Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Depois de algumas semanas de silêncio, Bruno de Carvalho falou e disse

Deixo aqui o conteúdo da carta dirigida ao Dr. Rogério Alves que o ex-presidente publicou na sua página do Facebook, onde a anterior tinha sido (quase um mês atrás) aquela tentativa falhada de comparar, do ponto de vista do Sporting, o assalto terrorista de Alcochete com a morte criminosa dum Ultra da Fiorentina de visita a Portugal:

“Ao Presidente da MAG do Sporting Clube de Portugal,

Eu e o associado Alexandre Godinho, estamos à espera de uma resposta à carta (em anexo) por nós enviada e recepcionada por Vós, a 12 de março de 2019, relativa ao nosso processo de expulsão e aos procedimentos a adoptar na Assembleia Geral do próximo dia 6 de Julho.

Calculamos que o seu tempo deve ser escasso, pois tem tido muito trabalho entre mãos. A título de exemplo desse intenso trabalho temos as inúmeras presenças nos Núcleos do SCP, onde sabemos ser muito activo na tentativa de angariação de votos a favor da nossa expulsão.

Mas o V. trabalho não se resume só a isto. Tem ainda o trabalho de explicar ao Varandas, saberes de anatomia pois não somos constituídos por cabeça membros e pernas, mas sim por cabeça, tronco e membros. Mas não fica por aqui, pois ainda tem as várias reuniões com pessoas das diversas modalidades para que consigam aprender as suas regras, nomeadamente, a duração de cada parte. Tudo isto não deixa muito tempo livre a V. Exa. para responder aos Associados. E nos “entretantos” ainda temos as diversas auditorias – inúteis – que para além de tempo também vos tiram o sono. Passo a explicar: tempo porque se está a passar tudo a “pente fino” e sono porque não descobrem nada de errado nos tempos da minha direcção. E ainda há que contar com aqueles almoços e jantares, reuniões e cafés com vários dos mais antigos associados, também na tentativa de angariação de votos para a nossa expulsão. Lá está, mais uma vez, mais tempo e recursos despendidos. E quase que me esquecia da mudança das dezenas de colchões das camas da Academia que deve ser um verdadeiro quebra-cabeças para V. Exas. Enfim, há que “compreender” e “parabenizar” este árduo trabalho conjunto dos Orgãos Sociais com o único objectivo de nos expulsarem – a mim e ao associado Alexandre Godinho.

Foquemo-nos na carta e na necessidade dos associados obterem respostas – para além de ser uma questão de bom senso e de boa educação é um dever de quem Preside à Mesa duma Assembleia Geral. Na referida carta, ao lermos os pontos 9 e 10, verificamos como se deve organizar e regulamentar, defendendo procedimentos democráticos, éticos e morais, a AG do próximo dia 6 de Julho.

Infelizmente, nas últimas AGs – destituição e suspensão de sócio – não foram cumpridos nenhuns destes três pilares que consideramos básicos numa sociedade e Instituição que se quer consonante com um Estado Livre e de Direito. Em ambas as referidas AGs foram cometidas várias e graves ilegalidades – destaco a não leitura das actas das AGs anteriores ou a abertura do período de votação sem ter sido dada previamente a hipótese dos visados e dos associados falarem e debaterem os respectivos assuntos. O Sporting Clube de Portugal merece mais do que AGs manipuladas e campanhas orquestradas para afastar a todo o custo aqueles que fazem frente – sem medo e sem filtro – aos interesses instituídos, aos que em vez de servirem o Clube se servem do mesmo.

Solicitamos que sem rodeios e sem falácias jurídicas, nos responda de forma clara sobre qual o procedimento que vai ser adoptado para esta AG do próximo dia 6 de Julho:

1. Após os procedimentos regulamentares a AG será iniciada com uma intervenção, minha e do associado Alexandre Godinho, nunca inferior a 15 minutos cada?
2. Depois da participação de ambos abrirá a AG às intervenções dos Associados?
3. Terminadas as intervenções de associados, eu e o associado Alexandre Godinho poderemos usar novamente da palavra por um período nunca inferior a 15 minutos cada, de forma a podermos esclarecer todas as questões e dúvidas que possam ter sido suscitadas pelos restantes associados nas suas intervenções?
4. A abertura das mesas de voto ocorrerá depois da conclusão dos 3 momentos anteriormente referidos?

Aguardamos a resposta e informamos que tornaremos pública esta missiva e a nossa carta de dia 12 de Março de 2019.

SL
Bruno de Carvalho
Alexandre Godinho”

 

Bom, lendo esta "coisa" posso colocar várias questões:

1. Octávio Machado já há muito dizia que o homem ia acabar mal e ninguém à volta dele estava a ajudá-lo. Em que estado estava quando escreveu isto? E os Letais ao Sporting vão conduzi-lo a que sítio exactamente?

2. "O Varandas" ignorante retratado na missiva é o presidente eleito do Sporting ou é aquele médico que assistiu Bruno de Carvalho e família quando precisaram?

3. Vamos ter na Assembleia Geral de dia 9 a pessoa Bruno de Carvalho a defender legitimamente a sua posição e submeter-se à decisão dos sócios, ou, mais uma vez, vai encontrar motivos para mascarar a sua incapacidade de debater e se defender com argumentos, acobarda-se e não vai, e manda a mana ou mais alguém por ele?

4. Se algum alucinado da seita brunista se lembrar de atacar fisicamente o nosso presidente da MAG ou o presidente eleito, vai estar pronto a enfrentar mais uma vez a Justiça quanto à responsabilidade moral pelo acontecimento, tal como a vai enfrentar quanto à responsabilidade moral pelo assalto a Alcochete e as agressões aos jogadores?

São as questões que me ocorrem, mas cada um que diga de sua justiça.

De qualquer forma, faça chuva ou faça sol, dia 9 lá estarei.

SL

Sporting Sempre

Ao longo desta temporada o Sporting em cada jogo, no estádio e no pavilhão, dentro e fora de casa, defrontou dois adversários, aquele com quem disputava os lances em campo, e aquele ressabiado e letal ao Sporting que não se cansou de insultar e ofender a direcção eleita e os jogadores, e que ansiava pelo desaire para "pôr tudo cá fora" e berrar "demissão imediata". 

Como em todo os movimentos, há aqueles que assumem a primeira linha de luta e aqueles que ficam na retaguarda a endoutrinar e acicatar os guerrilheiros. Basta passar os olhos pelas redes sociais e alguns blogues, e vemos algumas personagens farisaicas que alimentam de carvão a caldeira na esperança de rebentar com o clube de vez. Esses se calhar são bem mais censuráveis, para não dizer outra coisa, do que a jagunçada que vai para a primeira linha.

A ultima vitória do futsal foi paradigmática. Do lado do sector das claques, parecia estar tudo feito para que em caso de insucesso tivéssemos uma insurreição no pavilhão, às custas do clube e do seu presidente.

Amanhã vamos ter a final do futsal no pavilhão da Luz. Do outro lado o nosso grande rival Benfica, sempre a funcionar na corda bamba da trafulhice, que vai fazer mesmo muita coisa dentro e fora das quatro linhas para dificultar a nossa tarefa e impedir mais um nosso título caseiro, depois do título europeu. E vão contar com o auxílio destas verdadeiras melancias letais ao Sporting.

Mas o Sporting é grande, as lágrimas do Cardinal e do Varandas disseram tudo, mesmo sem contar com um ou outro jogador importante, o Sporting vai entrar com tudo e vai vencer. Depois podem fechar a luz e ligar a água... E os letais esgotarem o stock das pastilhas para a azia.

Até ao fim. Sporting Sempre. Viva o Sporting !!!

SL

Khalid Hachadi

Pelo que leio, vem aí um ponta de lança marroquino jovem, de 21 anos, 1,90m, que marcou 14 golos na 1ª liga Marroquina. Quando temos Pedro Marques e Pedro Mendes nos sub-23, Bas Dost e Luiz Phellyppe na A, Slimani a bater à porta. Não falando nos 2ºs pontas de lança como Gelson Dala (emprestado), Vietto (contratado) ou Diaby (o mestre da trapalhice).

Um novo Slimani, com o novo scouting do Sporting a mostrar o que vale, ou mais um atestado de incompetência a Alcochete ? Desde logo um atestado relativo, dado que P.Marques veio há um par de anos do Belenenses e P.Mendes ainda há menos do Moreirense, Alcochete não consegue formar um bom ponta de lança desde... desde...desde... Betinho ? Saleiro ? mas esses jogaram onde depois ?

Relativo também, porque sem equipa B, P.Marques e P.Mendes andam a jogar contra as equipas C dos rivais, não são testados a sério, não se percebe o realmente valem. E do que se viu do P.Marques na equipa A ... P.Mendes deixou-me melhor impressão ainda que naquela coisa dos sub-23.

Concluindo, mais um jogador jovem promissor dum país menos explorado, depois de Plata do Equador, já com alguma rodagem e garantia de que vale alguma coisa. Vamos ver. Com muita pena que Demiral já cá não esteja também. 

PS: Parece que o FPF recusou o retorno da equipa C do Sporting via Campeonato de Portugal. Agora vamos retornar como ? Quanto vai custar a estupidez do destituido ?

SL

Ouvindo e lendo

Parece que não mas a final da Taça já foi há duas semanas e um dia destes teremos o regresso aos trabalhos de Keizer e a sua equipa.

Do que se vai ouvindo e lendo, que Sporting vamos ter?

1. Continuidade absoluta no que respeita aos guarda-redes, com Max a assumir o lugar de n.º 2. Com Max a ter oportunidades e Salin como terceiro GR, parece-me muito bem. 

2. Banda direita com Ristovsky e talvez Rosier (Dijon), Mama Baldé e R. Camacho (Liverpool). Se fosse assim, despachando-se Bruno Gaspar, e pelas boas referências de Rosier e Camacho ficávamos com uma ala direita promissora.

3. Banda esquerda com Borja, mas talvez não Acuña. Borja pode chegar à titularidade da Colômbia com Queiroz, Acuña já está titular da selecção da Argentina, e os 20M€ que o Sporting pede por ele podem facilmente ser assegurados. Aqui ficaríamos pior, Acuña é um dos pilares deste Sporting. Não sei se algum da outra banda se adapta à esquerda.

4. Centro da defesa com Mathieu, Coates, Neto (Zenit) e mais dois a decidir conforme ofertas. André Pinto e Ilori no mercado. Domingos Duarte com propostas. O essencial foi já resolvido.

5. Meio-campo sem Bruno Fernandes mas com Gudelj, Wendel, Miguel Luís e talvez Eduardo (Belenenses) e Malinovski (Gent). Mais alguém dos excedentários (Petrovic, Misic, A. Ruiz, F. Geraldes) conforme ofertas que existam. Seria uma evolução na continuidade. O ucraniano tem coisas do Bruno Fernandes, capacidade de remate e assistências. 

6. Extremos "bi-laterais" à moda de Keizer,  Diaby, Raphinha, Jovane e Plata (grande campanha nos Sub-20), Iuri Medeiros e Matheus Pereira no mercado. Tudo muito levezinho, falta um "Marega" . Não há ofertas pelo Diaby??? Vamos ver o que faz pelo Mali.

7. Pontas de lança: Bas Dost, Luiz Phellype e Vietto, talvez Gelson Dala e Slimani. Vejo muito mais o Slimani como o tal "Marega" do que como concorrente de Bas Dost. Poucos golos marcou Slimani nos ultimos anos. Bas Dost teve a sua pior época ao serviço do Sporting, mas pode facilmente voltar a ser o grande artilheiro da equipa. Não há muitos como ele por aí.

 

Concluindo, muitos jogadores ainda sob contrato para decidir o que fazer, vender ou emprestar. Mais um que não motivou a compra, Geraldes que foi emprestado ao Gijon, uma descoberta brilhante de Inácio num sítio qualquer.

 

Outras questões:

1. Acabaram as conversas com o Benfica de Braga sobre Palhinha. Mantém-se a situação actual e o jogador poderá voltar ou ser vendido. Grande aplauso. Fiquem com o Paulinho (mas quem é que quer o Paulinho ???).

2. O plantel (sem emprestados) valorizou-se 26M€ nesta época, dados do Transfermark. E com emprestados como seria?

3. Saindo Bruno Fernandes (já me conformei) e talvez Acuña (este ainda não), com Mathieu e Gudelj a baixar de ordenado, e com excedentários caros a serem despachados, como Petrovic, com certeza a folha salarial vai baixar significativamente.

SL

Tribunal de Alvalade (3)

21466235_LCCqA[1].jpg

 

Cada cabeça sua sentença, mas a cabeça de muitos faz a sentença de muitos mais.

Mais vale cair em graça do que ser engraçado. E muitas coisas mais.

Sendo assim, venho propor aqui um desafio, colocar algumas questões que estão em consideração neste momento no futebol do Sporting e de que não conhecemos o desfecho.

Apenas respostas de nicks registados serão mostradas, todas as respostas anónimas serão ignoradas. O importante é sentir o Tribunal de Alvalade, através da amostra que este blogue (que muitos consultam) constitui, mas sem aldrabices. Obviamente responderei também à questão colocada.

Questões simples e directas. Respostas Sim ou Não. Justificadas o mais possível.

Questão Nº 3:

Dados o seu custo, concorrência interna e rendimento demonstrado quando chamado, o regresso a casa dum produto de Alcochete, Tiago Ilori, foi uma medida acertada podendo o Sporting ainda encaixar algum dinheiro com a venda de algum dos centrais mais novos que tem emprestados?

Aguardo as vossas respostas.

SL

Engenharia de Ponta

Pois com a vitória de hoje, perante uma grande selecção holandesa recheada com alguns jogadores jovens de topo (Ajax, Liverpool, e outros) e que tinha acabado de eliminar a Inglaterra, não há como não dar o mérito a Fernando Santos.

Depois duma vitória contra a Suíça conseguida com um losango confuso e muito à custa do Cristiano Ronaldo, teve a humildade de repensar tudo aquilo, com Danilo e William construiu uma zona central de betão, e com o Bernardo e o Guedes foi buscar a agressividade ofensiva que deu cabo dos holandeses. Mas para que isso acontecesse, o (enorme) Patrício, Ruben e Fonte  estiveram imperiais, o Bruno Fernandes tentou e quase marcou, os laterais estiveram também muito bem, uma grande equipa que ganhou a uma grande selecção. Se calhar, o pior de todos foi o Cristiano, e até esteve muito bem, só que os outros superaram-se.

Mais vale jogar bem e ganhar do que jogar mal e perder. E Portugal jogou bem e ganhou. As finais não são para jogar, são para ganhar. E Portugal ganhou. Podia até ter ganho por mais. Sendo assim, parabéns a todos. 

E para o Sporting o que fica desta grande vitória?

Dos 14 jogadores que entraram em campo por Portugal, 5 foram formados em Alcochete, 5 foram formados no Seixal, e 4 algures (Porto, Boavista, V. Feira e França). A questão é que os 5 formados em Alcochete já passaram dos 30 (e no Sporting não estão), e do Seixal muitos que jogaram são dos mais novos. Pensando que fomos campeões de Iniciados, segundos nos Juvenis (depois do Benfica), terceiros nos Juniores (depois do Porto e Benfica), terceiros nos sub-23 (depois do Aves e Rio Ave), e que a equipa B foi extinta, se calhar temos aqui uma travessia do deserto que vai demorar alguns anos a superar...

 

PS: Fernando Santos e Marcel Keizer, a mesma humildade, a mesma teimosia nos seus conceitos nem sempre muito óbvios e menos ainda populares, mas a mesma capacidade de chegar às finais e ganhar. Porque será? Do Guaraná?

SL

Comunicação do Sporting Clube de Portugal

Se há alguma coisa que tem destoado no Sporting para pior nestes largos meses, quase um ano, de Frederico Varandas como presidente, tem sido a comunicação. Porque muitas outras coisas tem corrido bem ou mesmo muito bem. Muito acima do expectável, depois do que se passou e que não merece a pena qualificar.

Não que o que vinha de trás tenha sido famoso, aliás foi mais do tipo dos filmes de "western-spaghetti" dos anos 70, com Bruno de Carvalho e Nuno Saraiva a concorrer na metralha em todas as direcções, externas e internas, sempre à procura do palco e desviando as atenções dos problemas dos rivais. 

Mas entre o estilo próprio do actual presidente, do que diz e da forma como diz, que agrada a uns e detesta a outros tantos, e a falta duma outra voz reconhecível que informe e esclareça os sócios das questões que vão ocorrendo, coisas normais transformam-se em enigmas que induzem as teorias mais rebuscadas e que alimentam a guerrilha dos letais ao Sporting. Os casos Nani e Montero ou o do Voleibol são exemplos.

Neste contexto, Rui Miguel Mendonça renunciou ao último cargo (qualquer que ele tenha sido) e deixou a seguinte mensagem:

"Há alturas na vida que temos de tomar decisões muito difíceis. E a vida trouxe-me, recentemente, um revés inesperado.

Depois de muita reflexão e ponderação, cheguei à conclusão de que, nesta altura, não tenho as condições para continuar a servir o grande Sporting Clube de Portugal. É uma decisão estritamente pessoal. Aqui, vim encontrar uma família que me acolheu e abraçou. Uma família que me ensinou tanto e me ajudou a crescer e evoluir. E tanta gente que levo no coração e nunca vou esquecer.

Neste "até já", deixo o meu profundo agradecimento:

- À Direcção do Dr. Bruno de Carvalho por me ter aberto as portas da Sporting TV, pela oportunidade e orgulho de trabalhar para o Sporting Clube de Portugal ;

- À Comissão de Gestão pela confiança e profissionalismo num momento tão delicado na vida do clube;

- E, muito em particular, ao Dr. Frederico Varandas e toda a Estrutura, pelo humanismo, sensibilidade, total compreensão e apoio. O Sporting Clube de Portugal está em boas mãos e com um projecto de sucesso.

E, claro, uma palavra muito especial para toda a equipa da World Channels. Tive o privilégio de trabalhar com gente tão dedicada, tão esforçada e com imenso talento. Aos amigos José Alves e Francisco Oliveira: travámos grandes combates, discutimos algumas vezes (faz parte) mas, acima de tudo, ficará para sempre o mais importante: a amizade que construímos. E levo: levo algumas amizades para a vida desta passagem de quatro anos. Não vou individualizar, porque essas pessoas sabem quem são.

Finalmente, ao enorme Sérgio Sousa. Companheiro de tantas lutas há mais de 20 anos. Juntos, demos o nosso melhor pelo projecto Sporting TV. Tornámos impossíveis em possíveis, tentámos contribuir com a nossa experiência e aprender sempre mais um bocadinho todos os dias. Tudo à base de um grande cumplicidade e companheirismo. Sérgio: admiro-te muito como profissional, como pessoa, como amigo. Os nossos caminhos não se separam aqui. E contigo à frente da Sporting TV, é a certeza de qualidade, profissionalismo, máximo rigor e exigência, honestidade e frontalidade. Obrigado por tudo, Sérgio! Obrigado por tudo, Sporting Clube de Portugal."

E entrou a Cláudia Lopes vinda do programa da TVI com Tomaz Morais e Pedro Barbosa, e que deixou a mensagem seguinte:

"Sou licenciada em marketing e comunicação, pelo que o acidente de percurso na minha vida foi o jornalismo. Não pude dizer que não ao desafio que me foi proposto pelo Sporting Clube de Portugal. Primeiro, porque gosto do meio e o futebol não me é uma coisa estranha. Há um longo caminho a percorrer na comunicação dos clubes para que não seja uma coisa trauliteira ou arruaceira. Acho que se pode defender os interesses da instituição com um outro registo. As pessoas sabem qual é o meu registo, já o conhecem há muitos anos, e não é preciso usarmos armas de arremesso. Sou sempre a favor de um profundo respeito pelo adversário porque se não tivermos grandes adversários não temos grandes vitórias", começou por dizer.

"Liderar a comunicação e os conteúdos do Sporting CP é também uma vitória para as mulheres que trabalham directamente com desporto", garante Cláudia Lopes.

"Para as mulheres, o futebol e o desporto, genericamente, não são muito favoráveis. Ter um convite destes, enquanto mulher, também pesou. Dentro do futebol, a carreira das mulheres é sempre um bocadinho a pulso. Com um convite destes, não dá para recusar porque a mesma oportunidade não volta a existir."

Obviamente que foram logo "ambos os dois" vergastados pelos Letais ao Sporting, um porque foi um traidor ao grande líder e elogia o "belzebu" golpista, outra porque advoga o Sporting dos bananas, dos croquetes, não percebe que isto só vai lá com muita atitude, javardice nas redes sociais e ladrar bem alto. Porque, mesmo acabando no tribunal, na cadeia, ou no hospital (que o diga o grande lider), isto é mesmo uma guerra contra tudo e todos. 

Do meu ponto de vista, só resta agradecer ao Rui Miguel Mendonça o grande trabalho realizado na Sporting TV, e à Cláudia Lopes desejar o melhor nestas novas funções, e que ajude a transformar para melhor a comunicação do Sporting, esperando do presidente e da restante administração a melhor colaboração para esse objectivo. 

E que vos parece tudo isto? Como deverá ser a comunicação do Sporting Clube de Portugal?

SL

Sporting 2019-2020 - Algumas ideias para debate

Acabada que foi com relativo grande sucesso a presente época, com um treinador estabilizado e mais adaptado à realidade portuguesa à frente da equipa, que Sporting vamos ter para enfrentar a época que se aproxima, desde logo para ganhar a Supertaça em Agosto?

Algumas ideias sobre o que penso que deveria ser a construção do plantel:

1. Garantir a continuidade dos craques. Temos cinco: Coates, Mathieu, Acuña, Bas Dost e Bruno Fernandes. O último já se percebeu que está de malas aviadas para o futebol inglês, logo se verá para onde. Sobram quatro que não devem mesmo sair porque, por muito caros que sejam, contratar iguais ou melhores ainda mais caro vai ser.

2. Limpar o entulho, jogadores que passaram ao lado da titularidade ou fora do prazo de validade. O Pedro Correia já comentou o assunto, dos que começaram a época, Salin, B. Gaspar, A. Pinto, Jefferson, Lumor, Misic, Petrovic, Diaby, F. Geraldes, Mané e Matheus Pereira podem sair com algum encaixe financeiro. Iuri Medeiros também. Mesmo Battaglia poderá sair porque já tem 27 anos e vai ter uma temporada de recuperação da grave lesão que sofreu. 20 ou 30 M€ no conjunto? Ou mais?

3. Recuperar os jogadores emprestados que mais se distinguiram e que merecem uma nova oportunidade. Mama Baldé, Gelson Dala,  Ivanildo, Domingos Duarte.

4. Recuperar jogadores que custaram bem caro, que se tresmalharam nos empréstimos para uma nova oportunidade. Por exemplo, "el loco" Alan Ruiz: se calhar valerá a pena arriscar no rapaz porque como está não interessa a ninguém. A mesma coisa se aplica a Ryan Gauld.

5. Manter quatro ou cinco dos melhores sub-23 no plantel em posições onde possam ter oportunidades, emprestar para rodar os restantes. Max, Miguel Luís, Jovane, mais um ou outro, entre Daniel Bragança, Thierry Correia, Pedro Mendes ou Pedro Marques.

6. Contratar bons jogadores para as posições mais carenciadas: defesa direito, defesa esquerdo, médio ofensivo, avançado rompedor. Que tragam peso, altura, jogo de cabeça, capacidade de centro e remate ao plantel.

Seria então um plantel do tipo:

GR: Renan, Max, Aquisição1

DD: Aquisição2, Ristovski

DE: Borja, Aquisição3

DC: Coates, Mathieu, Neto, Ilori e Ivanildo

MC: Doumbia, Gudelj, Eduardo, M. Luis, Wendel

MO: Aquisição4, Ryan Gauld, Alan Ruiz

Int/Ext: Acuña, Raphinha, Jovane, Plata, Mama Baldé

Avançados: Bas Dost, Luiz Phellype, Gelson Dala, Vietto, Aquisição5 

Teríamos aqui um plantel de 30 jogadores, com 7 que passaram pela Academia, a tal quota que tenho referido.

Que vos parece?

SL

Sporting planeia regresso da equipa B a curto prazo

Disse Tomaz Morais, o coordenador do gabinete de formação interna e liderança  do Sporting numa conferência organizada pela Rádio Renascença em Lisboa:

"Uma das linhas a curto prazo passa por restabelecer a equipa B. É fundamental na perspetiva atual. Não a devíamos ter largado. É uma ferramenta estratégica. Mas há que ter as condições e infraestruturas certas. Estamos a trabalhar nelas."

Simples e claro, não é ? É a ideia que tenho de Tomaz Morais.

Nem sei quantos jogos vi ao vivo das equipas B do Sporting ao longo dos anos, largas dezenas, desde o "protocolado" Lourinhanense com Boa Morte, passando pela fase 2ªB com Beto, José Fonte, Miguel Garcia, Custódio, e muitos outros, até à fase 2ª Liga aquela com Bruma, Dier, Ilori, J.Mário, Esgaio e tantos outros. Com a equipa B visitei estádios velhinhos e decadentes à volta de Lisboa, como os do Barreirense, Amora, Seixal, Amadora, Desp. Olivais ou Oriental.

Julgo que um ponto importante a analisar no regresso da equipa B é o local dos jogos, Alcochete fica demasiado longe para o efeito, Rio Maior que foi solução provisória ainda fica mais longe e torna muito difícil o acompanhamento e usufruto dos sócios. Um estádio como o de Odivelas ou o de Loures seria o ideal.

SL

Tribunal de Alvalade (2)

21466235_LCCqA[1].jpg

 

Cada cabeça sua sentença, mas a cabeça de muitos faz a sentença de muitos mais.

Mais vale cair em graça de ser engraçado. E muitas coisas mais.

Sendo assim, venho propor aqui um desafio, colocar algumas questões que estão em consideração neste momento no futebol do Sporting e de que não conhecemos o desfecho.

Apenas respostas de nicks registados serão mostradas, todas as respostas anónimas serão ignoradas. O importante é sentir o Tribunal de Alvalade, através da amostra que este blogue (que muitos consultam) constitui, mas sem aldrabices. Obviamente responderei também à questão colocada.

Questões simples e directas. Respostas Sim ou Não. Justificadas o mais possível.

Questão Nº 2:

Dado o rendimento demonstrado nesta época, Renan Ribeiro afirmou-se como o legítimo sucessor de Rui Patrício na baliza do Sporting, podendo assegurar, até pela sua idade, a titularidade na posição por alguns anos, não necessitando o Sporting de procurar no mercado um guarda-redes com mais curriculum e competência na função ?

Aguardo as vossas respostas.

SL

Keizer e a formação. Contributos para o debate (2)

Na sequência do post do Pedro Boucherie Mendes, venho também eu lançar algumas ideias sobre este tema.

1. Keizer chega ao clube no meio duma época tremendamente complicada, onde muita coisa estava em causa e a sua prioridade era mesmo salvar a época, o que conseguiu com muito mérito e boa nota.

2. Keizer chega ao clube num momento em que não existe equipa B e os melhores jovens estão numa competição sub23, a competir com as equipas C das melhores equipas da Liga, e com espaço e tempo para golos para todos os gostos.

3. Keizer chega ao clube com um plantel cheio de entulho. Jogadores que tinham perdido a sua oportunidade de titularidade no Sporting alternavam entre o banco e a bancada e aguardavam (alguns aguardam) o momento para sair, tapando lugares que poderiam ir para jovens promessas (se elas existissem).

4. Keizer chega ao clube num momento em que apenas duas promessas, Miguel Luís e Jovane, estavam a ser lançadas e a jogar regularmente, porque outros que poderiam lá estar tinham rescindido ou sido emprestados. Assim R. Leão, Podence, Demiral, F. Geraldes, M. Pereira, Ivanildo, Mama Baldé e outros não estavam lá quando Keizer chegou. O facto é que M. Luís e Jovane, por alguma razão, quando foram chamados por Keizer raramente se destacaram e até foram titulares num ou noutro mau momento da temporada, por exemplo, na derrota do Sporting-Villarreal.

5. De todos os jovens emprestados ainda com contrato os únicos que deram o salto para outro patamar de rendimento foram Mama Baldé e talvez M. Pereira. Os outros evoluiram mais ou menos mas sem destaque (D. Bragança não se impôs no Farense e perdeu a titularidade), ou mesmo fracassaram, alguns tiveram lesões que comprometeram parte da época. F. Geraldes fracassou na Alemanha, Ryan Gauld na Escócia, Iuri na Polónia, Mané na Alemanha também.

6. Ao longo da época Keizer tem chamado jovens da academia aos treinos, e com certeza já percebeu com quem pode contar na próxima época daquela área.

7. A selecção sub-21, quer gostemos ou não, e teorias da conspiração à parte, é reflexo da pouca qualidade e da falta de competição exigente da nossa formação naquele escalão etário. 

Concluindo, Miguel Luís e Jovane à parte, e temos que ver o que passou com aqueles dois (treinos? contratos?), o problema não está em Keizer: está na formação.

 

E agora, o que fazer?

1. Procurar ter uma quota mínima de jovens da academia na primeira equipa. Isso passa por não ir contratar jogadores para determinadas posições quando temos em casa iguais ou melhores. 

2. Recuperar a equipa B ou encontrar forma de pôr a rodar na segunda Liga (a jogar e não a aquecer o banco) os melhores sub-23,  fazendo nesta equipa uma gestão mais de espaço de treino que outra coisa, como fazem os outros. Ou então seguir o exemplo do Porto.

3. Depois, apostar nos jovens que formámos e os jovens que formámos apostarem no Sporting. WinWin.

 

P.S.: Lembram-se da equipa B do Sporting com Godinho Lopes, onde Jesualdo Ferreira foi buscar jogadores para salvar a época e que Bruno de Carvalho herdou? 

Era assim: Vitor Golas; Santiago Arias, Pedro Mendes, Tobias Figueiredo, Tiago Ilori, Eric Dier; Zezinho, João Mário, Esgaio, Bruma (Iuri Medeiros); Betinho (Diego Rubio)

O Arias está no Atl. Madrid, o P. Mendes no Montpellier, o Dier no Tottenham, o Bruma no Leipzig Red Bull (?), o João Mário no Inter ...

E que herdou Varandas?

SL

Tribunal de Alvalade (1)

21466235_LCCqA[1].jpg

 

Cada cabeça sua sentença, mas a cabeça de muitos faz a sentença de muitos mais.

Mais vale cair em graça de ser engraçado. E muitas coisas mais.

Sendo assim, venho propor aqui um desafio, colocar algumas questões que estão em consideração neste momento no futebol do Sporting e de que não conhecemos o desfecho.

Apenas respostas de nicks registados serão mostradas, todas as respostas anónimas serão ignoradas. O importante é sentir o Tribunal de Alvalade, através da amostra que este blogue (que muitos consultam) constitui, mas sem aldrabices. Obviamente responderei também à questão colocada.

Questões simples e directas. Respostas Sim, Não ou Abstenção (Não sabe/Não consegue responder).

Questão Nº 1:

Dado o rendimento demonstrado nesta época, Gudelj é mesmo para manter, desde que não exceda o que custa anualmente (digamos) um Coates, ou não?

Aguardo as vossas respostas.

SL

Papagaios

21465147_sPseu.jpeg

 

O Pedro Correia vem trazendo aqui o que se vai dizendo numa tasca sportinguista. É uma tasca, numa tasca entra qualquer um, não é preciso ser sócio, pagar gameboxes, frequentar o estádio, o pavilhão, qualquer imbecil pode entrar, insultam as mães uns dos outros, é mesmo conversa de tasca. Tem lá até uns "fariseus" residentes, que regam com gasolina e deleitam-se com as chamas. No fundo, até tem a sua piada. 

Depois das tascas existem os blogs de autor e os facebooks de (supostos) sportinguistas, onde duma forma sistemática se vai construindo um discurso, arregimentando seguidores e mantendo uma posição de combate perante um poder ou uma situação. 

Depois existe a presença de mais ou menos ilustres sportinguistas, mais ou menos croquetes, bananas ou alucinados, nos meios de comunicação de massas, em entrevistas, paineis e programas de debate.

Tudo isto junto é o mundo em que vivemos, onde a comunicação e as redes sociais tem um grande peso na avaliação sobre uma determinada situação e tomada de decisão sobre a mesma.

Mas quando todo um discurso veiculado por alguns nas redes sociais perde a aderência à realidade,  àquela que se pode constatar no estádio e no pavilhão, nas conquistas que alcançam e na recuperação do clube, discurso esse que se deixa encartilhar matraqueando frases feitas sem sentido, deixamos de falar em gente e começamos a falar em papagaios. 

E o nosso Paulinho já disse tudo o que havia a dizer sobre esses papagaios:

https://www.youtube.com/watch?v=s4wpJsL3Y_E

SL

A festa foi de arromba, ficámos felizes !!! Mas... Queremos mais, muito mais !!!

Ontem com a cerimónia na CML fechou-se a melhor época desde há muitos anos do futebol do Clube em termos de títulos conquistados, mas não chega para nós Sportinguistas, queremos mais, muito mais. Não nos conformamos em ser o 3.º clube português, queremos ganhar a Liga, queremos andar na Champions.

Para lá chegarmos temos de produzir mais e melhor que este ano, e para isso precisamos também duma estrutura financeira que não temos. E de investir com cabeça.

Mas temos alguma coisa:

1. Uma estrutura de futebol coesa e competente, desde o treinador ao roupeiro, passando pela área médica e de performance desportiva. Vimos isso na final da Taça, uma equipa que aguentou 120 minutos a correr e a lutar e a ganhar nos penaltis. Com o "velhinho" Mathieu a encostar Marega às cordas, a sprintar no prolongamento e a fuzilar no penálti.

2. Alguns (muito poucos) jogadores de classe extra: Bruno Fernandes, Mathieu, Coates, Acuña e Bas Dost, que não podem mesmo sair, ou melhor, só podem sair em condições irrecusáveis. Saindo Bruno Fernandes, que venham dois ou três iguais ou melhores que estes.

3. Outros (poucos) jogadores que vão entrar no 2.º/3.º ano de clube e que poderão render muito mais do que renderam este ano: Renan, Borja, Doumbia, Wendel, Gudelj, Luiz Phellype, Raphinha.

4. Outros (poucos) jogadores da formação, sub-23/24, já com alguma rodagem nos seniores, que poderão ser mais valias importantes para o plantel: Miguel Luís, Jovane, Mama Baldé, Ivanildo, Matheus Pereira, Gelson Dala, Plata (foi uma formação de dois meses...) e, porque não, aqueles que estão a passar ao lado duma grande carreira: Francisco Geraldes e Ryan Gauld.

Mas o que também temos é um conjunto de jogadores sem as condições necessárias para este novo desafio, que fracassaram ou que não conseguem manter o rendimento de outrora, pela idade, lesões ou outra coisa qualquer, e aqui temos claramente Salin, B. Gaspar, A. Pinto, Petrovic e Jefferson, para além dos emprestados como Viviano, Lumor e Misic, sendo que Ristovski, Diaby e Ilori acumularam más exibições e duvido que consigam lá chegar. Battaglia é uma incógnita, depois da lesão grave que teve, análoga à do promissor Paz. Alan Ruiz parece que fundiu o fusível, tinha todas as condições para estar no conjunto dos craques. E na equipa sub-23 o único jogador que vejo com rendimento de 1.ª Liga é Pedro Mendes. Tudo o resto muito verdinho.

Quanto a aquisições, Neto, Vietto e Eduardo (?) vêm enriquecer o plantel, mas não parece que venham fazer a diferença.

Saindo Bruno Fernandes e só Bruno Fernandes, olhando para o que existe, quem é que iria procurar no mercado ?

  1. Um defesa direito sólido, eficiente, que feche bem por dentro, e com muito boa capacidade de centro/remate. Coisa que não temos há muitos, muitos anos. Assim um Alex Telles de pé direito. 
  2. Um distribuidor de jogo com chegada à área e marcador de golos. Assim um novo Bruno Fernandes.
  3. Um avançado dextro que saiba descair para a ala, peitudo e rompedor, com bom jogo de cabeça, tipo Slimani. Mais um marcador de golos.
  4. Um guarda-redes para lutar com Renan pela titularidade e libertar Max para ir rodar noutro clube. Cláudio Ramos, do Tondela?

Não vale a pena comprar por comprar, ou trazer alguém que venha estragar o bom ambiente e a dinâmica de vitória que se regista. Por isso, da Argentina, da Argélia ou doutro sítio qualquer, que venham jogadores com espírito de equipa, com cabeça, com raça, ambiciosos e determinados. Que venham leões. 

Esqueci-me de alguém? Que vos parece? 

SL

No reino do Belzebu (parte 3 de ?)

belzebu.jpg

 

Como não há duas sem três, e enquanto a n.º 4 não aparece, cá venho eu mais uma vez deliciar-me com esta magnífica produção da IURB, aquelas viuvinhas que ficaram em estado de depressão profunda com o que aconteceu sábado no Jamor, apenas suavizado pelo enlevo com que olharam para aquela grande atitude na tribuna do seu novo herói, aquele que não é um banana qualquer mas um homem com eles roxos, Sérgio Conceição.  Ainda o convidam para membro.

Ora dizia eu em 29/04/2019, depois da recepção na Câmara aos Campeões Europeus do Futsal:

"Há muito que a Igreja Universal do Reino do Bruno nos tinha avisado, o Belzebu entrou no clube para fazer dele um nojo de mansos e croquetes, e vendê-lo ao pataco aos demónios ricos deste mundo, os J. Mendes, Sobrinhos e que tais, destruindo a herança do melhor presidente de todos os tempos, rei do Facebook e guerreiro sem medo (se não vai, é porque não pode).

Mas enquanto isso não acontece vamos pelo menos festejando um título europeu e apreciando uma festa na Câmara Municipal de Lisboa com toda a gente a festejar, no palácio e na praça, e sem um treinador triste, marginalizado e à beira do despedimento.

Sendo assim, siga o Belzebu."

 

Só me resta então corrigir o Europeu por Nacional e o PS que utilizei. Fica então (por enquanto) assim:

"PS: Com um grande agradecimento aos quatro treinadores referidos, Marcel Keizer, Paulo Freitas, Nuno Dias e Marco Silva."

E cá vou eu para a minha bananinha, muito rica em potássio...

SL

O nosso Sporting está de volta

Ontem no Jamor e depois em Alvalade vimos aquele Sporting que amamos e que seguimos para todo o lado. Vimos um Sporting de gente boa e de boa gente, vimos um Sporting de bancadas cheias de famílias e amigos, vimos um Sporting a sofrer, vimos um Sporting a lutar, vimos um Sporting a vencer. Vimos muita gente à beira dum ataque cardíaco, vimos muita gente a chorar. A começar pelo presidente.

Vimos também as claques reduzidas a quase nada, órfãs das traficâncias de bilhetes e doutras substâncias, alguns órfãos dum líder agora preso, vimos um pano a relembrar aquele infeliz que aparentemente liderou o ataque terrorista a Alcochete e que agora enfrenta problemas graves de saúde. As mesmas claques que afastam os adeptos e sócios nos jogos fora de casa, forçando-os ao mesmo vergonhoso tratamento que as autoridades reservam aos desordeiros. Parece que essas claques depois em Alvalade resolveram extravasar a frustação de ver as bancadas cheias a festejar com os atletas e "festejaram" elas também com a polícia de choque. 

Soubemos também que os ex-capitães Rui Patrício e Adrien estiveram no Jamor, e que Nani e Montero, bem longe, sofreram pela vitória. O meu muito obrigado para eles.

De Bruno de Carvalho e dos seus próximos não ouvimos nada, e ainda bem. Excepto de Elsa Judas, que ficou extasiada com Sérgio Conceição. Toda aquela labreguice encantou-a, pelos vistos ficou a ser a sua nova paixão.

Não se trata aqui de ser ingrato a quem ao longo dos anos trabalhou e se esforçou pelo Sporting. Tudo o que se fez de bom tem de ser reconhecido. Trata-se de reconhecer que a deriva totalitária e afastada dos princípios do clube foi derrotada, o rombo na SAD foi ultrapassado e o nosso Sporting está de volta.

De volta aos bons princípios. De volta a ganhar no estádio e no pavilhão. De volta a ser um grande do desporto em Portugal. Que merece ser reconhecido como tal e não ser tratado como parente menor pelos diversos poderes instalados.

 

PS: A época terminou com uma grande vitória do Sporting. Estive no Jamor. Vi quase todos os jogos em Alvalade. Fora estive presente em Tondela, Setúbal, Chaves, Vila da Feira, Jamor-Belenenses e Porto-Dragão. Também em Londres (Arsenal). Como eu muitos sócios e adeptos espalhados pelo mundo acompanharam o clube aqui e ali. Para o ano, uma nova época. Outros jogos, outras oportunidades para acompanhar o Sporting, assim haja saúde, outras vitórias para vivenciar e outras memórias para guardar.

Porque o Sporting, para mim e muitos outros, é isto mesmo. Ganhando ou perdendo, uma paixão incontrolável. 

Para todos os Sportinguistas, festejar e muito agora. E desejar uma grande, grande,  nova época!!!

SL

Keizer ou não, eis a questão (parte 3 e última desta época)

Não vou repetir aqui o que fui dizendo desde que torci o nariz ao despedimento que considerava inoportuno de Peseiro e à entrada dum treinador holandês careca e sem curriculum relevante.

Porque fui dizendo do melhor e do pior, a tangerina mecânica foi-se tornando num limão azedo que a muito custo voltou a ganhar açúcar, resultados com qualidade de jogo. E uma equipa em campo em vez de onze jogadores com a lição mal estudada e em conflito com tudo e todos.

Importa dizer aqui o que penso hoje de Keizer, depois de conseguir o 3.º lugar na Liga e vitórias nas duas Taças, a de Portugal e a da Liga, as duas em finais contra o Porto.

Keizer é... holandês... difícil de entender para alguém deste canto da Europa.

Gosta de estabilidade, de coisas simples, de apostar em quem conhece. "Keep it simple, and stupid". E é um senhor, humilde, sensato e cordato. Por vezes até parece um funcionário público, faz o dele e vai descansar.

Mas também é estudioso, observador, aprende com os erros, e procura não repeti-los e fazer evoluir a equipa. 

Conseguiu hoje ganhar a Taça a uma equipa muito mais forte que a do Sporting. Quem tenha a mínima dúvida, basta formar a melhor equipa possível com os jogadores que entraram no Jamor e contar no final aqueles que são do Sporting. E ganhou porque montou um sistema que conseguiu extrair o melhor daquilo que existia do Sporting e atrapalhar ao máximo o jogo do adversário.

Keizer passou este primeiro ano com distinção. Obviamente há questões em aberto, como a rotatividade em termos de gestão do plantel, a aposta nos jovens da formação, a eficácia nas bolas paradas, tudo questões que ainda não convenceram muita gente. Mas desenganem-se. Não era com três ou quatro da formação no onze inicial, como Max, Francisco Geraldes, Miguel Luís ou Jovane, que teríamos ganho ao Porto. Se calhar Keizer fez a sua escolha. E correu bem.

Keizer obviamente foi uma aposta arriscada, certa e conseguida de Frederico Varandas. Que assim continue.

SL

Um Só Clube

Programa Team Building 2_Prancheta 1.jpg

21462021_51aih.jpeg

 

Enquanto as horas não passam e a bola não começa a rolar no Jamor, chamo-vos a atenção para o evento "Um só Clube" que reuniu técnicos, jogadores e estrutura das diferentes modalidades do Sporting, no qual participei dado que sou praticante e sócio fundador duma delas. Com a bancada central quase cheia, com muita juventude, vi por lá os craques do andebol e do hóquei (o futsal ia jogar a seguir), foi tocante ouvir as histórias de vida de Francis Obikwelu e Neide Gomes, e receber por alguns minutos e dar uma grande manifestação de confiança e de apoio incondicional àqueles que daqui a pouco irão estar no Jamor a tentar vingar a vergonha do ano passado. Com a equipa de futebol também nas bancadas, foi passado um vídeo emocionante com o lema "Até ao fim" e que está na página principal do site do Sporting.

A mensagem principal que retive é que este é o Sporting eclético, do futebol e das modalidades, um só Clube no estádio e no pavilhão, com muitas histórias para contar e muitos heróis de bastidores para relembrar. O palco é para quem defende no terreno e no banco as camisolas do clube, os ídolos disputam competições e ganham títulos, estrutura e direcção está lá para servir o Sporting e dar as melhores condições para que os triunfos aconteçam.

Não percam o vídeo, vale a pena.

Até ao fim !!! Mais logo, se Deus quiser, vamos sair do Jamor com a Taça !!!

SL

Sábado no Jamor vamos ser felizes !!!

jamor.jpg

 

No próximo sábado mais uma vez o Sporting Clube de Portugal estará naquele estádio emblemático e histórico para tentar ganhar mais uma Taça de Portugal.

Isso acontece um ano depois de ter lá estado numa situação miserável, com o plantel acossado e violentado por um alucinado presidente e pela sua tropa de choque, e ter saído com uma derrota, se calhar inevitável, e com mais uma humilhação pública por parte da jagunçada das claques nas escadarias do Jamor. Quem lá esteve viu os choros de raiva e impotência ao vivo, o ódio dos javardos nas escadarias sob o olhar contemplativo da polícia, quem não esteve viu pela TV. Mas ao vivo as coisas tornam-se bem diferentes. Quem lá não esteve foi o presumivel líder do assalto terrorista a Alcochete, barrado à entrada (Uma palavra de lamento pela doença de que conforme ouvi padece).

Mas voltando a este ano, o Sporting só lá vai estar porque, com Keizer ao comando, conseguiu eliminar o vencedor da Liga, numa jornada dupla, e logo na melhor fase do mesmo, na fase Bruno Lage. Ou seja, vai lá estar com todo o mérito.

Vai enfrentar um Porto com um plantel muito mais rico que o do Sporting, e a prova é que 5 ou 6 titulares, com Militão à cabeça, estão de saída para grandes de Espanha e Inglaterra, e com um treinador no seu 2º ano no clube, vencedor da Liga no ano transacto, mas um verdadeiro labrego na forma de ser e estar, que fez tudo para retirar alguns dos nossos melhores da final de sábado. Mas não conseguiu, ele ficou sem Corona e (notícia de hoje) Aboubakar, nós vamos mesmo contar com Acuna e Bruno Fernandes no próximo sábado. 

Mas vai enfrentar também um Porto que já venceu, também sob o comando de Keizer, para a Taça da Liga, para grande azia do referido labrego e do seu adjunto.

A nossa equipa de futebol profissional vai entrar no Jamor tranquila (e sem posts no facebook ou SMS idiotas), focalizada, unida, com toda a hierarquia de liderança, de Varandas aos capitães, a ajudar a que a vitória aconteça. A transformação mais que positiva de Acuña (um senhor no Dragão) post-não saída para o Zenit, e a renovação de Mathieu são demonstrativos que as coisas estão bem. Também a continuação de Keizer, contrato à parte, depois da vitória na Taça da Liga, do 3.º lugar na Liga e da eliminação do Benfica no acesso ao Jamor, está mais que assegurada.

E com a nossa ajuda, a dos Sportinguistas que lá irão estar e a de todos os outros que vão sofrer à distância (e já agora também a divina para os mais crentes), isso vai acontecer, porque de facto mereçemos ! Vamos mesmo ser felizes !!!

Viva o Sporting Clube de Portugal !!!

 

PS1: Fora de casa e sem grande tempo para comentar, foi com grande pena que assisti ao abandono do JPT deste blogue, mesmo compreendendo as razões invocadas e a impotência do mesmo para obviar à javardice comunicacional de idiotas e avençados, estes não tão idiotas como isso. Para que isso não aconteça comigo, e de acordo com as regras de gestão do blogue do Pedro Correia, fica desde já comunicado que comigo o "tempo de antena" a anónimos "profissionais" e a cartilheiros lampiões e/ou brunistas terminou. 

 

SL

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D