Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Uma selecção de cromos

Pegando neste post de Pedro Correia e na minha caderneta de cromos da Panini (Liga Nos 2017/2018) vamos então a uma selecção alternativa; atenção que as definições dos jogadores são da inteira responsabilidade dos criativos, muito criativos a maior parte das vezes, da Panini.

Bruno Varela; seguro e atento entre os postes e determinado e veloz nas saídas.

Nélson Semedo; energia inesgotável, processos simples e voraz apetite atacante

José Fonte; porte atlético, poderio nas jogadas aéreas e compenetração a marcar

André Almeida, brioso, concentrado e carismático, fecha o corredor direito à chave

Fábio Coentrão, pé esquerdo requintado e condutor de muito e bom futebol leonino

Renato Sanches, um guerreiro de incontido espírito ganhador, verticaliza o jogo

André Gomes, retumbantes dotes no tratamento do esférico e qualidade de passe

Gonçalo Guedes, veloz com e sem bola, pressionante, concreto e de temível disparo

Bernardo Silva, um sobredotado humilde e com magia na hora de isolar colegas

Pizzi, mima a bola, desconcerta no drible e "inventa" passes de golo certo

Seferovic, em permanente movimento desmarca-se com classe e é matador

Nota: Estava limitado a utilizar jogadores (com ligação actual ou passada às "papoilas saltitantes") referenciados no "Top Aquisições" e no "Portugal Top Stars" [sim, para quem escreveu a prosa deliciosa que tiveram oportunidade de ler acima, o "guerreiro incontido" e o que "fecha o corredor direito à chave" fazem parte dos melhores dos melhores, Top Stars, Renato Sanches e André Almeida].

Como não consegui reunir onze jogadores portugueses inclui o avançado suiço num post futuro explicarei a razão.

9 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Oliveira 05.10.2017

    Nós sportinguistas aprendemos sempre uns com os outros.
    Neno explica bem a questão que se está a passar com Bruno Varela, ele (Neno) frangou num jogo da Taça e foi afastado da equipa, num jogo depois Silvino (adjunto de Mourinho) sofreu 7 golos e Alvalade e continuou na equipa, o que têm em comum, Neno, Bruno Varela, Nelson Évora, Yazaldes só para citar alguns atletas vítimas do mesmo?
  • Sem imagem de perfil

    JHC 05.10.2017

    Bem visto. Ainda não tinha olhado para esses casos por esse prisma.
    A culpa nunca morre solteira. Há sempre um bode "respiratório"!
  • Imagem de perfil

    Pedro Oliveira 05.10.2017

    A vida é assim, caro JHC.
    A dinâmica associação SOS Racismo foi muito mais célere e diligente a agir no alegado caso de Alfragide do que aquilo que está a ser neste evidente caso de Carnide que está a passar em claro (ou em escuro se preferirmos) em toda a comunicação social.
    Porque será?
  • Sem imagem de perfil

    Sporting Sempre 05.10.2017

    Francamente tudo isto me diz muito pouco ou nada, estou mais bem interessado em discutir Matheus Pereira, Gauld, Dala, ou F.Geraldes. Ou os outros que fazem pela vida na equipa B.
    Apenas porque toda essa gente mencionada a vou ver poucas ou nenhumas vezes, e aqueles que mencionei o espero ver muitas vezes com a camisola do Sporting. E não sou masoquista.
    O actual GR do Man.City, o defesa do Man. United, ou o actual médio do Swansea devem ser muito bons de facto, mas pouco ou quase nada os vi jogar, e se gosto do Sanches foi pelo que fez em Marselha, o que fez pelos lampiões ignoro. Nem quero saber.
    Dos jogos dos lampiões apenas me interessa saber quantos pontos perderam, o resto ignoro.
  • Imagem de perfil

    Pedro Oliveira 05.10.2017

    "se gosto do Sanches foi pelo que fez em Marselha, o que fez pelos lampiões ignoro. Nem quero saber."
    Aqui não estamos de acordo, acho que o grande jogo de Renato Sanches não foi em Marselha, lamento tanto a infelicidade de Krychowiak (num golo, erradamente, atribuído a Sanches) como lamento a recente infelicidade de Coates; o melhor momento de Sanches (para mim) é quando é substituído em Paris para a entrada de Éder que decidiria o jogo.
    Quanto aquilo que fez pelos lampiões quero saber e não consigo esquecer a entrada violenta que teve sobre Bryan Ruiz num lance que poderia ter inutilizado o capitão da Costa Rica para a prática do futebol.
    Quanto ao resto apenas decidi escrever sobre uma selecção alternativa inspirado pela espinha dorsal da selecção e por uma caderneta de cromos.
    Se isso tem interesse?
    Provavelmente não; para a maioria dos leitores, outros poderão gostar, às vezes é aliciante lermos alguma prosa leve, descontrairmos, não estarmos sempre preocupados com as grandes questões do mundo.
  • Sem imagem de perfil

    Sporting Sempre 05.10.2017

    Pois... Mas eu estava em Marselha por detrás daquela baliza.
    E o rapaz marcou um golo do outro mundo, que nos fez renascer das cinzas em que aquele jogo se tornara. E depois veio Paris.
    Por isso e não quero saber do resto, nem da sarrafada no Brian Ruiz a terminar o jogo em Alvalade (uma sarrafada depois dele ter falhado um golo feito que nos dava o título, mas a pior sarrafada ao Brian fez o Jesus pelos vistos), o Sanches merece o melhor. Oxalá o tenha algures, menos com a camisola dos lampiões.
  • Imagem de perfil

    Pedro Oliveira 05.10.2017

    Acredito que tenha sido emocionante e gratificante assistir ao vivo a esse desafio. Convido-o, no entanto, a rever o lance e verificará que a bola desvia no jogador polaco que referi, se saísse pela linha de fundo seria pontapé de canto para Portugal assim (salvo melhor opinião) foi um autogolo.
    Quanto à questão do afastamento de Bryan talvez um dia conheçamos toda a história.
  • Sem imagem de perfil

    JHC 05.10.2017

    O caro Sporting Sempre é um felizardo. Viu a nossa selecção, formada quase na totalidade por produtos da nossa academia, no campeonato em que fizemos história!
    E duplamente felizardo por estar atrás da baliza e não ter levado com a bola rematada por Renato Sanches. O desvio no jogador polaco evitou que o Sporting Sempre conseguisse ver o resto do jogo...
    Agora mais a sério. Com o estado actual do futebol, estou de acordo com o caro Pedro Oliveira e com uma frase do caro Edmundo Gonçalves num post de ontem: Pasmaceira, estes quinze dias.
    Por vezes falar de outros assuntos menos importantes ou relevantes ajuda a desanuviar e reduzir a carga negativa que sentimos por estes dias com discursos cheios de palavrões e cadeiras pelo ar.
    Hoje tivemos um feriado com calor qb. para uma Superbock e vem aí um fim de semana para a nossa selecção dar mais um passo rumo ao Mundial.
    Esperemos todos que Renato Sanches, se for chamado a entrar no jogo, justifique a aposta e ajude Portugal nesta qualificação.
    SL
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D