Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Varandas, Zenha e o dinheiro

1342096[1].jpg

 

Salgado Zenha, vice-presidente do Sporting, rectificou ontem mais um erro de Frederico Varandas. Anunciando, em declarações à Rádio Observador que os membros da administração da SAD abdicarão das novas remunerações propostas pela comissão de accionistas. «Não queremos passar a mensagem de que estamos aqui por dinheiro», declarou o responsável pelas finanças no Conselho de Administração leonino. Contrariando o que dissera a 10 de Setembro, à agência Lusa, quando justificou tal medida como uma forma de «atrair talento» para os cargos de cúpula da SAD.

Foi uma declaração importante, necessária neste contexto de crescente impopularidade dos actuais gestores do Sporting, e que só pecou por tardia. Porque impunha-se que tivesse sido feita 48 horas antes por Varandas na lastimável entrevista à SIC. Repetindo o que aqui escrevi no domingo, o presidente devia ter aproveitado esta entrevista, sem esperar por pergunta alguma, para comunicar aos sócios e adeptos do Sporting que abdicaria do aumento salarial que lhe havia sido proposto.

Ainda bem que Zenha emendou o erro. Mais vale tarde que nunca.

Imperdoável

Lamento que Frederico Varandas não tenha ontem aproveitado a entrevista de 32 minutos em horário nobre à SIC para dizer, sem esperar por pergunta alguma, que abdicará do aumento salarial que lhe foi proposto pela comissão de accionistas da SAD.
Mais que lamentável: é imperdoável. Como dizia o outro, não há segunda oportunidade para uma primeira impressão.

Aumentos para a Administração... porquê??

Segundo notícias vindas hoje em alguns órgãos de comunicação social, existe uma proposta dentro da própria SAD no sentido de aumentar o vencimento do Presidente do Sporting dos 182 mil euros para 273 mil euros brutos anuais e os outros administradores para 196 mil euros. Não queria acreditar naquilo que lia, mas talvez ajude a  compreender o número tão elevado  de candidatos a Presidente do nosso clube nas últimas eleições... Haja pudor meus senhores, e lembrem-se dos sacríficios de muitos sócios, quer para terem sempre as suas quotas em dia, quer para acompanharem a equipa por esses estádios do país.

É preciso vencimentos tão elevados para "gerir" e "administar" o clube??

Sem ninguém a ver-se ao espelho

lo-specchio-da-terra-ring[1].jpg

 

O canal público de televisão gastou ontem à noite doze minutos - repito: doze minutos - a debater a magna questão do salário do presidente do Sporting. Foi uma forma, como qualquer outra, de tentar menorizar a vitória leonina em Vila do Conde, ocorrida pouco antes.

Curiosamente, neste debate havia duas almas muito indignadas com a nova remuneração de Bruno de Carvalho. Uma assumidamente adepta de um clube presidido por alguém que prescinde de salário - o que abre as maiores interrogações sobre os seus meios de subsistência e faz supor que essa função está reservada só a gente muito rica. Outra declaramente adepta de um clube há muito liderado por alguém com vencimento ao nível de um presidente do conselho de administração de uma empresa cotada no PSI20. 

E lá rolaram esses doze minutos de relevante "serviço público" no sítio do costume. Com a demagogia à solta e sem ninguém a ver-se ao espelho.

Eu ouvi bem?

Ao que parece só em funcionários, a Direcção do Sporting dispensou 60 nestes últimos tempos. Estes 60 signficam uma redução no orçamento anual de 3 milhões de euros. Ora, é fazer as contas. São 60 funcionários da estrutura a receber em média mais de 3.500 Euros/mês. 

 

Eu não me importava nada de ter uma estrutura bem paga, se essa mesma estrutura nos colocasse no topo, com um grau elevado de profissionalismo. Mas, é uma loucura o nivel de ordenados praticados no nosso clube. Sobretudo a muitos encostados. 

 

Agora, apelo é que estes cortes não levem por arrasto os bons profissionais que o Sporting tem. É que há lá dentro gente de enorme valor, dedicação e qualidade. 

 

Que o bom senso impere. 

3 reflexões durante o jogo

1) Já considerei mais lunática a tese de que há "salários em atraso".

 

2) Se 1) não se verifica, o Sporting deve começar a procurar já hoje uma equipa de psicólogos e motivadores para sessões diárias individuais e colectivas.

 

3) Independentemente de 1) e 2), o Sporting jamais deve voltar a equipar de laranja. E eu que no Verão escrevi um manifesto sobre isto. Parece que estava a adivinhar.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D