Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Uma pergunta de fácil resposta

mw-860[1].jpg

 

Há dois problemas a exigir resolução premente no Sporting: os casos dos jogadores que rescindiram e o empréstimo obrigacionista. A resolução de ambos será crucial para superar os sérios problemas financeiros actuais na SAD leonina.

 

Mas alguns adeptos consideram que a questão fundamental, decorridas sete jornadas do campeonato, é despedir o treinador. À boa maneira do "tribunal de Alvalade", porém, esquecem-se de dizer quem poriam no lugar de José Peseiro e se esses anseios têm hipótese mínima de serem exequíveis.

Lanço, portanto, um repto a tais adeptos: quem gostariam de ver no comando técnico do Sporting?

 

Há outras perguntas, eventualmente mais difíceis, associadas a esta:

- Com que plantel contaria o novo treinador?

- Quanto ganharia a nova equipa técnica?

- Quanto ficaríamos a pagar ao treinador despedido?

- De onde viriam tais recursos financeiros adicionais?

- E se o treinador seguinte perdesse dois jogos seguidos daria o lugar a quem?

 

Mas retiro as perguntas difíceis. Fico-me pela mais fácil: a primeira. Esperando resposta de todos aqueles que já agitam os lenços brancos.

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 10.10.2018

    Concordo com muita coisa, Luís.
    Excepto com juízos definitivos sobre Peseiro ao fim de sete jornadas. Após duas derrotas em três competições (dez jogos disputados).
    Pela mesma lógica, Leonardo Jardim - que acumulou dez jogos consecutivos sem ganhar pelo Mónaco - devia ter sido despedido pelo menos há um mês.

    Abraço.
  • Anónimo 10.10.2018

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 10.10.2018

    Luís: nunca defendi o despedimento de treinadores. Muito menos à sétima jornada.
    Nenhum clube o fez até ao momento.
    Ver o Sporting que apregoa estabilidade praticar um disparate desses deixar-me-ia muito admirado. Não condiz com o perfil de Frederico Varandas.
    Somar uma "chicotada psicológica", de efeitos sempre imprevisíveis, ao mau momento da equipa - ditado por factores amplamente dissecados aqui - seria um erro de prováveis consequências muito mais graves do que as falhas que se pretende corrigir.
  • Anónimo 10.10.2018

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 10.10.2018

    Não partilho do teu pessimismo, Luís.
    Mas reconheço que também já emiti aqui juízos pessimistas. Por exemplo, quando Marco Silva foi corrido para dar lugar ao JJ.
    Infelizmente, tive razão.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D