Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Tudo ao molho e FÉ em Deus - Ronaldo piramidal

Numa das cidades mundiais onde a Banca assume maior preponderância, a selecção portuguesa esteve à beira de ser alvo de um esquema em pirâmide. Não, não me refiro a qualquer escândalo financeiro, mas tão sómente à visita de uma bem estruturada equipa egípcia à cidade suiça de Zurique para jogar contra Portugal. Valeu, como quase sempre, Cristiano Ronaldo e, desta vez, a intervenção do vídeo-árbitro, duas realidades a que a selecção nacional fica muito a dever ao Sporting.

 

No pré-jogo, olhando para a constituição das equipas, verifiquei que não havia nenhum jogador actualmente a representar a equipa leonina no onze base. Em contrapartida, nos titulares estavam cinco (!) jogadores formados no Sporting. Do outro lado, o sagaz Hector Cúper (lembram-se do Maiorca?) ao comando de um time que tinha Mohamed Salah como protagonista. Dada a boa forma do egípcio, anunciava-se um duelo Ronaldo-Salah.

 

A exibição da equipa portuguesa foi globalmente muito frouxa. Fernando Santos queixou-se de que "o João e o Bernardo não fizeram movimentos interiores e não jogaram entrelinhas". Salah marcou um golo de grande classe diante de dois centrais inseguros e sem saída de bola que, se forem ao Mundial, obrigarão certamente os adeptos portugueses a um preliminar "check-up" cardíaco. Nem a FÉ do grande engenheiro - homem por quem declaro aqui a minha profunda simpatia - parecia ser suficiente face à realidade vivida no campo, onde os egípcios dominavam a meio campo com o seu futebol de toque, enquanto Portugal parecia um disco de 33 r.p.m a tocar a 45 rotações por minuto, com os jogadores a quererem fazer tudo muito depressa e sem terem as suas posições bem definidas no terreno.

 

Eis então que entraram Bruno Fernandes e Gelson. Estes, à semelhança de Cedric, João Mário ou Moutinho, só estão à espera de saír do Sporting para serem titulares absolutos da selecção, realidade a que só Rui Patrício e William parecem escapar nas últimas décadas. Bruno trouxe logo o passe longo e o remate forte e colocado com que testou Al Shenawy. Gelson imprimiu a sua velocidade estonteante de condução de bola acompanhada da sua habitual má definição do último passe (quando melhorar este aspecto valerá uma fortuna). É certo que também entraram André Gomes, Gonçalo Guedes e Ricardo Quaresma. André Gomes foi ... André Gomes. Com ele em campo os portugueses poderão não ter vontade de ir à rua após os jogos do Mundial. Gonçalo esteve abaixo daquilo que vem mostrando ao serviço do Valência, raramente usando a sua velocidade de ponta e perdendo-se em combinações sem nexo. 

 

Deixo este último parágrafo para Vos falar dos 2 jogadores que fizeram a diferença a noite passada: Quaresma e Ronaldo (who else?). O Mustang pareceu "fora dela" durante largos minutos, mas reapareceu com dois passes açucarados para Ronaldo. Cristiano foi ... Cristiano. Duas oportunidades, dois golos, vitória no jogo e triunfo individual sobre Salah, ao melhor estilo do número 1 mundial. Uma última palavra para destacar que não teríamos ganho este jogo se não fosse a intervenção do VAR (o auxiliar tinha assinalado erradamente fora-de-jogo) ou não fosse a influência do Sporting nesta selecção extensível também à verdade desportiva.


cristianoportugal.jpg

 

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Carlos Silva 25.03.2018 10:06

    Como dizia a raposa, olhando para as uvas inatangíveis,...estão verdes.
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 25.03.2018 12:49

    Muito bom! Sempre em forma, caro Carlos Silva.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D