Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Tiago

Diz agora que está arrependido da decisão que tomou, qual miúdo birrento. Um pouco tarde de mais, convenhamos. Não consigo perceber como é que um jogador com a qualidade que ele tem pode assistir ao Mundial no sofá, em gozo de férias e de consciência aparentemente tranquila, quando devia estar lá, sob os holofotes do mundo do futebol, a mostrar o que vale nos relvados brasileiros.

Tiago: o melhor e o pior

 

Torci pela vitória do Atlético de Madrid, que rompeu a lógica bipolar do campeonato espanhol: há uma década que a Liga era dividida pelo Real e pelo Barça.
Dezoito anos depois, o Atlético sagrou-se campeão de Espanha com inteiro mérito. Esta vitória abre ainda mais o apetite para a grande final do próximo sábado, em Lisboa, onde são aguardados dezenas de milhares de espanhóis para testemunharem o decisivo embate da Champions - festa máxima do futebol a nível de clubes à escala planetária.
Será uma festa que também faremos nossa. Desde logo por alinharem três portugueses no Real (Cristiano, Coentrão e Pepe) e um no Atlético (Tiago).


Nunca lamentei tanto como agora o gesto impensado de Tiago, que aos 29 anos anunciou o abandono prematuro da selecção nacional - após ter sido 58 vezes internacional A - por motivos nunca tornados públicos.

Um gesto do qual certamente já se arrependeu: não consigo conceber como um atleta de alto nível se conforma a ver o Mundial no sofá quando podia estar lá, nesse palco mágico que é o relvado de futebol, enquanto mais de mil milhões de pessoas o acompanhariam em directo um pouco por todo o planeta.
Também compreendo a atitude do seleccionador: não tendo Tiago reconsiderado a tempo, e em nada tendo contribuído para a qualificação de Portugal, não faria sentido premiá-lo agora com uma convocação tardia. Que, além do mais, daria um sinal errado aos atletas: todos devem saber que os nossos gestos e as nossas palavras têm sempre consequência - para o melhor e para o pior.

Esta é uma lição que o desporto também nos ensina.

Agora dava-me jeito

Anda tudo maluco com o Tiago. Será que não podia ir ao mundial no Brasil? É que estou mesmo a vê-lo ali no meio campo a resolver. O facto de ter renunciado à selecção já há uns anos pouco importa. Se calhar até era muito bem recebido pelos seus colegas, ávidos de alguém que, arrependido, retornava ao seu posto. Até porque todos os outros jogadores que lutaram até ao fim, e outros que sempre demonstraram total disponibilidade para vestir a camisola da selecção, iriam recebê-lo de braços abertos, compreendendo facilmente que a disponibilidade para representar Portugal é algo que vai e vem, tipo iô-iô. Ora agora dá-me jeito, mas mais logo tenho outra coisa para fazer. 

O que dizem eles

 

«Estive muitos anos neste clube com muito orgulho, que representei com toda a minha força. Esperava acabar de outra maneira, mas não foi possível. Para o ano vão surgir títulos e eu vou estar cá para celebrar com eles. O plantel tem qualidade e está bem orientado. O Sá Pinto é um grande treinador e um grande homem. Penso que ele percebe melhor o que é o Sporting, sabe liderar um grupo, tem qualidades e eu confio. O treinador que mais me marcou foi o Meszaros, porque me ensinou os primeiros passos. Como colega falo do Rui Patrício, que vi crescer e chegar ao nível a que chegou.»

 

-    Tiago Ferreira    -

 

Observação: Tiago terminou a sua carreira após 17 anos com o «leão» ao peito, mas vai ficar em Alvalade como treinador de guarda-redes dos juniores.

Long live the rank and file!

Ontem, confesso que não percebi logo a razão por que Sá Pinto, aí a partir dos 70 minutos, não tirava o Matías, em nítido sub-rendimento (porque fisicamente acabado) e fazia entrar o André Martins, a aquecer havia horas; mas quando, aos 80 e muitos, ele trocou de guarda-redes, e ofereceu uma salva de palmas ao Tiago, percebi e apoiei. Tenho muitíssima consideração pelo Tiago, que nunca deixou o Sporting ficar mal e é um esforçado e dedicado atleta, daqueles valores certos e seguros de que se fazem os clubes, e de que se faz o futebol: gosto mais deles do que de muitas vedetas, foi com gosto que ontem o aplaudi e tiro o chapéu ao treinador, pela lembrança, porque é assim que se fazem os clubes e é assim que se faz o futebol.

Tiago e Polga + 9

Anderson Polga

Para mim dos melhores centrais que vi jogar no Sporting. Um dos dois campeões do mundo que já actuaram na Liga Portuguesa. Nove anos de dedicação e profissionalismo. Duas Taças de Portugal e duas Supertaças.

 

 

  Tiago

Um "menino" da casa. Um de nós. Quinze anos de dedicação e profissionalismo. Uma Liga Portuguesa, três Taças de Portugal e quatro Supertaças.  

 

 

Se se confirmar que vão sair do Sporting no final da época gostava que fossem os dois titulares amanhã e que fossem ambos substituidos perto do fim. Para poder aplaudi-los de pé. Obrigado, Tiago e Polga.

 

P.S. - Entretanto já sei que o Polga amanhã não pode jogar. Para mim ele não foi expulso no Dragão. De qualquer maneira fica a ideia.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D