Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Tudo ao molho e FÉ em Deus - A estrelinha de Santos

Muita reza deverá ter feito D. Fernando, o infante Santo(s) da lusa nação, que nunca viu a equipa por si liderada libertar-se da masmorra táctica engendrada pelos mouros comandados por Hervé Renard. Sem bola, Portugal foi para uma batalha com as pantufas de João Mário contra uns magrebinos armados até aos dentes. Nesse sentido, não foi surpreendente para ninguém assistir às constantes invasões marroquinas, que privilegiaram flanquear os portugueses pelo seu lado esquerdo, onde o nosso Guerreiro (Raphael) sentiu o poder das garras de um adversário com o diabo no corpo (Amrabat).

 

Enquanto o jogo foi jogo e não foi guerra, Portugal dominou. Assim, e para não variar, voltámos a marcar cedo. Ronaldo (quem mais?) compareceu a uma assistência de Moutinho (o melhor luso) e concretizou um "penalty" de cabeça. Pouco tempo depois, correspondendo a um passe de Raphael Guerreiro, CR7 rematou rente ao poste. O problema é que o domínio da equipa das quinas só duraria uns 10 minutos...

 

A partir daí, os avanços marroquinos seriam uma constante. Aos 11 minutos, Rui Patrício defendeu um cabeceamento perigoso e, logo depois, foi o eminente Moutinho a salvar um golo iminente. Até ao intervalo, a equipa liderada por Renard tomou conta do meio campo e Amrabat colocou a cabeça de Guerreiro a andar à roda, perfurando uma e outra vez e centrando com intenção maldosa. A excepção à regra foi um passe açucarado de Cristiano para Guedes, isolado, que se perdeu por falta de eficácia do valenciano.

 

Para a segunda parte, voltámos com os mesmos jogadores, apenas com umas "nuances" de troca de posicionamento entre João Mário e Gonçalo Guedes. O 4-4-2 luso não funcionava e Guedes, João Mário e Bernardo Silva eram totalmente inoperantes. Assim, após uma defesa salvadora de Rui Patrício, Fernando Santos tentou alterar algo, colocando Gelson (saiu Bernardo) na ala direita e alterando o esquema para um 4-3-3 ou, mais concretamente, um 4-2-3-1. Nada de significativo se alterou até porque o jovem da Formação do Sporting nunca conseguiu ter espaço para aplicar a sua velocidade. Em conformidade, o treinador português voltou a mexer, desta vez fazendo entrar Bruno Fernandes para o lugar de um desinspiradíssimo e pouco combativo João Mário. Mais uma vez, não resultaria. Desde os 70 minutos, os magrebinos instalar-se-iam nas imediações da baliza de Rui Patrício, em sucessivas vagas de ataque, e de lá não sairiam praticamente até ao fim do jogo. Adrien ainda refrescaria o miolo, substituindo o esgotado Moutinho, um homem que se entregou à luta sem vacilar.

 

Em resumo, mais uma exibição descolorida da selecção nacional. Hoje valeu a atenção e reflexos de Rui Patrício, a combatividade de Moutinho e o habitual engodo pelo golo de Cristiano Ronaldo. E, claro, a já lendária estrelinha da sorte de Fernando Santos, a qual se sobrepôs à existente na bandeira marroquina. Destaques ainda para Cedric, bem melhor a defender que Guerreiro e para Fonte, mais esclarecido que Pepe. William tentou arrumar a casa, ganhando e perdendo bolas a meio campo.

 

Triunfo muito lisonjeiro para Portugal que tem agora quatro pontos, fruto de uma vitória e de um empate, bastando uma igualdade frente ao Irão para a tão desejada qualificação para os Oitavos-de-final. 2 jogos, 4 golos marcados, todos "by CR7". Precisamos de mais, de muito mais. Temos capacidade de sofrimento mas está a faltar a magia dos desequilibradores. Sem eles, não teremos condições de ir muito mais longe. É que Ronaldo é excelente, mas nem sempre pode valer por três...

 

Tenor "Tudo ao molho...": João Moutinho

portugalmarrocos.jpg

 

13 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Truth Teller 20.06.2018

    Nossa Senhora da Angústia.
  • Imagem de perfil

    CAL 20.06.2018

    Caro Truth Teller,

    espero que este seu comentário tenha permitido aligeirar alguma da que sente, e que o faz por aqui comentar tantas vezes.

    Saudações desportivas.
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 20.06.2018

    A angústia do Truth Teller é não encontrar um livro que diga que os índices accionistas são "lagging indicators"
  • Imagem de perfil

    CAL 20.06.2018



    É um mistério para mim, o tempo é atenção que vejo alguns benfiquistas canalizarem para o Sporting.

    Transcende-me.
    🦁🦁🦁
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 20.06.2018

    Talvez seja por o NOSSO Sporting ser transcendente...
  • Imagem de perfil

    CAL 20.06.2018

    Se há coisa que o Sporting tem feito nos últimos tempos, e como todos bem sabemos, é "transcender-se".

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 20.06.2018

    Nem me fale nisso...

    Mas, o Sporting é muito mais do que estes tristes acontecimentos destes últimos tempos. É um clube com um ‘core’ de apoio notável, de gente resiliente, que não verga, não arreda pé e consegue passar o seu amor ao clube de geração em geração . Um dia quando o fenómeno desportivo for devidamente analisado do ponto de vista sociológico ver-se-á em toda a sua dimensão o case study que este clube é. Quem ganha tão pouco e tem tantos apoiantes tem qualquer coisa de especial. O que falta é saber ir às bases e procurar essas razões e depois saber trabalhar isso. Os sócios, adeptos e simpatizantes do Sporting são a sua grande força e não podem ser lembrados apenas nos momentos eleitorais. Este clube tem dado sempre errado quando tem tudo para dar certo. E não é só de agora, isto já vem de longe.
  • Imagem de perfil

    CAL 20.06.2018

    :)

    "Este clube tem dado sempre errado quando tem tudo para dar certo. E não é só de agora, isto já vem de longe."

    Imenso case-study. :) :) :)

    Continuo a acreditar que muito do que nos mobilizava (Sportinguistas) em torno do Sporting Clube de Portugal era a ética, os princípios, os valores.

    E depois... Bom, e depois, vimo-nos no meio de um tremendo imbróglio, que se não tivesse ganhado contornos dramáticos, quase se tornava cómico (mas quem é que neste mundo ousaria suspender todo um plantel sénior de futebol, quando ainda está a disputar um acesso à Liga dos Campeões, apresentando-se a jogo com uma equipa de um escalão inferior e já despromovida!?)

    Às vezes, ainda quero acreditar que foi tudo um imenso pesadelo e que vou despertar e ainda estamos em finais de Março de 2018.

    Ainda houve quem tivesse a audácia de tentar "divertir-me/distrair-me" por via de um infeliz:"O cachecol do cão...! Tu não devias ter lavado o cachecol do cão!" *

    Pessoas há, que tem pouco amor à vida. 🙄

    Muito para analisar neste nosso Sporting, e seus respectivos adeptos... 💚🦁💚

    *Normalmente: 1 lavagem por época, no final da época, antes de se iniciar a nova. Este ano... Inovei. 🤨

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 20.06.2018

    Pois olhe, CAL, eu nunca levei a sério essa coisa de que somos diferentes. Até porque os valores não se apregoam, praticam-se.
    Uma coisa é a carácyeristica que desenvolvemos de resiliência, outra são valores inerentes ao ser humano e que são transversais à sociedade. Claro que, se tivéssemos uma cultura forte, determinados comportamentos seriam mitigados no espaço Sporting.. Mas, essa cultura perdemo-la há mais de 30 anos. Podem não gostar mas é a verdade é eu não sou fã do piliticamente correcto.

    Obrigado CAL
  • Imagem de perfil

    CAL 20.06.2018

    A verdade é que até há bem pouco tempo, estávamos todos absolutamente convictos de que éramos acérrimos praticantes de valores inalienáveis.

    Depois, bom, depois vieram a público trocas de mensagens que, ainda que nada venha a formalmente provar-se, são uma machadada tremenda nos tais valores de que nos achava praticantes.

    Integro o tal grupo que achava que pugnavamos por ser desportivamente irrepreensíveis.

    Agradeço eu..!

    SL
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 21.06.2018

    Eu íntegro o grupo daqueles que gostaria que isso fosse verdade. Também tenho honra em integrar o lote daqueles que faz por isso. E só Deus sabe com que custo pessoal e familiar e sem andar a ‘evangelizar’ ninguém.
    Quanto ao caso em concreto, oxalá se venha a provar a nossa inocência .
  • Imagem de perfil

    CAL 21.06.2018

    Oxalá. :)

    Sportinguistas para sempre.
    Pese embora as chatices pessoas e até familiares que possa representar.

    Saudações leoninas, meu caro Pedro Azevedo. :)
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D