". Bruno falando sobre William.

Pessoalmente, acho que não fica bem ao Presidente do Sporting este tipo de comentário. Faltou pouco para exigir uma comissão para si numa futura transferência do jogador.  

Sporting, feito de...?

Adaptando o mote da campanha de início de temporada, o teste de mais logo à tarde será importante para percebermos que Sporting poderemos aguardar nos próximos meses, em que a equipa disputará a Champions.

O histórico não é favorável. Nos jogos domésticos pós-partida de Champions, a equipa, regra geral, costuma soçobrar (confirmando a infeliz ideia de que as equipas portuguesas não aguentam jogar várias partidas com intervalo de poucos dias). Ora este ano era bom que, à semelhança do que aconteceu na Roménia, também nesta matéria o borrego fosse morto e bem enterrado.

O Estoril não será um adversário fácil, pelo que será o teste ideal para sabermos de que será feito este Sporting versão 2017/2018, num ano em que todos queremos mesmo muito ser campeões.

Outros testes a tomar nota:

 

27/09: Sporting x Barcelona

01/10: Sporting x Porto

31/10: Sporting x Juventus

05/11: Sporting x Braga

 

Liga NOS 2017/2018 - prognósticos só no fim da Liga

Não há início de Liga sem que, antes, os blogueiros do "És a Nossa Fé" soltem o treinador/olheiro de bancada que há dentro de si e profetizem sobre a temporada futebolística que o Sporting irá realizar.

São 10 perguntas, exigentes mas desafiantes, que foram respondidas de forma corajosa e cujo acerto ou falhanço clamoroso iremos aferir daqui por 34 jornadas. De preferência, com o Sporting campeão  

Senhoras e senhores leitores, abaixo seguem os prognósticos de 23 dos blogueiros desta casa:

 

5 primeiros classificados

Sporting (23/23)

 

Alexandre Poço: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Marítimo

André Fernandes Nobre: Sporting, Benfica, Porto, Guimarães e Braga

Bernardo Pires de Lima: O bruxo; o conselho de arbitragem; a cartilha; os vouchers; restantes bandidos. A não ser que.

Cristina Torrão: Sporting, Porto, Braga, Benfica e Guimarães

Duarte Fonseca: Sporting, Porto, Benfica, Guimarães e Braga

Edmundo Gonçalves: Sporting, Porto, Guimarães, Braga e Benfica

Eduardo Hilário: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Guimarães

Francisco Chaveiro Reis: Sporting, Porto, Benfica, Marítimo e Guimarães

Francisco Melo: Sporting, Benfica, Porto, Guimarães e Chaves.

Francisco Vasconcelos: Sporting, Porto, Benfica, Guimarães e Braga

Frederico Dias de Jesus: Sporting, Porto, Benfica, Guimarães e Chaves.

José da Xã: Sporting, Porto, Braga, Guimarães e Marítimo

João António: Sporting, Porto, Guimarães, Braga e Benfica

Luciano Amaral: Sporting, Benfica, Braga, Porto e Chaves

Luís de Aguiar Fernandes: Sporting, Porto, Benfica, Guimarães e Chaves

Pedro Azevedo: Sporting, Porto, Benfica, Guimarães e Rio Ave

Pedro Boucherie Mendes: Sporting, Benfica, Porto, Braga e Guimarães

Pedro Correia: Sporting, Porto, Benfica, Guimarães e Braga

Pedro Oliveira: Sporting, Guimarães, Porto, Rio Ave e Belenenses

Ricardo Roque: Sporting, Porto, Benfica, Guimarães e Braga

Rui Cerdeira Branco: Sporting, Porto, Guimarães, Braga e Chaves

Tiago Cabral: Sporting, Porto, Guimarães, Braga e Paços de Ferreira

Zélia Parreira: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Guimarães

 

2 últimos classificados

Tondela (11/23)

Aves e Feirense (8/23)

 

Alexandre Poço: Paços de Ferreira e Feirense

André Fernandes Nobre: Aves e Feirense

Bernardo Pires de Lima: Só sigo o Sporting.

Cristina Torrão: Feirense e Tondela

Duarte Fonseca: Tondela e Moreirense

Edmundo Gonçalves: Aves e Portimonense

Eduardo Hilário: Rio Ave e Setúbal

Francisco Chaveiro Reis: Tondela e Aves

Francisco Melo: Portimonense e Tondela.

Francisco Vasconcelos: Moreirense e Tondela

Frederico Dias de Jesus: Aves e Portimonense.

José da Xã: Boavista e Aves

João António: Tondela e Feirense

Luciano Amaral: Feirense e Tondela

Luís de Aguiar Fernandes: Aves e Tondela

Pedro Azevedo: Portimonense e Moreirense

Pedro Boucherie Mendes: Tondela e Portimonense

Pedro Correia: Feirense e Aves.

Pedro Oliveira: Braga e Benfica.

Ricardo Roque: Tondela e Aves

Rui Cerdeira Branco: Benfica e Feirense

Tiago Cabral: Belenenses e Moreirense

Zélia Parreira: Feirense e Tondela.

 

A defesa do Sporting irá sofrer, no máximo, até … golos.

22 (6/23)

 

Alexandre Poço: 18

André Fernandes Nobre: 22

Bernardo Pires de Lima: Os que tiver que ser, desde que marquemos sempre mais um.

Cristina Torrão: 23

Duarte Fonseca: 22

Edmundo Gonçalves: 19

Eduardo Hilário: 18

Francisco Chaveiro Reis: 17

Francisco Melo: 30

Francisco Vasconcelos: 24

Frederico Dias de Jesus: 23

José da Xã: 22

João António: 20

Luciano Amaral: 21

Luís de Aguiar Fernandes: 22

Pedro Azevedo: 20

Pedro Boucherie Mendes: 21

Pedro Correia: 24

Pedro Oliveira: 12

Ricardo Roque: 22

Rui Cerdeira Branco: 28

Tiago Cabral: 18

Zélia Parreira: 22

 

A maior goleada do Sporting, num jogo, irá cifrar-se em ... golos marcados.

6 golos (10/23)

 

Alexandre Poço: 6

André Fernandes Nobre: 7

Bernardo Pires de Lima: 1-0 chega em todas as jornadas. O que importa são os 3 pontos, nada mais.

Cristina Torrão: 5

Duarte Fonseca: 5

Edmundo Gonçalves: 6

Eduardo Hilário: 5

Francisco Chaveiro Reis: 6

Francisco Melo: 5

Francisco Vasconcelos: 6

Frederico Dias de Jesus: 6

José da Xã: 6

João António: 7

Luciano Amaral: 6

Luís de Aguiar Fernandes: 6

Pedro Azevedo: 7

Pedro Boucherie Mendes: 5

Pedro Correia: 6

Pedro Oliveira: 8

Ricardo Roque: 5

Rui Cerdeira Branco: 7

Tiago Cabral: 7

Zélia Parreira: 6

 

O homem-golo do Sporting irá marcar, no mínimo, ... golos.

30 (6/23)

 

Alexandre Poço: 30

André Fernandes Nobre: 30

Bernardo Pires de Lima: 34. 1 por jogo. 3 pontos. Campeões. Festa cigana pelo país com início em Loures.

Cristina Torrão: 31

Duarte Fonseca: 26

Edmundo Gonçalves: 34

Eduardo Hilário: 29

Francisco Chaveiro Reis: 25

Francisco Melo: 30

Francisco Vasconcelos: 30

Frederico Dias de Jesus: 30

José da Xã: 40

João António: 35

Luciano Amaral: 36

Luís de Aguiar Fernandes: 28

Pedro Azevedo: 25

Pedro Boucherie Mendes: 24

Pedro Correia: 30

Pedro Oliveira: 68

Ricardo Roque: 35

Rui Cerdeira Branco: 34

Tiago Cabral: 32

Zélia Parreira: 32

 

O Sporting será o … e mais 10!

Bas Dost (8/23)

 

Alexandre Poço: Bas Dost

André Fernandes Nobre: Coates

Bernardo Pires de Lima: Bas Dost. 34 golos. 1 por jornada. 3 pontos em cada. Campeões. Festa cigana pelo país com início em Loures.

Cristina Torrão: William Carvalho

Duarte Fonseca: Podence

Edmundo Gonçalves: William Carvalho (se sair, Battaglia).

Eduardo Hilário: Podence

Francisco Chaveiro Reis: Acuña

Francisco Melo: Bas Dost

Francisco Vasconcelos: Bruno Fernandes

Frederico Dias de Jesus: Podence

José da Xã: Bas Dost

João António: Acuña

Luciano Amaral: Podence

Luís de Aguiar Fernandes: Fábio Coentrão

Pedro Azevedo: Rui Patrício

Pedro Boucherie Mendes: Bas Dost

Pedro Correia: Bruno Fernandes

Pedro Oliveira: Bas Dost

Ricardo Roque: Bas Dost

Rui Cerdeira Branco: Gelson Martins

Tiago Cabral: Podence

Zélia Parreira: Bas Dost

 

Flop do ano será o ....

Alan Ruiz (6/23)

 

Alexandre Poço: Alan Ruiz

André Fernandes Nobre: Alan Ruiz

Bernardo Pires de Lima: O jogador que não enfiar uma cabeçada no árbitro mal este nos roube por telefonema prévio

de Carnide.

Cristina Torrão: Mathieu

Duarte Fonseca: Mattheus Oliveira

Edmundo Gonçalves: Doumbia

Eduardo Hilário: Alan Ruiz

Francisco Chaveiro Reis: Alan Ruiz

Francisco Melo: Piccini

Francisco Vasconcelos: Mathieu

Frederico Dias de Jesus: Petrovic

Helena Ferro de Gouveia

José da Xã: Fábio Coentrão

João António: Jonathan Silva

Luciano Amaral: Doumbia

Luís de Aguiar Fernandes: Alan Ruiz

Pedro Azevedo: Mattheus Oliveira

Pedro Boucherie Mendes: Matthieu

Pedro Correia: Mattheus Oliveira

Pedro Oliveira: Salin

Ricardo Roque: Alan Ruiz

Rui Cerdeira Branco: Mattheus Oliveira

Tiago Cabral: Plantel inteiro do Benfas

Zélia Parreira: Doumbia

 

Quantos jogos perde o Sporting na fortaleza de Alvalade?

0 (15/23)

 

Alexandre Poço: 0

André Fernandes Nobre: 0

Bernardo Pires de Lima: Impossível perder dadas as condições acima descritas.

Cristina Torrão: 1

Duarte Fonseca: 1

Edmundo Gonçalves: 0

Eduardo Hilário: 1

Francisco Chaveiro Reis: 0

Francisco Melo: 0

Francisco Vasconcelos: 2

Frederico Dias de Jesus: 0

José da Xã: 0

João António: 0

Luciano Amaral: 2

Luís de Aguiar Fernandes: 0

Pedro Azevedo: 0

Pedro Boucherie Mendes: 0

Pedro Correia: 1

Pedro Oliveira: 0

Ricardo Roque: 0

Rui Cerdeira Branco: 0

Tiago Cabral: 0

Zélia Parreira: 2

 

Qual será o número de jogos seguidos do Sporting a vencer no campeonato?

 9 (5/23)

 

Alexandre Poço: 12

André Fernandes Nobre: 15

Bernardo Pires de Lima: Se a resposta 1 não se verificar, 34.

Cristina Torrão: 14

Duarte Fonseca: 9

Edmundo Gonçalves: 17

Eduardo Hilário: 8

Francisco Chaveiro Reis: 11

Francisco Melo: 7

Francisco Vasconcelos: 9

Frederico Dias de Jesus: 14

José da Xã: 12

João António: 11

Luciano Amaral: 7

Luís de Aguiar Fernandes: 12

Pedro Azevedo: 8

Pedro Boucherie Mendes: 6

Pedro Correia: 9

Pedro Oliveira: 34

Ricardo Roque: 9

Rui Cerdeira Branco: 7

Tiago Cabral: 27

Zélia Parreira: 9

 

scorede vitórias do Sporting frente a Benfica e Porto será de ...

3 (10/23)

 

Alexandre Poço: 3

André Fernandes Nobre: 3

Bernardo Pires de Lima: Se a resposta a 1 não se verificar, 4.

Cristina Torrão: 3

Duarte Fonseca: 2

Edmundo Gonçalves: 2

Eduardo Hilário: 2

Francisco Chaveiro Reis: 2

Francisco Melo: 2

Francisco Vasconcelos: 2

Frederico Dias de Jesus: 3

José da Xã: 3

João António: 4

Luciano Amaral: 3

Luís de Aguiar Fernandes: 4

Pedro Azevedo: 3

Pedro Boucherie Mendes: 2

Pedro Correia: 3

Pedro Oliveira: 4

Ricardo Roque: 3

Rui Cerdeira Branco: 4

Tiago Cabral: 4

Zélia Parreira: 3

Lei de Ciani

Inédito nas pré-temporadas leoninas, pelo menos que me lembre, a contratação/dispensa de Ciani na própria pré-temporada (2015/2016) teve o mérito de livrar o Sporting de um flop à espera de acontecer. Na altura, a medida de gestão foi elogiada.

Digamos que é uma lei que merece fazer escola. Se numa pré-temporada com quase 10 jogos, for nítido que determinada contratação não vai resultar nem acrescentar valor, mais vale então corrigir o tiro ao lado que se anuncia, do que deixar arrastar um peso morto por mais uns meses. Haja coragem.

Diz-me a pré-época que fazes...

Dir-te-ei o campeonato que farás.

Hoje começa o ciclo suíço de quatro jogos contra adversários de bom nível, todos num curto espaço de tempo.

Na época passada, o estágio suíço foi para esquecer, acabando por ser indiciador de uma temporada frustrante como foi aquela que a equipa veio a fazer. Paralelo encontramos na pré-temporada com Sá Pinto ao leme, em que o Sporting também teve resultados desapontantes, qualitativo que caracterizaria a época oficial nessa altura.

Muita expectativa, por isso, para este ciclo de jogos em terras helvéticas, bem como para os jogos seguintes (sobretudo Mónaco e Fiorentina). Dificilmente uma péssima pré-temporada será acertada com o andamento do campeonato e/ou camiões de jogadores... 

A melhor notícia do defeso

18920804_10154443187541555_1509921793109398769_o.j 

Quando me iniciei no sportinguismo, início dos anos 90, o panorama era desolador. O Sporting não ganhava no futebol, no andebol, no basquetebol e no hóquei em patins. Mas nunca quebrei. E devo-o muito ao voleibol, a excepção à regra no universo leonino de então. Nesta modalidade, o Sporting era o campeão, dominando a concorrência, através de um conjunto muito forte, comandado pelo já na altura considerado melhor voleibolista da actualidade, Miguel Maia.

Ao cabo de 3 anos de leão ao peito, Miguel Maia e amigos continuaram a jogar pelo Sporting, só que o de Espinho, começando o de Lisboa a perder fulgor. Tal terá contribuído para que a modalidade fosse também contemplada na razia levada a cabo pela direcção de Roquette/Santana Lopes e que, hoje em dia, Bruno de Carvalho tenta reverter.

22 anos depois chega a notícia do regresso do voleibol ao elenco das nossas modalidades. Com o must de ter Miguel Maia a jogar de novo na nossa equipa. Que grande, grande alegria! 

Au revoir?

18.05-JJ.jpg

Je ne sais pas.

Mas a perspectiva de realizar toda uma pré-época sem a espinha dorsal, aliada à falta de capacidade para contratar um autocarro de ICs e afins e ao sorteio madrasto na Champions que se adivinha, deve deixar, por estes dias, o nosso timoneiro num dilema existencial. 

Liga dos Palpites 2016/2017

Uma virtude que se saúda é a capacidade de rir de nós próprios.

Revendo cada um dos 10 palpites que, no início da época, vários blogueiros do "És a Nossa Fé" partilharam com os leitores, não poderemos deixar de dar um sorriso largo. Muito largo, mesmo. Senão vejamos:

 

1. Cinco primeiros classificados

Rui Cerdeira Branco furou a unanimidade, prevendo o Benfica campeão. Infelizmente, esse acerto foi acompanhado da previsão de um lugar europeu para o...Arouca.

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

2. Despromovidos

Chapeau para João Távora que acertou em quem diria adeus à Liga NOS e logo pela ordem certa.

 

3. O Sporting será o ... e mais 10

A escolha cá de casa recaiu no Bas Dost.

Infelizmente, o Thundergoleador chegou a Alvalade já depois do lançamento dos palpites.

 

4. O Hérnan foi de Barcos e o próximo a ir de vela será o ...

A escolha cá de casa recaiu no Markovic, que foi de vela ainda antes do campeonato terminar.

O flop sérvio chegou a Alvalade já depois do lançamento dos palpites.

 

5. A defesa do Sporting irá sofrer, no máximo, até ... golos

A larga maioria apostou que as redes do São Patrício só seriam furadas em 20 ocasiões. Infelizmente, foi quase o dobro.

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

6. A maior goleada do Sporting irá cifrar-se em ... golos marcados

Menos de 5 é derrota, assim vaticinaram os apostadores neste tópico.

E foi derrota mesmo. A nossa veia goleadora só conseguiu chegar ao máximo de 4 golos (casos de Estoril, Paços de Ferreira, Tondela, Boavista e Chaves).

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

7. O homem-golo do Sporting irá marcar, no mínimo, ... golos.

À semelhança do ano anterior, João António vence neste palpite, tendo vaticinado um mínimo de 33 golos para o artilheiro-mor leonino.

 

8. Quantos jogos perde o Sporting em casa?

Alvalade não rima com fortaleza. Foram dois grandes desgostos, um dos quais creio que nenhum dos blogueiros viu alguma vez em vida.

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

9. Qual será o número de jogos seguidos do Sporting a vencer no campeonato?

Muita fortes os palpites neste tópico. A média rondava as 12 vitórias seguidas. Foram muito menos, 4. 

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

10. O score de vitórias frente a Benfica e Porto será de...

Uma apenas, só para esta secção não ficar em branco.

Mantendo a coerência da maior parte dos vaticínios anteriores, o vencedor foi: bola (dito em modo JJ).

 

***

Dez palpites depois e o especialista 2016/2017 do "És a Nossa Fé" é...João Távora e João António, com 1 aposta certa cada um. Muitos parabéns!

 

Vencedor 2015/2016: Pedro Correia

Vencedor 2014/2015: Filipe Arede Nunes

Senadores

A quem não teve ainda oportunidade de ver, recomendo, vivamente, a excelente entrevista de Augusto Inácio no programa «Senadores» que passou ontem na Sporting TV.

De modo especial, destaco as recordações da temporada 1999/2000, ano em que vi, pela primeira vez na vida, o Sporting sagrar-se campeão. É sempre emocionante voltar a essa época e quando o regresso se faz pela voz de um dos seu principais protagonistas, ainda melhor.

Só fiquei com pena por Inácio não ter desvendado o famoso segredo de Schmeichel. Para quem não está enquadrado, no final desse campeonato, depois de ter sido questionado sobre a utilidade do guarda-redes dinamarquês (Schmeichel estivera fora uns jogos, tendo sido substituído em grande nível por Nélson, o que levou muitos a defenderem a continuidade do português na baliza), Inácio disse que Schmeichel fizera algo que fora determinante para a conquista do campeonato e que permanecia segredo, mas que ele um dia haveria de contar. Até hoje não sei do que se trata. Mas acalento a esperança de um dia encontrar o Inácio e perguntar-lhe directamente...

Deus sabe o que faz

A equipa B do Sporting vai de derrota em derrota (com um ou outro empate pelo meio) rumo à despromoção final. Ou talvez não. Ainda faltam algumas boas jornadas e este não será o momento para atirar a toalha ao chão nesta luta dos aflitos.

Talvez esta seja uma experiência propositada para os nossos jovens jogadores adquirirem, habituados que estavam, ao longo da formação, em disputar o título. Com efeito, considerando que poderão um dia, seja via empréstimo, seja via transferência definitiva, ser colocados em equipas primo-divisionárias que lutam para não descer, não será mau de todo começarem a experimentar.

Talvez Deus, afinal, saiba o que está a fazer com os nossos futuros (?) craques...

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D