Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Tudo ao molho e FÉ em Deus - O jardim

O Conselho de Disciplina reunir num Sábado e despenalizar Ruben Dias é natural. O que não é natural é Bruno de Carvalho escrever um Post e dar uma entrevista ao Expresso. Ainda se tivesse feito um Powerpoint… Na ordem do futebol português, cada coisa tem de ter a sua “cor” natural. Por isso, para muitos, mais do que um revolucionário ou um reformista, Bruno deveria ser um Restaurador. Olex, de preferência.

Nada do que é dito em cima invalida que, curiosamente, até haja semelhanças entre Bruno de Carvalho e Ruben Dias. Por exemplo, ambos falam pelos cotovelos...

  

Confesso que tinha um mau pressentimento para este jogo. Aquela ideia de a Madeira ser um jardim (ou será um Jardim?) fez-me lembrar o Festival da Eurovisão e zero pontos garantidos.  Também, quem é que se lembrou de deixar de fora o talento de Júlio Resende e a magnífica interpretação de Catarina Miranda em “Para sorrir eu não preciso de nada”? Júlio, aliás, que protagonizaria o momento (o único?) da noite festivaleira, ao piano, lado-a-lado com o fabuloso Salvador e o intemporal Caetano, numa gala onde os espectadores finalmente se sentiram vingados quando um rapper tirou o microfone das mãos de um(a) intérprete. Da Altice Arena para o José Alvalade, veio a dica: porque não te calas? – dirão alguns…Eu, cá, só queria que o Sporting tivesse ganho. É que, para sorrir, não preciso de (mais) nada (que uma vitória).

 

O jogo arrastou-se, num ritmo pastelão, mastigado, tipo a chiclete de Jesus, com vários jogadores "fora dela". Nesse sentido, Coentrão e Piccini foram os mais exasperantes. Por volta da meia-hora, Joel marcou para o Marítimo, após duplo erro de Coentrão que primeiro fez uma falta estúpida e de seguida deixou o avançado insular marcar nas suas costas. Dost igualou instantaneamente. De seguida, lançado por Battaglia, Bruno Fernandes desperdiçou na cara de Abedzadeh. Pensava-se que o Sporting iria embalar, mas foi o canto do cisne.

 

A segunda parte foi um deserto de ideias. Jorge Jesus foi lançando avançados ao monte, mas com cruzamentos efectuados de frente, os defensores maritimistas jogaram de "cadeirinha" (de "cadeirinha" deveríamos estar a jogar nós, agora que não temos partidas a meio da semana, mas desde que isso aconteceu nunca mais ganhámos). Entretanto, Battaglia, provavelmente o nosso jogador que mostrou mais querer em campo, foi substituido, de forma a que William pudesse continuar a perder a bola e, quando não a tivesse nos pés, acompanhá-la com os olhos - é que o "Sir", na sua forma actual, parece mais um controlador aéreo que um jogador de futebol. Para o fim estava reservado o pior bocado. O que começou numa luta de galos - entre presidente e jogadores - terminou num frango (de Patrício, o habitual salvador). Faz sentido! O "milho" da Champions é que voou...

 

Tenor "Tudo ao molho...": Rodrigo Battaglia

maritimosporting.jpg

 #savingprivateryan

11 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 13.05.2018

    Olá CAL, e obrigado.

    É frustrante o que todos estamos a sentir. Não será por falta de aviso. Quantas vezes partilhámos nestes espaços que era necessário bom senso, equilíbrio e que o Sporting deveria estar sempre em primeiro lugar? Um presidente que confunde autoridade com autoritarismo, um treinador que é mestre na arte da desculpabilização, uns jogadores (alguns) que pareciam estar a fazer um frete, sem ideias. Isto não é o Sporting, não pode ser o Sporting, é mau de mais para ser realidade. Estou certo de que a não ida à Champions constituirá um sério rombo financeiro e que os próximos tempos serão atribulados. No entanto, obviamente, não deixarei de ser sportinguista, nem sócio, nem de pagar as minhas quotas e a minha gamebox. Agradeço é que não me tomem por tolo, nem me digam que querem a minha felicidade. "Felicidades" destas, eu dispenso.

    Uma vez mais, os meus agradecimentos CAL.
  • Imagem de perfil

    CAL 13.05.2018

    Eu é que lhe agradeço.
    Tenho quotas pagas até ao final do ano.
    A perspectiva dos 5 milhões para o Ricardinho saírem do dinheiro das quotas (diz-se que o € das quotas dos sócios é canalizado para as modalidades) fez-me revirar os olhos e lamentar ter as quotas pagas até final de 2018.

    Em 2020, cumpro 25 anos de sócia. Gostava que por ocasião das minhas bodas de prata verde e brancas já nos encontrássemos (SCP) noutro registo.

    Hei-de ser sempre Sportinguista.

    SL, Pedro, SL.
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 14.05.2018

    Olhe CAL,

    eu disse - creio que num Post do Pedro Correia - que prefiro pagar 5 Mios em 4 anos por o melhor jogador da actualidade de uma modalidade em expansão (já a segunda, em número de praticantes, em Portugal) do que pagar os alegados 8 Mios por ano a este treinador que destrói o nosso ADN da Formação, sem resultados. Quer dizer, "resultados" até há: descida de divisão da equipa B, jogadores valiosos emprestados a terceiros, não ida à Champions... Uma arma de destruição massiva (de valor).
  • Imagem de perfil

    CAL 14.05.2018

    Pedro,

    Eu nem queria o treinador. Nunca quis. "Adoeci" quando se deu o caso Marco Silva.

    Há um ano que entrei na situação de ponto de não retorno com o nosso Presidente.

    A referência a Ricardinho pretendia apenas dizer-lhe que me aborreceu a possibilidade, sendo que, até me fez questionar o ter as quotas pagas até final de 2018.

    Tão somente. Li o seu comentário, claro. Num meu, faço referência aos benefícios que refere.

    Quero fazer 25 anos de sócia. Mas quero lá chegar noutro (SCP) registo.

    SL.
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 14.05.2018

    CAL,

    compreendo-a perfeitamente. Gosto de propor soluções, mais do que estar a focar em problemas, mas quando, por sistema, as pessoas que podem alterar algo querem fazer orelhas moucas, então muito obrigadinho mas não vou por aí. É o meu sentimento neste momento. Cansei-me! (e só Deus sabe a paciência que tive).

    P.S. Sportinguista serei sempre. Assim como todos os meus filhos. Uma pena que eles não possam vêr o Sporting campeão (de futebol)...
    Há uns anos, creio que no mandato de Soares Franco, recebi o meu emblema de 25 anos de sócio. Numa pequena cerimónia. Foi o Litos que mo entregou.
  • Imagem de perfil

    CAL 14.05.2018

    Já me vinha a sentir cansada. Abril, foi o fim do mundo em cuecas.

    Quando um amigo de infância me liga e diz:"Juro-te que todo o santo ano me lembro do teu aniversário, mas às vezes acaba por me passar. Mas este ano, com este sururu todo no Sporting, não há como. Como é que tu estás, miúda?" Já mais próxima dos 40 do que dos 30? Não. Em pleno dia de aniversário, inevitavelmente, o Sporting ocupou parte substantiva do dia.

    São demasiadas coisas muito más a acontecer em simultâneo no nosso Clube. Hoje, dei por mim a pensar se não seria melhor BdC atacar de uma vez a única criatura que falta (Paulinho), de maneira a aniquilar por completo o que resta e passarmos a página de vez.

    A verdade é que os problemas que temos em mãos, pela não ida à LC, também não se resolvem com a saída de BdC.

    Fosse JJ realmente sportinguista e saía de sua livre iniciativa.

    Filhos de sorte, os seus, que o têm por pai. Ter um pai sportinguista deve ser particularmente útil nestas ocasiões.

    Havemos de ser sempre Sportinguistas.

    P.S. Sempre preferi nozes a eus. :)
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 14.05.2018

    São "nozes", sim. O problema é que são poucos "nozes" para muitas "vozes" ... Um quadro surreal!


  • Imagem de perfil

    CAL 14.05.2018

    Quadro surreal... Munch? O grito?
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 14.05.2018

    Esse, dizem os entendidos, é expressionista. Mas sim, também serve: a mesma angústia, desespero existencial felizmente ainda não...

    P.S. Estamos perante um quadro tão esquizofrénico no nosso futebol profissional que, de facto, só apetece gritar. Julgo que esta temporada não deveria terminar sem todos, mas TODOS, fazerem um mea culpa sobre tudo o que se passou e assumirem as suas responsabilidades. A culpa não pode morrer solteira. Quando se perde, perdemos todos, presidente, treinador, jogadores, sócios, adeptos. Esta época foi uma boa lição do que os egos podem provocar. Que regressa a humildade, mais trabalho e menos conversa (da treta). Mais acções e menos encenações. Temo, no entanto, que cada parte (sócios e adeptos estão excluídos disso) passe os próximos tempos a "vender" a sua versão à Comunicação Social, tentando "limpar" as suas responsabilidades, uma vez mais sobrepondo-se ao clube. Farto da feira de vaidades. Eu ídolos não tenho, bases sim, Jesus Cristo/Deus e algumas referências de filosofia. O meu único partido é o Sporting, não tomo partido de mais ninguém no clube. Ninguém está acima do clube, ninguém. E digo-lhe, como autor, também sinto responsabilidade, de ser autêntico, verdadeiro no que escrevo, fiél a mim próprio e aos Leitores/Comentadores, mas sempre com a preocupação de dominar o ego, até porque somos sempre escravos das nossas palavras e da reacção que elas podem ter em terceiros.

    Saudações Leoninas, CAL, e obrigado. Sentidamente, obrigado!

  • Imagem de perfil

    CAL 14.05.2018

    Bem sei. Expressionismo.

    Perante o cenário actual, foi a imagem que me veio imediatamente à mente (suponho que ter sido imortalizado - o rosto - em smiley, ajudou).

    Mea culpa todos.
    Não me acho menos Sportinguista por manifestar-se como tenho feito. Estive meses a tentar desculpar comportamento de BdC. Outros tantos, sem dizer um ai sobre o meu divórcio do senhor nosso presidente. Mas nem um ai.

    Até Abril.
    De Abril para agora, as caixas de comentários patenteiam o que sinto. Não fora pelo comportamento de BdC e manter-me-ia silenciosa com estive.

    Com todo o respeito que me merecem autores e comentadores, não acho que o que aqui se diz (e noutros blogues) desestabilize equipa técnica e jogadores. Acho absurdo, com franqueza, que se ponha sequer essa hipótese.

    Acho igualmente absurdo que se assuma intencionalidade no desempenho dos jogadores no jogo do Funchal. Já o tinha sentido em relação ao jogo em Madrid (com os olhos do mundo sobre eles não têm nada a ganhar em fazer má figura; se não vamos lá pelo brio profissional que seria sempre a responsabilidade maior a respeitar, que se vá pelo proveito individual). Ainda não li o post do autor jpt, passei-lhe os olhos por cima na diagonal, mas já percebi que versa esta dimensão do problema.

    Quanto ao que aqui se escreve e correspondente impacto nos leitores, quero crer que seremos todos razoavelmente capazes de interpretar informação.

    Há simplesmente leituras que vão mais ao encontro daquilo que também nós sentimos. Outras tantas das quais nos distanciamos naturalmente.

    Sei que o És a Nossa Fé é dos, se não o, blogue verde e branco mais lido. Mas não se perca de vista a exposição de um Expresso e atenção que as outras publicações dão ao que lá se escreve.

    Eu é que lhe estou infinitamente agradecida. 🦁

    Só não ponho o bonequinho de cachecol verde e branco que o pequeno está de sorriso. 🦁

    P.S. Ha silêncios que falam muito alto. Estive para não avançar prognóstico por também eu estar "receosa". Obriguei-me a ser optimista. Reparei que não tinha avançado prognóstico. Torci "a folha". Outros silêncios seus há que me deixam ainda mais... De folha torcida. Laranjas, sabe como é, todo um potencial para a acidez (casca).
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D