Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

A voz do leitor

«Oito jogos é o que falta: Farense (F), Benenenses (C), Braga (F), Nacional (C), Rio Ave (F), Boavista (C), Benfica (F) e Marítimo (C). Já os defrontámos todos no campeonato e não perdemos um jogo. Para não ficarmos a depender dos resultados do Porto, são necessárias seis vitórias (6V1E1D ou 6V2E0D). Mas há um Benfica-Porto. A coisa pode ficar bem mais favorável se o Porto não ganhar ao Benfica. Se o Benfica ganhar ao Porto, basta-nos ganhar um em cada dois jogos se não perdermos nenhum (4V4E0D), ou então 5V1E2D, 5V2E1D ou 6V0E2D. Se o Porto empatar com o Benfica, serve-nos 6V0E2D ou 5V2E1D ou 5V3E0D.»

 

João Barros, neste meu texto

A voz do leitor

«Felizmente que não há adeptos nos estádios. Estou farto dos sportinguistas. Rúben Amorim a ser crucificado em blogs por ai, mandem-no embora depois queixem-se como de Bobby Robson ou Mourinho. Adeptos como grande parte dos do Sporting não merecem ganhar nada. Tivemos zero derrotas até agora, três empates na primeira volta e outros três na segunda. Ganhámos em casa a Benfica e Braga, empatámos com o Porto em casa e fora. Os adversários jogam como se fosse a final da Champions e mesmo assim dizem mal dos jogadores, treinador, tudo. Tenho nojo, NOJO!»

 

Paulo T, neste texto do José Navarro de Andrade

A voz do leitor

«Palhinha ficou sem o "amarelo" porque o árbitro assumiu o erro para além disso, ninguém pode ser suspenso do seu trabalho sem ter o direito à defesa. É simples e não abre precedente nenhum. Coates viu o quinto amarelo e tanto o atleta como o clube aceitaram a decisão. Esta decisão demonstra duas coisas (...): as leis desportivas do País são uma bela merda (and pardon my french) e bastou um departamento jurídico capaz e competente para pôr a nu toda a incongruência do sistema que gere o desporto em Portugal.»

 

Romão, neste meu postal

A voz do leitor

«É claro que comprar em Portugal é muito caro (como se viu com o Pote, o Nuno Santos ou o Paulinho), mas compensa muito mais isso do que ir às divisões secundárias do Brasil e da Argentina trazer jogadores às pazadas. O Sporting tem de comprar certezas. Se não for para isso, mais vale apostar na formação. O tempo, os recursos e as comissões que se gastam em experiências não compensam.»

 

Jô, neste meu texto

A voz do leitor

«O que mais me custa é gente que se diz sportinguista defender aqueles que regularmente, com roubos de igreja (como a mão de Ronny), nos sonegam campeonatos. Faziam melhor se, em vez de defenderem o indefensável, defendessem o Sporting. Eu até acho que o putativo fora de jogo foi de 2 centímetros, porque assim fica em aberto um putativo fora de jogo de 1 centímetro, à nossa espera mais adiante no campeonato.»

 

JMA, neste meu texto

A voz do leitor

«Há uns anos, validaram-nos um golo exactamente em Moreira de Cónegos, onde meteram a porra das "linhas" para mostrar que o nosso jogador estava em jogo. Acontece que o nosso jogador só estava em posição legal, porque... as linhas estavam muito mal traçadas e quem as fez faltou as aulas de geometria descritiva. Quem mede coisas, sabe muito bem que existem sempre erros associados à medição. Numa situação em que existem tantas variáveis associadas, e numa dimensão relativamente pequena, maior é a probabilidade de erro. Uma coisa são 50 cm e eu posso dizer que a coisa são "50 cm" porque é um número suficientemente grande nestas circunstâncias e mesmo que eu não saiba o erro associado nem a incerteza, posso dar esse resultado. Agora, "garantir" 2 cm, numa situação que adulterou a verdade do jogo, sem ter em conta erros e incertezas, é desonestidade.»

 

Romão, neste meu texto

A voz do leitor

«Acho que, de entre os últimos jogos, este foi o nosso melhor. Fomos claramente superiores e só um azar brutal e alguma incompetência no corte do Feddal nos fizeram perder dois pontos. Tal como já tenho referido, falta-nos avançar mais decididos para o segundo e não defender tão cedo margens mínimas. O jogo de ontem [anteontem] até nem foi dos piores nesse aspecto.»

 

Carlos Correia, neste meu texto

A voz do leitor

«A atitude durante os 90 minutos tem que mudar. Se marcarmos um temos de ir rapidamente para o segundo e não andar a "engonhar". Como factor desequilibrador podíamos fazer subir Coates para o ataque mais frequentemente e mais cedo. Sei que ele faz falta lá atrás, mas daria um belíssimo ponta de lança!»

 

Carlos Correia, neste meu texto

A voz do leitor

«Não há dúvida que conseguir ter os jogadores com ele é um dos maiores trunfos que um treinador pode ter. Parece-me que no Rúben Amorim isso é inato. É uma das principais razões para a "estrelinha". Por outro lado, Amorim soma ideia de jogo. E como está a fazer o 4.° nível ainda vai melhorar pois vai somar ciência ao empiricismo notável que já tem. Quanto mais não seja, para provar que ele tem razão, transformando o empírico em ciência comprovada.»

 

Manuel Cunha, neste meu texto

A voz do leitor

«Em vez dos valores do desportivismo, esta gente desde há muito tempo adoptou o ganhar de qualquer maneira como princípio, com batota, com jogo sujo, sem vergonha. É uma questão de honra e de carácter: nós podemos continuar com a cabeça bem erguida e ter um grande orgulho em ser Sportinguistas.»

 

António Pereira, neste texto da Zélia Parreira

A voz do leitor

«Este é um aspecto que ainda causa mais perplexidade e penso que uma certa inveja aos adeptos dos nossos rivais, que só compram jogadores "feitos" e estrangeiros. É um orgulho olhar para a nossa equipa cheia de portugueses e de jovens da formação. O facto de vários deles estarem entre os 18 e os 21 anos revela o imenso potencial de crescimento que estes jogadores têm e que tornarão a equipa melhor.»

 

Verde Protector, neste meu postal

A voz do leitor

«Naquele que terá sido o melhor jogo de Cristiano Ronaldo, ao serviço da selecção nacional, realizado numa terça-feira, em 19 Novembro 2013, no Friends Arena, o primeiro gesto dele, logo após ter consumado o hat trick e ainda antes da loucura dos festejos do golo, foi livrar-se da braçadeira de capitão. Alguém reparou? Deixem-se de coisas e agradeçam aos deuses do futebol o facto de ser português um dos melhores jogadores da história mundial do futebol.»

 

Francisco Gonçalves, neste meu texto

A voz do leitor

«Com o trabalho que se está a fazer na Academia, suportado pela publicidade positiva resultante do trabalho de Rúben Amorim e seus meninos, com a associação do nome CR7 à Academia (vai ser notícia por esse mundo fora) e com a chegada da Nike, a formação vai continuar a ser potenciadora de bons atletas, bons cidadãos e boa economicamente para o Clube. Falta saber se não vai aguçar demasiados apetites...»

 

Paulo Batista, neste meu texto

A voz do leitor

«Da ausência de VAR já muito se comentou. Não há como não estar de acordo com tudo o que se disse. Mas depois do VAR a minha perplexidade vai para a ausência da tecnologia da linha de golo, que é bastante mais velha do que o VAR e pensava que tinha uma aplicação generalizada, ou quase. Não estar implementada em jogos de apuramento para o Mundial é qualquer coisa de inexplicável, de um amadorismo indesculpável. Em conclusão, não houve qualquer diferença entre o jogo Sérvia-Portugal e o jogo Olivais e Moscavide-Carcavelinhos.»

 

AHR, neste meu texto

A voz do leitor

«Gosto sempre de ver Daniel Bragança jogar. Apesar dos poucos minutos que tem tido, não esmorece no banco. Entra moralizado e com vontade de ganhar. Defende e ataca, é eficiente, despachado, puro, virtuoso e humilde. Excede-se na técnica apenas em último recurso, e sai-se bem. Quando a bola lhe chega, agita. Foco na baliza, só lateraliza se for obrigado. Não sei quanto vale nos 90’, mas já tem na prateleira o prémio de melhor jovem jogador da 2.ª Liga. Futuro capitão do Sporting.»

 

Leão de Quiosque, neste meu texto

A voz do leitor

«Aquilo de ser campeão durante a primeira volta parecia ser uma ideia apenas plausível e transformou-se nesta segunda volta numa obrigação, dada a vantagem pontual para os rivais. A própria comunicação social e alguns "papagaios" sportinguistas acham que o campeão já não pode ser outro, o que para um plantel em que o único que sabe o que é ser campeão é o guarda-redes Adán - e mesmo esse a partir do banco de suplentes do Real Madrid - deve elevar os níveis de ansiedade ao máximo.»

 

Carlos Falcão, neste texto do Luís Lisboa

A voz do leitor

«A cada vitória do Sporting, mais se tem que redobrar o foco e a concentração da equipa, e a atenção e vigilância dos adeptos e sócios a armadilhas, ciladas e golpes de teatro. A cada vitória do Sporting, ao contrário do que parece, mais difícil se torna a nossa caminhada até à meta. É que nós, a cada momento do jogo, só podemos contar com os 11 que se encontram lá dentro. O que sendo muito pode ser pouco.»

 

JMA, neste meu texto

A voz do leitor

«Se continuassem lá o Silas, o Keizer ou outro treinador acomodado, muitos destes jogadores não teriam o futuro que têm hoje. E neste aspecto até foi barato em comparação com os anteriores. Juntando depois algumas jogadores experientes, formou-se uma grande equipa que deixou de depender de um jogador para ganhar partidas.»

 

Pedro Costa, neste meu texto

A voz do leitor

«Este ano quase que se pode garantir que não haverá público nos estádios até ao fim do campeonato. O campeão, seja qual for e o Sporting está bem posicionado na disputa pelo título, não poderá fazer a a mesma festa nas ruas como em anos anteriores. Uma pena, porque o futebol é uma alegria. Para os sportinguistas uma dupla pena, porque o grande SCP está a fazer uma óptima campanha e a conseguir agregar os adeptos como há muito não se via.»

 

João Gil, neste meu texto

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D