Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Chega Ricardinho, sai Rui Patrício?

tp08.artigo[1].jpg

 Ricardinho a festejar um golo contra o Sporting ao serviço do Benfica

 

Ter-se-á descoberto um poço de petróleo em Alvalade?

Com toda a franqueza, não consigo vislumbrar qual o interesse em contratar Ricardinho, que tem reiterado a sua fé benfiquista e mesmo agora, que a direcção leonina lhe acena com cerca de cinco milhões de euros para vestir de verde e branco, ainda se faz rogado: «Esta proposta superou um pouco os números que eu imaginava. Agora, estou a ponderar bem. O Sporting está a ver coisas no que respeita aos impostos e eu outras coisas mais importantes, como a família ou o possível adeus de uma equipa vencedora, de onde não tenho vontade de sair, pois quero continuar a ganhar.»

 

Há apenas cinco meses, o ex-futsalista do SLB, que agora joga na capital espanhola pelo Inter Movistar, proclamou alto e bom som:  «O meu número português está apagado, no número espanhol só tenho pessoas do Benfica, que é o clube que me faria voltar a Portugal.» E sublinhou com entusiasmo lampiónico, em declarações ao jornal O Jogo: «A minha ideia é acabar a carreira no Inter ou no Benfica.»

Sem Ricardinho, já somos campeões nacionais desta modalidade, vencemos a Supertaça e a Taça de Honra na modalidade. Devemos investir nele tanto dinheiro, que nos pode ser muito mais útil aplicado de outra forma, quando é público e notório que enfrentamos dificuldades financeiras, aliás à semelhança de todos os grandes clubes portugueses?

 

Enquanto o benfiquista Ricardinho pode estar de chegada, Rui Patrício - que joga no Sporting desde 2000 e cumpriu todos os escalões de formação na nossa academia - pode estar de partida. A leitura das duas notícias em simultâneo deixa-me desconcertado. Desde logo porque é mais um verdadeiro símbolo leonino que se prepara para fazer as malas. Depois, por se tratar daquele que é de longe o mais qualificado guarda-redes português - campeão europeu em título  e designado o melhor na sua posição no Euro-2016 - num lugar dificílimo de substituir.

Como alguém acentuava recentemente, Patrício sozinho equivale a metade de toda a nossa defesa. O Sporting ficará seguramente mais pobre e mais fraco sem ele.

 

Teremos dinheiro para contratar Ricardinho e não temos para manter Rui Patrício, alvo de uma inqualificável manifestação de hostilidade por parte de energúmenos da Juve Leo no último dérbi em Alvalade?

Por vezes parece-me que anda alguém com agulhas totalmente trocadas no Sporting. E não sou eu, seguramente. Nem é o leitor que tem a paciência de ler estas linhas.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D