Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Um acto de justiça

ACorja[1].jpg

«As duas últimas décadas foram as que faliram o clube. O Sporting, transformado em empresa e dirigido por gestores profissionais, era afinal clube de amigos. Está tudo na auditoria. Contratos não escritos, pagamentos sem justificação, bonificações sem enquadramento legal, serviços externos garantidos por funcionários, dirigentes que trabalhavam para empresas contratadas, comissões exageradas com fundos e agentes. E, claro, o caso dos custos do estádio, de que ficará sempre qualquer coisa por contar. O Sporting perdeu muito dinheiro com a gestão profissional de tipo empresarial. Nuns casos foi incompetência, noutros foi mais grave do que isso. É por isso que, não sendo fã de expulsões, tenho de concordar com quem se quer ver livre da fina flor do entulho. A expulsão de Godinho Lopes é um acto de justiça. Para com o clube e até para com alguns dos auditados. Podem ter gerido mal o clube. Mas faça-se a justiça de dizer que nem todos são da estirpe de Godinho Lopes.»

Daniel Oliveira, hoje, no Record

 

ADENDA: A ilustração surge por sugestão de um leitor, que naturalmente acolhi. É sempre bom lermos clássicos da literatura portuguesa

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 03.07.2015

    Cuidado com esses sentimentos xenófobos.
  • Sem imagem de perfil

    Pedro 03.07.2015

    Hum?
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 04.07.2015

    Um sportinguista angolano não é menos sportinguista por ser angolano. Aliás, Peyroteo era angolano também.
  • Sem imagem de perfil

    Pedro 04.07.2015

    Referia-me a condes e marqueses tal e qual estão retratados pelo Camilo na Corja e não de acordo com a estupidez dos dias correntes. Tenho o livro bem presente.

    Se tivemos os tios da gestão - e não precisei de nenhuma auditoria para aqui dizer no tempo oportuno o que era aquela gente, como operavam, etc - agora temos um sobrinho que por puro altruísmo e sportinguismo faz aparecer dinheiro, muito dinheiro. Ainda há pouco tempo suspeitavam - maldosamente, claro - que a especialidade do dito era desaparecer com ele. Mistérios de Lisboa, para voltarmos à literatura.

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 05.07.2015

    Haver dinheiro é problema? Eu pensava que fazer desaparecer dinheiro dos cofres leoninos é que era problema. Foram 500 milhões nestes 20 anos.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D