Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Morreu Waseige

21511989_2HFpM.jpeg

 

Sabemos hoje da morte do senhor Robert Waseige, com longa carreira em clubes belgas e na seleção (orientou a Bélgica no Mundial de 2002 que contava com o ex-leão campeão Mpenza). Cruzou-se com o nosso Sporting no verão de 1996, altura em que o presidente José Roquette e o diretor desportivo, Luís Norton de Matos, acharam boa ideia ir buscar o treinador de 57 anos ao Charleroi. Trouxe De Wilde e Missé Missé. Mas mais importante do que tudo, trouxe o marroquino Hadji e lançou Beto (contra o Metz de Didier Lang, para a Taça UEFA), capitão e figura central, anos a fio e hoje, team manager. As minhas condolências.

Alegria Máxima

Segundo a imprensa desportiva de hoje (vale o que vale), Luís Maximiano será a alternativa a Renan, sucedendo a Salin. Por ser um jovem da casa, com grande qualidade, é uma notícia que muito me alegra e desejo que em breve, seja o número um. Espero que seja verdade e que outros de igual perfil, como Thierry, Conté, Bragança ou Brás se lhe juntem.

Desafio

Volto a possíveis caras novas para o plantel leonino, no dia que se fala no jovem francês Rosier. Pergunto:

1. Que jovens da Academia devem subir ao plantel principal? (Considero que Diogo Sousa ou Max devem integrar o plantel para começarem a subir na hierarquia e que Thierry Correia, Abdu Conté, Pedro Marques e Pedro Mendes devem ser observados ainda mais de perto).

2. Que emprestados devem integrar o grupo? (A meu ver Domingos Duarte e Mama Baldé são opções obrigatórias e Ivanildo Fernandes, Daniel Bragança, Elves Baldé, Gelson Dala e Matheus Pereira devem pelo menos seguir para estágio).

Desafio

Quem deve ser o substituto de Bruno Fernandes no caso, mais do que provavel, do capitão sair? A meu ver, teriam que chegar um médio ofensivo e um extremo de muita qualidade, para combater o vazio deixado. As minhas apostas seriam Rodrigo De Paul, médio argentino de 25 anos, da Udinese e Cristian Pavón, extremo da mesma nacionalidade, de 23 anos, do Boca Juniors. (Bem sei que não são baratos mas se recebermos 60 a 70 milhões por Fernandes, acredito que possamos investir metade). 

O alerta Semedo

Bastante interessante a entrevista de Rúben Semedo ao jornal A Bola de ontem. Nunca fui grande fã do central, como jogador, mas gostei de ler o alerta aos mais jovens sobre os perigos inebrientes do dinheiro e da fama. Não era mal pensado que estas páginas estivessem impressas e espalhadas pelos centros de treinos desse país fora. Boa sorte, Semedo.

Obrigado Fredy

21355116_7JSZD[1].jpg

 

O facto de não ganhar nada com isso, não impediu o Sporting de deixar sair Montero. Desta vez, a custo zero, depois da tuta-e-meia (mais Barcos, esse Luiz Phellype argentino), pela qual o libertou quando estava quase quase a ser campeão e talvez só não o tenha sido porque na hora da verdade estava lá um Bryan em vez de um Fredy. Dir-me-ão que se poupa no ordenado. Eu preferia aumentar Montero e não pagar sequer um ordenado mínimo a Gaspar, Pinto ou Petrovic. Pela porta pequena sai um homem que venceu três taças, participou em 131 jogos e marcou 46 golos. Segundo avançado, franzino mas com faro de golo, Montero, espécie de João Vieira Pinto dos 150´, apresentou-se em Alvalade, numa tarde de agosto com um hat-trick ao Arouca. Marcaria 16 vezes no ano de estreia e mais 18 no seguinte. Sairia para a China, voltaria aos EUA (onde soma 75 golos em cinco épocas), antes de regressar a Lisboa. E agora, isto. Se Pedro Mendes subir já à equipa A e passar a suplente direto de Bas Dost, ainda podemos começar a pensar em perdoar esta jogada. Se não, é um sinal de desistir da época, quando ainda há Taça e Liga Europa. Ah, e 13 jogos do campeonato. E lá está, o Barcos brasileiro...

O dia seguinte

Já todos sabemos que a derrota de ontem foi humilhante e que o momento é mau. A conquista da Taça da Liga não apaga semanas de mau futebol nem a sensação de desilusão com Keizer, após a promessa de bom futebol, de ataque e com recurso a jovens formados na Academia. Miguel Luís e Jovane Cabral cada vez se vêem menos e outros, como Thierry Correia, Bruno Paz e Pedro Marques, nunca mais se viram. Elves Baldé e Daniel Bragança serão vistos apenas na próxima época. 

Keizer chegou com um bom plano A, com pressão e com o ataque a ser o foco da equipa. Eu não quis ver que a cada goleada correspondia pelo menos um golo sofrido e não quis acreditar que os golos marcados deixariam de ser suficientes. Keizer tem um bom plano A e ainda não encontrou o B. Petrovic, Gudelj ou Diaby são teimosias do holandês que parece agora trair-se, com cautelas demasiadas. 

A noite de ontem foi dura mas a época está longe de acabar. Não vamos ser campeões e a esta altura o quarto lugar até parece o cenário mais provável. Não o devemos aceitar já e devemos lutar por subir o máximo na tabela mas não dependemos só de nós. Não nos podemos esquecer é que ainda há a Taça de Portugal e a Liga Europa. Vencer a primeira e chegar às meias (mais do que isso, também é bem vindo) da segunda seriam metas para uma época interessante.

Keizer não se pode atrever a apostar nos mesmos na Luz. Acredito que alguns, como Dost, Raphinha, Nani ou Wendel, saibam fazer muito mais (aliás, já o fizeram). Outros há que acredito que não possam dar muito mais. Para o lugar destes, é quase obrigatório apostar-se no que há. E o que há são jovens de qualidade. Thierry e Abdu não fariam melhor nas alas defensivas? Ilori já cá está, que jogue. Bruno Paz ou Doumbia seriam melhores trincos do que o atual e, para ajudar Bruno Fernandes a não se sentir sozinho no meio-campo, gostaria de ver Miguel Luís a jogar mais. No ataque, Jovane precisa de mais minutos e se Pedro Marques não puder ser lançado de início, que vá sendo gradualmente.

O momento é mau, há um contexto que nunca podemos esquecer (onde estávamos há seis meses?), o plantel é mais fraco do que gostaríamos mas há tempo e recursos para fazer muito melhor. Assim Keizer se lembre de um plano B, os jogadores mostrem a sua garra e os jovens sejam lançados. Assim Keizer volte a ser fiel à sua escola de futebol de ataque e de aposta nas camadas jovens. Assim Keizer deixe as cautelas e se abra. Afinal de contas, o 2-4 de ontem teria custado menos se tivéssemos visto uma equipa de jovens portugueses, com garra e a atacar.

A Kura para a Krise

Era pouco provável que um careca holandês, vindo das Arábias, com quase 50 anos e sem títulos no currículo, coadjuvado por antigo mediano médio português, pusesse o Sporting no rumo das vitórias. Tenho que dar a mão à palmatória. Keizer foi muito bem escolhido. Leva sete vitórias consecutivas, só sabe marcar três ou mais golos e mesmo com as aselhices defensivas, pôs o Sporting a dar espetáculo. Até deu utilidade a investimentos pesados como Wendel e Diaby, até aqui na garagem. Até lembrou que afinal a Academia ainda não está gasta e deu minutos a Correia, Paz e Marques, continuando a apostar em Miguel Luís. Conté, Djaló ou Bragança estão à espreita. Claro que o plantel é curto e com este ritmo, a fatura terá que ser paga. Claro que não nos podemos achar já os maiores e entrar na habitual roleta sportinguista de euforia e depressão. Mas há que aproveitar o momento e já agora, começar a subir o número de gritantes de golo em Alvalade. No final do dia, a restruturação financeira é vital mas a malta quer é golos. Aos 5 de cada vez. Na Na Na. Keizer é o Kurandeiro da Krise.

Os Fernandes nos Açores

Para distrair a cabeça de mais um foco de instabilidade e especulação, fica aqui a curiosidade. Tiago Fernandes será (ao que tudo indica) o treinador principal do Sporting na deslocação ao campo do Santa Clara. Em agosto de 1999, na estreia do Santa Clara na primeira divisão (andava por lá Clayton que viria a jogar no Sporting), também estava um Fernandes sentado no banco. Era Manuel, lenda do Sporting, mas estava no lado oposto e a vida correu-lhe bem. Empatou o clube do coração a duas bolas. Por nós, marcaram Edmilson e Acosta. Que desta vez vença o Fernandes. 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D