Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

És a nossa Fé!

Tudo ao molho e FÉ em Deus - Bas Dost voou entre as Aves

"O Homem vangloria-se de ter imitado a vôo dos aves com uma complicação técnica que elas dispensam"

- Carlos Drummond de Andrade

 

Confesso o meu desapontamento inicial: se o futebol é o circo romano contemporâneo, a ausência de Lito Vidigal do banco de suplentes - mais aquela sua rotina acrobato-apalhaçada, de mergulho com cambalhota, aprimorada em Arouca - tira brilho a qualquer espectáculo. Mas, outros motivos de interesse rodeavam este jogo: o Monumento da Guerra Peninsular é bonito, mas está lá longe, no Porto, na Rotunda da Boavista, pelo que poder vê-lo ao vivo, metafóricamente, em forma de uma natureza-viva, onde onze leões poderiam estraçalhar onze águias (simbolo do Aves), seria sempre estimulante, mais a mais quando os contendores tinham em campo inúmeros jogadores habituados aos ares das academias de Alcochete e do Seixal, ambas parte integrante da Península de Setúbal. Só por ist(m)o já teria valido a pena pagar o bilhete. Também, na antecâmara do jogo, a Matryoshka russa que há em Jorge Jesus, e que parecia escondida, voltou a manifestar-se. A primeira boneca falou em reforços da direcção (Misic e Wendel), que não estariam prontos para jogar de imediato; a segunda, afirmou que se os grandes da Europa quisessem Wendel (para quem tácticamente o que Jesus ensina é chinês), ele não estaria em Alvalade (mesmo que por mais de 7 milhões de euros...); a terceira, referiu que nenhuma equipa grande, de Itália ou Portugal, quis Bruno Fernandes; a quarta disse que Ruben (Ribeiro) "é para ontem" (aqui deve ter pensado que chegava de desvalorizar os seus recursos humanos); a  quinta, sentenciou que só os jogadores poderiam julgar o seu trabalho; finalmente, aquela que interessa, a sólida, montou uma equipa suficientemente competente para vencer o Aves, embora sem brilhantismo.

A verdade é que Ruben Ribeiro, lutando contra a maldição do nº7, jogou de início e è meia-hora, após ter flirtado com meia equipa do Aves, "acasalou" com Bas Dost, aquecendo a noite fria de Alvalade. O golo foi um oásis, numa primeira parte em que o adversário voou mais alto, contrariando o sofisticado dispositivo táctico leonino. Com alguma sorte à mistura e São Patrício, a fé leonina mantinha-se incólume, na Companhia de Jesus, ou não fosse a Vila das Aves parte integrante do Concelho de Santo Tirso, um bastião jesuíta.

O segundo tempo mantinha a mesma toada até que Gelson foi carregado em falta na área avense. O inevitável Bas aproveitou para "dostar" o segundo e o jogo quase terminou aí, mais a mais porque JJ fez a alteração que se impunha e colocou Battaglia em campo para reforçar o meio campo leonino, substituição que cortou as asas ao adversário, o qual a partir daí não mais incomodou Rui Patrício. O "flying dutchman" completaria ainda o "hat-trick", numa jogada iniciada em Bruno Fernandes e continuada por Piccini.

Uma última e bem merecida nota de destaque para o holandês: Bas Dost pode não ser, 59 golos depois, o melhor ponta-de-lança treinado por Jorge Jesus, mas que (lhe) dá muito jeito, lá isso dá. E, já agora, também é um bom exemplo de humildade, de solidariedade, de partilha, de alguém que sabe que o colectivo é sempre mais importante do que os egos individuais e que é reconhecido a quem para si trabalha.

 

Tenor "Tudo ao molho...": Bas Dost

sportingaves.jpg

 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D