Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Vencemos uns padeiros escoceses

img_920x518$2020_09_24_22_26_23_1758309.jpg

 

Uns padeiros com oitos jogos oficiais nas pernas, que fazem do físico a sua grande arma e que se fecharam lá atrás mesmo estando a perder desde o minuto cinco. 

Nada mau para uma equipa que perdeu nove jogadores e um treinador para o COVID19. Nada mau para uma equipa que não fazia um jogo há quase três semanas.

Sim, apenas vencemos uns padeiros. Mas em jogos a uma mão tudo pode acontecer. O PAOK que o diga.

Vencemos também com um golo de Tiago Tomás numa bela jogada de Vietto. Venha o Lask!

Já sobre a AG, parece que há uma recolha de fundos para uma providência cautelar que ainda não foi apresentada. Como é que se dizia? Ah! "É seguir o dinheiro..."

A B, finalmente

img_920x519$2020_07_08_19_33_42_1723470.jpg

 

O descuido com a formação culminou com o descer de divisão, e consequente desmantelamento, da equipa B. A partir daí abriu-se um intervalo impossível de colmatar no processo formativo, removendo competitividade aos atletas em entre os 17 e 23 anos.

Hoje às 17h, com transmissão no Canal 11, o Sporting B volta a jogar. Rumo ao futuro!

Uma prova de humildade do Conselho Directivo

6d69899f18ce4f4ffe8600be1418777c.jpg

 

Não vivemos tempos fáceis, o COVID19 dita regras que nem sempre facilitam o diálogo de temas importantes. Ainda assim parecia demasiado redutor ter uma Assembleia Geral para votar o orçamento sem qualquer leitura antecipada ou discussão do dito.

Os sócios do Sporting queixaram-se e foram ouvidos. O Conselho Directivo teve um momento de humildade e decidiu publicar online o Orçamento. Mas não se ficou por aqui: Continuando a ouvir os Sportinguistas, abriu um canal para esclarecimento de dúvidas que pudessem sair da leitura do mesmo.

Nunca achei esta direção mal intencionada mas sempre pensei que tinham um certo toque de autismo ao se recusarem a ouvir sócios e adeptos. Felizmente o bom senso começa a imperar e, parece-me, ainda bem a tempo de recuperar a ligação entre adeptos e Clube.

Pelo que vi, parece-me um bom orçamento. Muitos cortes mas parecem ter por base a noção da situação que vivemos. Sem público nos pavilhões, as receitas vão obviamente descer. É um orçamento para aprovar e esperar que seja a base para um ano com muitos títulos nas modalidades que tanto nos orgulham.

O que mais custa

Talvez seja egoísmo, mas o que mais me custa mesmo, em o jogo ser adiado, é passar mais quase uma semana sem ver o Sporting jogar.

Quinta vai ser um jogo difícil mas se tiverem tanta vontade de ganhar como eu de ver o jogo, vai ser de goleada.

Um dia mau

Só ontem:

- 400 quilos de cocaína apreendidos no Porto de Leixões

- GNR apreende cerca de 23 mil pés de cannabis, a “maior” apreensão em Portugal e “uma das maiores da Europa”

- Benfica eliminado da Liga dos Campeões na pré-eliminatória

 

Há dias de azar!

 

Sporting e Braga anunciam acordo por Rúben Amorim

img_920x518$2020_09_07_02_02_31_1751046.jpg

 

O Sporting e o Sporting de Braga acabaram de publicar um comunicado conjunto onde informam sobre o acordo para o pagamento de Rúben Amorim.

A Sporting Clube de Braga - Futebol, SAD e a Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD informam que chegaram hoje a acordo sobre a forma de regularização de todos os montantes devidos em função da contratação do treinador Rúben Amorim.

Depois do lucro do R&C, mais uma má notícia para os que desejam o mal do Clube.

A Vida (não) é Bela

guido-the-giving-tree-la-vita-e-bella.jpg

 

É minha convicção que apoiar é uma das grandes responsabilidade dos adeptos (supporters). Mas não podemos ignorar a responsabilidade da direção em dar aos adeptos algo para acreditar e apoiar.

A gestão de um clube deve ser altamente racional mas o futebol é extremamente emocional, os adeptos precisam que a chama da sua paixão esteja constantemente a ser regada com a dose certa de gasolina. Bruno de Carvalho percebeu bem metade desta premissa, infelizmente levou o lado emocional para a gestão do clube e emolou-se nele.

Para se ser adepto do Sporting, hoje em dia, é quase preciso ter um mestrado em Alta Finança. Temos que saber o que são VMOCs, discutir os benefícios de uma venda da SAD, entender que não temos liquidez apesar das vendas pornográficas que foram feitas, etc. Isto tudo é errado, é claro que podemos entender tudo isto mas, no fundo, o único número que importa para a paixão é o número de vezes que a bola bateu no fundo das redes adversárias.

O Presidente do Sporting tem que ser uma espécie de Roberto Benigni em "A Vida é Bela". Ter ambição e criatividade para conseguir uma miúda "impossível", ser humilde para trabalhar diariamente e, acima de tudo, ter a capacidade de manter o filho (os adeptos?) feliz e motivado durante a maior tragédia de que há memória na História da Humanidade. Sim, no fim "o seu mandato" acabou. Todos acabam inevitavelmente, não é? Mas é o que se faz durante "o mandato" que faz valer a pena. A vida, de para quem o Guido trabalhou, continuou.

Desce da Torre de Marfim, Frederico. Trabalha para os adeptos e sócios do Sporting Clube de Portugal. Ainda vais a tempo de tornar a tornar a nossa vida bela.

Maioridade

portosporting.jpg

 

Materializou-se ontem aquilo que virtualmente já o era, o Sporting Clube de Portugal está há dezoito anos sem ser campeão.

Dezoito anos onde, por vários motivos, fomos deixando escapar o título. Aliás, foram mais os anos em que o título nos deixou escapar a nós do que o contrário. Provavelmente, nestes dezoito anos, poderíamos ter sido campeões quatro vezes. O que, sendo muito melhor que a triste realidade, não seria nada de especial para a nossa grandeza.

Dezoito anos onde vimos mais adeptos nossos serem assassinados às mãos de rivais do que títulos. Dezoito anos onde vimos o Bruno Cortez ser campeão e o Bruno Fernandes não passar de um terceiro lugar.

E nem se pode dizer "ah mas esteve perto". Não estivemos nunca perto de ser campeões porque o Sporting nunca percebeu como se jogava este jogo. Fomos enfiando cada vez mais o barrete do Calimero em vez de arregaçar as mangas e ir à luta. Aliás, as alianças estratégicas foram precisamente o nosso papel no jogo: estar de joelhos, a servir de degrau para a escalada de quem foi vencendo.

Como percepciono uma culpa tão grande como a minha azia, a travessia no deserto tem os seguintes rostos:

  • Frederico Varandas (2 épocas)
  • Artur Torres Pereira (1 época)
  • Bruno de Carvalho (6 épocas)
  • Luís Godinho Lopes (3 épocas)
  • José Eduardo Bettencourt (2 épocas)
  • Filipe Soares Franco (4 épocas)
  • António Dias da Cunha (3 épocas [desde o último título])

 

Até ontem, no final do jogo, o clube e os adeptos, em vez de ficarem com uma fome danada, frustrados e a querer mais e melhor, foram-se meter a celebrar as vitórias da sua cabeça. Uns celebraram só perder por dois no Dragão, outros celebraram a oficialização da época com mais derrotas na hossa História, outros chegaram mesmo a celebrar o título do Porto porque "pelo menos não foi o Benfica". E assim vamos nós.

Ontem também foi o dia em que os sócios do Sporting viram que o seu número reduziu. Temos, neste momento, cerca de 107k sócios. Um número que nos devia fazer corar de vergonha por dois motivos. O primeiro por termos andado a fazer de conta que éramos mais, o segundo por em três milhões de adeptos não se encontrar mais gente capaz de dedicar ao Clube pouco mais que um maço de tabaco por mês.

Ontem toda esta tragédia atingiu a maioridade. Dezoito anos. Dezoito anos de um caixa de óculos, virgem, fechado numa cave, a ser um troll na internet.

Sai à rua, Sporting! Sai com querer, sai com garra, sai com fome!

A banalização da criminalidade

image.jpg

 

Se estivessem a atravessar a estrada, fora da passadeira, alguém tinha o direito de vos esfaquear?

Sim, é um reductio ad absurdum mas é a metáfora perfeita para o que se passou ontem em Moreira de Cónegos. O Sporting não fez uma exibição de encher o olho mas viu Tiago Martins e Jorge Sousa (VAR) prejudicá-lo de maneira inexplicável.

Jorge Sousa ignorou olimpicamente três grandes penalidades e Tiago Martins escolheu não expulsar Abdu Conté.

Jorge Sousa foi, durante toda a sua carreira, aquilo que na gíria se chama um "FILHO DA PUTA" para com o Sporting Clube de Portugal. O sindroma de pénis pequeno levou-o mesmo a ter este pequeno ataque de prepotência contra um dos nossos guarda-redes:

 

Já Tiago Martins pertence à nova escola de padres. Pelos vistos, esta semana, voltaram a rezar e a cantar bem.

Joguemos bem ou joguemos mal, nada dá o direito a ninguém de nos prejudicar! Nada!

Para os católicos: Há um mandamento que diz "Não roubarás!"

Para os ateus: Se forem assaltados, não perdoam o assaltante por irem mal vestidos, certo?

Para os Sportinguistas: Não se pode aceitar como normal que nos prejudiquem dentro de campo. Isto não tem que ser resolvido nos bastidores, isto tem que ser resolvido de forma clara e à vista de todos: Não devemos tolerar roubos! Não devemos aceitar maus árbitros. Não devemos aceitar menos que aquilo que é o nosso direito de ver os nossos lances bem ajuizados!

Do que é que a Liga e o CD da FPF estão à espera para suspender estes dois LADRÕES?

Boa noite, Sofia

transferir.jpg

 

Esta semana, no Canal 11, Sofia Oliveira e seus pares tentaram ridicularizar Jovane Cabral enquanto faziam declarações de amor a Adel Taarabt.

Não houve posts de reação, não houve uma palavra que fosse na conferência de imprensa para isso. Houve, sim, um grande jogo e mais um grande golo.

A melhor maneira de calar os idiotas não é com palavras idiotas, é com trabalho e talento. E isso Jovane tem de sobra.

Boa digestão.

Naturalidade

img_900x508$2020_06_12_23_35_46_948710.jpg

 

As bolas no poste vão dando lugar a golos. Os maus jogadores vão dando lugar aos bons, os velhos vão abrindo espaço para os mais novos. Os assobios vão dando lugar a esperança nesta nova fornada. Os maus resultados vão dando lugar às vitórias.

Tudo natural. Tão natural como tem que ser para o Sporting somar três pontos, por muito que isso custe a quem não gosta de nos ver a ter sucesso.

Sentimento com que acabei o jogo: orgulho

naom_5dcd7c0e060ca.jpg

 

Sim, não vencemos. Sim, não foi uma exibição de encher o olho. Sim, temos um treinador que foi caro e não vence todos os jogos. Todas estas conclusões são óbvias e até justas. Mas não consigo deixar de sentir orgulho no meu/nosso Clube.

Foi dito que iria ser feita uma aposta na formação e que Rúben Amorim tinha sido contratado para potenciar jogadores e foi isso que vi ontem em campo. Matheus Nunes (21) e Eduardo Quaresma (18) fizeram o seu primeiro jogo pela equipa A. E que jogão de Eduardo Quaresma, diga-se! Jovane Cabral (21) foi o grande motor ofensivo da equipa e meteu quatro (4!) bolas de golo nos pés de Vietto e Sporar. Infelizmente só um entrou mas o princípio está lá.

Rafael Camacho (20), numa posição diferente, também deixou muito boas indicações. Com mais calma será um jogador top mundial.

Ainda na baliza esteve Max (21) e a primeira substituição foi Gonzalo Plata (19).

Há futuro para o Sporting. Por muito que isso doa a quem prefere a terra queimada.

O fim do processo

image.jpg

 

Foi lida hoje a sentença do processo referente à invasão à Academia do Sporting em Alcochete.

O resultado foi aquele que se vinha adivinhando: Bruno de Carvalho, Bruno Jacinto e Nuno Mendes foram absolvidos de todos os crimes. Para os restantes, houve oito penas suspensas, quatro multados, e nove penas efetivas.

Sobre a decisão

É bastante positivo que Bruno de Carvalho tenha sido considerado inocente, é o sinal inequívoco que o Sporting, enquanto instituição, está  isento de culpa dos hediondos actos. O que me preocupa, nesta situação, é a justiça portuguesa ter sido capaz de prender alguém sem as provas suficientes que levariam a uma condenação. Ainda estamos muito longe de ter a justiça que merecemos enquanto cidadãos.

A decisão tomada tem que ser vista como base para os restantes processos de violência, relacionada com desporto, que estão a decorrer. Por exemplo, não espero menos de cinco anos de prisão efectiva para Luís Pina no caso do assassinato de Marco Ficini. Também não espero menos de cinco anos para os elementos dos No Name que atacaram um adepto do Sporting nos últimos dias.

 

Sobre o Sporting

À medida que a absolvição de Bruno de Carvalho foi ganhando forma, começaram a surgir os primeiros pedidos de impugnação da AG de destituição e das últimas eleições. Acho que é legítimo que se discuta isto mas não concordo. Na minha opinião pessoal, o resultado da AG é demasiado óbvio para se poder achar que é tudo resultado de manipulação dos media. Até porque há Sportinguistas susceptíveis aos media mas achar que todos o são é achar que a massa adepta do Clube é, por defeito, estúpida e que não é capaz de tomar decisões em urna. Eu, não me vendo a mim nem aos meus consócios como inimputáveis, tenho que respeitar a vontade da maioria.

Espero que os absolvidos consigam recuperar a dignidade na sua vida pessoal e profissional, conto que processem o Estado pelo impacto nas suas vidas, mas também espero que entendam que não faz sentido arrastar o Sporting para mais uma desnecessária sessão de exposição mediática.

Afinal, quem traiu quem?

"Ontem fui brindado na internet com os elogios de Luis Gestas! O melhor Presidente da história... Um grande motivador de pessoas... Um grande impulsionador...
Mas... um mentiroso! Eu disse que a partir de Fevereiro já estava farto de vocês todos e Gestas diz que é falso! Estávamos mais unidos do que nunca diz Gestas..."

Do mesmo autor de

"No meu último dia na SAD, a Dra. Elsa Judas entrou aos gritos no gabinete do Dr. Carlos Vieira (...) e (...) conversou sobre quotas e uns alegados 10 mil euros... (...) Percebi que nada daquilo se encaixava na confiança que até então sentia na equipa que comigo dirigia o clube e a SAD"

No futebol, o que hoje é verdade amanhã é mentira. Quem traiu é o traído e o traído é o traidor. Não há consistência, nem interessa pois os factos não hão-de atrapalhar uma bela história.

Que futebol nestas circunstâncias?

Covid19-4[1].jpg

 

Estamos a cerca de vinte dias, em teoria, do jogo que reatará a Primeira Liga. Uma semana depois da maior parte das equipas voltarem ao trabalho, três jogadores do Vitória de Guimarães e cinco do Famalicão acusaram positivo no teste ao COVID19.

Que condições têm as equipas para voltar a jogar futebol quando o risco de contágio é mais que muito? Valerá mesmo a pena?

Por muita vontade que tenha de voltar a ver a bola a rolar, prefiro que esta época seja dada por terminada e que se volte em Setembro, ou quando houver condições.

O Sporting não precisa de heróis

José de Pina descreve, e muito bem, a alucinação em que alguns Sportinguistas vivem, acreditando que o Sporting só nasceu em 2013. Já antes, desde sempre, o Sporting sempre foi grande! E, desde sempre, houve gente a lutar contra o sistema que se instalou no futebol nacional.

O Sporting não precisa de heróis, muito menos de Dons Sebastiões. O Sporting precisa é de todos os seus adeptos a pensarem no Sporting e não divididos entre o "Sporting de A" e o "Sporting de B". Sporting há só um, o Clube de Portugal!

 

Andou ao engano

confuso-na-vida.jpg

 

Um ex-presidente do Sporting veio dizer que o Sporting Clube de Portugal sempre foi uma monarquia e só fez uma pausa entre 2013 e 2018. Curiosamente também disse que foi durante esse período que mais se enalterceram os valores do Sporting.

Ora, se o Sporting sempre foi uma monarquia com todos esses defeitos, de que serve enaltecer os valores definidos pelos "nefastos" monarcas?

Durante esta quarentena tem-se visto muitas fotografias das campanhas europeias do Sporting com o velhinho José de Alvalade cheio. Inclusivamente ganhámos uma Taça europeia no "tempo da monarquia".

O Sporting, com as suas qualidades e defeitos, nasceu em 1906 e desde então sempre foi enorme. Querer reduzir a sua grandeza ao período pós-2013 é um periogoso reescrever da história. Se não percebeu isto, andou claramente ao engano.

40% de corte nos salários do futebol profissional

image.jpg

 

Apesar de Frederico Varandas estar ao serviço do país no combate ao COVID19, o Sporting foi dos primeiros clubes portugueses a atingir um acordo com os jogadores de forma a ajudar os seus salários durante esta crise que abala o mundo.

Serão 40% de corte nos salários. Estes 40% passarão a 20% em caso de retoma do campeonato.

Pelos vistos é mesmo possível conciliar as duas coisas quando o mundo realmente precisa de mais um médico (todos contam) e o Sporting precisa de continuar a ser gerido.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D