Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Tudo ao molho e FÉ em Deus - Herói improvável

Em terra de cónegos, o Sporting foi abençoado pelo baptismo de fogo de um francês que estava (está?) para ser dispensado e que só acidentalmente entrou em campo, por lesão durante o aquecimento do titular Viviano. De facto, Romain Salin foi decisivo na fase em que o Sporting andou à deriva, nomeadamente nos primeiros 25 minutos da segunda parte, realizando 3 grandes defesas. 

 

Sem espaço nas alas e com um miolo sem saída de bola, a equipa leonina teve imensa dificuldade em colocar as suas peças em posição privilegiada no xadrez moreirense. Para piorar a situação, uma má cobertura defensiva de Ristovski permitiu a Heriberto inaugurar o marcador. Estavam decorridos 6 minutos. Valeu ao Sporting a inspiração de Bruno Fernandes, que igualou a partida 10 minutos volvidos, encontrando uma nesga de espaço na área moreirense, após passe do lateral macedónio, que tinha sido servido em profundidade na direita pelo uruguaio Coates.

 

O início do segundo tempo foi tenebroso para os leões, mas Salin revelou-se muito atento e, com excelente posicionamento entre os postes, foi sacudindo o perigo. Com isso, conseguiu comprar tempo à equipa, num momento decisivo do jogo. Petrovic não iluminava (Petromax) o meio campo e Battaglia parecia fora do seu habitat (posição "6").  Jefferson, demasiado passivo (ficou a ver jogar/cruzar no lance do primeiro golo), também não ajudava. No entanto, aos 70 minutos, José Peseiro trocou Nani e Acuña por Raphinha e Jovane Cabral e o Sporting cresceu, passando a criar perigo através de velocidade e desequilíbrios no um-para-um. Num desses lances, Jovane foi derrubado em falta dentro da área e do pénalti daí resultante Bas dostou. Faltavam 16 minutos para o terminus da partida.

 

O Sporting apanhava-se pela primeira vez em vantagem no marcador e podia ter resolvido logo a partida, quando Raphinha, solicitado por Dost, falhou na cara de Jhonatan, guarda-redes que de errado só tem a posição do "h" no nome. Já em período de desconto, uma excepcional assistência de Bruno Fernandes encontrou Bas Dost de frente para a baliza. O holandês, com grande frieza, picou a bola por cima do guardião moreirense, garantindo a tranquilidade.

 

Bruno Fernandes, com um passe e uma assistência, e Bas Dost, dois golos, também mereciam a citação de melhor em campo, mas entendo que Salin foi providencial e numa altura em que a equipa parecia algo desorientada, razão pela qual lhe atribúo essa menção. Ele foi o herói improvável em Moreira de Cónegos.

 

O árbitro, Tiago Martins, recém-chegado do Mundial, onde foi vídeo-árbitro, abusou da cartolina icterícia, especialmente quando puniu, alegadamente por palavras mais exaltadas a si dirigidas, os nossos jogadores Nani, Bruno Fernandes e Jefferson.

 

Tenor "Tudo ao molho...": Romain Salin 

basdostmoreirense.jpg

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 13.08.2018

    CAL,

    é bom ver Salin dar boa resposta quando chamado. Sempre sem um queixume. Acho que isto é um dos itens que conferem a alguém o estatuto de profissional. Independentemente de considerações que se possam fazer sobre a sua real valia, para mim, ontem, ele foi a chave do jogo.

    Bruno Fernandes fala uma linguagem que mais ninguém no meio campo do Sporting entende. De forma que passou 70 minutos do jogo a falar sozinho, Só quando Raphinha e Jovane entraram, Bruno conseguiu estabelecer diálogo.

    Não acredito no duplo-pivot e acho que limita, simultaneamente, dois jogadores. Ontem, foi por demais visível...

    Bas a dostar (duplamente) foi muito bom. Ao contrário de Jovane - que já me tinha deixado boas indicações contra o Marselha - tenho algumas dúvidas, que já aqui havia manifestado, sobre a capacidade de Raphinha no um-para-um. Ontem, perante o guarda-redes já com os joelhos no chão, deveria tê-lo ladeado. Em velocidade, é imparável, mas ainda preciso revê-lo a tentar desmontar uma defesa bem posicionada atrás.

    Mais alguma novidade da nossa Enviada Especial às Redes Sociais?

    P.S. de Itália não sei, os Procul Harum é que tinham um album chamado "Souvenir of London"

  • Imagem de perfil

    CAL 13.08.2018



    Salin: estivesse eu no lugar dele e ao ver chegar 2 candidatos para o mesmo lugar, teria pedido para sair por perceber que não contavam comigo. Não servir para disputar o lugar face a alguém que chega com excesso de peso e vindo de uma lesão, não deve ser fácil. Acho que ontem teve vários apontamentos demasiado bons para considerar que foi "beginers luck". Aquelas duas defesas aos 60s... Se tiver em conta que o rapaz até sofreu um golo muito cedo, diria que a sua capacidade de concentração também deu provas.

    Há mais movimentações nas redes sociais, há (só consumo Instagram): das de Rafael Leão (felicitou Jovane e o nosso ex jogador que nos marcou golo; retirou posteriormente a felicitação ao agora jogador do Moreirense).

    Adrien esteve sempre presente e mantém-se. José Fonte também deu um ar da sua graça.

    Ainda as redes sociais e já fora do jogo de ontem:
    Gosto dos irmãos Fonte. Acho que o mano Fonte, José, devia ser usado como exemplo na Academia. Alguém que veio para o Sporting, saiu do Sporting, voltou para o Sporting e sai novamente sem se afirmar na equipa sénior. Sem se afirmar na equipa sénior, mas um Campeão Europeu. Junte-lhe as manifestações contínuas de "bem querer" pelo SCP, e não percamos de vista o essencial: nem só de bolas de ouro vive um atleta. A maior parte, a larga maioria dos nossos atletas de formação, não vai passar pela equipa sénior. Mesmo os caminhos mais obtusos, podem levar à Taça de Campeão Europeu. Espero que esta lição de vida seja transmitida internamente.
    O Rui Fonte, escreveu uma muito bonita carta, após Alcochete, que não me sai do pensamento por motivos óbvios. Começou-a dizendo: "Foram dez anos (6 aos 16 anos)". Esteve dez anos connosco. Não se afirmou. Perante Alcochete, a massa de que é feito, dá de si. Dá de si, e dá 2-0 aos que connosco se formaram, se afirmaram (ou estavam em fase disso) e saíram como se sabe.

    Ando a consumir Europeu 2018 em diferido. Vi alguns mini vídeos, protagonizados por alguns dos nossos ex-atletas. Confesso não simpatizar com o cicerone (Alfaiate Paulo Batista), mas encontrei o que me parece ser conteúdo importante (sobre as trajectórias dos atletas, sobre, pe, a forma como Cedric viveu o empréstimo à Académica).

    O Daniel Carriço é outro que para além de honras de felicitações pelo seu aniversário, devia ser explorado como motivo de orgulho, na Academia. Títulos europeus ao nível de Clubes, não são fonte de orgulho?

    Para dizer-lhe a verdade, pessoalmente, defendo que mesmo Ricardo Quaresma devia ser formalmente creditado como nosso, na Academia. Percebo o desconforto gerado por este e por outros atletas (Simão+Moutinho). Todos os exemplos, servem. É preciso, sim, saber chamar a atenção para o que é realmente importante.

    Ainda as redes sociais... As redes sociais permitem muita coisa, de facto. Até permitem ler filhos de ex-dirigentes nossos (com responsabilidades noutras estruturas de futebol) chamar:"p**** do c******", a atletas como Rúben Semedo. Atleta este que já não é nosso, que saiu a bem, e que cometeu o crime de ir ao perfil de um atleta nosso, sul-americano, desejar boa sorte. Exortei a que o comentário fosse eliminado pelo prevaricador. Gozou com a situação. Denunciei o comentário e o Instagram removeu-o. Este menino, e os amiguinhos que me interpelaram em defesa do "Querubim de olho azul", todos formados em colégios religiosos, padrinhos de baptismo membros da Ordem de Malta, têm ligações familiares ancestrais e/ou recentes ao Sporting Clube de Portugal. Seja pelo sobrenome, seja pelas relações sociais que o sobrenome proporciona, sairão daqui muito prováveis futuros dirigentes do nosso Clube. Alguns, detiveram-se quando confrontados, por mim, com a memória do Pe. Ricardo Neves, falecido há coisa de 2/3 anos. O prevaricador mor, ainda reencontrei noutro perfil, de outro ex-atleta nosso, desta feita a chamar-lhe:"p**** de m****". Olhe que o pai é considerado "figura mediática". Destemido, o menino, não?

    Não é só a formação humana dos nossos atletas de formação que terá repercussões na realidade do Clube. Estes pequenotes, expostos a um vasto e rico conjunto de oportunidades, revelam estas particularidades. Terão aplaudido o golo de Éder? Perguntei, nenhum dos meninos respondeu.
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 13.08.2018

    CAL,

    o Rui Fonte, tal como o João Carlos Vilaça Teixeira, recebeu atenção prematura dos gigantes europeus. Um foi aos 16 anos para o Arsenal, o outro ( aos 17/18?) para o Liverpool. Um pouco como o Agostinho Cá e o Edgar Ié ( Barcelona) isso revelar-se-ia prematuro Estes exemplos deveriam ser percepcionados pelos mais jovens, seus pais e empresários , a fim de que certos erros não sejam repetidos. Junte-se o exemplo daqueles dois jogadores que conjuntamente com Adrien saíram em tenra idade para p Chelsea. Adrien regressou, alguém sabe o nome dos outros dois?

    Em relação à filhos e pais, guardo reserva. É tão difícil educar. Tenho 3 cá em casa e todos são diferentes em termos de personalidade. Acredito que a maioria dos pais dê o máximo, com o tempo que têm disponível e que é cada vez menor e perante um mundo em mutação , em que o tenho um impulso cerebral, logo teclo acrescentou uma nova dimensão às conversas informais entre amigos.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D