Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Uma saída pela porta da frente

transferir (4).jpg

Ao longo dos tempos muitos jogadores emblemáticos sairam de Alvalade pela porta dos fundos, uns aliciados por outros emblemas, com mais ou menos respeito para com o clube que os formou, outros que foram mais ou menos empurrados sem a consideração merecida pelo seu passado no Sporting.

Sabe por isso muito bem ouvir as palavras de João Palhinha na sua despedida dum clube que o acolheu nove anos atrás, onde nem tudo foi fácil. Quatro desses anos foram passados em empréstimos a Moreirense, Belenenses e Sporting de Braga, por falta de aposta firme dos treinadores que foram passando pelo Sporting e outras coisas mais abaixo referidas, até finalmente encontrar um Rúben Amorim que lhe construiu um lugar à sua medida no modelo de jogo da equipa. O lugar do destruidor implacável do contra-jogo adversário e do "libero" nas duas áreas, com um assinalável jogo de cabeça e um poderoso remate de meia distância.

Sabe ainda melhor quando nos recordamos que ele esteve envolvido no dia mais negro da história do Sporting, como deu conta no respectivo julgamento,, o assalto a Alcochete por elementos mais ou menos ligados às claques, alguns deles ainda a cumprir penas de prisão, admitindo que ligou logo ao pai num estado de nervos a dizer "que queria ir embora, que ia recolher as minhas coisas, chuteiras e afins, porque nunca mais queria voltar à Academia depois daquilo",  de ter tido pesadelos durante alguns dias com tudo aquilo que se passou no ataque à Academia e de ter deixado de se sentir seguro no clube.

 

A ida por empréstimo de dois anos para o Braga foi a forma que encontrou para, ao contrário doutros com mais anos de casa do que ele, se afastar de Alcochete de forma pacífica e discreta, se reencontrar com a profissão, e se projectar para outros voos no estrangeiro. Se calhar, isso esteve muito perto de acontecer.

Felizmente encontrou-se uma plataforma de confiança entre as partes, também muito devido a Rúben Amorim. O Sporting decidiu apostar de vez num jogador de crescimento lento mas sustentado, e Palhinha apostou num clube reerguido e pronto para ganhar no imediato. 

O seu regresso concretizou-se numa 1.ª época tremenda recheada de títulos, e numa 2.ª onde o seu desempenho não foi o mesmo devido a uma lesão incómoda que lhe cortou o ritmo num momento crucial da temporada. O Sporting teve a preocupação de encontrar o seu sucessor na equipa facilitando a sua saída tranquila para o melhor campeonato do mundo e para outros patamares de rendimento financeiro.

 

A ideia que tenho de Palhinha como pessoa e como profissional é a melhor. Um rapaz impecável, um trabalhador incansável e perfeccionista. Muito forreta, dizem os colegas, mas isso não sei se é defeito ou virtude. Só não entendo porque não é já o titular indiscutível da selecção nacional na sua posição. Apenas a teimosia e o conservadorismo do Fernando Santos poderão explicar.

 

Sendo assim, só me resta, e penso que falo por todos nós,  agradecer ao Palhinha toda a sua contribuição para os sucessos do Sporting Clube de Portugal, desejar-lhe o maior sucesso nesta nova etapa e lembrar-lhe que daqui a uns anitos muito gostariamos de o ver voltar a vestir a nossa camisola e terminar a carreira com ela vestida. Fica-lhe mesmo muito bem.

SL

5 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D