Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Uma questão de... mentalità.

Giovanni Trapattoni é uma velha raposa do futebol mundial e Portugal teve a sorte de, por um ano, ter tido tal ilustre figura a trabalhar no nosso futebol.

O experimentado técnico italiano sempre se exprimiu por cá na sua língua materna e se havia palavra empregue amiúde, à qual achava muita piada pela sua sonoridade, era a de "mentalità."

"Il Trap" bem sabia que tão ou mais importante que a condição física, era a condição mental. Na recta final e decisiva do campeonato de 2004/2005, causou algum impacto, pela sua originalidade, o conselho do treinador aos seus jogadores para não lerem os jornais.

Nesta fase do campeonato, a equipa do Sporting encontra-se num momento que apela bastante a "nervos de aço". Nós, sportinguistas, assim como os nossos rivais, sabemos que as fendas da nossa muralha residem essencialmente na parte psicológica. Nunca nos vimos nesta posição e com uma vantagem de 10 pontos (agora 6), são duas décadas sem ganhar um campeonato, são muitos jogadores novos nestas andanças, enfim, são várias as pontas por onde se pode tentar começar a quebrar a equipa.

Rúben Amorim, que chegou a jogar contra a equipa de Trap, é um estudioso do futebol e, ainda que não precise de conselhos, sobretudo de um adepto de bancada como eu, gostaria de deixar-lhe as seguintes duas recomendações: primeiro, dizer aos jogadores para não lerem jornais, ou redes sociais. O silêncio das redes retira pressão e o inimigo sabe que esta é a a altura propícia de nos bombardear com pressão; segundo, convidar alguns dos nossos antigos campeões a passarem por Alcochete e partilharem as suas experiências, com a autoridade de quem esteve prestes a sagrar-se campeão pelo Sporting, após longo jejum. Pedro Barbosa, Rui Jorge, Beto, Nelson, Vidigal, são testemunhos vivos de quem lidou com a alta pressão, como a nossa jovem equipa se depara agora, e que provaram também conseguir ter "mentalità" de campeão.

Vamos, Sporting!

7 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D