Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Um mistério chamado Fernando

img_920x518$2019_09_09_00_44_17_1599320[1].jpg

 

Já no terceiro mês em Alvalade, o brasileiro Fernando continua sem se estrear de verde e branco. Nunca o vimos jogar com as nossas cores. O mistério permanece: a lesão só pode ser muito grave para exigir uma recuperação tão demorada.

Tal como aconteceu com Rosier, que frequentou durante semanas o estaleiro leonino, também este extremo chegou fisicamente impedido ao Sporting. Algo inaceitável numa estrutura de futebol profissional. E que contraria declarações expressas do presidente Frederico Varandas durante a campanha que culminou na sua eleição. Recordo que o então candidato prometeu devolver à procedência quem aterrasse por cá sem revelar boa condição física.

Há que perguntar, sem rodeios de qualquer espécie, o que leva a administração da SAD a contratar jogadores inaptos para o futebol de alta competição. E como foi possível o presidente do Sporting equivocar-se a tal ponto sobre os supostos méritos de Fernando que chegou a dizer isto dele, em entrevista ao canal do clube: «O Fernando é um extremo que foi considerado dos melhores do campeonato brasileiro em 2016/17 e 2017/18. Foi uma revelação do campeonato brasileiro.» Frases que não correspondem aos factos.

«No Sporting quem escolhe os jogadores é o clube» , disse igualmente o candidato Varandas na campanha. Face ao sucedido, há que concluir, portanto, que escolhe mal.

De Fernando, um jovem cheio de tatuagens, resta-nos uma fotografia. Até agora é tudo quanto realmente sabemos dele.

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 12.11.2019

    Vou analisar todos os casos, um por um. Comecei por este, que me parece o mais escandaloso. O "craque" tão elogiado pelo presidente Varandas chegou aleijado do Brasil e três meses depois continua sem calçar.
    Por decisão da mesma direcção desportiva que decidiu despachar o Domingos Duarte - revelação na Liga espanhola e agora convocado à selecção nacional - por tuta e meia, prescindiu do Matheus Pereira com uma cláusula de opção para o West Bromwich Albion que roça o dolo e despachou o Bas Dost quase de borla, ao ponto de ter espantado o próprio presidente do Eintracht.
  • Sem imagem de perfil

    Luís Barros 12.11.2019

    Caro Pedro, entre as futuras análises devemos debater não só quem entrou mas também quem saiu. Dou-lhe um exemplo: Domingos Duarte. Só de pensar que ficámos sem a dupla de centrais Demiral e Domingos Duarte, para termos Ilori e Neto começa-me logo a subir a tenção. E sobe mais quando fazemos as contas e pagamos mais do que recebemos.
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 12.11.2019

    Aí há culpas repartidas, meu caro.
    Demiral saiu por responsabilidade da Comissão de Gestão, que o dispensou irresponsavelmente por dois tostões.
    Domingos saiu já por iniciativa desta Direcção, quase de borla. Lesando os interesses do Sporting, clube que formou o jogador. E contrariando o próprio Domingos, que sonhava jogar na nossa equipa principal.
    Não podemos esquecer também alguma responsabilidade do ex-treinador Jorge Jesus, que podia ter aproveitado ambos e acabou por ignorá-los, desvalorizando-os. Com o seu conhecido desdém relativamente à formação leonina, estava sempre mais virado para brasileiros ou argentinos.
  • Sem imagem de perfil

    Luís Barros 12.11.2019

    Pedro, não querendo personalizar as culpas de quem fez o quê, uma coisa é certa, quem ficou a perder foi o Sporting. Infelizmente têm sido uma constante ao longo dos anos e esta é uma das principais causas do Sporting estar como está, comprar muito, mal e caro e vender pouco, mal e barato. Gestores, doutores e afins que têm afundado o Clube.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D