Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Cristiano Ronaldo: sim ou não?

16662863160260.webp

 

É agora evidente que Cristiano Ronaldo deixou de contar para o Manchester United. Está desde ontem a treinar à parte e já se sabe que não será convocado para o próximo desafio, contra o Chelsea.

Chegou a altura de perguntar ainda com mais insistência aos nossos leitores: o Sporting - carente de golos como anda - deve aproveitar esta conjuntura para trazer de volta o mais célebre de todos os jogadores que formámos?

A mesma pergunta, duas semanas depois

image.jpg

Pepe no FCP-Brugge (0-4): «noite de desastre» no Dragão, segundo O Jogo

 

Há 15 dias, precisamente, perguntei aqui aos leitores - em jeito de óbvia provocação - que jogadores do FC Porto gostariam de ter no Sporting.

Eis algumas respostas recolhidas, que agora recordo sem comentários adicionais:

 

«Todos.»

«Diogo Costa, Pepê, Otávio e Evanilson.»

«Toni Martínez no lugar do Paulinho.»

«São tantos que se tornaria exaustivo referir todos. Nesse sentido, vou referir aqueles que acho que entrariam no onze titular, ou seja, Diogo Costa, Pepe, Zaidu, Uribe, Otávio e Edmilson ou Tony Martínez.»

«Qualquer ponta-de-lança deles tinha lugar no Sporting.»

«Otávio para o lugar do Matheus Nunes, Evanilson para o lugar do Paulinho.»

«Diogo Costa, um excelente guarda-redes. Uribe para o nosso carenciado meio-campo. Toni Martínez para o ataque.»

«O Pepê é mesmo um belo jogador, o melhor do Porto. Para ser titular no SCP, só mesmo ele e o Uribe.»

«Diogo Costa, Uribe e Evanilson. (...) Creio que estes jogadores supriam lacunas no nosso plantel actual!»

«Se fizermos o exercício ao contrário, Porro, Matheus Reis e Pedro Gonçalves são os únicos que entram de caras no 11 do FCP.»

«Nenhum Sr. Pedro Correia, nenhum Sr. grande mestre do blog. Ai de quem se atreva a responder com nomes a esta inocente pergunta. Leva logo um correctivo que é para aprender. É claro que nenhum dos jogadores do Porto pode ser superior aos do nosso grande Sporting ou teria a mais mínima possibilidade de entrar no nosso melhor onze. Aquele frangueiro do Costa, aquele molinho do Uribe, aquele brinca na areia do Otávio ou aquele cabeça de pepino do Martinez que mete um golo cada vez que entra. Nunca na vida. O facto de eles nos terem enfiado 3 batatas é só porque nós deixámos. Foi para dar um pouco de animação ao campeonato. Assim, com o Sporting a 8 pontos da liderança a partir desta noite, os outros distraem-se e há grandes probabilidades de ganharmos o campeonato. Principalmente se contratarmos mais um extremo ao Estoril.»

 

Enfim, limito-me a questionar os mesmos se duas semanas depois - e após o FCP ter sido humilhado pelo Brugge no Dragão, sofrendo goleada 0-4 - continuam a pensar tão bem do plantel portista e tão mal do plantel leonino.

Que mudanças para amanhã?

O nosso segundo desafio para a Liga dos Campeões disputa-se amanhã à tarde, no nosso estádio: vamos receber o Tottenham. Com problemas na defesa: temos dois centrais dextros lesionados.

Pergunto aos leitores quem deve integrar o nosso bloco defensivo, atendendo às circunstâncias, e que outras alterações sugerem no onze titular que este sábado defrontou - e goleou - o Portimonense em Alvalade.

Pergunta aos leitores

Nos últimos dias tenho lido vários comentadores aqui no blogue, quase todos anónimos, gabar o plantel portista, comparando-o favoravelmente -- entre rasgados elogios à equipa que há dois dias foi derrotada pelo Rio Ave -- aos jogadores do Sporting.

A esses e a outros, só gostaria de perguntar que titulares do FC Porto gostariam de ter no plantel leonino.

Nada mais que isto.

Os amigos de Pinto

pintodacosta.jpg

 

«Foram várias [as mensagens que mais o tocaram quando o FC Porto venceu o campeonato]. Do D. Américo Aguiar, que é agora bispo auxiliar "lá de baixo", e de grande parte dos dirigentes... do Valentim Loureiro, de antigos presidentes do Sporting... e recebi uma que me sensibilizou muito, do José Maria Ricciardi.»

Pinto da Costa, ontem, no Jornal da Noite da SIC. Quem teriam sido os ex-presidentes do Sporting que se apressaram a felicitá-lo, tal como fez Ricciardi?

É para ganhar

Nestes dias, por motivos que sabemos, confirma-se aquela velha máxima de que o futebol é a mais importante das coisas menos importantes. 

Mas falemos então de futebol. Mais logo, pela 20.45, dá-se o pontapé-de-saída da meia-final da Taça de Portugal: vamos receber o FC Porto, no desafio da primeira mão. Seguramente de modo bem mais civilizado do que o miserável acolhimento que eles nos concederam há três semanas no Dragão.

Venho só perguntar-vos se estão optimistas e como encaram este jogo. Pela minha parte, nem hesito: é mesmo para ganhar.

Mão dura contra as claques

a903e9354c643026e4753ce8cbfa93fbe0b1fe3b-16x9-x0y7

O alegado assassino de um jovem de 19 anos detido pela polícia grega: crime chocou o país

 

Na Grécia, tal como em Portugal, existem sérios problemas com as claques - autênticas escolas de delinquência, em certos casos.

A diferença é que lá existe um Governo que não receia tomar decisões sempre que está em causa o futebol. Nem têm alguém equivalente ao secretário de Estado do Desporto português, especialista em assobiar para o ar.

 

Ontem o Executivo helénico decretou a proibição temporária de todas as claques ligadas a emblemas desportivos - que vai vigorar pelo menos até 31 de Julho. Medida que se insere no combate aos actos de violência a pretexto do futebol. 

O ministro adjunto com o pelouro do Desporto especificou que as claques também ficam proibidas de distribuir bilhetes individuais para espectáculos desportivos, aos quais só poderão aceder os detentores de títulos válidos para a época em curso. 

O Governo prepara novas regras de licenciamento para estes grupos organizados de adeptos, prevendo-se que o registo dos membros de todas as claques seja revisto antes de cada ano desportivo, sujeitando-se ao cancelamento quando se comprovar a existência de membros acusados de provocar actos violentos.

Deverão registar-se também alterações ao código penal, aumentando de seis meses para cinco anos de detenção as penas mínimas ligadas à violência tribal a pretexto do desporto, além da proibição total de assistir a espectáculos desportivos de cara tapada.  

 

Esta decisão surge na sequência do homicídio em plena via pública de um jovem de 19 anos, adepto do Aris, esfaqueado a sangue-frio por membros de uma claque ligada ao clube rival PAOK em Salónica, segunda maior cidade do país. Este crime provocou ondas de choque em toda a Grécia.

E por cá? Devemos seguir o mesmo caminho? Teremos de esperar por novos assassínios para finalmente haver eficazes medidas de prevenção contra estes delinquentes que se infiltram no futebol para darem largas aos seus instintos criminosos?

Plata: regresso ou novo empréstimo?

ErFxNraXIAAGMS-1-56.jpg

 

Plata parece ter os dias contados no Valladolid devido ao lamentável episódio em que foi detectado com excesso de álcool após ter perdido o controlo do carro que conduzia. 

O clube admite devolvê-lo ao Sporting já em Janeiro. Neste cenário, subsistem duas hipóteses: ou novo empréstimo, eventualmente a outro emblema espanhol, ou o regresso ao plantel leonino para aqui fazer a segunda metade da temporada em curso.

Na vossa perspectiva, qual é a opção mais recomendável?

Duas grandes questões

«Sobram duas grandes questões sobre o espectáculo vergonhoso a que todos pudemos assistir no Jamor: quais são os critérios que levam uns delegados de saúde a impedir a realização de um jogo quando há quatro infectados (Feirense-Chaves da última época) e outros a autorizar a realização de outro quando há mais de uma dezena, como aconteceu com o Belenenses? Talvez as autoridades de saúde possam responder a esta. A outra é, obviamente, o que levou Rui Pedro Soares a não pedir formalmente o adiamento do jogo e até a insistir que não o faria quando o número de infectados já o exigia. Talvez esta não tenha nenhuma resposta que o dirigente do Belenenses possa dar.»

Jorge Maia, hoje, no jornal O Jogo

O melhor onze da nossa Academia

Há um mês, perguntei aos leitores do És a Nossa Fé quem escolheriam para o melhor onze saído desde sempre da Academia leonina. 

As opiniões aqui emitidas resultaram na seguinte votação:

 

Cristiano Ronaldo 17

Nani 15

Rui Patrício 15

Nuno Mendes 14

João Palhinha 12

Eric Dier 11

Ricardo Quaresma 11 

João Moutinho 9

Cédric Soares 8

William Carvalho 8

Gonçalo Inácio 7

João Mário 5

Adrien Silva 4

Domingos Duarte 4

Ricardo Esgaio 4

Gelson Martins 3

Matheus Nunes 3

Mehri Demiral 3

Rúben Semedo 3

Daniel Bragança 2

José Fonte 2

Miguel Veloso 2

Rafael Leão 2

Ricardo Pereira 2

Daniel Podence 1

Luís Maximiano 1

Mário Rui 1

Nuno Valente 1

 

Perante estas escolhas, a nossa equipa ideal destes últimos 20 anos ficaria assim alinhada:

Rui Patrício; Cédric, Eric Dier, Gonçalo Inácio, Nuno Mendes; Palhinha, Moutinho, Adrien; Quaresma, Nani e Cristiano Ronaldo.

 

Concordam? Discordam? Que alterações fariam?

Eis que chega Ugarte

0d02bae81f91508a9460477d4ce60d1ec9c94301.jpeg

Capa do jornal Record de 2 de Junho de 2021

 

Acaba de chegar o quarto reforço da época ao Sporting: era talvez o mais aguardado até agora. O uruguaio Manuel Ugarte - oriundo do Famalicão - assinou contrato até 2026 com cláusula de 60 milhões de euros, já treina em Alcochete e declara-se pronto para jogar de verde e branco. Hoje será apresentado aos sócios e adeptos. 

Qual a vossa expectativa perante esta contratação? Consideram que é uma verdadeira mais-valia para o plantel leonino?

 

ADENDA: Escolheu o número 15.

Alerta de Amorim: «O plantel é curto»

«Nós temos um plantel bastante curto.» Não se repararam, mas Rúben Amorim fez ontem esta declaração na conferência de imprensa destinada a lançar o Sporting-Vizela de logo à noite. Uma frase que ganha ainda mais premência caso se confirmem as notícias que dão como certa a saída de Matheus Nunes até ao final do mês. Neste cenário, ficamos com dois rombos no meio-campo - o primeiro foi a partida de João Mário, sem surpresa o melhor em campo no Spartak-Benfica da passada quarta-feira.

Neste contexto, venho perguntar-vos que posições devem ser reforçadas com mais urgência no plantel leonino que hoje inaugura a temporada futebolística 2021/2022. E, se quiserem, adiantem nomes de eventuais alternativas que podem chegar a Alvalade.

{ Blogue fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D