Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Um trimestre intenso, com desfecho duro

Resistimos até onde pudemos, num trimestre intenso, com desfecho duro. Este ano o Sporting foi sujeito a um calendário a que não estava habituado, com grande carga de jogos. Fadiga e lesões fizeram sentir-se justamente neste período, e os sinais de quebra começaram a perceber-se em Setúbal, com o empate consentido no final do jogo. A equipa perdeu gás a partir daí. Depois o inexplicável resultado do Estoril. Uma gestão do plantel, curto, que deixa dúvidas (sobreutilização de jogadores como Acuña em jogos da taça de Portugal ou da taça da Liga, à lesão de Bas Dost com o Astana, experiências de Battaglia a defesa direito emendadas a meio do jogo, e mais umas coisas), o alimentar de “guerras” extrajogo por parte de responsáveis e a deficiente comunicação do clube não ajudaram nada.

Se é verdade que a época não se resume ao trimestre em referência, e ainda não acabou, o objetivo de ser campeão nacional parece estar posto em causa. Ainda temos Liga Europa e taça de Portugal, ambos desafios e objetivos muito difíceis. Mas não é hora de baixar os braços nem de autoflagelação, ainda há muito jogo pela frente. Não alimentarei conversa à volta de BC ou de JJ. Nem do VAR. Deixemos as análises e a avaliação para o fim. Bem vistas as coisas, a época não é excelente para outros clubes, afastados de competições várias, apesar de não percebermos isso na imprensa desportiva. Está aí à porta o jogo com o Atlético de Madrid. E o que para nós, neste momento, deve importar é mesmo o próximo jogo. Venha abril. 

Em jeito de balanço do 1º trimestre de 2018, alguns factos:

SPORTING realizou 21 jogos em todas as competições, tendo obtido 11 Vitórias, 5 Empates e 5 Derrotas (3 em março e duas delas na Liga NOS custaram 6 pontos); Marcou 32 golos e sofreu 16; 

Venceu a Taça da Liga (por penaltis nas meias finais e na final);

Liga NOS:

Em Alvalade obteve só vitórias nos 6 jogos disputados (Marítimo, Aves, Guimarães, Feirense, Moreirense e Rio Ave); não sofreu golos e marcou 13.

A jogar fora sofreu 3 derrotas (Estoril, Porto e Braga), 2 empates (Benfica e Setúbal) e 2 vitórias (Tondela e Chaves); sofreu 9 golos e marcou 7.

Liga Europa:

Em casa 1 vitória e 1 empate (5 golos marcados e 3 sofridos); fora, 1 vitória e 1 derrota (4 golos marcados e 3 sofridos)

 

Março, dia: 

31: Braga (fora, D 1-0 ; Liga NOS)

18: Rio Ave (casa, V 2-0; Liga NOS)

15: Plzen (fora, D 2-1 ; 2ª mão  1/8 da Liga Europa)

12: Chaves (fora, V 2-1; Liga NOS)

8: Plzen (casa, V 2-0; 1ª mão  1/8 da Liga Europa)

2:  Porto (fora, D 2-1; Liga NOS)

Fevereiro, dia:

26: Moreirense (casa, V 1-0; Liga NOS)

22: Astana (casa, E 3-3; 2ª mão  1/16 da Liga Europa)

19- Tondela (fora, V 2-1; Liga NOS)

15: Astana (fora; V 3-1; 1ª mão 1/16 da Liga Europa)

11: Feirense (casa, V 1-0; Liga NOS)

7: Porto (fora, D 1-0; 1ª mão da Taça de Portugal)

4: Estoril (fora, D 2-0; Liga NOS)

Janeiro  

31- Guimarães (casa, V 1-0; Liga NOS)

27- Vitória Setúbal (final Taça da Liga/CTT; E 1-1; Sporting vencedor nos penaltis 5-4)

24- Porto (meia final da Taça da Liga/CTT; E 0-0; Sporting vencedor nos penaltis 4-3)

19- Vitória Setúbal (fora, E 1-1; Liga NOS)

14- Aves (casa, V 3-0; Liga NOS)

10- Cova da Piedade (fora, V 2-1; quartos de final Taça de Portugal)

7- Marítimo (casa, V 5-0, Liga NOS)

3- Benfica (fora, E 1-1; Liga NOS)

12 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D