Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Frederico, quando posso voltar a Alvalade?

Caro, Frederico.

 

O teu sonho realizou-se. Mandas no futebol do Sporting.

 

Continuas totalmente impreparado para as funções que agora desempenhas, como já o demonstravas na campanha, mas a verdade é que és tu quem gere o futebol do nosso clube.

 

Foste tu e só tu, como por mais que uma vez deixaste claro durante a campanha que ias fazer, que (i) tomaste a decisão de despedir o Peseiro (com a qual, em tese, não posso discordar, caso a decisão subsequente fosse a de contratar um treinador de futebol), que (ii) decidiste ir buscar o desconhecido Keizer (já te referiste como uma aposta pessoal, como se disso houvesse dúvidas depois do disseste na campanha) e que (iii) decidiste as contratações de Janeiro (onde se inclui um tal de Luis Phellype).

 

Quero dizer-te que enquanto este badameco que escolheste, pessoalmente, para treinar o Sporting se mantiver como treinador da equipa principal não contes mais comigo em Alvalade. Não acredito na possibilidade, mas se porventura, ainda quiseres insistir nele na próxima época, será também, a primeira vez em muitos anos que não renovarei a Gamebox.

E não me venham com comentários mesquinhos de que temos que apoiar sempre o nosso clube, porque para mim é totalmente impossível apoiar a incompetência, a falta de conhecimento e a mediocridade intelectual (estou a referir-me ao holandês que está a ter, sabe-se lá porquê, o privilégio de treinar este grande clube).

 

Para ver jogos em que a minha equipa tacticamente se comporta ao nível da distrital, vou até ao Restelo e vejo o Belenenses.

 

Cada dia que passa, com as decisões, umas que tomas outras que não tomas, dás mais força ao mito do regresso do anterior presidente. Que, para não haver equívocos de opinião, esclareço que é uma ideia que abomino completamente.

 

Não tenho a mínima dúvida de que, até agora, no que respeita ao futebol sénior, as tuas más decisões foram muito superiores às boas!

 

E temo que a tua presunção, sobranceria, falta de preparação e chico espertice não te permita corrigir os erros.

 

Espero voltar a Alvalade brevemente.

Opções!...sempre pelos "de fora"...

Não quisemos ficar com o Tiago Fernandes, mas provavelmente vamos acabar a época com Rodolfo Correia como treinador principal...

 

Não joga o Jovane porque se aposta num tal de Diaby que não sabe dar um chuto numa bola...

 

Desiste-se do Miguel Luís sem qualquer explicação...

 

São opções... e alguém terá que se responsabilizar por elas.

Efeito desfeito

Não escrevo no blog desde o período em que Tiago Fernandes assumiu a equipa.

 

Ou seja, desde que Keizer chegou, propositadamente, nada escrevi.

 

Quis dar o espaço necessário para analisar, quis ver jogos para poder formar uma opinião sobre este tal de Keizer, de quem não tinha sequer ouvido falar.

 

Neste momento, já não me restam dúvidas. É um treinador bastante incompetente em 3 dos 4 momentos tácticos:

 

i) em organização e transição defensiva é inferior a quase todos os treinadores da nossa liga e para isso basta analisar o posicionamento adoptado e os comportamentos colectivos quando defende o ataque organizado e os comportamentos que adopta quando o adversário está em transição ofensiva, que, neste caso, são absolutamente ridículos;

 

ii) em transição ofensiva também é pouco melhor que a média, basta ver os golos marcados neste momento táctico e perceber que pouco mais há que um aproveitamento da velocidade e do jogo de costas do PL;

 

iii) só em organização ofensiva, sim, tem algumas boas ideias, mas que me parece que esgotaram rapidamente (por serem poucas!), precisamente porque a maioria dos treinadores da nossa liga são bastante competentes no processo organizacional, sobretudo em organização defensiva.

 

Sem competências, principalmente, de transição defensiva, não terá a mínima hipótese em Portugal e será uma questão de tempo até ir embora sem nada ganhar.

 

Por outro lado, a capacidade de reagir e interagir com a equipa durante o jogo também não deixa antever nada de bom.

 

Para finalizar, o insólito da substituição do jogo com o Tondela. Desde os anos 90 que não via uma substituição assim, que resultou na retirada de um extremo para colocar um central e fazer avançar outro central para ponta de lança... Absurdo...

 

P.S. - Se ganhar ao Porto, o que duvido (mas desejo!), a minha opinião manter-se-á exactamente a mesma.

Sejamos claros!

Argumento 1: A equipa no final da época estava no estado que todos sabemos (foi em Julho que regressaram os jogadores que rescindiram!).

Argumento 2: Não temos jogado com Mathieu e Bas Dost, dois dos melhores jogadores da equipa.

Argumento 3: Mudámos de treinador e jogamos com 2/3 titulares da época passada.

 

Pergunta(s): Quais destes argumentos justificam o facto da equipa não conseguir fazer 3 passes seguidos do meio campo para a frente? Ou de não conseguir fazer uma jogada apoiada desde a defesa? Ou que a organização ofensiva seja baseada em chutos do Coates e do André Pinto (Mathieu)? Ou que os comportamentos colectivos sejam completamente arbitrários e caóticos sem qualquer relação com a bola?

 

Até poderia aceitar argumentos como os de cima num cenário em que estivéssemos a ver a equipa a tentar jogar futebol, a tentar jogar apoiado, a criar lances de perigo, mas que por falta de qualidade individual se perdessem bolas que resultassem em golos, falhassem transições, não conseguirmos finalizar à boca da baliza, falhar o último passe... Isso demonstraria que há ideias a serem trabalhadas, que se estavam a desenvolver princípios de jogo, que os comportamentos colectivos tinham um rumo... 

 

Que se encontrem outros argumentos para defender a posição de Peseiro, tudo bem, aceito. Mas nenhum dos acima mencionados pode justificar o facto da equipa não jogar nada!

 

Por fim, e como mais uma demonstração falaciosa do argumentário acima exposto, questiono:

Os jogadores com que temos estado a jogar são melhores ou piores que os do Guimarães ou do Rio Ave? Qual das equipas, Sporting, Guimarães ou Rio Ave, apresenta melhores princípios de jogo? E os comportamentos colectivos estão melhor definidos no Sporting, Guimarães ou Rio Ave?

E falo destes duas equipas porque também elas trocaram de treinador e jogam com 2/3 titulares da época passada...

 

Peseiro está a ser...Peseiro! Nunca foi, não é e nunca será a solução para nenhum clube, apenas uma transição (e Cintra sabia-o!). Basta ver o seu percurso...

 

Sejamos claros.

Coragem, Peseiro!

Para o tirares da equipa:

Bruno Fernandes.jpg

É um jogador que em cada 5 acções faz 4 erradas.

É o jogador que mais origina transições ofensivas para os nossos adversários.

É um daqueles que é querido nas bancadas só porque corre muito, embora quase sempre mal.

Sempre mais egoísta que colectivista.

Ainda pensa que jogar no Sporting é o mesmo que jogar na Udinese ou na Sampdoria, sempre na procura da profundidade.

Não sabe ter a bola nos pés.

 

Mas se o quiseres manter a jogar, ao menos não o coloques a 10.

Porque um 10 não devia precisar de 2 toques para dominar uma bola que vem redonda, porque um 10 devia ser um jogaodor que gosta de ter bola, que tem classe para ter bola, que sabe passar, que sabe decidir, que sabe pensar. E este rapaz, apesar de esforçado, não tem nada disto.

 

Coragem, Peseiro! Tira-o da equipa e tudo melhorará.

Enquanto estava na fila para votar...

...encontro um amigo que é funcionário do Sporting.

Durante a hora em que estive na fila falámos sobre o Sporting, sobre as pessoas, sobre os candidatos, sobre a Academia.

Eu a dizer que iria votar Benedito ele a dizer-me que já tinha votado Varandas.

Ele que conhecia a maioria das pessoas que integravam a lista do Varandas para gerirem a Academia, que é onde trabalha. Que era gente boa e profissional, que sabem os problemas, que querem ajudar o Sporting, que pedem opiniões a quem lá trabalha.

Eu a argumentar que apesar disso não gostava do modelo presidencialista que tinha para gerir o futebol, que preferia o do João. Aqui estivemos de acordo.

A conversa desenrolou, mantive o meu voto, mas fiquei mais descansado.

Agora que temos, todos, um novo presidente, vamos apoiá-lo e continar a lutar pelo nosso Grande Sporting!

Porque tudo o que menos quero é voltar a ter um presidente que, no fundo, o que quer é ser treinador de futebol...

...votarei em João Benedito.

 

Mas também porque considero fundamentais e substancialmente diferenciadoras, em relação a Frederico Varandas, duas das suas propostas:

 

1) o modelo organizacional do futebol:

 

O presidente a delegar num vice presidente a àrea do futebol, que por sua vez, e apenas para o futebol sénior, terá um Director Desportivo e abaixo deste, de forma horizontal, um team manager, o treinador e o scout profissional sénior, faz-me muito mais sentido do que ter um presidente directamente responsável pelo futebol com uma estrutura directa e horizontalizada com team manager, treinador e scout profissional sénior, como propõe Frederico Varandas.

 

2) a de ter um CEO para a área não desportiva:

 

Parece-me de cabal importância ter alguém transversal ao Sporting que assegure uma estratégia de valorização dos principais activos não desportivos, nomeadamente, estratégia comercial, gestão financeira de médio/longo prazo, relacionamento institucional e estratégico com os principais stakeholders, potencialização da marca Sporting, gestão do património imobiliário, relações internacionais.

 

Uma última razão: João Benedito provou inequivocamente durante a campanha que foi o candidato que mais evoluiu no seu discurso e que teve a capacidade de se adaptar a todas as circunstâncias mesmo quando o retiraram da sua zona de conforto. Em sentido contrário, Varandas, passou a campanha toda a dizer exactamente as mesmas frases em todas as entrevista e intervenções. Quando as perguntas não iam nesse sentido, utilizava o método da aproximação da resposta.

 

O próximo presidente tem que ter capacidade de ouvir e de se adaptar, não pode ser um pretendente a actor que decora apenas o seu texto e o debita de forma igual mesmo quando o seu colega de cena se enganou e saltou 3 falas...

Um sonho de menino

Disclaimer: neste momento ainda não sei em quem vou votar, apenas em quem não vou votar. Por isso este e outros textos (anteriores e futuros) não são a favor de nunhum dos outros canditatos, mas apenas a minha opinião sobre aquele que, num momento inicial, me parecia, e provavelmente à maioria do universo sportinguista, o mais bem preparado para o cargo, mas que a cada aparição pública que faz demonstra exactamente o contrário.

--- " ---

 

Manuel Fernandes é um símbolo do Sporting, foi um grande jogador, grande capitão e é um grande sportinguista.

Mas alguém minimamente informado e atento à sua personalidade acredita que ele percebe alguma coisa de scouting ou que tenha capacidade para liderar um departamento de scouting ou de outra coisa qualquer?

Deve estar na Academia com algum tipo de funções? Não sei. Duvido fortemente das suas competências técnicas.

Tem lugar no universo Sporting? À partida sim, mas não sei em que função. Certamente que a liderar um departamento tão importante como o de scouting não.

 

Beto foi capitão, não foi um grande jogador e é sportinguista.

Se lhe reconheço alguma capacidade para poder ocupar o lugar de Team Manager? Obviamente que não.

Reconhecesse-lhe capacidade de liderança, de gestão de conflitos, de gestão de equipas? Olho para o currículo e para o histórico de aparições públicas e não me parece.

 

Frederico tem um sonho. Que não é propriamente ser Presidente do Sporting, mas sim ser Director Geral para o Futebol com carta branca da Administração da SAD para dirigir todo o futebol.

A oportunidade apareceu. Por outro caminho, é certo, mas, legitimamente, pretende agarrá-la.

Para poder colocar em prática o sonho pensou numa estrutura organizacional ultra verticalizada e com pessoas facilmente submissíveis para poder dirigir todo o futebol sem intromissões.

 

Porque, desenganem-se, a única coisa que o homem quer é mandar sozinho em todo o futebol. O resto é acessório e está lá o Miguel Cal para ser o presidente sombra. Desde que não interfira no futebol...

 

Porque é que Frederico Varandas pensa assim? Porque sabe tudo de futebol.

E porque é que sabe tudo de futebol? Porque tem cerca de 4000 dias como profissional de futebol... 

Impreparação ao mais alto nível!

Inacreditável o baixo nível de preparação de Frederico Varandas para os debates...

Parece um estagiário que decorou os "story lines" dos power points que alguém lhe fez...

 

Fazendo um exercício rápido as frases que tenho na memória de todos os seus debates:

 

"Tenho 11 anos de experiência no futebol, o que representa cerca de 4000 dias..."

"Não é admissível um miúdo dos juvenis faltar a 50% dos treinos..."

"Sei tudo sobre futebol e os restantes candidatos não sabe nada..."

"Formar capitães..."

"Team manager, treinador, responsável de scouting e eu por cima a liderá-los directamente..."

"Fazer scouting na 2a liga francesa e na liga belga..."

"Sou co-autor de vários livros técnicos sobre medicina desportiva..."

"O problema não está na despesa ou na dívida, está na receita. Temos que ir sempre à Champions..."

"Sabem o nível de receita dos nossos rivais entre 2013 e 2017..."

 

Fiquem atentos porque vão ouvir estas frases todas mais umas quantas vezes...

Uma fantasia de Natal

Bonita por fora mas oca por dentro...

Varandas.jpg

Já não esperava muito dele mas ontem ficou confirmado: uma desgraça...!

Usou a palavra "eu" quase tantas vezes como o anterior presidente, o que é um sinal de preocupação...

Sabe tudo de futebol, de medicina, de balneários, de capitães, de finanças, de empresários, de jogadores... Os outros não sabem nada...

É um sabichão!

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D