Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Afinal, o Brugge fomos nós

Era mais do que esperado que uma equipa de um campeonato periférico fosse goleada em casa, ontem. O poderoso PSG ia juntar, pela primeira vez, Messi, Neymar e Mbappé e o campeão belga pouco poderia fazer. Mas, na realidade o jogo deu um a um e nenhum dos mega craques marcou. Afinal, a equipa goleada seriamos nós por outra equipa de uma liga periférica ainda que com muita história.

Holandeses em Alvalade

Daqui a nada, o Sporting regressa ao convívio dos maiores, jogando a Liga dos Campeões. Para começar, recebe o Ajax, num embate entre duas das melhores escolas do mundo. Teremos Inácio, Esgaio, Vinagre, Palhinha, Nunes e Tomás versus Timber, Schuurs, Blind, Klaassen ou Gravenberch. É uma boa oportunidade para lembrar os holandeses (perdão, neerlandeses) que jogaram por cá e os portugueses que vestiram a camisola do Ajax.

A presença lusa na ArenA cinge-se a um nome: Dani. O extremo formado no Sporting chegou a Amsterdão, com escala em Londre, em 1996, para quatro boas épocas, as melhores da sua carreira. Ajudou a vencer um campeonato e duas taças e marcou 17 golos em quase 100 jogos (98). Conviveu com Van der Sar, irmãos De Boer, Litmanen, Babangida ou Kluivert. Foi treinado por Van Gaal, Morten Olsen, Jan Wouters e Hans Westerhof.

Em 1987 chegaria a Lisboa Frank Rijkaard mas o génio holandês não chegou a jogar pelo Sporting. Em 1986-1987, Peter Houtman, avançado vindo do FC Groningen, viria para Alvalade para 36 jogos e 8 golos. Nada mau. Em 1992-1993 chegaria a classe defensiva de Stan Valckx, contemporâneo de Figo, Peixe ou Balakov. Faria 90 jogos e marcaria 6 golos. Em 2011-2012, regressaram os holandeses ao Sporting. Para liderar o meio-campo, Stijn Schaars e para ser goleador, Ricky Van Wolfswinkel. Tiveram ambos sucesso. Schaars fez 66 jogos em duas épocas, marcou 6 golos e fez 7 assistências. Já o avançado, fez 45 golos em 88 jogos. No ano seguinte, chegou Labyad, de origem marroquina e hoje internacional por Marrocos. Prodígio no PSV, teve pouco sucesso por cá, acabando por renascer no Utrecht e chegar ao… Ajax, onde está na quarta temporada, mesmo jogando pouco. Em todos os sentidos.

Em janeiro de 2016, chegou Marvin Zeegelaar, das escolas do…Ajax, mas então a atuar no Rio Ave. Fez 39 jogos e marcou 1 golo, não deixando grandes saudades. No verão de 2016 chegou a Alvalade, Bas Dost, a meu ver, o melhor holandês a jogar pelo Sporting. Mesmo com as sequelas físicas e psicológicas do ataque a Alcochete (de que foi a figura simbólica), fez 127 jogos e sobretudo marcou 93 golos, oferecendo, ainda, 14. Deixa saudades até hoje, sobretudo numa altura em que não há um 9 no plantel e ele é suplente do Club Brugge. Consigo chegou Luc Castaignos, o pior holandês a jogar pelo Sporting e um dos piores avançados que vestiram de verde e branco. Castaignos, antigo miúdo maravilha do Feyennord e com passagem pelo Inter, participou em 17 jogos e não marcou nem um golo. No ano passado, Mees De Wit ainda treinou com a equipa A, mas nunca se estreou. Esqueci-me de alguém?

Adenda: falhou-me o defesa Khalid Boulahrouz. De origem marroquina, o central trocou o Estugarda pelo Sporting em 2012, depois de uma carreira com passagens por Hamburgo, Chelsea ou Sevilha. Nunca convenceu e só fez 19 partidas. Partiu para a Dinamarca antes de acabar no Feyennord, dois anos depois da estadia por cá. 

Boa sorte, Luiz

Luiz Phellype é reforço do Santa Clara. O brasileiro de 27 anos, de quem muito desconfiei quando chegou da segunda divisão, em janeiro de 2009, surpreendeu e marcou oito golos na meia época de estreia. Mais, foi chamado a marcar o penalty festivo da final da Taça de Portugal, contra o FCP. Na época seguinte, marcou mais nove golos, antes de desaparecer, lesionado e ignorado. Phellype fez de Bas Dost quando Bas Dost, na sequência de Alcochete, não estava em si. E isso, não é coisa pouca. É pena que não tenha saído campeão. 

Euro 2020. Que leões vão marcar presença?

Logo, Fernando Santos anuncia os 26 que vão defender o título europeu. Sabendo que Santos é tradicionalmente conservador e que vai (quase de certeza) chamar alguns suplentes como Cédric (eu levava Esgaio) ou Félix (Lucas João ou Paulinho poderiam dar mais jeito) e outros que não fizeram grandes épocas como Rafa (tentava a sorte com Nuno Santos), haverá espaço para surpresas? Que jogadores do Sporting serão chamados? Mendes e Palhinha devem ter lugar garantido. E Pote deve (tem que ser) uma das novidades. Será que ainda há esperança para João Mário, Nuno Santos ou Paulinho?

Formados na escola do Sporting, já se sabe, para além dos dois (Mendes e Palhinha) já referidos atrás, estarão Patrício, Cédric, Fonte, Domingos, Moutinho, Ronaldo e, quem sabe, Nani. Com passagem pela equipa principal do Sporting, estarão no Euro, quase de certeza, Patrício, Cédric, Palhinha, Fernandes, Moutinho, Pote, Ronaldo e Nani. Por outras seleções, estarão Ristovski (Macedónia do Norte) e Dier (Inglaterra). Gauld (Escócia) ainda sonha com a chamada. O Sporting não deverá ter mais jogadores no Euro, mesmo que Adán e Porro (Espanha) ainda tenham fé, o que não quer dizer que terá o plantel completo no regresso aos trabalhos já que Max, Inácio, Bragança e Tomás devem ir ao Euro sub-21 e Coates e Plata devem jogar a Copa América. 

Molhar a sopa

Ao que tudo indica, esta é semana de matar o borrego. O que fazer com ele depois? Ensopado, segundo dizia e escrevia Maria de Lurdes Modesto, era a melhor opção. Mesmo com 19 anos, este será um prato tenrinho, tenrinho para qualquer leão esfomeado e de dente afiado e para muitos outros, borregos com pele de leão, será de difícil digestão. 

Quem joga até ao fim do campeonato?

flavionazinhoDR.jpg

Até agora, Ruben Amorim utilizou, no campeonato português os guarda-redes Adán e Maximiano; os defesas centrais, Neto, Inácio, Coates, Feddal e Quaresma; os laterais, Porro, Pereira, Borja, Reis, Antunes e Mendes; os médios-centro, Palhinha, Essugo, Nunes, João Mário, Wendel e Bragança e os avançados Gonçalves, Santos, Jovane, Tabata, Tomás, Paulinho, Plata, Vietto e Sporar.

Que jogadores gostariam de ver serem lançados ainda esta época, para serem, provavelmente (mas ainda não é certo e todas as cautelas são poucas) campeões? Um terceiro guarda-redes como André Paulo? Um homem mais experiente e que já deu um contributo válido no passado como Luiz Phellype? Os mais experientes dos jovens como Diogo Brás, Bernardo Sousa, Tomás Silva, Elves Baldé ou Mitrovski)?

As minhas apostas seriam Bruno Paz, capitão dos B e promessa adiada pelas lesões; Flávio Nazinho, médio/extremo esquerdo que pode render Mendes num futuro próximo; Joelson Fernandes, próximo grande extremo da equipa e Rodrigo Fernandes, médio centro que não explodiu tão rápido como seria de prever, mas que vai a tempo de ser uma grande ajuda. Se não for pedir muito, ainda punha nas contas o Haaland de Alcochete (com as devidas distâncias), Nicolai Skoglund.

Quais seriam as vossas escolhas?

A resposta está no Sul

Esta azia que todos sentimos não passa, a pensar no Norte. O Porto está longe. Moreira de Cónegos e Vila Nova de Famalicão, também. Esta azia só pode passar olhando para baixo de Lisboa, rumando ao bonito Sul, onde encontraremos a bonita cidade de Faro e o Estádio São Luís. Seis pontos não são dez mas podem muito bem chegar para curar uma azia bem mais antiga. 

Tenho os 5 Violinos em casa

22059662_ZJyJp.jpeg

 

Para desanuviar dos dois centímetros que marcaram os últimos dias, venho escrever sobre os cerca de 25 que medem os modelos de jogadores do Sporting, produzidos pela jovem e simpática empresa portuguesa BBox Sports. Nunca vi jogar os Cinco Violinos e agora tenho-os em casa, ao lado de Bruno Fernandes, Mathieu e Coates, num Dream Team Leonino de trazer por casa. Para todos aqueles que, como eu, fazem de uma parte de sua casa um pequeno museu da nossa fé, fica a dica.

Fala, Sofia!

22059070_DisWK.jpeg

 

O treinador dos sub-23 do Leixões lembrou-se de declarar que "Sofias desta vida aprendam. O futebol tem de ser dos homens do futebol." Ter-lhe-á caído mal a derrota no Estoril e até pode ser bom tipo, como defende o seu clube. Não o conheço nem o julgo por mais do que estas palavras tristes. O futebol não é propriedade exclusiva daqueles que pisam o relvado. É de todos no mundo que dele gostam. E haverá os que percebem menos do jogo e ainda assim podem opinar. A Sofia a que este Zé se referia, é Sofia Oliveira, jovem comentadora do Canal 11 e pelo que vejo não é, de todo, das que menos sabem de futebol. Mesmo que fosse e mesmo que tenha, como todos, muito a aprender, não é por ser mulher ou por não estar num clube que não pode falar.

Fala, Sofia. Eu gosto de te ouvir.

Não sejas André

Aos 52 anos, um livre de André Cruz, não só não foi direto à baliza, como foi para as nuvens. O simpático e sobretudo talentoso brasileiro, campeão há demasiado tempo, cometeu o maior erro que um sportinguista pode cometer em 2021. Cruz acha que o Sporting não pode não ser campeão e já deu os parabéns a Viana e Varandas. O sportinguista sabe que há sempre uma Lei de Murphy particular que pode fazer da euforia, depressão, através de “erros meus” e de “má fortuna”. Eu também estou confiante, mas com cautelas, que as galinhas ainda podem fazer um caldinho. A festa, para já, é apenas interna. Mesmo que o seja em milhões de pessoas.

Hugo Viana

Hugo Viana foi dos últimos a saber o que é ser campeão no Sporting. Jovem, lá andava com a camisola 45, a ajudar João Pinto e Mário Jardel. A sua qualidade merecia mais do que passagens por Newcastle, Osasuna ou Braga. Teria sido melhor para as duas partes, desportivamente, que o casamento tivesse sido mais duradouro. O seu regresso, como dirigente, foi desde logo criticado. Primeiro, porque era escolha de um presidente criticado e depois, pela falta de experiência. E de facto, a política de contratações da época passada não parece ter sido a melhor, mesmo que se saiba que os cofres estão quase vazios. Na companhia do amigo Amorim, o Viana deste ano, fez bem o seu trabalho. Também é seu o mérito de trazer Adán, Feddal, Porro, Gonçalves ou Santos. Muitos, começando por mim, torceram o nariz aos três primeiros e viram os dois últimos, como suplentes interessantes. Hoje, são titulares indiscutíveis. E ainda há Neto e João Mário, contratados igualmente por Viana.

Avançados que não são Paulinho

Não quero crer que seja Paulinho o ponta-de-lança que irá reforçar o Sporting nesta janela. Não é mau jogador, mas tem quase trinta anos e um custo absurdo, pronto a ir para os cofres de um clube da mesma liga. Pelo que se lê e ouve, é uma pequena obsessão de Amorim e hoje, todos confiamos em Amorim mas se temos 12 a 15 milhões a mais, acredito que haja melhores opções, em ligas periféricas. A saber:

Dennis Man, 22 anos, romeno, Steua Bucareste, 6,5 milhões de euros (valorização do Transfermarkt) – É jovem, buscará outro patamar competitivo e é um goleador que leva 17 golos em 20 jogos esta época. Está rodeado de outros jogadores de qualidade e um deles, o extremo Florian Coman, também seria bem-vindo, numa operação mais para o verão.

Bruno Pektovic, 26 anos, croata, Dínamo Zagreb, 11 milhões de euros – Mais experiente e corpulento do que a opção anterior, Pektovic é um jogador que me enche as medidas. Internacional croata, leva 8 golos esta época depois de 25 nas duas últimas. Não teve grande sucesso em Itália e terá a ambição de se afirmar fora do seu país.

Giorgos Giakoumakis, 26 anos, grego, VVV-Venlo, 0,8 milhões de euros – Opção mais desconhecida e barata da lista, este grego soma 20 remates certeiros na liga holandesa, depois de alguns anos interessantes no seu país. É bem verdade que esta não é a liga mais competitiva do mundo mas a verdade é que soma mais golos do que nomes mais sonantes ou a quem apontam grande futuro como Malen, Boadu, Antony ou Tadic.

Paul Onuachu, 26 anos, nigeriano, Genk, 12 milhões de euros – É o goleador da liga belga e tem sido um marcador de golos consistente na Europa. Experiente, mas com margem de progressão seria uma adição de primeira linha. É companheiro do compatriota Cyril Dessers, da mesma idade, que fez grande época no ano passado e que seria uma opção também interessante.

Estes são apenas alguns nomes, muitos mais existem, de avançados que não são Paulinho e que nos impedem de enriquecer ainda mais o Braga e sobretudo, nos dão garantias de golos.

Desliga da Taça

O médico do Sporting protagonizou ontem um plot twist. O seu responsável de comunicação deu uma de fanfarrão. O do Porto, fez papel de queixinhas e ameaças. Já, hoje, o Benfica pede para não jogar nos próximos 14 dias. Ou temos já hoje um Sporting vs Braga para a final da Taça da Liga ou palpita-me que o próximo jogo no relvado de Leiria é no domingo, entre o União local e o Benfica...de Castelo Branco.

Um bilhete para Leiria

Rafael Camacho, farto de ser defesa-direito e sobretudo de ser pouco utilizado em Liverpool, regressou a Portugal para jogar pelo Sporting. Aos 19 anos e por um valor apreciável para um clube português, terá pensado que "pegava de estaca". Não pegou. Mas, ainda participou em 26 jogos. Não foi o ala que Amorim queria que fosse e esta época, não tem contado, tendo estado a um passo do Dínamo Zagrebe, no verão. Joga agora na terceira divisão, no Sporting B. Pelo que sei, não se queixa, não cria mau ambiente e sobretudo, leva seis jogos a bom nível, tendo ontem marcado um grande golo, de livre. Aos 20 anos, está a fazer por merecer nova oportunidade, sobretudo quando Tabata vai ficar afastado e se fala no empréstimo de Plata. E que tal oferecer-lhe um bilhete já para Leiria?

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D