Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Uma injustiça

 

Não foi apenas um erro: foi uma clamorosa injustiça.

E o injustiçado chama-se Adrien Silva.

Deu até a sensação de que o seleccionador não foi acompanhando os desafios do Sporting ao longo da temporada. Se o tivesse feito, com olhos de ver, seria incapaz de excluir da viagem ao Brasil aquele que é um dos melhores médios centrais presentemente a actuar no campeonato português.

Em seis dos 30 jogos do Sporting no campeonato passado considerei-o o melhor sportinguista em campo - em casa contra o V. Setúbal e fora contra o Arouca, o Benfica, o Marítimo, o Paços de Ferreira e o Belenenses.

William Carvalho, na minha perspectiva, foi o nosso melhor jogador também em seis encontros - em casa contra o Paços de Ferreira, o Nacional, o FC Porto e o V. Guimarães, e fora contra a Académica e o FCP.

Seguiram-se André Martins e Slimani (os melhores em quatro jogos cada), Montero (três) e Cédric (dois). Wilson Eduardo, Capel, Carlos Mané, Carrillo e Dier receberam menções de melhor em campo apenas uma vez.

16 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 06.08.2014

    É verdade. Mais um motivo para não nos cansarmos de protestar contra esta iniquidade. Que prejudica, desde logo, alguns dos melhores jogadores portugueses - e, por arrastamento, o próprio futebol nacional.
  • Imagem de perfil

    André Salgado 06.08.2014

    Pedro, não sei o que mais impressiona: se a falta de memória (e até de alguma decência) com que hoje muitos sportinguistas cospem no Paulo Bento, se a crença quase infantil de que se o Adrien Silva tem ido ao mundial tudo teria sido diferente e talvez até tivéssemos sido campeões do mundo. A segunda oferece-nos uma gargalhada saudável e bem disposta. A primeira, porque de um linchamento de carácter se trata, é apenas triste.

    Uma nota para os tontinhos das teorias da conspiração: o Adrien Silva, que só não terá ido ao mundial por causa dos interesses que manobram a selecção, tem como empresário - imaginem - o Jorge Mendes, acusado de protagonizar esses interesses que manobram a selecção. Tal como o William Carvalho, que o Paulo Bento pouco valorizou. Ou o André Martins, que nem chamou. Ele há coisas…

    SD
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 06.08.2014

    Criticar Paulo Bento é "cuspir" no seleccionador nacional? Estranho critério esse, André. Se a moda pega - por exemplo, na política - qualquer dia ninguém poderá exercer o livre direito à crítica.

    Sobre Adrien - e a inexplicável ausência do jogador, reforçada pelo humilhação de ter sido preterido por João Mário no lote dos 30 pré-selecionados - não tenho a menor dúvida de que Paulo Bento cometeu um clamoroso erro de avaliação.
    Um erro que ficará ainda mais evidente à medida que o tempo passar.

    Quanto às teorias da conspiração, não me apanhará a cultivar nenhuma. Possa eu dizer o mesmo em relação a vocês se os resultados da temporada corresponderem aos da pré-época...
  • Imagem de perfil

    André Salgado 06.08.2014

    O que por aqui tem sido escrito sobre o Paulo Bento, quer por alguns dos escribas residentes, quer por muitos comentadores deste fórum, ultrapassa em muito a mera crítica, que é legítima e saudável - e na qual eu próprio me incluo, nunca tendo sido particular admirador do trabalho de PB como treinador. No que não me posso rever é em imputações de carácter pouco edificantes ou em insinuações de que o seu trabalho na selecção obedece a agendas de interesses obscuros. É sujo e pouco digno. E tendo em conta o que ele deu ao vosso clube, eu teria vergonha se um antigo treinador do meu clube, a quem eu devesse respeito, assim fosse tratado por outros benfiquistas.

    De teorias da conspiração já me bastam as que são verbalizadas. Como essa vossa, de que há jogadores do vosso clube que não são convocados para a selecção por nela mandar Jorge Mendes, facilmente desmontável pela evidência de Jorge Mendes ser o empresário desses mesmos vossos jogadores.

    Já o julgava com suficientes anos a ver virar frangos no verão para se excitar com pré-temporadas.

    SD
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 06.08.2014

    Tiro ao lado, André. Não sou nem nunca fui partidário de teorias da conspiração.
    Paulo Bento merece-me respeito, por ter sido um bom treinador do Sporting, e ter trabalhado de forma digna e competente em Alvalade.
    Não faltaram elogios ao seleccionador neste blogue. Foi no entanto criticado - e com razão - nas escolhas que fez para o Mundial do Brasil. Infelizmente o que lá ocorreu acabou por dar razão àqueles que, como eu, no momento próprio criticaram essas escolhas com toda a frontalidade.
    Há críticas que ou são feitas no momento próprio ou mais vale a pena não serem feitas. Porque acertar no totobola à segunda-feira está ao alcance de qualquer um.

    Quanto a virar frangos na pré-época: essa parece ser a especialidade do vosso guarda-redes Artur.
  • Imagem de perfil

    André Salgado 06.08.2014

    Olhe que em matéria de frangos, a única diferença entre o Artur e o vosso Patrício, que já vos salvou mas também já vos enterrou tantas vezes, é um ser brasileiro e o outro português :)

    Dito isto, espero que o Artur já não seja o titular das nossas redes quando o campeonato se iniciar ;)
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 06.08.2014

    E o tal Luís Felipe também já zarpou, tal como o Djavan. Vocês, este ano, é cada tiro cada melro...
  • Imagem de perfil

    André Salgado 07.08.2014

    O Luís Felipe já foi? Olha, uma boa notícia que desconhecia.

    Uma coisa é certa, mais vale identificar logo os melros na pré-temporada do que carregá-los uma época inteira, como o Piris, o Gerson Magrão, o Vítor ou o "senhor 60 milhões" Salim Cissé (que já despacharam, sem honra nem glória).

    E não sei quem se ficará a rir por último. Vocês este ano também têm uma "passarada" interessante: o Paulo Oliveira (que foi horrível no que lhe vi contra o Belém), o Slavchev, o Shikabala… e acabam de contratar um defesa chamado Rabia, o que faz temer o pior.

    Que comecem os jogos.
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 07.08.2014

    Horríveis devem ter sido, na perspectiva do vosso brilhante treinador, os desempenhos do Ivan Cavaleiro e do João Cancelo, que segundo a imprensa de hoje vão ser despachados para Espanha. Ser jogador da vossa formação é meio caminho andado para ser emigrante.
  • Imagem de perfil

    André Salgado 07.08.2014

    Não tenha tão mau feitio. O Ivan Cavaleiro vai ser companheiro de equipa do vosso Diogo Salomão no Corunha. O João Cancelo vai ter uma oportunidade interessante para evoluir no Valência. Se as aproveitarem, como o William Carvalho e o Adrien aproveitaram nos menos competitivos campeonatos da Bélgica e de Israel, poderão voltar mais adultos e terá sido uma boa rodagem.

    O nosso brilhante treinador é campeão nacional. E foi campeão nacional duas vezes nos últimos 5 anos, tantas como todos os vossos treinadores juntos nos últimos 32 anos. Eu vou repetir devagarinho: trinta-e-dois-anos.
  • Sem imagem de perfil

    Francisco Gonçalves 08.08.2014

    Há horas infelizes! E o senhor André é pródigo nesses desencontros com o tempo.
    Jesualdo Ferreira, esse baluarte do futebol europeu, no reino dos treinadores de futebol, acabado de ser tricampeão pelo FCP, na época de 2008/2209, somava, à data, tantos títulos como a Agremiação Recreativa e Divertida da Casa do Povo de Carnide, nos últimos 20 anos.
    Vtor Pereira, outro baluarte do futebol europeu, no reino dos treinadores de futebol, acabado de ser bicampeão pelo FCP, na época de 2012/2013, somava, à data, tantos títulos como a Agremiação Recreativa e Divertida da Casa do Povo de Carnide, nos últimos 20 anos.
    Roberto di Matteo, mais um portento europeu, tem mais Ligas dos Campeões que a Agremiação nos últimos 50 anos. Vou dizer devagarinho: cinquenta-anos.
    Como vê, caro amigo, essas comparações que elabora são uma espécie de refúgio de quem não tem mais nada para acrescentar a outros comentários. Por vezes, o silêncio vale ouro.
    Naturalmente, vinda do André são admissíveis porque o caríssimo é um benfiquista daquele lote de sportinguistas que chumbaram nos psicotécnicos e, esse constrangimento mental, desculpa-o.
    É curioso que o entusiasmo que coloca nos títulos do mestre da pastilha elástica deixa presumir que também tem quota-parte no mérito que daí resulta. Será que o André é o assessor para a comunicação social do pintas de Alcântara? Ou trabalha, em exclusivo, na parte dos “flash interview” hilariantes com que o moço nos presenteia?
  • Imagem de perfil

    André Salgado 08.08.2014

    O FCP nunca foi, nem será, campeão de 2008/2209, sendo uma impossibilidade factual.

    Quanto mais o meu amigo utilizar os títulos do FCP para menorizar os do SLB, mais sublinha a inferioridade dos do seu clube em relação a ambos. É o que se chama falta de argúcia argumentativa.

    Testes psicotécnicos? Assessor do pintas de alcântara? Um conselho, Francisco: tome os remédios.
  • Sem imagem de perfil

    Francisco Gonçalves 09.08.2014

    Caro amigo,
    Quando a publicidade a um erro de teclado (quis escrever 2009 e escrevi 2209) é tão relevante, indicia que a qualidade argumentativa precisa daquela bengala para se sustentar em pé. O erro não desvirtua a ideia, não impede a inteligibilidade da frase e qualquer idiota conseguiria perceber o sentido da coisa, como o caro André prova, com galhardia.
    Estou desconfiado que o seu apelido materno é Arguto e o paterno é Factual. O senhor André Arguto Factual pretende vender a imagem do rigor e da correção. É uma tentativa tão mal conseguida, como mal conseguida terá sido a sua sessão de psicotécnicos para admissão à condição de adepto do Sporting Clube de Portugal.
    O Senhor Arguto Factual comete tantos erros, em tão poucas linha, uns por razões factuais, outros por carência de argúcia que melhor seria não evidenciar um erro de teclado, num comentário alheio.
    Olhe, só, alguns exemplos das suas barabaridades:
    Nos últimos 32 anos, o Sporting Clube de Portugal foi campeão 3 vezes e não 2 como afirmou numa das suas “postas de pescada”. Trata-se de um erro factual.
    A Agremiação Recreativa e Divertida da Casa do Povo de Carnide não elege, ou depõe, ninguém democraticamente. Fá-lo estatutariamente. Erro de argúcia.
    Sabe que a democracia tem duas regras de ouro: eleições livres e cada cabeça um voto. E se a Agremiação cumpre, eventalmente, o primeiro requisito, não cumpre, naturalmente, o segundo. Qualquer cabeça senil da coletividade vale cinquenta vezes, em votos, o que deveria valer.
    Nem vale a pena argumentar com o que se passa no Sporting Clube de Portugal porque o senhor Arguto Factual nunca leu, em lado nenhum, qualquer referência minha a eleições democráticas no clube. Essa pérola é sua e diz respeito às eleições na agremiação.
    Começo a pensar que o Senhor Arguto Factual não é assessor do mestre da pastilha elástica, mas sim seu discípulo. O que empobrece o pintas de Alcântara, mas enriquece, factualmente, a argúcia do mestre André.
    Há outras pérolas escritas pelo senhor Arguto Factual, mas vou dispensar-me de bater-lhe mais. Fica um conselho: deixe de tomar os remédios. Já se viu que são um má influência para a sua débil capacidade de discernimento. Se não for capaz, complemente-os com um granulado que o faça cacarejar, em vez de grunhir. Talvez, assim, o perceba melhor.
    E que comece o campeonato.
  • Imagem de perfil

    André Salgado 09.08.2014

    O meu amigo parece viver à beira de um ataque de nervos. Agressivo, ofensivo, mal educado. Não é caso para tanto.

    O SCP foi campeão nacional na temporada 1981-82, mais exactamente em maio de 1982. Conte 32 anos dessa data e chegará a 2014, presente ano em que nos encontramos. Durante este período de 32 anos, esclareça-me que outros campeonatos nacionais terá o SCP conquistado, para além dos dois de 1999-00 e 2001-02. Admito, tratando-se de um período tão longo, que me possa ter escapado algum.

    Mas mesmo que queira anexar o de 1982 para compor o ramalhete, passando assim de 2 para 3 (eh fartura!) nos últimos 32 anos, convém manter a coerência da medida. É que nesse caso, quando diz que Jesualdo Ferreira, ao ter conquistado o tricampeonato em 2009, ficou com tantos títulos nacionais - três - como o SLB nos últimos 20 anos (1989-2009), prega uma partida a si próprio: na verdade, usando o seu critério, seriam 4 (1989, 1991, 1994 e 2005). Argúcia, está a ver?

    Desafio o meu amigo a identificar um erro factual - um único que seja - nas minhas argumentações. Se o conseguir fazer, serei o primeiro a reconhecê-lo. Mas vai ter de fazer pela vida. Sempre apreciei o rigor factual milimétrico, não por qualquer tipo de vaidade mas por respeito por com quem argumento.

    Quanto ao resto, guarde lá para si esse registo boçal e chocarreiro. Não corresponde ao registo com que comento neste blog e não dá uma imagem lisonjeira da inteligência e da elegância que o meu amigo certamente tem.
  • Sem imagem de perfil

    Francisco Gonçalves 09.08.2014


    Senhor Arguto Factual,
    Permita-me tratá-lo assim, para que continue a dar-lhe a ideia de que estou à beira de um ataque de nervos.
    Eu não gostaria de adicionar nenhum substantivo factual à sua teimosia, até porque não tenho a convicção de que se trate de um truão, mas tão-somente de um carnidense que se prende com futilidades para esconder a essência dos problemas da agremiação.
    O caríssimo tem a mania do rigor e da factualidade. Deixe-me mostrar-lhe o que é o rigor e a factualidade:
    Jorge Jesus, ex-atleta do Atlético Clube de Portugal, onde deixou muitas saudades, foi campeão nacional, pela segunda vez, ao serviço da agremiação da carnide, em 10 de maio de 2014.
    Se recuar 32 anos, vai encontrar a data de 10 de maio de 1982, certo? Está a acompanhar-me, senhor Arguto? Se tiver muitas dificuldades, eu peço aos administradores deste belíssimo espaço para me deixarem fazer-lhe um desenho.
    Percorrendo o calendário, desde essa data, até ao dia em que o seu guia espiritual foi campeão, encontra quantos títulos do Sporting Clube de Portugal?
    Eu ajudo-o, embora o senhor das factualidades não mereça:
    1ª vez – 25 de maio de 1982, campeão nacional, mesmo que derrotado, nas Antas.
    2ª vez – 14 de maio de 2000, campeão nacional, após vitória em Vidal Pinheiro.
    3ª vez – 5 de maio de 2002, campeão nacional após, vitória, em Alvalade, por 2-1, ao Beira Mar.
    Sabe contar, não é? Assumo que sim, já que até o pintas de Alcântara sabe contar até quatro.
    Confirme o rigor da informação e chore à vontade. Se necessitar de lenços, aconselho o contacto com a Renova.
    Quanto à questão do professor Jesualdo, tem o mestre André toda a razão: eu enganei-me. O que eu queria evidenciar é que o referido senhor, à data do feito, tinha tantos tricampeonatos como a agremiação nos últimos trinta e cinco anos. Eu vou dizer devagarinho: trinta-e-cinco-anos.
    Percebe a puerilidade da sua comparação?
    Eu sei que não, mas para este peditório já não dou mais nada.
    Passar bem, Senhor André.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D