Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

A voz do leitor

«Manuel Fernandes é um dos nossos heróis eternos e disse aqui há uns anos (poucos) uma coisa que era bem verdade e que traduzia o sentimento do adepto do Sporting que ia a Alvalade. Dizia Manuel Fernandes que bastava aos adversários verem a equipa do Sporting com o equipamento tradicional de camisola listada verde e branca e calção preto assomar ao relvado, vinda do túnel, para se sentir derrotada à partida. Nessa altura a pergunta que fazíamos não era se o Sporting ganhava, era qual a tradução em golos da vitória certa e segura do Sporting.»

 

João Gil, neste texto do Pedro Oliveira

A voz do leitor

«Eu dava uma oportunidade ao Pedro Marques que esteve em bom plano no Gil Vicente. Dany Mota já esteve no radar do Sporting, quando estava avaliado em 500 mil euros... agora não deve ser barato. É um jogador combativo, de remate fácil, sem ser um primor de técnica. Na equipa certa pode fazer muitos golos! Pedro Mendes, LP e Sporar devem ter guia de marcha.»

 

João Rafael, neste meu texto

A voz do leitor

«Manuel Fernandes, numa entrevista, disse que tinha grande prazer em marcar golos ao Benfica. Na minha opinião prestou uma homenagem ao clube da freguesia de Benfica. Também Cristiano Ronaldo, após marcar um golo nas Antas pelo Manchester United, disse o mesmo em relação ao Porto. Quem não gostou foi o pinto azul: "Ele devia era marcar pela selecção", disse. E marcou como nenhum outro!»

 

Leão de Queluz, neste texto do Pedro Oliveira

A voz do leitor

«Naturalmente que quem gosta de desporto, e pretende ver maior competitividade nas provas, sabe que a participação do FC Porto, nas diferentes modalidades, poderá ser um bom contributo. Ainda assim, não existe qualquer drama se a iniciativa de extinguir a modalidade [basquetebol] for efectivada. Afinal, Portugal é campeão da Europa de futsal e a modalidade não conta com o FC Porto.»

 

Francisco Gonçalves, neste texto do Pedro Oliveira

A voz do leitor

«Também lá estava, era a oitava final em que estava presente com o meu Sporting. Três ou quatro filas abaixo dois adeptos discutiram todo o jogo acaloradamente, quase a chegar a vias de facto, se era melhor o Cédric ou o Miguel Lopes, infelizmente estiveram os dois mal neste jogo. Deixaram de discutir no 2-1, aproximaram-se no 2-2 e acabaram abraçados com a vitória.»

 

António Pereira, neste texto do Francisco Melo

A voz do leitor

«Ignorando para já as vendas que possam vir a fazer-se e que vão precisar de substituto directo, as prioridades são as laterais, esquerda e direita, devido ao fim de carreira de João Pereira e à falada saída de Antunes, a compra definitiva de João Mário ou, correndo mal, contratar outro jogador para a mesma posição, e por fim a posição de ponta-de-lança, já que só temos Paulinho, e Sporar e Luiz Phellype parecem não contar.»

 

Vítor Hugo Vieira, neste meu texto

A voz do leitor

«Se conseguirmos manter a maioria do núcleo duro, diria que necessitamos de reforços que ofereçam profundidade ao plantel. Nesse sentido, faz-nos falta uma alternativa válida a Palhinha, um lateral direito para competir com Porro e um avançado fixo, com peso na área e excelente jogo aéreo. Claro que tudo isto é teórico, teremos de ter em atenção as saídas.»

 

Daniel, neste meu texto

A voz do leitor

«O Sporting conseguiu reunir em pouco tempo as condições necessárias para na próxima década estabilizar e fazer crescer o seu projecto futebolístico. Precisa de continuar a fazer bem as coisas, tomar decisões racionais e sensatas sem perder a noção da perspectiva futura e de ter alguma sorte pelo meio. Treinador e dirigentes estarão desde há tempo a planear a próxima temporada, como é próprio de um clube organizado e profissional. O epílogo desta época será determinante para que os sportinguistas não vacilem na crença de que (finalmente) estamos no rumo do sucesso desportivo.»

 

João Gil, neste texto do Luís Lisboa

A voz do leitor

«Difícil fazer um balanço de um guarda-redes que fez dois ou três jogos numa época inteira. Continuando Adán, o destino provável de Max na próxima época é voltar a ser suplente e voltar a fazer muito poucos jogos. Provavelmente fará sentido ter Max a rodar e a jogar noutro clube, isto se o treinador e o Sporting acreditam que é guarda-redes de futuro. Max de certeza que quer jogar mais. O Sporting tem vários guarda-redes na formação em idade de despontar. O clube terá de fazer escolhas se vir que algum dos guarda-redes “da casa” pode assegurar futuramente a titularidade das balizas do Sporting.»

 

João Gil, neste meu postal

A voz do leitor

«Estamos perante um desafio muito superior ao de terminar com o anterior jejum de títulos. Um desafio enorme mas também muito motivador. Ganhar duas épocas seguidas não acontece, salvo erro, desde os Cinco Violinos. Perceber e tentar evitar erros que foram cometidos no passado será fundamental. Assim, a competência a preparar a próxima época terá de estar presente de forma ainda mais vincada que nesta.»

 

António 1969, neste texto do Luís Lisboa

A voz do leitor

«Estou agradecido a Varandas por ter surgido a dar-me esperança quando o clube caminhava para o abismo. Estou agradecido a Varandas por ter recuperado a credibilidade do clube. Estou agradecido a Varandas por ter contrariado o destino que todos vaticinavam, mais 20 anos sem ganhar, e ter-nos dado tantos e tão importantes títulos em tão pouco tempo de mandato. Estou agradecido a Varandas por aprender com os erros (...) falando muito pouco, mas de forma muito assertiva. Foi um discurso que deixa os Sportinguistas orgulhosos e os subservientes aos poderes instalados a estrebuchar de raiva.»

 

António Pereira, neste meu texto

A voz do leitor

«Quanto à época que agora terminou (futebol sénior de 11, masculino), gostei de ver o espírito, a união, o projecto e o caminho que toda a estrutura construiu e percorreu. Gostei de perceber que este é um projecto de 2020, para 2021 e anos seguintes. Gostei de perceber que o sucesso de 2021 não alterará o futuro, mantendo-se o caminho definido, assente na academia e nos jovens que aí continuam a crescer. Gostei da estratégia de comunicação, brilhante mesmo, quer de um Presidente discreto, de um treinador assertivo e de uma comunicação digital forte e contagiante (adn, backstage, pós-match, etc). Gostei de sentir que o sucesso foi reconhecido por muitos e muitos adversários e que vêem nele um modelo de referência.»

 

Paulo Batista, neste meu texto

A voz do leitor

«Um jogador que assume, que arrisca, que luta, que tem confiança nas suas capacidades, que não tem medo de perder a bola, que tem jogadas que não saem bem mas que tem outras de imenso perigo. É o contrário do jogador certinho, previsível, óbvio, que nunca perde a bola. Quando a bola lhe chega aos pés estamos sempre à espera de algo de novo, de uma arrancada, de adversários deixados para trás, do impossível tornado possível. É assim o Nuno Mendes. O campeonato não acabou mas ele é já um campeão.»

 

AHR, neste meu texto

A voz do leitor

«Se o Sporting foi inovador ao criar as claques organizadas, porque não repetir e voltar a inovar? As claques, que foram criadas com intuito de apoiar a equipa em casa e fora, com o tempo passaram mais a ser uma espécie de parasitas que, além de se alimentarem do Clube, ainda se intitulavam - e efectivamente as histórias vindas a público confirmam - um órgão com poderes decisores. Parece-me que está na hora, aproveitando esta época de estádios sem público, de reformular as claques existentes, ou em alternativa, se tal não for possível, pedir a sócios que criem outras com novas regras. Sem qualquer radicalismo, a não ser o apoio ao Clube.»

 

Orlando Marinho, neste meu texto

A voz do leitor

«Depois de atravessar o caminho das trevas, aos poucos, o grande Sporting está a erguer-se novamente. Também sabemos que estas vitórias conseguidas em três anos provocam dores de cabeça, barriga e intestinos a alguns. Água das Pedras e comprimidos são bom remédio. O grande Sporting está a surgir de novo. (...) Pés bem assentes no chão. Força, equipa. Força, leões. Força, Sporting.»

 

João Correia, neste texto do Luís Lisboa

A voz do leitor

«Há jogadores que fazem grandes jogos quando lançados a partir do banco, é o caso do Matheus Nunes, jogador que aprecio muito. Tem um controlo de bola fabuloso e capacidade para progredir no terreno. Talvez ainda não tenha a maturidade necessária para fazer um jogo inteiro. Parece perder a concentração em alguns momentos, assim foi naquele penálti escusado [no Benfica-Sporting].»

 

Zé Manel, neste texto do José Navarro de Andrade

A voz do leitor

«NInguém no seu perfeito juízo pode afirmar que numa final europeia com adeptos de clubes rivais, e para mais ingleses, não irão ocorrer distúrbios. Se alguma coisa é inevitável, além da morte, é isto. Afirmações como as que foram produzidas, venham de onde vierem, são totalmente irresponsáveis. Enganam o povo e deixam-no baralhado. Afinal sempre é possível ter público nos estádios. Afinal sempre é possível haver ajuntamentos. Afinal sempre é possível ter mais de seis pessoas numa mesa. Afinal, sempre é possível andar sem máscara sem ser importunado por um agente. Será que termos que ir ao Porto para usufruir de todos estes benefícios? Gostava que os governantes me informassem.»

 

AHR, neste meu texto

A voz do leitor

«Os nossos adversários, por mais ciladas e falsidades que tenham preparadas para nós, vão-se dar mal, pois o Sporting está farto de ser um saco de pancada e, mais do que nunca, todos juntos vamos vergar toda a arrogância dos que insistem em deturpar e desvalorizar a verdade desportiva. Venham lá eles de onde vierem.»

 

Tiago Oliveira, neste meu texto

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D