Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Amanhã à noite em Vila do Conde

22077002_CA8zY.jpeg

 

Ultrapassado que foi o Nacional, e com 6 pontos que na prática são 5 de vantagem relativamente ao Porto, segue-se a segunda de cinco verdadeiras finais: Nacional (C), Rio Ave (F), Boavista (C), Benfica (F) e Marítimo (C). Na primeira volta foram 4V e 1E. Se isso acontecer de novo, conquistaremos o título. Vamos com 1V.

O jogo contra o Nacional teve muito a ver com a parte final do último jogo em casa com o Belenenses: foi mesmo preciso recorrer às segundas linhas de enorme talento - Jovane, Matheus Nunes e Plata - para conquistar os 3 pontos.

Segue-se então o Rio Ave, que luta pela permanência e conta com Fábio Coentrão, Francisco Geraldes, Carlos Mané e Gelson Dala, que vão querer mais uma vez demonstrar que têm valor suficiente para pensar que poderiam estar do outro lado a lutar pelo título.

Quanto ao plantel disponível, penso que vamos poder contar com todos, excepto os lesionados Tabata e TT.

 

Imagino então que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Neto, Inácio, Quaresma, Feddal, Matheus Reis e Coates.

Alas: Porro, Nuno Mendes e Antunes.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Pedro Gonçalves, Jovane, Nuno Santos e Plata.

Ponta de lança: Paulinho.

 

A forma como o Nacional entrou em campo, o jogo duro praticado, não favoreceu em nada as características de Bragança. Ele passou um pouco ao lado do jogo, além do amarelo encaixado por não poder impor o físico nas divididas. Imagino então que o Rúben volte a recorrer a João Mário, que teve uma passagem pelo banco para poupar o físico e refrescar as ideias.

A minha equipa seria então a seguinte:

Adan; Neto, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Paulinho e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo para ultrapassar o Rio Ave e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

 

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22075212_zVoh0.jpeg

 

Ultrapassado que foi o Braga, e com 6 pontos que na prática são 5 de vantagem relativamente ao Porto, segue-se a sequência final de cinco verdadeiras finais: Nacional (C), Rio Ave (F), Boavista (C), Benfica (F) e Marítimo (C). Na primeira volta foram 4V e 1E. Se isso acontecer de novo, conquistaremos o título. 

Se com o segundo golo do Belenenses a candidatura do Sporting ao título parecia quase a afundar-se, os minutos finais desse jogo e o jogo de Braga mostraram um leão de dentes cerrados a lutar contra tudo e contra todos e a querer mesmo ser feliz. A reacção à desgraça começou na cabeça de cada jogador e transformou a equipa numa máquina de guerra. E as segundas linhas de enorme talento - Jovane, Matheus Nunes e Plata - disseram presente.

Segue-se então o Nacional que luta pela permanência, agora dirigido pela velha raposa Manuel Machado. Espera-se um autocarro bem estacionado que vai dar muito trabalho a desmontar.

Quanto ao plantel disponível, não vamos poder contar com muita gente. Adán, Inácio, TT e Tabata estarão fora.

 

Imagino então que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Max e ? (Não conheço bem as limitações decorrentes da fase final da equipa B)

Defesas Centrais: Neto, Quaresma, Feddal, Matheus Reis e Coates.

Alas: Porro, Nuno Mendes e João Pereira.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Pedro Gonçalves, Jovane, Nuno Santos, Plata e Joelson (?).

Ponta de lança: Paulinho.

 

Em Braga entrou em campo o onze que eu e muita gente recomendávamos e a verdade é que não entrou nada bem. Depois a expulsão tudo se alterou. Pese embora a má fase de João Mário, acho que continua a garantir comando do jogo e capacidade defensiva no meio do campo, mas concerteza teremos Matheus Nunes e Bragança na segunda parte se precisarmos de acelerar para a vitória.

Pelo que a minha equipa é a seguinte:

Max; Neto, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Paulinho e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo para ultrapassar o Nacional e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

 

SL

Amanhã à noite na Pedreira

22070791_Q3nr3.jpeg

 

Entramos amanhã na fase final deste campeonato. Segue-se o Braga (F), Nacional (C), Rio Ave (F), Boavista (C), Benfica (F) e Marítimo (C). Na primeira volta foram 5V e 1E. Que bom seria se acontecesse o mesmo desta vez. De qualquer forma, com 4 pontos de vantagem - melhor dizendo 3, porque em igualdade pontual com o Porto perdemos pelos golos fora no confronto entre os dois - temos de vencer cinco jogos. Contar que o Porto perca na Luz não serve, pode muito bem ganhar.

O Sporting não atravessa uma boa fase. O desgaste físico e mental da equipa é posto a nu pela intensidade dos adversários e a falta de sorte nos momentos chave. As tentativas de Rúben Amorim de introduzir novidades na mecânica colectiva não tem resultado.

Segue-se o Braga, equipa por demais conhecida do Sporting e do Rúben, à qual ganhámos duas vezes esta época mas que vai fazer tudo para nos retirar o sonho do título. Espera-se um confronto equilibrado, com as duas equipas muito encaixadas, em que a inspiração individual dum ou doutro faça a diferença. E os melhores jogadores estão no Sporting.

Tenho boas recordações da Pedreira, um estádio completamente diferente, obra-prima do arquitecto Souto Moura. Acho que a primeira vez que lá fui foi em 2011 quando, com José Couceiro, ganhámos na última jornada ao Braga de Domingos para acabar em 3.º lugar da Liga. A última foi em 2017, quando com Jorge Jesus vencemos por 3-2 com "hat trick" de Bas Dost, mas perdemos um Alan Ruiz que até estava em crescendo e que depois dessa lesão nunca mais conseguiu corresponder.

 

Quanto ao plantel disponível, Tabata terminou a época, Feddal espero que já esteja em condições.

Imagino então que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Neto, Quaresma, Feddal, Inácio, Matheus Reis e Coates.

Alas: Porro e Nuno Mendes.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Pedro Gonçalves, Jovane, Nuno Santos e Plata.

Pontas de lança: Tiago Tomás e Paulinho.

Dizia na última rubrica: "Acho que João Mário tem de retornar ao seu melhor lugar, e entre ele e Bragança um deles deverá dar lugar a um jogador diferente que traga cruzamentos e golos, como Nuno Santos." E foi mesmo Nuno Santos que entrou na segunda parte para centrar para a cabeça de Coates.

Pelo que a minha equipa continua ser a seguinte:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Paulinho e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo para ultrapassar o Braga e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

PS: Na última jornada foi o Miguel que acertou.

 

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22067739_coNGH.jpeg

 

Para encerrar o quinto do ciclo de sete jogos com equipas acessíveis, fora do grupo dos três perseguidores, resta-nos apenas o B-SAD. Os resultados já obtidos - Santa Clara (2-1), Tondela (1-0), Guimarães (1-0), Moreirense (1-1), Famalicão (1-1), Farense (1-0) - reflectem a dificuldade que a equipa teve para lidar com adversários motivados e muito conhecedores da nossa forma de jogar.

Rúben Amorim tem feito um trabalho extraordinário na transformação dum misto de velhos guerreiros e jovens ambiciosos numa equipa focalizada e competitiva, com base numa ética de trabalho e de responsabilidade que não olha a nomes nem a estatutos. Mas a equipa é a que é, o seu valor de mercado está bem longe dos dois rivais, obviamente tem limitações que os adversários bem conhecem, e compreende-se bem o esforço do Rúben em andar em alterações constantes de jogadores e posicionamentos para surpreender os adversários. 

Este B-SAD à moda de Petit é uma equipa que assenta o seu jogo no pressing e no contra-ataque, e que varia entre a via aberta dos jogos com o Benfica e o caminho de cabras contra Sporting e Porto. No Jamor ganhámos com muita dificuldade e depois dum penálti falhado por eles que podia ter decidido o jogo a nosso desfavor.

Felizmente o plantel está todo disponível, Feddal parece já estar em condições. Imagino então que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Neto, Feddal, Inácio, Matheus Reis e Coates.

Alas: Porro, Nuno Mendes.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança, Matheus Nunes.

Interiores: Pedro Gonçalves, Jovane, Tabata,  Nuno Santos e Plata.

Ponta de lança: Tiago Tomás e Paulinho.

 

Como tenho vindo a dizer, acho que João Mário tem de retornar ao seu melhor lugar, e entre ele e Bragança um deles deverá dar lugar a um jogador diferente que traga cruzamentos e golos, como Nuno Santos. Pelo que a minha equipa seria a seguinte:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Paulinho e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo para ultrapassar o B-SAD e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

 

PS: Na última jornada ninguém acertou, mais uma vez o Rúben nos trocou as voltas.

SL

Amanhã à noite em Faro

farense.jpg

Vamos ter então amanhã o sexto do ciclo de sete jogos com equipas acessíveis, fora do grupo dos três perseguidores: Santa Clara (C), Tondela (F), Guimarães (C), Moreirense (F), Famalicão (C), Farense (F) e B-SAD (C). E a verdade é que acessíveis podem ser e são de facto, mas têm-se demonstrado bem complicadas de ultrapassar, e relativamente à primeira volta já perdemos 2 pontos.

Este Farense foi também bem difícil de ultrapassar na primeira volta: ganhámos apenas no final, com a tal estrelinha que muito nos está a faltar agora. Conta com Ryan Gauld, que no meu entender teria lugar no nosso plantel, e amanhã espero que não venhamos a ter mais uma prova evidente disso. Vai ser uma final. Já desperdiçámos demasiado, temos mesmo de ganhar.

Desta vez parece que Rúben Amorim tem todo o plantel disponível. Ele é que não está, e a verdade é que talvez seja melhor assim: pode proteger-se melhor a si mesmo e estar mais tranquilo e focalizado para tomar as melhores decisões. Recordam-se de ter aqui dito e repetido que faltava alguém mais velho e calejado no banco e a acompanhar a equipa para o proteger? Um Manolo Vidal ou um Octávio Machado?  Pois...

Imagino então que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Neto, Coates, Feddal, Inácio e Matheus Reis.

Alas: Porro e Nuno Mendes.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Pedro Gonçalves, Jovane, Tabata, Nuno Santos e Plata.

Ponta de lança: Tiago Tomás e Paulinho.

 

Na meu último post "O dia seguinte" deixei a minha opinião sobre o onze, a troca do 3-4-3 do início por um 3-5-2 através do recurso a um terceiro médio, seja ele Daniel Bragança ou o próprio Pedro Gonçalves: não tem funcionado, a equipa constrói muito e marca pouco.

O meu onze é então o seguinte:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Paulinho e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo para ultrapassar o Farense e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

 

PS: Na última jornada só eu acertei. Infelizmente.

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22060974_U774n.jpeg

 

Vamos ter então amanhã o quinto do ciclo de sete jogos com equipas acessíveis, fora do grupo dos três perseguidores: Santa Clara (C), Tondela (F), Guimarães (C), Moreirense (F), Famalicão (C), Farense (F) e B-SAD (C). Mesmo com o empate sofrido na visita ao Moreirense ainda podemos igualar a pontuação obtida na primeira volta, temos é que vencer os três que faltam.

Este Famalicão é talvez a equipa mais imprevisível desta Liga, pela diversidade de jogadores e treinadores utilizados, mas o facto é que com João Pedro Sousa no comando deles fomos largamente superiores na 1.ª volta. Mas empatámos nas condições que sabemos. Agora, que eles apresentam o terceiro treinador da temporada, temos mesmo de ganhar.

Felizmente o plantel está todo disponível, Nuno Mendes teve mesmo sorte em ter saído do último jogo sem nada de grave a lamentar.

 

Imagino então que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Neto, Feddal, Inácio, Matheus Reis e Coates.

Alas: Porro, Nuno Mendes.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança, Matheus Nunes.

Interiores: Pedro Gonçalves, Jovane, Tabata,  Nuno Santos e Plata.

Ponta de lança: Tiago Tomás e Paulinho.

 

E apostava no seguinte onze de tracção à frente:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Paulinho e Tiago Tomás.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo para ultrapassar o Famalicão e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

PS: Na última jornada ninguém acertou, Amorim voltou a trocar-nos as voltas.

SL

Amanhã à noite em Moreira de Cónegos

22056893_cmIlY.jpeg

 

Depois da paragem pelos compromissos das selecções, temos amanhã o quarto do ciclo de sete jogos com equipas acessíveis, fora do grupo dos três perseguidores: Santa Clara (C), Tondela (F), Guimarães (C), Moreirense (F), Famalicão (C), Farense (F) e B-SAD (C). Com excepção do Famalicão, vencemos todos na primeira volta. 

Vamos então visitar um estádio simples e funcional nos arredores de Guimarães, onde estive na bancada do outro lado para ver o Sporting de Jorge Jesus de há três anos, que vinha só com vitórias na Liga, fazer uma pobre exibição e deixar dois pontos na véspera de receber o Barcelona, com Gelson Martins anulado, Alan Ruiz numa sinfonia de disparate que o fez sair ao intervalo e um Iuri Medeiros que entrou depois e confessou pela última (?) vez a sua incapacidade de aguentar o peso da camisola do Sporting. 

O Moreirense não foi uma equipa fácil em Alvalade, já mudou mais uma vez de treinador e encontra-se numa posição tranquila no meio da tabela, empatando recentemente em casa com o Benfica.

Felizmente temos todo o plantel disponível, Plata reintegrado (um jogador em que acredito muito) e alguns vindos com a moral em alta das selecções, como Porro, Nuno Mendes, Palhinha e Bragança.

 

Imagino então que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Neto, Feddal, Inácio, Matheus Reis e Coates.

Alas: Porro, Nuno Mendes.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança, Matheus Nunes.

Interiores: Pedro Gonçalves, Jovane, Tabata,  Nuno Santos e Plata.

Ponta de lança: Tiago Tomás e Paulinho.

 

E apostava no seguinte onze que mantém a linha avançada que funcionou bem contra o Guimarães e permite ter um Paulinho no banco para dar a volta ao texto quando for necessário:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Bragança e Tiago Tomás.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo para ultrapassar o Moreirense e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

 

PS: Na outra semana ninguém previu a entrada do Bragança no onze inicial. 

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22033072_wGZwc[1].jpg(Assim só para o ano ...)

 

Depois de duas vitórias complicadas, vamos então ter amanhã o terceiro do ciclo de sete jogos com equipas acessíveis, fora do grupo dos três perseguidores: Santa Clara (C), Tondela (F),  Guimarães (C), Moreirense (F), Famalicão (C), Farense (F) e B-SAD (C), a que, com excepção do Famalicão, todos vencemos na 1.ª volta. Um jogo que calha antes do interregno da Liga para os jogos das selecções, uma situação sempre complicada de gerir em caso de resultado desfavorável.

Quanto ao Guimarães, não soube recentemente complicar a vida ao Braga e encontra-se agora a lutar com o Paços de Ferreira pelo 5.º posto, é uma equipa que joga e deixa jogar, só precismos de estar ao nível do que temos apresentado para chegar ao fim com os 3 pontos.

O problema é que voltámos a ter problemas com o Covid. Matheus Nunes e Antunes estão confinados, Nuno Santos ressentiu-se do esforço efectuado, e não vamos ter o "patrão" Coates.  Tudo junto, mais uma vez não vai ser nada fácil. A boa notícia é que Paulinho está de volta e pode ser importante se a coisa se complicar.

 

Imagino que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Neto, Feddal, Inácio, Matheus Reis e Quaresma.

Alas: Porro, Nuno Mendes.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança, Bruno Paz (?).

Interiores: Pedro Gonçalves, Jovane, Tabata, Joelson (?) e Plata (?).

Ponta de lança: Tiago Tomás e Paulinho.

E apostava no seguinte onze:

Adán; Inácio, Neto e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Jovane e Tiago Tomás.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Alvalade para ultrapassar o Guimarães e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

#OndeVaiUmVãoTodos

 

PS: Na semana passada o Alfacinha, o João Gil e eu mesmo lá acertámos no onze.

SL

Amanhã à noite em Tondela

22039262_zOsN1.jpeg

(Há um ano e pouco, o "apoio" das claques à equipa traduziu-se neste cenário de guerra em Tondela, ainda por cima uma terra e uma zona de Sportinguistas: uma força da GNR impressionante, com uma dezena de carrinhas, brigada de intervenção, cães e cavalos)

 

Ultrapassado que foi muito a pulso o primeiro adversário do ciclo "acessível",  Santa Clara (C), Tondela (F),  Guimarães (C), Moreirense (F), Famalicão (C), Farense (F) e B-SAD (C), vamos amanhã "à minha terra" ou pelo menos perto dela, a Tondela, defrontar uma equipa que vencemos tranquilamente na 1.ª volta, mas que tradicionalmente nos coloca bastantes dificuldades em sua casa.

Nos últimos cinco anos - e só não estive presente no primeiro, que foi em Aveiro - os resultados foram 3V e 2D, 2-1 (Jesus), 4-1 (Jesus), 2-1 (Jesus), 1-2 (Keizer) e 0-1 (Silas). Duas das nossas vitórias foram conseguidas mesmo em cima do apito final, Adrien (95') e Coates (99'). Este último jogo foi particularmente deprimente: uma equipa do Sporting numa ilusão táctica de construção pseudo-inteligente, completamente pastosa e inconsequente, com os minutos a passar sem nada acontecer, e um Tondela bem fechado à espera que qualquer coisa de bom acontecesse. E aconteceu mesmo de bom para eles no final, muito oferecido por um Ristovski completamente incapaz de fazer o que faria um defesa e impedir o cabeceamento à vontade do formado em Alcochete Bruno Wilson. 

Felizmente, com excepção de Paulinho, não existem lesionados nem infectados. Todo o plantel está disponível. Foi uma semana com dois dias de folga, pelo que controlo do desgaste não deve haver, jogarão os melhores.

 

Imagino que Rúben Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Neto, Coates, Feddal, Inácio, Matheus Reis e Quaresma.

Alas: Porro, Nuno Mendes e João Pereira.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Pedro Gonçalves, Jovane, Nuno Santos e Tabata.

Ponta de lança: Tiago Tomás.

E apostava no onze ultimamente mais utilizado :

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Tiago Tomás e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Tondela para ultrapassar a equipa local e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

#OndeVaiUmVãoTodos

 

PS: Na última jornada ninguém previu uma ala direita composta por Matheus Nunes e Tabata, e a verdade é a coisa não correu muito bem por aquele lado.

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22032754_GsB9w.jpeg

(Ainda falta um pouco para ser assim...)

 

Ultrapassada que foi com sucesso a sempre difícil deslocação ao Dragão, o Sporting começa amanhã um ciclo de sete jogos com equipas acessíveis, fora do grupo dos três perseguidores: Santa Clara (C), Tondela (F),  Guimarães (C), Moreirense (F), Famalicão (C), Farense (F) e B-SAD (C), a que, com excepção do Famalicão, todos venceu na 1.ª volta.

Quanto ao Santa Clara, encontra-se numa situação confortável da classificação, é uma equipa que baixa as linhas e sai rápido para o contra-ataque, e foi assim que chegou ao golo na 1.ª volta aproveitando da melhor forma um mau passe de Coates. Lá em São Miguel,  Pedro Gonçalves resolveu o jogo aproveitando falhas da defesa e do guarda-redes adversário que oxalá se repitam amanhã.

Felizmente, com excepção de Paulinho, não existem lesionados nem infectados. Todo o plantel está disponível. 

Imagino que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Neto, Coates, Feddal, Inácio, Matheus Reis e Quaresma.

Alas: Porro, Nuno Mendes e João Pereira.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Pedro Gonçalves, Jovane, Nuno Santos e Tabata.

Ponta de lança: Tiago Tomás.

E apostava no seguinte onze, que deixa de fora o desgastado Tiago Tomás para entrar Jovane tal como no jogo da 1.ª volta:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Jovane e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Alvalade para ultrapassar o Santa Clara e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

#OndeVaiUmVãoTodos

 

PS: Na última jornada quase todos acertaram. Também não está a ser nada difícil acertar.

SL

Amanhã à noite no Dragão

matchpoint.jpg

(Match point é uma situação no tenis em que ganhar o próximo ponto implica ganhar o jogo. Woody Allen transportou brilhantemente essa situação para um caso da vida real no filme com o mesmo nome de 2005)

 

Chegados à 21.ª jornada na liderança da Liga, com uma vantagem de 10 pontos sobre o mais próximo perseguidor, o adversário de amanhã, só temos mesmo de chegar, vencer e sentenciar o campeonato. Continuamos sem derrotas nesta prova, temos sido a melhor equipa em todas as dimensões da análise, técnica, táctica e mental, e tudo isto com um plantel onde os miúdos de Alcochete, alguns com idade de juniores, têm desempenhado um papel fundamental.

Rúben Amorim, Hugo Viana e Frederico Varandas têm feito um trabalho notável. Percebe-se que existe um clima de união e espírito de equipa tremendo, alargado a toda a estrutura, que ajuda a explicar muito do sucesso desta época. Casos mais sensíveis, como Palhinha, Plata, Camacho e Jovane, foram tratados com calma e discrição. Recordo também os casos "Bandido", Unilabs, Madeira/Temporal e Palhinha, que demonstraram que o Sporting de hoje deixou de ser o cão vadio que ladrava a tudo e todos apenas para fazer crer que metia medo a alguém.

Mas tudo isto não chega para assegurar a vitória. Vamos defrontar uma grande equipa dentro do campo, com alguns jogadores que fazem mesmo mossa quando estão em dia sim, e um clube que fora do campo não olha a meios para atingir os fins. Vamos ter um árbitro e um VAR comprometidos com histórias anteriores, um Sérgio Conceição a saltar do banco constantemente para pressionar, e com certeza não vamos ter um ex-jogador nosso como o seu filho, Francisco Conceição, a oferecer-nos de mão beijada um penálti nos últimos momentos do jogo. Como se sentiria ele se tal acontecesse?

 

Enfim, temos de nos preparar para o pior, mas fazer mesmo tudo para sermos felizes. Seja o que for que aconteça no Dragão, nem apagará o que de bom conseguimos até aqui nem constituirá um factor decisivo no que poderemos conseguir daqui em diante.

Uma boa notícia é que, com a excepção de Paulinho, não existem castigados, lesionados ou infectados. Todo o restante plantel está disponível.

Imagino então que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Quaresma, Neto, Coates, Feddal, Inácio e Matheus Reis.

Alas: Porro, Nuno Mendes e João Pereira.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Pedro Gonçalves, Nuno Santos e Tabata.

Ponta de lança: Tiago Tomás, Jovane

 

A grande dúvida será então quem alinhará a ponta de lança, mas acredito que Rúben Amorim repita a fórmula que deu certo contra o Benfica, ou seja, que Tiago Tomás seja o escolhido.

Então o meu prognóstico é o seguinte:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Tiago Tomás e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo no Dragão para ultrapassar o Porto e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

#OndeVaiUmVãoTodos

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22018678_yQInw[1].jpg

 

Aqui há pouco entendi que a deslocação ao Bessa, depois da vitória na Taça da Liga seria o primeiro "match point" da temporada. Um desaire que para a Liga viria a seguir ao empate caseiro com o Rio Ave, poderia ser o início duma rampa inclinada. Uma vitória tranquila seria, como foi, um suporte importante de tranquilidade e confiança para o dérbi lisboeta.

Amanhã o cenário é um pouco diferente, vamos já com uma vantagem confortável fruto de uma sequência de vitórias próprias e empates dos outros, mas de qualquer maneira será sempre um desafio muito importante nas vésperas de visitarmos o Dragão. Ganhando ficamos pelo menos com 10 pontos de vantagem, e a pressão estará completamente do lado deles. Perdendo amanhã, poderemos entrar no Dragão com 7 que poderão transformar-se em 4 pontos de vantagem, e a partir daí tudo será muito complicado.

Quanto ao Portimonense, é uma equipa orientada pelo nosso ex-treinador Paulo Sérgio (que pôs o Sporting da altura a "jogar matraquilhos", muita intensidade para coisa nenhuma) que anda pelo meio da tabela, joga aberto mas marca poucos e sofre muitos, mas curiosamente marcou 4 dos 18 na última jornada. Uma equipa que tem tudo para nos dar uma jornada tranquila.

Mas para complicar a coisa, Palhinha aguarda a decisão do TAD, Coates, Nuno Santos e Matheus Nunes se virem amarelo não irão ao Dragão. Pelo que Amorim terá de pensar muito bem no que vai fazer: o árbitro é do Porto, e o Veríssimo já mostrou como se fazia.

Sendo assim, se calhar o melhor mesmo é entrar com tudo, ganhar vantagem e gerir o jogo. Doutra forma, podemos sofrer dissabores.

Felizmente não existem lesionados nem infectados, todo o plantel está disponível. Feddal já cumpriu o castigo do quinto amarelo contra o Rio Ave.

 

Imagino que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Quaresma, Neto, Coates, Feddal, Inácio e Matheus Reis.

Alas: Porro, Nuno Mendes e João Pereira.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Tiago Tomás, Jovane, Nuno Santos e Tabata.

Ponta de lança: Paulinho.

E apostava no seguinte onze, que deixa de fora Matheus Nunes e Nuno Santos:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Paulinho e Tiago Tomás.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Alvalade para ultrapassar o Portimonense e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

#OndeVaiUmVãoTodos

 

PS: Na última jornada foi o "This is the West, Sir" que acertou no onze de Amorim. Parabéns.

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22018672_6Z6NU.jpeg

 

Vamos ter amanhã o segundo desafio da sequência de três jogos teoricamente mais fáceis antes de irmos ao Dragão, com Gil Vicente, Paços de Ferreira e Portimonense: se os ganharmos, podemos lá sentenciar muita coisa. Os resultados da primeira volta foram favoráveis (3-1, 2-0, 2-0) mas as exibições nem tanto, as três equipas complicaram-nos a vida. E nesta segunda volta estamos a ir pelo mesmo caminho: ganhámos 2-1 contra o Gil Vicente, mas foi bem difícil. 

Importa cada vez mais manter o foco, manter a concentração. Importa também não deixar baixar a intensidade dentro do modelo adoptado. O adversário não pode estar confortável no jogo, não pode ter tempo para pensar e organizar-se. Esta intensidade começa logo na circulação de bola pelos centrais. Inácio em vez de Neto, na direita, pode ajudar nesse sentido. 

 

Felizmente não existem lesionados nem infectados, todo o plantel está disponível. Imagino que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Quaresma, Neto, Coates, Feddal, Inácio e Matheus Reis.

Alas: Porro, Nuno Mendes e João Pereira.

Médios Centro: Palhinha, João Mário, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Tiago Tomás, Jovane, Nuno Santos e Tabata.

Ponta de lança: Paulinho.

E apostava no seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Paulinho e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Alvalade para ultrapassar o Paços de Ferreira e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

#OndeVaiUmVãoTodos

PS: Por alguma razão técnica que me ultrapassa, alguns comentários foram perdidos, pelo que se for o caso pedia que os voltassem a submeter.

SL

Amanhã à noite em Barcelos

estadiobarcelos.jpg

 

Concluída a primeira volta, temos agora uma sequência de três jogos teoricamente mais fáceis antes de irmos ao Dragão, com Gil Vicente, Paços de Ferreira e Portimonense: se os ganharmos, podemos lá sentenciar muita coisa. Os resultados da primeira volta foram favoráveis (3-1, 2-0, 2-0) mas as exibições nem tanto, foram equipas que nos complicaram a vida.

Além disso o desafio está também na parte psicológica. Para uma equipa  desabituada a liderar o pelotão, cheia de gente jovem, como é que vai lidar com essa responsabilidade, com as tangas dos candidatos e dos favoritos? Como vai manter a concentração? Importa não facilitar nunca porque a vantagem tão depressa veio como pode ir. Por isso, Rúben Amorim é a pessoa certa no momento certo: o seu discurso é claro e inspirador, e a nossa tarefa na empreitada, mesmo à distância, é a de sermos o tal 12.º jogador. Sempre presentes, sempre apoiando. 

 

Mais uma vez o TAD não deverá ter tempo para decidir do castigo a Palhinha, muito menos o Supremo Tribunal Administrativo ter tempo para ler a redacção da Dra. Cláudia.

Neto já se encontra disponível para jogar, Nuno Mendes continua lesionado pelas patadas do Gilberto, Plata e LP continuam na equipa B, pelo que os convocados deverão ser os seguintes: 

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Quaresma, Neto, Coates, Feddal e Inácio.

Alas: Porro, Antunes e João Pereira.

Médios Centro: João Mário, Palhinha, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Tiago Tomás, Nuno Santos, Jovane, Tabata e Pedro Gonçalves.

Ponta de lança: Paulinho.

Aposto no seguinte onze, com o regresso de Neto à linha defensiva, pois terá um dia destes de substituir Coates no centro:

Adán; Neto, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Antunes;  Pedro Gonçalves, Paulinho e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Barcelos para somar mais três pontos na caminhada para a Champions.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

SL

Amanhã à tarde no Funchal

barreiros.jpeg

 

Depois da vitória no dérbi lisboeta e para concluirmos a 1.ª volta da Liga voltamos amanhã ao Funchal para defrontar o único clube nacional que nos derrotou esta época, o Marítimo.

E como é que este Marítimo ganhou ao Sporting? Amolecendo o jogo, defendendo de forma compacta, impondo o físico, contra-atacando com velocidade para servir um Rodrigo Pinho que não perdoa e ganhando livres e cantos sempre perigosos. A receita para lhes ganhar só pode ser uma: intensidade, de forma a retirá-los da sua zona de conforto e encontrar espaços para jogar. E termos a sorte que não tivemos há uma semanas.

 

O TAD não deverá ter tempo para decidir do castigo ao Palhinha, os reforços estão aí para jogar, Neto está castigado, Plata e LP na equipa B, pelo que os convocados deverão ser os seguintes: 

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Quaresma, Coates, Feddal, Matheus Reis e Inácio.

Alas: Porro, Nuno Mendes e Antunes.

Médios Centro: João Mário, Palhinha, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Tiago Tomás, Nuno Santos, Jovane, Tabata e Pedro Gonçalves.

Ponta de lança: Paulinho.

E apostava no seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Nuno Mendes;  Pedro Gonçalves, Paulinho e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo no Funchal para manter a vantagem de 4 pontos na liderança da 1.ª Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

 

PS: Já se conhecem os convocados do Sporting: Nuno Mendes e João Mário ficam de fora. Estão à vontade para alterar os prognósticos.

Segundo O Record:

Guarda-redes: Adán, Luís Maximiano e André Paulo

Defesas: Porro, João Pereira, Gonçalo Inácio, Eduardo Quaresma, Coates, Feddal e Antunes

Médios: João Palhinha, Matheus Nunes, Daniel Bragança e Bruno Paz

Avançados: Pedro Gonçalves, Nuno Santos, Joelson Fernandes, Jovane, Tabata, Tiago Tomás e Paulinho

 

O meu passa a ser:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Antunes;  Pedro Gonçalves, Paulinho e Nuno Santos.

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22006902_JI10e.jpeg

 

Não será bem assim que estará Alvalade amanhã, que saudades de lá estar, sabe Deus quando poderá ser...

O Sporting chega ao primeiro dérbi lisboeta da temporada numa situação invejável. Mesmo contando que Porto e Braga ganhem os respectivos confrontos, o Sporting ganhando fica com 4, 9 e 9 pontos de vantagem sobre os perseguidores mais directos. Perdendo, mesmo assim fica com 1, 3 e 6. Sendo assim, só tem de entrar tranquilo e concentrado em campo, jogar o melhor que pode e sabe, e ser feliz no final.

Melhor ainda entraria se pudesse contar com Palhinha: mais uma canalhice arbitral que prejudicou o Sporting, mas Matheus Nunes e João Mário mostraram no Bessa que se complementam muito bem e fazem um meio-campo de qualidade. O problema pode ser no decorrer do jogo, na hora de reforçar o centro para compensar o desgaste ou prevenir expulsões. Bragança incorre em faltas perigosas por falta de físico, talvez Gonçalo Inácio possa fazer de Palhinha se for necessário.

De qualquer forma o Sporting vai entrar em campo do jeito habitual. Amorim acredita mais na consistência que vem dos treinos do que dos coelhos que saem das cartolas. Já do outro lado, mesmo com Jesus de cama, deve haver alguma surpresa que se correr bem é porque realmente ele é genial; se correr mal, claro, os jogadores são burros e não percebem. Também, com toda aquela legião estrangeira paga a peso de ouro tem muito por onde escolher e muito por onde inventar. Levámos três anos disto, vimos Bruno César a ponta direita na Amoreira, Esgaio a defesa esquerdo em Alvalade, que nem estranhamos. Já que eles tanto o quiseram, agora que aguentem e não chorem. 

 

Nesta semana marcada pelas novelas de fecho de mercado, entre o Paulinho que poderá vir ou talvez não, e os excedentários que finalmente vão à sua vida ou talvez não, temos agora o miúdo Plata desestabilizado pelos convites de Espanha e remetido para a equipa B, espero que aproveite para dois ou três jogos de luxo e voltar moralizado, porque precisamos dele.

Sendo assim, não vamos ter Palhinha, Plata e Luiz Phellype nos convocados. De resto, moralizados pela vitória na Taça da Liga, e com todos os restantes jogadores disponíveis, imagino que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Quaresma, Neto, Coates, Borja, Feddal e Inácio.

Alas: Porro, Nuno Mendes e Antunes.

Médios Centro: João Mário, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Tiago Tomás, Jovane, Nuno Santos e Tabata.

Ponta de lança: Sporar, Pedro Marques.

E apostava no seguinte onze:

Adán; Neto, Coates e Feddal; Porro, Matheus Nunes, João Mário e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Tiago Tomás e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Alvalade para ultrapassar o Benfica e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

#OndeVaiUmVãoTodos

 

PS: No jogo do Bessa, com toda a questão dos cartões para evitar, ninguém acertou na previsão.

 

SL

Amanhã à noite no Porto

bessa.jpg

 

Foi mais ou menos nesta perspectiva que há um ano e picos presenciei a estreia de Leonel Pontes ao comando do Sporting, que começou logo bem mal com um golo de livre do Boavista de Lito Vidigal aos 7 minutos de jogo. Depois foi um festival de porrada bem orquestrada por Lito, com um público boavisteiro a pedir sangue na relva e Jorge Sousa a fazer de Pilatos, com contas antigas para acertar antes de passar à merecida inutilidade. 

Foi também o jogo em que Leonel Pontes tentou resuscitar o losango de Paulo Bento, com Doumbia, Wendel, Acuña e Bruno Fernandes no meio-campo, e Plata e Bolasie no ataque. E do que me recordo até começou bem até aos tais 7 minutos. Depois foi o que se viu, Bruno Fernandes ainda consegue empatar antes de ser expulso por excesso de pancada recebida, mas não deu para mais. Um dos que se distinguiram na porrada foi um tal Carraça, que mais deve ter feito para ter conseguido um bom lugar ao sol no banco de suplentes do Porto.

A equipa ficou devastada, e na jornada seguinte, sem Bruno Fernandes, permite ao Famalicão a reviravolta no marcador e sofre mais uma derrota. Depois Leonel Pontes teve o triste fim que sabemos, para vir um Silas fazer o que fez...

Adiante. Tudo podia ter sido diferente com a vitória mais que merecida no Bessa. Um dos "matchpoints" da temporada anterior.

 

Pois amanhã, no mesmo local, vai ser também doutra forma uma coisa bem complicada, agora com Jesualdo Ferreira ao comando dum Boavista a fazer um mau campeonato mas com alguns jovens no ataque que num dia bom desequilibram, que o diga o Benfica.

Não vamos ter Pedro Gonçalves, Tabata e Luiz Phellype nos convocados. De resto vamos moralizados pela vitória na Taça da Liga, e com todos os restantes disponíveis. 

Esta Taça da Liga trouxe-nos dois reforços importantes para o resto da temporada. Jovane Cabral regressado de lesão e Gonçalo Inácio, a jogar muito bem a central direito. Agora tem mesmo de jogar.

 

Sendo assim, imagino que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Quaresma, Coates, Borja, Feddal e Inácio.

Alas: Porro, Nuno Mendes e Antunes.

Médios Centro: João Mário, Palhinha, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Tiago Tomás, Jovane, Nuno Santos, Plata.

Ponta de lança: Sporar, Pedro Marques.

E apostava no seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Nuno Santos, Tiago Tomás e Jovane.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo no Porto para ultrapassar o Boavista e manter a vantagem pontual na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

PS: Já agora no jogo de sábado, falhámos todos num jogador: ninguém previu a dupla João Mário-Jovane.

#OndeVaiUmVãoTodos

SL

Amanhã à noite em Leiria

leiria.jpg

 

Ultrapassado o Porto, com grande dificuldade mas também muito mérito, temos agora o Braga na final da Taça da Liga. São duas equipas que se conhecem muito bem, até demasiado bem, pelo que será com certeza um confronto muito táctico, em que os erros de cada uma vão ditar o resultado final. 

O Braga tem uma bela equipa, bem orientada, possante fisicamente, bastante homógenea, com alguns jogadores que passaram ou poderão vir a passar pelo Sporting e que darão o máximo. Deve entrar com três médios todo-o-terreno que procurarão estancar o jogo interior do Sporting, lançar contra-ataques rápidos a explorar o adiantamento dos alas do Sporting, e pôr a bola no Paulinho no momento certo. Não sendo favorita, joga descontraída, e vai ser um adversário muito perigoso.

Favorito é o Sporting: conta com um grande treinador, melhor plantel, acabou de ganhar 2-0 ao Braga para o campeonato e de alargar a diferença para 9 pontos, mas isso pouco servirá se não estiver no seu melhor, ou seja, não cometer os erros gritantes que nos custaram golos nos últimos três jogos e conseguir as mudanças de velocidade no ataque que deixam as defesas contrárias a ver jogar e marcar. Ajudava também que não viesse mais uma vez um árbitro manhoso embarcar no teatro dos bracarenses e inventar amarelos no início do jogo para condicionar os nossos jogadores e obrigá-los a jogar no fio da navalha no resto do mesmo. Tem ideia de quantas vezes isso aconteceu nos últimos tempos?

 

Temos então amanhã um confronto com duas equipas no máximo da sua força, embora com o desgaste inevitável dos últimos encontros.

Do nosso lado vai estar de fora apenas Neto. Amorim apostou em Inácio em vez de Quaresma contra o Braga, e a mudança resultou, pelo que deverá continuar. Falando em frescura, Porro, João Mário e Nuno Santos são os que parecem mais desgastados. Jovane merece mais minutos do que aqueles que jogou contra o Porto. Sporar... é o Sporar. Joga muito (para PL) e marca pouco.

 

Sendo assim, imagino que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Quaresma, Coates, Borja, Feddal e Inácio.

Alas: Porro, Plata e Nuno Mendes.

Médios Centro: João Mário, Palhinha, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Tiago Tomás, Jovane, Pedro Gonçalves, Nuno Santos.

Ponta de lança: Sporar, Pedro Marques.

E apostava no seguinte onze, com João Mário, Nuno Santos,Tiago Tomás e Plata a serem lançados no decorrer do jogo:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Tiago Tomás e Jovane.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Leiria para tentar conquistar a Taça da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

PS: Já agora, e no que respeita ao jogo de terça-feira, o Francisco Chaveiro Reis e o Pedro Correia foram os que estiveram mais perto: falharam apenas no Inácio e no Antunes.

#OndeVaiUmVãoTodos

SL

Amanhã à noite em Leiria

leiria.jpg

 

Depois dum dos piores jogos da temporada, desperdiçando dois pontos às mãos duma equipa completamente acessível e muito abaixo daquele Marítimo que nos eliminou da Taça e que ontem foi ganhar fora, vamos defrontar amanhã o Porto num dos elefantes brancos (mais ou menos...) do Euro 2004 para uma competição de importância relativa mas onde temos de fazer a nossa obrigação, tentar ganhar.

Finalmente parece que o Covid está a atacar forte no Porto. Não deixa de surgir depois duma fase em que a sorte e os árbitros os safaram de muita coisa, o Sérgio tem muito que agradecer e não sei exactamente a quem. 

Temos então amanhã um confronto marcado por muitas ausências dum e doutro lado.

Do nosso lado, que é o tema deste post, vão estar fora Neto, Sporar e Nuno Mendes, pelo que não há muito por onde escolher. Ontem Pedro Marques esteve muito bem pelos B, Camacho marcou um golaço mas pouco mais fez, João Silva esteve regular, Rodrigo Fernandes começou em modo Ilori mas depois demonstrou qualidades. Neto está fora, Quaresma esteve mal contra o Rio Ave, Inácio pouco melhor esteve contra o B-SAD, Feddal, Inácio e Borja são canhotos, temos um problema na defesa para resolver.

Para jogar com o Porto é preciso peso e altura na defesa, capacidade de luta no centro do terreno e saída com velocidade para o ataque, aproveitando o adiantamento dos laterais contrários, coisas que podemos muito bem ter e fazer. Conviria por isso poupar um outro mais desgastado e adicionar frescura e capacidade física ao onze.

 

Sendo assim, imagino que Amorim convoque os seguintes elementos (com 13 sub23 em 20):

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Quaresma, Coates, Borja, Feddal e Inácio.

Alas: Porro, Plata e Antunes.

Médios Centro: João Mário, Palhinha, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Tiago Tomás, Jovane, Tabata, Pedro Gonçalves e Rafael Camacho.

Ponta de lança: Pedro Marques.

E apostava no seguinte onze, com Jovane no vértice recuado do trio atacante:

Max; Quaresma, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Borja;  Pedro Gonçalves, Jovane e Tiago Tomás.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Leiria para tentar chegar à final da Taça da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

SL

Amanhã à tarde em Alvalade

Realmente ao Sporting tudo acontece e há coisas que se repetem ao longo dos anos que de tão vistas já chateiam. Duas deslocações consecutivas à Madeira transformaram-se por culpa duma Filomena qualquer numa atribulada jornada dupla, com dois jogos intervalados em menos de um dia do previsto, um primeiro jogo num lamaçal que deixou marcas e a equipa exposta a riscos acrescidos em termos de pandemia, o que se traduziu em três jogadores infectados. Além disso, uma eliminação da Taça para a qual muito contribuiu um "Mantorras" qualquer, reforço apalavrado do Benfica que marcou um e assistiu para mais dois (um falhado). Se calhar nunca mais fará nada parecido, mas teve o seu dia de glória.

Mas agora há que olhar para a frente, importa ultrapassar o Rio Ave e manter a liderança na Liga. Trata-se daquela equipa que veio ganhar a Alvalade na época passada, que este ano esteve quase a eliminar o Milan, mas que depois caiu de rendimento e já com um novo treinador acabou de ser eliminada em casa para a Taça pelo Estoril. O Rio Ave conta com Carlos Mané, Francisco Geraldes e Gelson Dala que vão dar o litro e meio, não haja dúvidas a esse respeito, e nos podem causar dissabores.

Sendo assim, e atendendo a que Neto, Nuno Mendes, Sporar e Feddal estão indisponíveis, imagino que o treinador convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e Max.

Defesas Centrais: Quaresma, Coates, Borja, Inácio e... João Silva?

Alas: Porro, Plata e Antunes.

Médios Centro: João Mário, Palhinha, Bragança e Matheus Nunes.

Interiores: Tiago Tomás, Jovane, Tabata e Pedro Gonçalves e... Rafael Camacho?

Ponta de lança: Pedro Marques.

 

E apostava no seguinte onze:

Adán; Quaresma, Coates e Inácio; Porro, Palhinha, João Mário e Antunes;  Pedro Gonçalves, Tiago Tomás e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Alvalade para prosseguir na liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

SL

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D