Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

A voz do leitor

«Bruno de Carvalho fez um bom primeiro mandato, na minha opinião, claro está. Depois enlouqueceu e perdeu o lugar que podia ser dele por muitos anos. Benedito é uma versão pouco melhor que Varandas. Este último é um desastre e julgo até que não é ele quem tem a palavra final. Mas PMR [Pedro Madeira Rodrigues] é uma daquelas figuras que espero nunca ver no Sporting. Não há uma segunda oportunidade para causar uma boa primeira impressão.»

 

Balakov-Oceano, neste meu texto

A voz do leitor

«Ainda não estou convencido de que Neto tenha condições para ser um dos titulares absolutos do centro da defesa do Sporting. Mas esta época tem sido tão atípica que não é fácil avaliar os jogadores. Num colectivo forte e com estabilidade na direcção técnica, talvez Neto possa mostrar as qualidades que o levaram à selecção nacional. Quem sabe até pode ser um dos nossos no Euro-2020, adiado para 2021.»

 

Luís Ferreira, neste meu texto

A voz do leitor

«Tenho dúvidas de que o Sporting deva manter lastro da equipa que foi atacada em Alcochete. Não sei se isso faz bem ao Sporting, sem prejuízo de sentir a maior admiração por muitos jogadores que passaram essa fase. É uma questão que não se vê debatida, mas que pesa na equipa ainda hoje.»

 

João Gil, neste meu texto

A voz do leitor

«Tornou-se inerente à condição de sportinguista ser testemunha de apelos dirigidos a quem preside o Clube para que tenha a coragem de comunicar-nos a verdade negativa e se abstenha de tentar iludir-nos com uma realidade positiva, que não existe. Aliás, existem adeptos de outros clubes que subscrevem esses apelos. São solícitos a lembrar-nos a necessidade de o Sporting não viver acima das suas possibilidades, necessariamente inferiores às da concorrência.»

 

Francisco Ribeiro, neste meu texto

A voz do leitor

«Tudo se explica com os direitos televisivos. Trata-se de uma péssima justificação. Admito que no final serão os contribuintes que através dos seus impostos irão suportar alguns dos disparates que a proposta tem associados. Por exemplo a deslocação das equipas das ilhas para o continente. Encerrar a época agora e retomar em Agosto admitindo até antecipar o reinício seria do mais elementar bom senso.»

 

JG, neste texto do António de Almeida

A voz da leitora

«Já tive várias oportunidades de levar o meu pequenito de 5 anos ao futebol, e como gostaria de o fazer e de lhe falar nesse contexto do Avô e das suas histórias de grande sportinguista que já cá não está. Mas com este ambiente de medo e agressividade instalado, obviamente continuarei a preferir levá-lo ao cinema ou ao teatro onde posso seleccionar espectáculos que mantêm o nível de valores morais em que me educaram.»

 

Maria Inês, neste meu texto

A voz do leitor

«A seguir à redução da poluição, a única parte positiva do vírus é o fim temporário das claques. Se Varandas fosse uma pessoa com o mínimo de aptidão ou inteligência para o cargo, aproveitava a crise para se livrar das claques com medidas cirúrgicas (parafraseando um chavão do futebol) na venda das gameboxes, ou outras medidas que impedissem o regresso à "normalidade".»

 

Fernandes, neste meu texto

A voz do leitor

«Depois do que fez no Mónaco, não acredito que falte mercado ao Slimani. Ainda é o mesmo Slimani e claro que vale os 10 M€. O Fonte, mesmo com a idade que tem, seria uma grande contratação. Tanto para jogar como para ajudar a formar quem está agora a começar. O William é um grande do Sporting e será sempre, mas por agora deve jogar em Espanha, Inglaterra ou Itália.»

 

Orlando Marinho, neste meu texto

A voz do leitor

«O modelo económico em que o futebol assenta não existe mais. Colapsou por força do Covid-19. Há quem o queira recuperar à viva força por exemplo através de jogos à porta fechada. Uma opção que é sobretudo fruto do desespero. A diferença entre as ligas ricas e as pobres, como a nossa, faziam-se pelos salários milionários que as primeiras pagavam. VaI haver uma harmonização e uma maior equidade. Os turbo-milionários terão os dias contados. Talvez por isso o futebol que aí vem possa ser um desporto mais justo, jogado dentro do campo e com as bancadas repletas.»

 

JG, neste meu texto

A voz do leitor

«Talvez o futebol seja menos importante para arriscar a retoma, por comparação por exemplo com a educação. Mas no final do dia há várias pessoas que dependem dessa actividade. E como disse, neste caso muito bem, Frederico Varandas, o futebol tem condições como nenhuma outra actividade para retomar.»

 

Luís Ferreira, neste meu texto

A voz do leitor

«Não vai haver "Liga", vai existir um Grupo Organizado de Jogos de Futebol, a transmitir pela televisão. Uma competição desportiva tem por base um mínimo de justiça e igualdade, através de regulamentos, e esse base não existe. Uns jogam em casa, outros fora, uns podem ir a casa ter com as famílias, outros ficam em estágio na cidade do futebol.»

 

Anonimus, neste meu texto

A voz do leitor

«Concordo em absoluto que o modelo “presidencialista” tem os dias contados, basta ver o que aconteceu no SCP nos últimos 10/15 anos pelo menos. Todos os modelos de gestão apresentados têm as suas virtudes e desvantagens, mas gostava de ver estas “personalidades”, que eu até aprecio, chegarem-se à frente e tentarem arranjar uma plataforma de acordo e apresentarem um projecto com “cabeça, tronco e membros” em vez de continuarem nesta senda do atirar opiniões para discussão entre os sportinguistas e, quando toca a “reunir”, cada um fica no seu canto.»

 

Nuno Fernandes, neste texto da CAL

A voz do leitor

«O Sporting está a passar uma crise, bem como todos os clubes. Não é só o vírus: é também a falta de dinheiro. (...) O Sporting precisa de apostar na prata da casa, que tem ordenados baixos se compararmos com todos estes, e rentabilizar os nossos, vendê-los e equilibrar as finanças. Só assim podemos garantir o futuro.»

 

Manuel Parreira, neste meu texto

A voz do leitor

«Varandas ganhou, pois foi quem fez a melhor campanha eleitoral, entre os 6/7 concorrentes, muito bem trabalhada pela LPM. Falava em união, em experiência e conhecimento e até gabava o seu antecessor pela obra feita. Prometeu também o regresso de todos os rescisores. Ganhou porque de uma forma geral (apesar dos episódios Jeffrén, Rodríguez e Luis Aguiar, que levaram à demissão do Doutor Gomes Pereira) os sportinguistas tinham o director clínico do Sporting como alguém muito competente. Conseguir o apoio de Miguel Albuquerque foi um trunfo crucial.»

 

Pedro Sousa, neste postal

A voz do leitor

«Quaresma não é carneiro como tantos outros e suscita a irritação de alguns que por aqui não acham graça ao facto de ter saído campeão do Sporting e pelo Sporting. Só porque fez uma grande carreira em grandes clubes depois do Sporting hoje por despeito e ignorância os patetas militantes não reconhecem o “Mustang” como um dos nossos. Claro que foi feito de Sporting e à Sporting. Por isso é que singrou como singrou e se fez campeão da Europa por Portugal, junto com a maioria de jogadores à Sporting da nossa selecção campeã.»

 

João Gil, neste meu texto

A voz do leitor

«Quaresma foi um dos grandes jogadores mundiais que foram formados no Sporting. O Mustang ou o Cigano ou o Trivelas, como carinhosamente lhe chamavam os adeptos que não têm os parcos neurónios entorpecidos pelo ódio, pelo racismo e pela xenofobia que são o alimento da escória humana que se junta por detrás do sinistro André Ventura.»

 

JG, neste meu texto

A voz do leitor

«No Sporting, na altura da grande confusão vi-o [André Geraldes] como o funcionário que tentou ao máximo ser solidário com quem se lembrou dele para o cargo que ocupava na altura. Não me parece que um funcionário pudesse fazer outra coisa. A minha convicção diz-me que é um dirigente que conhece os meandros do futebol, que se mexe bem nele e que aprende muito depressa.»

 

Orlando Marinho, neste meu texto

A voz do leitor

«Quanto ao espaço para o Eusébio, não me esqueço do anti-sportinguismo primário e mesmo ódio que [ele] tinha ao Sporting. Ficou na minha memória que inclusivamente aproveitou uma visita oficial do Presidente da República a Moçambique para dizer mal do Sporting numa escola, reportagem que apareceu na televisão. O museu deve ser para Sportinguistas, ou quem tem amor ao clube, e não [para] quem por acaso vestiu a camisola do Sporting.»

 

António Pereira, neste texto do Luís Lisboa

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D