Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Imprensa clubística

21563828_1CCmD[1].png

 

A imagem é da capa do jornal O Jogo de hoje, 22 de Setembro. Creio que como eu, os sportinguistas lêem estas notícias sobre o Sporting de jornais afectos a outros clubes (neste caso o FC Porto) como quem lê um daqueles papéis que por vezes nos deixam no para-brisas do carro, anunciando o mau-olhado e azar, se não ligarmos para o professor Karamba (ou Mamadu ou equivalente). Muitas vezes, o objectivo é apenas criar intranquilidade e instabilidade no clube. Frequentemente funciona.

Em todo o caso, é um bom pretexto para desenvolver o tema: que futuro para Pontes? Pontes pegou num plantel desequilibrado, com carências evidentes, com pouquíssimo peso da formação (ao contrário do que a direcção anunciava). Talvez Keizer tivesse querido dar mais tempo aos jovens a desenvolver nos sub23 e ir lançando ao longo da época. Nunca saberemos. Mas o plantel deixado por Keizer é pobre, depois da saída de Bas Dost. O jogo paupérrimo. A imagem deixada frente ao Rio Ave (2-3, seu último jogo) demorará a passar. Pontes ficou com poucos dias para preparar com a totalidade do plantel o jogo com o Boavista (o tal em que o Padre Sousa "excomungou" Bruno Fernandes, o melhor jogador do campeonato, em mais um serviço à Liga portuguesa). Poucos dias depois o jogo com o PSV fora. Amanhã o jogo contra o Famalicão, 1o classificado. Depois, os também difíceis jogos que O Jogo refere.

Será justo, se está série for negativa, retirar Pontes? É claro que não. Se a direcção estiver a ser séria, irá continuar. Se apenas foi buscar Pontes para o "queimar" nesta difícil série de jogos, enquanto guarda melhor série para lançar novo treinador, será mais um tiro no pé. Aproximam - se a grande velocidade os jogos com FC Porto e SL Benfica. Será que teremos um terceiro treinador antes do final do ano? Quero crer que não.

A lição de Eindhoven

Notavam os comentadores da SIC durante o Sporting Clube de Portugal - PSV de hoje (cujas incidências o Pedro Correia já resumiu perfeitamente em post anterior) que os holandeses tinham maioria de jogadores da formação, enquanto nós tínhamos maioria de estrangeiros. E contrastava esta situação com o histórico do Sporting de lançar jogadores.

Faltou lembrar que a equipa da  formação trabalhada nos últimos anos - aquela que ganhou o campeonato europeu foi vendida (João Mário e Adrien) ou rescindiu toda (ou quase) unilateralmente há pouco mais de um ano, nas circunstâncias em que se sabe. E acabou vendida ao desbarato (menos um tal de Rafael, que de leão não tem nada - e que seguramente será lembrado como um dos maiores oportunistas a vestir a camisola verde e branca). 

O último ano podia e devia ter sido aproveitado para lançar novos jogadores. Peseiro apostou em Jovane, que lhe rendeu muitos pontos. Keizer veio e puxou por Miguel Luís também. Mas, este estranho ET - que veio para Alvalade com rótulo de mestre da formação, com zero de currículo, além de uns meses a frente da equipa do ajax, enquanto esta procurava treinador - ao fim de poucos meses sentou ambos.  Este ano esperava-se que MK promovesse jogadores como Pedro Mendes, que estiveram em muito bom plano na última época nos sub-23. Já falei aqui do caso de Daniel Bragança, talvez o melhor talento da sua geração. Thiery era uma escolha óbvia. Mas mesmo assim, na pré - época MK testou Ilori a lateral direito (!), com resultados paupérrimos. Depois da venda de Thierry, o onze de MK ficava de novo sem qualquer jogador da formação. Leonel Pontes tem uma árdua tarefa pela frente. Começando pela defesa, que hoje mais uma vez foi um desastre (Coates teria lugar nos sub23, a jogar assim?).

Hoje arriscou bastante, fazendo entrar Jovane, que fez a cabeça em água à defesa do PSV, mesmo acabado de regressar de uma lesão. Arriscou com Miguel Luís, mais apagado mas a cumprir. E apostou em Pedro Mendes, que, com aquele golo ao fim de 70 e tal segundos em campo, deu à equipa bem mais do que uma chance para empatar o jogo (ou mesmo virar). 

Aquele golo foi um murro na Mesa. Um estou aqui. Estamos aqui. O Sporting corre-nos nas veias.

Há poucos anos ganhamos 3-0 ao SLB na Luz, acabando a jogar com 9 jogadores da formação (se a memória não me falha.)  quando voltarmos a ter 7 ou 8, ganhamos até por mais.

Vá em frente Leonel Pontes, não tenha medo. 

Record... De desonestidade

21557125_9kTiS[1].png

 

De tudo o que foi dito sobre a ridícula expulsão do Bruno Fernandes, capitão do Sporting Clube de Portugal, o Record resolve destacar... As contas que Futre fez! Tirou tudo a limpo... Aliás, se há coisa em que o Futre é bom, são as contas. O que disse Beto ou Pontes aparecem lá em baixo em pequenino no site. É a imprensa que temos, sempre pronta a incendiar Alvalade.

O "Félix" da Amoreira

 

Dizia-me ontem um amigo adepto do Estoril que o nosso Daniel Bragança tem sido consistentemente o melhor jogador da equipa. Pelo estilo e inteligência de jogo, no Estoril já lhe chamam o "João Félix". Foi o homem do jogo. Já o vejo jogar há vários anos e acho que pode ser bem melhor que o Félix (este hiper-inflacionado pela nossa imprensa desportiva sempre subserviente ao agente que manda no futebol português). A mim, lembra-me o Dani (dos primeiros tempos, antes de se perder no West Ham, depois no Ajax e depois no clube rival de Lisboa). Sobre Bragança, é um talento puro e a única coisa que não entendo é porque não está nos AA. Não seria titular de caras, mas poderia ganhar minutos e rodagem nos jogos das taças, para se ir assumindo como futuro titular. Por favor, dr. Varandas, não deixe que Bragança seja mais um Geraldes...

As nossas claques

21556690_o5Wff[1].jpg

 

Assisti ao jogo junto às nossas claques. Foram (fomos) absolutamente incansáveis, do primeiro ao último minuto. Um verdadeiro show. Nódoa no pano: os insultos a Varandas no final do jogo. Uma ressalva: vieram de uma parte, talvez menos de metade dos adeptos. Os jogadores, ao chegarem junto à bancada do SCP no final do jogo, tiveram mais aplausos do que assobios.

É urgente que a direcção do clube se entenda com as claques. Esta tensão permanente não beneficia nem dignifica o clube. Porque não convocar uma reunião da direcção com os lideres das claques? Temos há muitos anos as melhores claques do país, das melhores do mundo. Andei muitos anos com elas. Vi cair o varandim à minha frente e o very light do Jamor cair poucas dezenas de metros ao meu lado, matando um homem em frente ao filho.

As claques são feitas de Gente que sacrifica muito pelo clube, que o vive como poucos. Há marginais? Claro. Mas são uma minoria. Não os diabolize, dr. Varandas. Um verdadeiro líder sabe estender a mão. Tem de partir de si.

Boa sorte, Leonel Pontes

21556679_lk2gI[1].jpg

 

Ver Leonel Pontes no banco foi uma lufada de ar fresco. Interventivo, quando Keizer era passivo. A corrigir constantemente os jogadores, quando Keizer mantinha aquele ar de enfado de quem espera que o jogo termine rápido para ir para casa sentar-se no sofá. Sem aquela teatralidade algo ridícula de Jorge Jesus, mas gritando quando algum jogador não pressionava ou não defendia. O resultado foi mau, mas o Sporting foi claramente a melhor equipa perante um adversário a defender com 10 jogadores e muita agressividade (sempre à beira da agressão). A equipa decisiva, essa foi a do incrível Jorge Sousa, sempre a deixar os jogadores do Boavista varrer ao soco e pontapé Bruno, Wendel e Bolasie. Falou bem Pontes no final. Expulsar Bruno Fernandes daquela forma é um insulto para o melhor jogador da pobre Liga portuguesa e uma falta de respeito para uma instituição como o Sporting Clube de Portugal. Deveria ser secundado pela direcção. Voltando a Pontes, surpreendeu-me pela positiva. Com poucos dias de trabalho, a equipa fez globalmente um bom jogo e melhorou bastante da 1a parte para a 2a. Dificilmente se poderia esperar melhor, dadas as baixas no ataque (e as carências naquela zona do terreno, fruto de um início de época péssimo em termos de planeamento) e as estreias à força. Tendo em conta a trapalhada que Pontes herdou, deixar dois pontos no Bessa num jogo condicionado pela arbitragem é um mal menor. Se conseguir continuar a fazer crescer a equipa, e se os resultados aparecerem, Pontes pode ser uma boa solução. Boa sorte, Leonel Pontes. E viva o Sporting Clube de Portugal.

A Liga dos árbitros

O Sporting hoje mostrou uma nova cara. Dominador, coeso, sem dar espaços ao adversário. Seria um justo vencedor. Quem não mostrou uma cara nova foi a arbitragem. Desde o primeiro minuto a proteger a equipa que fazia anti-jogo (o Boavista). Entretanto, Faltas atacantes inacreditáveis marcadas a Bolasie e Acuña, eliminando jogadas de perigo para o SCP. O corolário é a expulsão de Bruno Fernandes, que sofreu faltas violentas (a roçar a agressão) todo o jogo. Na sua (que tenha contado) 1a falta leva amarelo e é expulso (o outro cartão foi por protestos...). Incrível que o BFC acabe este jogo com 10. Que seja o Sporting a ter um jogador expulso é ultrajante, sobretudo da maneira que foi. As arbitragens este ano têm sido autênticos enxovalhos, retirando pontos ao Sporting. E como vai a direcção reagir à enormidade que foram estas últimas arbitragens de jogos do SCP?

Suar a camisola

 

IMG-20190915-WA0021.jpg

 

Estreia da equipa de corrida do Núcleo de Matosinhos do Sporting Clube de Portugal, 15 de Setembro de 2019, Corrida do Porto de Leixões. Grandes núcleos tem o nosso clube no norte do país. Matosinhos, dos mais novos, é já dos mais dinâmicos, a promover o sportinguismo e o desporto, suando a camisola. À noite, lá estaremos no Bessa...

 

Ambição de campeão

Apaixonado pelo Sporting que sou, é com profundo orgulho que começo hoje a dar o meu modesto contributo para este blog de referência no mundo leonino. E com enorme gratidão pelo convite, claro.

Além da paixão verde-e-branca, e de uma inabalável confiança e sede de troféus, trago alguma experiência - de jornalismo, de Governo e de gestão.

O Sporting Clube de Portugal, naquilo que é a sua história incomparável no desporto em Portugal - que vai desde troféus europeus no futebol a ouro olímpico na maratona - está, para mim, sempre em primeiro lugar. Acima deste ou daquele indivíduo ou grupo. Se aqueles que o dirigem não se considerarem maiores do que esta Instituição, terão o meu apoio, mesmo nos momentos difíceis. Quando/se acharem maiores do que o Sporting, se confundirem com ele, ou simplesmente se aproveitarem dele, terão a minha oposição feroz.

Não podem esperar de mim a fulanização, o ataque pessoal, a descrença. Somos um clube com valores diferentes e temos de lutar por eles todos os dias, todos os minutos e segundos que estamos em campo. 

Vivemos uma fase desafiante, sim. Mas alguma vez houve fases fáceis, num país onde os nossos principais rivais têm um longo historial de manobrar as instituições e as regras a seu favor? A semântica não será o forte de LF Vieira, mas há dias gabava-se da "hegemonia" do seu clube no futebol português...

É importante sermos exigentes dentro de casa, e temos muito trabalho a fazer. Mas não nos podemos distrair de estar absolutamente vigilantes e actuantes em relação a tudo o que se passa à nossa volta. E não é preciso ir muito mais longe do que a última jornada para o demonstrar: três penáltis contra o SCP; uma expulsão absurda a favor do FCP no 1.º minuto de jogo; um Braga (os "guerreiros"...) apático contra o SLB, a marcar dois golos na  própria baliza.

E é isso que mais me preocupa no SCP de Frederico Varandas. Quero ver mais vigilância em relação aos nossos rivais e mais vontade de ganhar. Na entrevista de há dias, queria ter ouvido um plano para chegar ao título nacional - esta época ou, o mais tardar, na próxima. Queria ter ouvido várias vezes a palavra "campeão". Ou "campeonato". Em vez disso, ouvi muitas justificações, às vezes com uma truculência algo excessiva. Demasiado "olhar para dentro" e pouco olhar para fora. Podemos ter a melhor formação e a melhor equipa do campeonato. Mas nunca ganharemos nada enquanto o Sr. Vieira ajudar a compor os orçamentos de um terço (ou mais...) dos clubes da 1.ª Liga, comprando jogadores para depois despachar. Como, aliás, se entreteve a fazer nos últimos meses. É preciso falar sobre isto. Contra isto. 

Nada de masoquismos. Nada de carneirismos. Nada de choradinhos. Zero de dramatismos. Tudo pelo SCP.

SL

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D