Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Sporting - Valência, bom resumo

Uma derrota por uma bola selou o fim da pré-época. Foi também um bom resumo daquilo que aconteceu no último mês. Boas entradas em campo, momentos de desconcentração e um ou outro corpo estranho no onze. Ainda assim, chego ao fim de Julho com mais confiança que na época passada.

Ao contrário da grande parte dos analistas, gostei de ver Bruno Fernandes desviado para a esquerda. Acabou por ser menos massacrado pelos defesas contrários e teve oportunidade para fazer grandes aberturas (como no golo de Dost) e grandes golos (como contra o Liverpool). Também foi bom ver Vietto no meio, a ganhar confiança e rotinas com os colegas.

As grandes derrotas da pré-época são a incapacidade de Ilori em ser uma alternativa viável para central e/ou lateral direito. Bem como mais uma birra de Matheus Pereira que lesa o Sporting e lhe prejudica a carreira. Quantas oportunidades já teve? Quantas queimou?

As grandes vitórias da pré-época são Thierry acabar a titular na lateral direita bem como Neto se assumir como opção mais que viável para terceiro central e, quem sabe, titular. Também foi muito bom ver o reencontro de Dost com os golos.

Uma nota para as vozes que acham que a comunicação social está a proteger o Sporting: é sinal que alguém está a fazer bem o seu trabalho. É sempre melhor ter a imprensa do nosso lado do que contra nós. Conseguem perceber isto, certo?

Horas bem gastas

Dormir um par de horas à pressa para acordar, arrastar-me para o sofá e esperar pelo jogo. Hoje reunião às oito da manhã, o que faz com que tenha sido uma noite mal dormida. Pelo meio, o mais interessante jogo do Sporting desta pré-época.

Empate a duas bolas contra o campeão europeu. O jogo durou noventa minutos mas podia ter durante três ou quatro horas, tal é a sensação de agrado com que fiquei.

Não, nem tudo foi perfeito. Foi mais um jogo onde se percebeu que Ilori não acrescenta enquanto defesa direito, que Doumbia ainda está à procura de rotinas com Wendel e muitas outras coisas para Marcel Keizer lidar.

Mas para mim, enquanto adepto, gostei muito de ver este jogo do Sporting. O único amargo de boca é que o final me fez lembrar um célebre jogo contra o Manchester em 2003...

Gosto pouco de me irritar com a bola

Por isso prescindi, há imenso tempo, de ver jogos de preparação do Sporting.

Uma alegriazinha ao menos, senhores, uma para amostra...

É altura de experiências, de testar várias opções, disso tudo e mais o que quiserem, mas por favor, àqueles que dirigem no banco e aos que estão no campo, lembrem-se de quem estão a representar e o que isso significa. Com todo o respeito pelos adversários, bastante mais modestos, que já defrontámos esta pré-época, que merda é esta?!

É preciso partir o funil

O jogo de ontem permitiu tirar algumas conclusões sobre o que está claramente errado na frente de ataque do Sporting.

Bas Dost é menos útil à medida que a equipa tem um fio condutor de jogo. Quando não é preciso despejar bolas para o ataque nem se passa o jogo a fazer cruzamentos para a área, Bas Dost desaparece totalmente do jogo. Talvez seja uma boa altura para vender.

Luiz Phellype é mais útil que Bas Dost à equipa mas parece ainda à procura da melhor forma.

Vietto à esquerda é um desperdício de talento e, como procura constantemente o meio, afunila o jogo e retira linhas de passe. Com a baixa de forma dos outros dois pontas de lança, porque não o meter no meio?

Raphinha, Plata e Jovane têm sido os grandes criadores de oportunidades. Estou propositadamente a ignorar Bruno Fernandes pois este artigo é focado nos avançados.

O Sporting não pode voltar ao "cruzebol" mas tem que partir este funil que se montou nos últimos jogos. O campo não se resume à largura da grande-área.

Dia B, de Bruno

Saudações Leoninas, este é o meu primeiro texto no És a nossa Fé. Um obrigado ao Rui e ao Pedro pelo convite. A pressão é grande mas espero estar ao nível dos restantes escribas deste pilar da blogosfera leonina.

Interlúdio.

Passaram-se trinta e nove dias desde a última vez que vimos o melhor jogador da Liga Portuguesa atuar com a camisola do Sporting Clube de Portugal. Os mesmos dias que se passaram desde o nosso último jogo oficial e do último título conquistado. Pelo meio conquistou foi fundamental na conquista portuguesa da Liga das Nações.

Bruno Fernandes apresenta-se hoje em Alcochete para dar início aos trabalhos de pré-época.  Mesmo o mais alheado adepto perceberá que ou ainda não apareceu nenhuma proposta suficientemente tentadora ou o Sporting está a fazer os possíveis para o manter no plantel. Que seja a segunda opção pois é sempre melhor conservar talento do que o ver a ter sucesso com outras cores. Principalmente se considerarmos que os nossos mais diretos rivais perderam, entre outros, João Félix, Jonas, Herrera e Brahimi.

Mesmo tendo que pagar cinco milhões de euros, com Bruno Fernandes estaremos sempre mais perto de ter sucesso.

 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D