Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Há precisamente um ano, o vídeo-árbitro estreava-se no estádio José Alvalade. Foi no jogo Sporting-Fiorentina, no âmbito do Troféu Cinco Violinos, que conquistámos ao vencermos por 1-0 a equipa italiana com a qual mantemos uma sólida relação de cumplicidade. 

Bas Dost marcara o golo, iam decorridos 28', quando o árbitro interrompeu a partida para consultar as imagens antes de validar o disparo certeiro do holandês. Ao princípio estranhámos, por falta de hábito. Mas não tardaríamos a confirmar que o vídeo-árbitro é um poderoso auxiliar da verdade desportiva. 

Éramos 37 mil espectadores ali presentes para saudar os jogadores e a equipa técnica, com a esperança sempre renovada. «Gostei do que vi. Uma equipa mais consistente e confiante, com maior solidez defensiva e uma apreciável qualidade de passe, desenhando boas jogadas no relvado de Alvalade e revelando capacidade de pressão sobre os adversários», escrevi aqui nesse dia 29 de Julho de 2017. Destacando as exibições de William Carvalho (a defesa central improvisado), Battaglia, Podence, Acuña e Gelson Martins. 

 

..............................................................

 

Comentando no mesmo dia a introdução do vídeo-árbitro no futebol português, o Pedro Azevedo lembrava que este recurso tecnológico para a análise de lances controversos já existia noutras modalidades - designadamente o ténis, o râguebi e o futebol americano. 

E anotava aqui a reacção hostil de alguns "Velhos do Restelo" instalados nas pantalhas que logo se apressaram a contestar a nova medida. Com destaque para Ribeiro Cristóvão e Jorge Baptista. «Jogadores fazem grandes festas e depois não valeu... futebol é um jogo de erro, e o erro serve de discussão... para os jogadores é um quebra-cabeças, um bico-de-obra», objectou o primeiro. «Estão a matar emocionalmente o jogo, a pouco-a-pouco. Agora não, mas daqui a dez anos se calhar ninguém vai ao futebol», insurgiu-se o segundo.

Convém termos memória: estes comentadores, entre vários outros, militaram contra o vídeo-árbitro. E a favor do erro. Apetece perguntar, um ano depois, se algum deles já faz a indispensável autocrítica.

Tiro ao Bruno sem contraditório

wm[1].jpg

 

Só hoje tive ocasião de ver a forma como a SIC Notícias acompanhou em directo, ao longo da tarde do dia 17, a assembleia geral do Sporting.

Foi algo totalmente inaceitável. Em estúdio, como comentador exclusivo entre as 14 e as 20 horas, esteve Ribeiro Cristóvão, que não se coibiu de cuspir ódio contra o presidente do Sporting nas diversas intervenções que foi fazendo. Sem a presença de um segundo comentador que pudesse estabelecer um mínimo de contraditório.

 

Eis algumas das frases que fui anotando:

«Não acreditava que hoje o discurso de Bruno de Carvalho chegasse tão longe. Isto é, que voltasse aos mesmos chavões, às mesmas acusações, aos mesmos impropérios.»

«Bruno de Carvalho exerceu uma chantagem sobre os associados.»

«Este discurso era perfeitamente dispensável.»

«O discurso dele [de Bruno de Carvalho] é um discurso de ódio.»

«Ele hoje atingiu de forma muito cruel a Juve Leo.»

«O discurso dele feriu muita gente e vai continuar a sangrar certamente nos próximos tempos.»

 

Imagino o que aconteceria se a SIC Notícias tivesse adoptado este mesmo critério para acompanhar o congresso do PSD, realizado no mesmíssimo dia. Apenas com um comentador em estúdio disparando críticas contra Rui Rio. Alguém acharia isto um modelo de jornalismo pluralista e respeitável?

Surpreende que um canal de televisão apostado em cultivar o pluralismo na política não se coíba de promover o monolitismo mais tendencioso quando está em causa o futebol. Como se viu faz hoje oito dias, nesta lamentável cobertura da assembleia geral leonina.

 

Cristóvão, ao disparar sem contraditório contra o presidente do Sporting, deu uma péssima imagem do canal de Carnaxide.

Mas dele já não se espera outra coisa, dada a sua permanente agenda anti-Bruno. Muito mais lamentável foi perceber que houve responsáveis editoriais a avalizar tal coisa.

Lamento só ter visto hoje. Mas ainda vou a tempo de me insurgir com todas as letras.

Pérolas de Ribeiro Cristóvão (24)

20160321-dinossauro-300x238[1].jpg

 

Sábado, SIC Notícias, 22.50 (imediatamente antes das grandes penalidades que ditaram o vencedor da final da Taça da Liga):

«Temos visto um Sporting que não dá garantias de que possa atacar com sucesso as frentes todas em que está empenhado.»

 «Se as grandes penalidades não resultarem, será indiscutivelmente um grande fracasso para o Sporting no começo deste ano de 2018 e uma fonte de grandes preocupações para aquilo que virá a seguir.»

 

Pérolas de Ribeiro Cristóvão (23)

20160321-dinossauro-300x238[1].jpg

 

Ontem, SIC Notícias, 17.14:

«O Sporting vai enfrentar dificuldades [contra o Marítimo], isso é inquestionável.»

 

Ontem, SIC Notícias, 17.31:

«O jogo com o Benfica deixou uma marca muito impressiva nesta temporada.»

 

Ontem, SIC Notícias, 17.34:

«O Sporting não tem o futebol demolidor de há tempos atrás.»

 

Ontem, SIC Notícias, 20.02:

«O Sporting reentrou na luta do campeonato e mostrou que está vivo.»

Pérolas de Ribeiro Cristóvão (22)

20160321-dinossauro-300x238[1].jpg

 

28 de Dezembro: sobre as suspeitas de viciação do jogo Rio Ave-Feirense:

«Não queria deixar de começar por fazer uma referência elogiosa a este trabalho da SIC, que de facto fez uma excelente investigação, e também falar daquilo em que parece estar a transformar-se o futebol português, que é um pântano. (...) Este é mais um caso a esmaltar pela negativa o futebol português. Espera-se que a justiça agora actue o mais rapidamente possível, uma vez que o caso é do domínio público, e espera-se também que entre em campo a justiça desportiva.»

 

30 de Dezembro: sobre as suspeitas de viciação do jogo Rio Ave-Benfica:

«Esta campanha já começou há algum tempo e vai certamente prosseguir. Porque está aqui claramente à vista que o objectivo é impedir que o Benfica chegue ao pentacampeonato.»

Pérolas de Ribeiro Cristóvão (19)

20160321-dinossauro-300x238[1].jpg

 

«Os números, esta noite, foram mais favoráveis ao Mónaco. O Mónaco teve mais posse de bola, teve mais ataques, teve mais remates à baliza. Os números foram-lhe mais favoráveis.»

Na SIC Notícias, a 22 de Julho, procurando desvalorizar a vitória do Sporting frente ao campeão francês e esquecendo o "número" que mais interessava: o da vitória leonina por 2-1

Pérolas de Ribeiro Cristóvão (18)

20160321-dinossauro-300x238[1].jpg

 

«Um adepto italiano morreu às três da manhã nas imediações do Estádio da Luz. Curiosamente, é estranho que sendo um adepto da Fiorentina esteja em Lisboa quando a Fiorentina joga hoje, às 19.45, com o Inter num dos jogos mais importantes do campeonato italiano. É curioso. É apenas uma curiosidade, mas não deixa de o ser... A Fiorentina joga hoje com o Inter, na sua casa, e ele optou por ver o Sporting em Alvalade...»

Hoje às 18.59, na SIC Notícias

Pérolas de Ribeiro Cristóvão (16)

20160321-dinossauro-300x238[1].jpg

 

«Jorge Jesus  está numa situação difícil, numa situação complicada. O Sporting não está a ter resultados no futebol depois das promessas mirabolantes que foram feitas quando ele entrou para o Sporting. As coisas não correram muito bem no primeiro ano. É verdade que o Sporting ganhou a Supertaça, é verdade que o Sporting terminou o campeonato com a melhor pontuação de sempre, mas é verdade também que o Sporting ficou em segundo lugar 

SIC Notícias, ao fim da tarde de hoje

Com estes "leões" quem precisa de lampiões?

Comentando ontem à noite o Belenenses-Sporting na SIC N, o sportinguista Ribeiro Cristóvão vergastou Beto porque no último minuto do jogo o nosso guarda-redes se atirou para o chão, pedindo assistência. Isto num jogo em que a meia hora do fim, com o resultado empatado a zero, já os jogadores da equipa anfitriã caíam a todo o momento, contorcendo-se com dores, reais ou imaginárias.

"Beto esteve em destaque pela negativa e pela positiva. Guardou bem a baliza do Sporting, mas aquela lesão já no período de descontos, quando o Sporting vencia 1-0, cheira um pouco a esturro. Há aqui o tal antijogo que Jorge Jesus tanto condena", disse Cristóvão.

É extraordinário o nível de autoflagelação que certos "leões" do comentário exibem nas pantalhas televisivas. Nenhum tão destacado como Ribeiro Cristóvão, o homem que em Março de 2012 chegou a antever uma eliminatória capaz de "envergonhar o futebol português" nos quartos de final da Liga Europa em que  eliminámos o Manchester City.

Com "leões" como estes não precisamos de lampiões.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D