Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

É dia de jogo

E eu vou lá estar, doido da cabeça... desta vez fora de Alvalade acompanhando o jogo pela TV no meio de Sportinguistas como eu.

Não vale a pena falar agora da Champions ou da Liga Europa, o foco tem de estar mesmo em Alvalade e no jogo com o V. Guimarães.

Em Arouca perdemos o jogo por erros grosseiros na defesa e no ataque. Se Esgaio comprometeu resultados anteriores a defender, em Arouca Nuno Santos e outros comprometeram o resultado a atacar, e esta temporada tem tido muito disso, erros atrás de erros que comprometem resultados, mais os árbitros a enterrar e a sorte a não ajudar. Mas a última coisa que podemos fazer é andar no "tiro ao boneco" a quem falha no terreno de jogo.

Perdemos também por não entrarmos com os melhores no início. Porque estando a perder já na segunda parte, os melhores entraram numa pressão enorme que nada favorece. Rendiam muito mais no início do jogo. Hoje importa entrar com tudo e marcar depressa. Porque depois tudo se torna mais fácil.

Neste carrocel de lesões já nem sei bem quem estará em condições para o onze inicial, Nuno Santos talvez não, Ugarte e Morita talvez sim, St. Juste e Paulinho parece que também, se calhar é tempo para um ponto final do exílio do melhor goleador do Sporting no meio-campo.

E de entrarmos em campo com aquele que entendo o melhor onze do Sporting:

Adán; St.Juste, Coates e Inácio; Porro, Ugarte, Morita e Matheus Reis; Edwards ou Trincão, Paulinho e Pedro Gonçalves.

Não há bem que sempre dure, nem mal que não acabe. Muito ainda para conquistar esta época. Confiança total em Rúben Amorim, confiança total nesta equipa!

SL

É dia de jogo

E eu vou lá estar, doido da cabeça... no sofá, em frente à TV.

É sem dois jogadores fundamentais, Porro e Coates, que o Sporting vai entrar mais logo no Vélodrome, um estádio moderno e funcional sem grandes adornos, onde estive para ver Portugal derrotar a Polónia de Lewandovski nos penáltis na campanha que nos levou ao título europeu, com o Renato Sanches a marcar um golaço na baliza em frente à superior onde estava.

Duas equipas que vêm de percursos diferentes: o Marselha muito bem na Liga e muito mal na Champions, o Sporting o inverso. Jogadores muito experientes do lado do Marselha, muita juventude do lado do Sporting, vamos ver como é que as equipas se encaixam.

A fórmula a utilizar pelo Sporting deve ser a mesma de Frankfurt: defesa baixa, construção desde o guarda-redes para atrair adversários e libertar espaço no meio-campo para o ataque móvel funcionar em pleno.

Com St.Juste recuperado, o onze do Sporting deverá ser o seguinte, e digo isto sem prestar atenção aos jornais de hoje:

Adán; St.Juste, Inácio e Matheus Reis; Esgaio, Morita, Ugarte e Nuno Santos; Trincão, Edwards e Pedro Gonçalves.

No banco, entre outros, Marsà para a defesa, Sotiris para a linha média, Arthur Gomes, Paulinho e Rochinha para o ataque

Quantos destes tem experiência de Champions? Talvez 50%.

É suficiente para levarmos de vencida o Marselha e somarmos mais 3 pontos e quase 3M€? Não sei, mas é o que temos, não há mais no plantel, estamos mesmo "no osso". E sendo assim é preciso mesmo sorte para que o osso não se parta...

De qualquer forma, toda a confiança em Amorim e toda a fé no nosso Sporting!

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22290777_bZDcr.jpeg

 

O Sporting encerra amanhã a época do futebol masculino com a recepção ao Santa Clara, o 2.º lugar está assegurado e a revalidação do título perdido devido a muita coisa, incluindo um senhor João Pinheiro que no Jamor como VAR no Sporting-Braga e no Benfica-Porto e no Dragão como árbitro no Porto-Sporting fez um trabalho profissional, com muito mérito, merece de facto o Dragão de Ouro. Nem que seja uma miniatura de 2 cms.

Rúben Amorim estragou-me um pouco esta rubrica. Anunciou já o onze e através dele percebe-se a intenção de, não comprometendo o modelo de jogo da equipa, pôr a jogar quem passou um pouco ao lado da temporada ou quem talvez pise pela última vez o relvado de Alvalade com a camisola do Sporting.

O problema é que do outro lado estará a equipa que, conjuntamente com o tal senhor João Pinheiro, se calhar futuro Dragão de Ouro e especialista de arbitragem d´O Jogo, talvez até dirigente do CA ao lado daquele ex-árbitro do Porto do tempo do Apito Dourado, irmão do árbitro Rui Costa, já me perdi... pois, o Santa Clara, que naquele jogo apitado por... Rui Costa? O mesmo? Não acredito...  que conseguiu expulsar o Daniel Bragança por vermelho directo, o que deve ter acontecido pela primeira vez na carreira do hiper-correcto rapaz, agora já me perdi completamente...

Bom, o Santa Clara que nos impôs a primeira derrota no campeonato desta época, no início de Janeiro, e que depois conseguimos derrotar com esforço na "Final Four" da Taça da Liga. Uma equipa que vale muito pelo seu contra-ataque rápido e objectivo, e pelas bolas paradas a cargo de Lincoln.

 

O onze anunciado por Rúben Amorim é o seguinte:

Virgínia; Neto, Coates e Gonçalo Inácio; Porro, Palhinha, Daniel Bragança e Nuno Santos; Sarabia, Tabata e Pedro Gonçalves

 

Virgínia vai ter a sua oportunidade de mostrar que poderá ser o sucessor de Adán na baliza do Sporting, coisa que até agora não conseguiu, nem sequer fazendo esquecer Luis Maximiano.

Daniel Bragança e Tabata vão também ter mais uma oportunidade de entrarem no onze inicial, foram muito poucas ao longo da temporada, e demonstrar que mereciam outras oportunidades.

Palhinha e Sarabia se calhar é mesmo para as despedidas, e com certeza quererão sair em grande.

Fico então a aguardar os vossos comentários relativamente ao jogo, e a sugestão de voltarem a amanhã a Alvalade para um último aplauso nesta época ao grande treinador Rúben Amorim, ao grande capitão Sebastián Coates e aos jogadores, alguns deles se calhar pela última vez com a camisola do Sporting.

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite em Portimão

22294548_tT4tN.jpeg

Nunca lá fui e não é desta que lá irei, ao estádio do Portimonense onde o Sporting vai jogar amanhã para a penúltima jornada deste campeonato marcado pela batotice e falta de vergonha dalguns figurões a mando de quem bem sabemos.

Se o 2.º lugar está assegurado e a entrada directa na Champions também, importa encarar estes dois jogos que faltam com o maior empenho e determinação, independentemente do que aconteça noutros palcos.

Rúben Amorim está a dar palco a alguns jogadores que foram essenciais no ano passado e este ano não tiveram o mesmo rendimento devido a lesões, como Porro, Palhinha e Pedro Gonçalves. Por outro lado está a utilizar Sarabia na posição natural para ele, a âncora dum trio ofensivo móvel sem posições definidas. Como acontece com resultados distintos na Liga e na Champions com ManCity e Liverpool. Francamente não é o sistema em que gosto de ver jogar o Sporting, mas Paulinho na forma actual não merece a titularidade.

Neto estará ausente por castigo e Nuno Santos foi o melhor em campo no último jogo. Pelo que deve continuar como titular.

Sendo assim apostava no seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Matheus Reis; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Nuno Santos; Pedro Gonçalves, Sarabia e Edwards.

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Portimão para conquistar mais 3 pontos e prosseguir para o melhor fecho da época possível.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22282597_5otZF.jpeg

Vai amanhã o Sporting defrontar em Alvalade aquele clube que ainda há pouco conseguiu um empate no Dragão reduzido a dez jogadores quase todo o tempo.

Em casa desse clube, o Gil Vicente, acabámos por ganhar por 3-0 depois de uma primeira parte atribulada, com duas expulsões, uma para cada lado, e um penálti falhado. Nuno Santos, Gonçalo Inácio e Daniel Bragança selaram o que foi então 10.º triunfo consecutivo dos leões na I Liga.

Por outro lado estamos a um ponto do segundo lugar na Liga, pelo que convém assegurar o controlo do jogo, aguardar o momento certo para marcar e deixar o Gil correr atrás do prejuízo.

Slimani deverá estar de fora pelos motivos conhecidos, mas Matheus Reis e Paulinho estão de regresso. Palhinha e Pedro Gonçalves parecem ser jogadores em que Amorim aposta neste final de época, mesmo que não estejam na sua melhor forma, pelo que devem alinhar de início.

 

Assim prevejo que o Sporting apresente de início o seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Matheus Reis; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Nuno Santos; Sarabia, Paulinho e Pedro Gonçalves.

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em Alvalade para conquistar mais 3 pontos perante o Gil Vicente.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite no Bessa

bessa.jpg

Foi mais ou menos nesta perspectiva que há quase 3 anos presenciei a estreia de Leonel Pontes ao comando do Sporting, num jogo que começou logo mal com um golo de livre do Boavista de Lito Vidigal aos 7 minutos. Depois foi um festival de porrada bem orquestrada por Lito, com um público boavisteiro a pedir sangue na relva e Jorge Sousa a fazer de Pilatos, com contas antigas para acertar antes de passar à merecida inutilidade. 

Foi também o jogo em que Leonel Pontes tentou ressuscitar o losango de Paulo Bento, com Doumbia, Wendel, Acuña e Bruno Fernandes no meio-campo, e Plata e Bolasie no ataque. E do que me recordo até começou bem até aos tais 7 minutos. Depois foi o que se viu, Bruno Fernandes ainda consegue empatar antes de ser expulso por excesso de pancada recebida, mas não deu para mais. Um dos que se distinguiram na porrada foi um tal Carraça, que mais deve ter feito para ter conseguido um bom lugar ao sol no banco de suplentes do Porto. A equipa ficou devastada, e na jornada seguinte, sem Bruno Fernandes, permite ao Famalicão a reviravolta no marcador e sofre mais uma derrota. Depois Leonel Pontes teve o triste fim que sabemos, para vir um Silas fazer o que fez...  deixar andar uma equipa em decomposição à mercê de qualquer um.

Depois veio Amorim. E voltámos a ganhar no Bessa na jornada antes de recebermos o Benfica no caminho para o título nacional. Aquele jogo em que o Fábio Veríssimo mostrou um amarelo completamente idiota a Palhinha que depois veio renegar e que deu origem a toda a confusão que se conhece.

Amorim que nos deu um título nacional, duas taças da Liga, uma Supertaça, uma passagem da fase de grupos na Champions, uma valorização do plantel superior a 100M€, e que com o pretexto de duas derrotas mais um Slimani descontente alguns querem ver pelas costas. Se calhar os mesmos que batiam palmas ao Silas. 

Porque é teimoso, porque não tem plano B, porque tem vacas sagradas, porque leva banhos tácticos. Ainda bem para eles que o Pinto da Costa não é presidente do Sporting... 

Pois amanhã, no mesmo local, é mesmo com Amorim e sem o meu querido Slimani e um Paulinho que sempre defendi que lá vamos, e é assim mesmo que vamos entrar para ganhar. Se calhar repetindo a receita de Tondela, um ataque móvel com três baixinhos em combinações rápidas. De resto, a defesa está boa, Ugarte ou Palhinha é apenas uma questão física, Tabata e Bragança merecem mais minutos mas isso pode acontecer logo que o 2.º lugar esteja assegurado. O que pelos vistos já não deve tardar.

 

Sendo assim apostava no seguinte onze:

Adán; Neto, Coates e Inácio; Esgaio, Ugarte, Matheus Nunes e Matheus Reis; Pedro Gonçalves, Sarabia e Edwards.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo no Porto para ultrapassar o Boavista e manter a vantagem pontual na corrida ao segundo posto. Porque o primeiro tem dono.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite no Dragão

descarregar.jpg

Depois duma derrota em casa marca Soares Dias - qualquer dia tem um Dragão de Ouro à sua espera - voltamos amanhã ao Dragão para tentar chegar à final do Jamor, se calhar agora com os superdragões a fazer de apanha-bolas ao jeito que foi descrito pelo Diogo Dalot e que representa bem a forma batoteira de estar no desporto do clube na era do Pinto da Costa.

O último dérbi, não tanto pelo resultado mas muito mais pela exibição, pôs à evidência a bipolaridade de muitos Sportinguistas, aqueles que já saltavam nas bancadas aos 8 minutos de jogo eram os mesmos que assobiavam e diziam do pior no final, e pelo que fui lendo e ouvindo, enquanto os benfiquistas ficaram com uma sensação agridoce, dizem que ganharam mas não a jogar à Benfica, alguns sportinguistas já acham que o Sporting só sabe jogar para trás e para os lados, Amorim tem muito que aprender e levou um banho táctico do Veríssimo. Como se para baixar linhas para proteger a óbvia falta de pernas dos dois excelentes veteranos defesas centrais, defender com 10 e contar com um super-Darwin lá na frente fosse preciso um Guardiola ou um Klopp.

O futebol do Sporting de Amorim é o mesmo desde que chegou. Foi com ele que ganhámos muita coisa em muito pouco tempo, e é com ele que ganharemos ainda mais. Construção deste trás, controlo do jogo, circulação da bola a toda a largura do campo, variações de flanco, ataque à profundidade. A questão é o momento de forma dos jogadores, e alguns parecem de facto esgotados pela exigência da campanha e pelas pancadas que vão sofrendo, com árbitros que inclinam o campo a nosso desfavor e com clubes que contra nós fazem o jogo da vida deles e contra os rivais baixam as calças.

Pedro Gonçalves é o caso mais flagrante desse esgotamento. Nada lhe sai bem, desde os dribles até aos remates, simplesmente não parece o mesmo jogador que ainda há poucos meses deu cabo do Dortmund.

Paulinho, a mesma coisa. Aquele jogador que não parava em campo e se constituia como um pivot ofensivo de qualidade agora parece um pinheiro plantado na área, incapaz de fugir às marcações e a falhar as poucas bolas a que consegue chegar.

Dum trio que parecia há tempos que ia dar cartas, sobra apenas Sarabia, jogador muito mais de momentos do que de rendimento contínuo. E por aqui passa muito do problema do Sporting neste momento, com Slimani em baixo pelo Ramadão e pela eliminação da Argélia do mundial, e Edwards um jogador de engate, depende da lua.

Que onze então apresentar no Dragão?

Bom, guarda-redes não há questão, é o Adán.

Na defesa/alas, Porro-Inácio-Coates-Matheus Reis-Nuno Santos ou Porro-Neto-Coates-Inácio-Matheus Reis?  Aqui a grande questão é a cobertura / articulação do defesa com o ala do mesmo lado. Porro-Inácio combinam muito bem, Matheus Reis-Nuno Santos também no momento ofensivo, Porro-Neto mal, quer a defender quer a atacar, Inácio-Matheus Reis assim assim. 

No meio campo, Ugarte tem que jogar, ponto. Quem fica ao lado, Palhinha ou Matheus Nunes? Porque não Palhinha com Matheus Nunes mais avançado do lado esquerdo?

No ataque, Paulinho volta a ser o pivot ofensivo ou joga Sarabia como fez em Tondela e como faz na sua selecção? E quem o acompanha?

No jogo de Alvalade o Sporting alinhou com um onze com Nuno Santos no seu melhor lugar:

Adán; Neto, Coates e Inácio; Porro, Ugarte, Matheus Nunes e Matheus Reis;  Sarabia, Paulinho e Nuno Santos.

Se calhar amanhã vamos ter a repetição desse onze.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo no Dragão para conquistar o acesso à final da Taça no Jamor.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22274250_A4rl8.jpeg

Dizia eu num destes posts e vou tornar a repetir: "O Sporting Clube de Portugal entra amanhã em campo em Alvalade para tentar somar mais três pontos na corrida para a revalidação do título nacional. Por muito que o campo esteja inclinado, por muito que o Porto tenha os árbitros no bolso, por muito batoteiro que seja o Conceição, ainda há coisas que não consegue fazer, nem sequer vencer em casa um Gil Vicente que quase entrou em campo com 10 jogadores. E sendo assim..."

Se era assim há umas semanas, assim continua... e ver a carinha do Conceição a negar o óbvio na laracha descontraída de quem roubou, lucrou e sabe que não vai ser apanhado só confirma o óbvio. 

Amanhã vamos defrontar o velho rival em Alvalade, agora com um presidente que anda a fazer a triste figura de afilhado do velho padrinho, que muitos fizeram antes dele dum lado e doutro da 2.ª circular, e que vem moralizado dum empate em Liverpool numa eliminatória dada como perdida. Tal como nós viemos há semanas de Manchester com resultado idêntico, mas frente ao City.

 

Sendo um dérbi lisboeta, será sempre de resultado imprevisível. Claro que estamos com 9 pontos de vantagem, claro que o Benfica acaba de regressar de Liverpool, claro que o Sporting já lhes ganhou duas vezes esta temporada, mas o respeitinho é muito bonito, existem muitos e bons jogadores dum lado e doutro que podem decidir a contenda. Como bem nos recordamos, a bazófia paga-se caro.

O que espero é que, ao contrário dos jogos com o Porto, se jogue futebol e não aquela mistura entre futebol, palhaçada bem treinada e parcialidade arbitral típica dos jogos com a equipa do "padrinho".

Dado que o Godinho tratou de pôr Matheus Reis fora deste jogo, e se não fosse Amorim tinham sido mais alguns, e Feddal continuar lesionado, há pouco para decidir na defesa. No meio-campo Ugarte e Matheus Nunes complementam-se na perfeição, no ataque é que Pedro Gonçalves tarda a voltar aos seus melhores tempos e aparentemente o Ramadão está a dar cabo dos nervos de Slimani. 

 

Assim prevejo que o Sporting apresente de início o seguinte onze:

Adán; Neto, Coates e Inácio; Porro, Ugarte, Matheus Nunes e Nuno Santos; Sarabia, Paulinho e Pedro Gonçalves.

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em Alvalade para conquistar mais 3 pontos perante o Benfica.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite em Tondela

22278071_mFPtD.jpeg

 

Já não é exactamente assim a envolvência do estádio João Cardoso, em Tondela. Com a construção do edifício visível no canto superior direito veio um novo arruamento que conduz directamente à bancada principal do estádio, não mais sendo preciso dar a volta toda ao estádio para chegar à avenida principal. Ainda bem, porque é para lá que eu vou graças a um primo amigo.

Não faço ideia como é que o Tondela tem vindo a jogar depois da saída do bom treinador que tinham, Pako Ayestarán. Mas está na corda bamba da fuga à despromoção, e os jogadores vão dar o máximo para conquistarem pontos, bem fechados atrás e a sair velozes para o contra-ataque. Quaresma estará ausente do lado do Tondela, Palhinha, Nuno Santos e Feddal também do lado do Sporting.  

No último jogo em Alvalade Pedro Gonçalves demonstrou não atravessar um grande momento de forma e o Sporting não pode perder bolas na zona central. Penso que será importante voltar ao 3-4-3 post-Slimani que já deu provas de ser o sistema de futuro da equipa. Um primeiro ponta-de-lança possante e experiente na ocupação dos espaços, um segundo a jogar como interior dum dos lados mas a entrar na área confundindo marcações e fazendo dupla com o primeiro, e o outro interior mais dedicado à assistência e ao remate de meia distância.

 

Sendo assim, prevejo que o Sporting apresente de início o seguinte onze:

Adán; Neto, Coates e Inácio; Porro, Ugarte, Matheus Nunes e Matheus Reis; Sarabia, Slimani e Paulinho.

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em Tondela para conquistar mais 3 pontos perante o clube local.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22256202_opHEW.jpeg

 

Dizia eu num destes posts que "O Sporting Clube de Portugal entra amanhã em campo em Alvalade para tentar somar mais três pontos na corrida para a revalidação do título nacional. Por muito que o campo esteja inclinado, por muito que o Porto tenha os árbitros no bolso, por muito batoteiro que seja o Conceição, ainda há coisas que não consegue fazer, nem sequer vencer em casa um Gil Vicente que quase entrou em campo com 10 jogadores. E sendo assim..."

E se era assim, assim continua...

O pior momento da época parece ultrapassado, alguns dos jogadores mais influentes na época passada - como Pedro Gonçalves e Porro - parecem recuperados, Slimani e Edwards demonstraram ser verdadeiros reforços, houve tempo para descansar e treinar, pelo menos para a maior parte deles.

Vamos entrar na recta final do campeonato e na decisão da Taça de Portugal. A derrota do Benfica ontem em Braga abre-nos as portas para o acesso directo à Champions do próximo ano que para mim continua a ser o objectivo n.º 1 da época, aquele que distingue uma boa duma má, e que permite abordar da melhor forma o mercado de Verão. Só temos então de não desperdiçar a oportunidade e aproveitar. Irmos à procura de ainda algo melhor.

Com seis avançados de boa qualidade para três posições fica bem mais fácil a Amorim ajustar o onze inicial às características do adversário e corrigir conforme o decurso do jogo. Neste momento parece-me que vai voltar ao modelo de base, com Paulinho como pivot ofensivo e Pedro Gonçalves e Sarabia como interiores, entrando Slimani e Edwards na parte final do jogo.

Mais atrás se calhar volta também o modelo inicial desta temporada com Palhinha e Matheus Nunes, descansando Ugarte.

 

Assim prevejo que o Sporting apresente de início o seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Matheus Reis; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Nuno Santos; Sarabia, Paulinho e Pedro Gonçalves.

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em Alvalade para conquistar mais 3 pontos perante o Paços de Ferreira.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Que onze para logo?

Tenho esperança de que desta vez haja alguém a acertar nos titulares que entrarão em campo mais logo, no decisivo confronto com a Macedónia do Norte - selecção que há um ano venceu a Alemanha e acaba de eliminar a Itália, apesar de figurar em 67.º lugar na tabela classificativa da FIFA.

Há cinco dias, houve aqui muita gente a tentar mas ninguém conseguiu melhor do que antecipar nove dos onze. Espero que isto agora corra melhor.

 

ADENDA, às 23.40: Ninguém acertou no onze titular, como há cinco dias. Mas agora houve cinco leitores a prever dez: Daniel Borges, Francisco Gonçalves, Leão de Queluz, Luís Ferreira e PV.

Que onze para logo?

Lugar no quadro de honra do És a Nossa Fé a quem antecipar o onze da selecção nacional para logo, no embate contra a Turquia que (espero) deve terminar em vitória portuguesa.

Querem arriscar um palpite?

 

ADENDA, às 22.50: Ninguém acertou no onze titular. Desde logo porque o guarda-redes foi Diogo Costa, não Rui Patrício. 

Amanhã à noite em Guimarães

OIP.jpg

 

Desta vez um pouco atrasado, mas por boa causa, um dia ocupado em terras do Minho que incluiu a ida a Viana de Castelo ver a nossa equipa de voleibol feminino disputar (e perder) o acesso à final da Taça da modalidade, fica aqui a rubrica sobre a visita de amanhã a casa do Vitória de Guimarães, onde também conto ter a sorte de estar presente. Já lá não ia desde aquele célebre jogo que nos deu o título há muitos anos, uma viagem épica no comboio Verde bem regada a Super Bock.

Com Pepa ao comando do adversário vamos encontrar dificuldades e ter um árbitro de encomenda que apita de ouvido e que nos castigará ao mínimo pretexto. Vamos ter que dar 110€ para terminarmos com a vitória.

O 3-4-3 post-Slimani já deu provas de ser o sistema de futuro do Sporting. Um primeiro ponta de lança possante e experiente na ocupação dos espaços, um segundo a jogar como interior dum dos lados mas a entrar na área confundindo marcações e fazendo dupla com o primeiro, e o outro interior mais dedicado à assistência e ao remate de meia distância. Agora com Sarabia, amanhã com Pedro Gonçalves, sendo que este é de origem um médio atacante e pode sempre jogar como tal. E ainda temos Edwards, que tem sido uma bela surpresa.

 

Sendo assim, prevejo que o Sporting apresente de início o seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Matheus Reis; Porro, Ugarte, Matheus Nunes e Nuno Santos; Sarabia, Slimani e Paulinho.

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em Guimarães para conquistar mais 3 pontos perante o Vitória daquela cidade.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite em Moreira de Cónegos

22261746_PrHqe.jpeg

 

Foi exactamente nesta bancada, um pouco para o outro lado, que tive oportunidade de presenciar se calhar o princípio do fim de Jorge Jesus ao comando do Sporting Clube de Portugal. Foi em 23/09/2017, era a terceira época dele no clube, tinham sido 6 vitórias em 6 jornadas na Liga, tinhamos entrado na Champions eliminando o Steaua de Bucareste e logo fomos conquistar 3 pontos a casa do Olympiakos, iamos receber o Barcelona, era só despachar depressa o assunto e concentrar a atenção nos catalães.

Foi tudo ao contrário. Um Gelson Martins a levar porrada lá exilado na esquerda, um Alan Ruiz ao centro num recital de disparate, um Jesus pasmado no banco e um golo contra a fechar a primeira parte. O argentino já não voltou, entrou o (8M€ mais trocos) Doumbia para se juntar a Bas Dost, o Sporting foi carregando mas foi preciso um autogolo para o empate. Que se manteve até ao fim. Ainda entrou um Iuri Medeiros que deve ter tido o desempenho mais miserável da sua vida, e os meus vizinhos da bancada ainda insultavam toda a família conhecida e desconhecida do árbitro por causa dum fora de jogo qualquer que lhes podia ter dado a vitória. Depois perdemos com o Barcelona em casa, empatámos com o Porto e lá fomos ganhando até ao empate na Luz ao fechar do pano já no início de 2018, a que seguiu a débacle no Estoril, naquele jogo em que estava muito vento e o presidente tinha desertado, já amuado com o dito Jesus, que entretanto lhe tinha posto os respectivos fazendo as pazes com o Vieira.

Estive em todos estes jogos, lembro-me bem do que aconteceu. Bom, agora perdi-me...

 

Voltando ao jogo de amanhã: o Moreirense, já sob o comando de Sá Pinto, só mesmo sendo roubado não tirou pontos ao Porto como aconteceu na época passada. Agora vai jogar com 14, é o Pinheiro a arbitrar, e vai ser mesmo muito complicado.

O 3-4-3 post-Slimani já deu provas de ser o sistema de futuro do Sporting. Um primeiro ponta de lança possante e experiente na ocupação dos espaços, um segundo a jogar como interior dum dos lados mas a entrar na área confundindo marcações e fazendo dupla com o primeiro, e o outro interior mais dedicado à assistência e ao remate de meia distância. Agora com Sarabia, amanhã com Pedro Gonçalves, sendo que este é de origem um médio atacante e pode sempre jogar como tal.

Por outro lado, o jogo exterior do Sporting tem estado fraco, muito pouca articulação entre central-ala-interior do mesmo lado. Inácio-Porro-Sarabia e Matheus Reis-Nuno Santos-Paulinho (ou Pedro Gonçalves) parecem-me garantir o melhor encaixe.

 

Sendo assim, prevejo que o Sporting apresente de início o seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Matheus Reis; Porro, Ugarte, Matheus Nunes e Nuno Santos; Sarabia, Slimani e Paulinho.

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em Moreira de Cónegos para conquistar mais 3 pontos perante o Moreirense.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22246816_YPvww.jpeg

 

O Sporting Clube de Portugal entra amanhã em campo em Alvalade para tentar somar mais três pontos na corrida para a revalidação do título nacional. Por muito que o campo esteja inclinado, por muito que o Porto tenha os árbitros no bolso, por muito batoteiro que seja o Conceição, ainda há coisas que não consegue fazer, nem sequer vencer em casa um Gil Vicente que quase entrou em campo com 10 jogadores. E sendo assim...

Mas o Sporting atravessa de facto um mau momento. Muitos jogos, muitas lesões, muitos castigos, muitas marteladas dos árbitros, muita coisa junta para um plantel por demais curto para a exigência da época.

Lesionados agora estão Palhinha, Pedro Gonçalves e Daniel Bragança, não sei se também Feddal e Nuno Santos. Castigados já nem sei, depois da chuva amarela do "pasteleiro tripeiro". Ainda assim, já se viu um pouco mais dum Slimani a recuperar aos poucos a pujança física de outrora, e dum Edwards a formigar entrelinhas.

 

O modelo de jogo do Sporting é por demais conhecido mas faltam peças para que funcione da melhor forma. Então é preciso adaptá-lo aos melhores jogadores disponíveis. E os melhores três atacantes do momento são Sarabia, Slimani e Paulinho. Trata-se então de conseguir pô-los a jogar juntos.

Para mim o melhor é pôr Paulinho a fazer de Pedro Gonçalves, recuando para vir buscar jogo a uma lateral, entrando em diagonal na área para um lado enquanto Slimani faz o movimento inverso. Uma dupla de pinheiros plantados lá à frente é que não.

Cá atrás, o jogo com o Porto demonstrou que afinal Inácio joga pior do seu lado "natural" e que aquele lugar é de Matheus Reis. Assim é tempo de Vinagre demonstrar de uma vez por todas porque veio para o Sporting. E não vale a pena gastar tempo na construção pausada a partir de Adán, para atrair e ganhar espaço para quem não está lá decidir. É ir para cima e depressa.

 

Assim prevejo que o Sporting apresente de início o seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Matheus Reis; Porro, Ugarte, Matheus Nunes e Vinagre; Sarabia, Slimani e Paulinho.

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em Alvalade para conquistar mais 3 pontos perante o Arouca.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à tarde no Funchal

22010128_8oWls.jpeg

 

Depois da vitória contra o Estoril voltamos amanhã ao Funchal para defrontar o sempre difícil Marítimo, que no jogo da primeira volta em Alvalade apenas conseguimos derrotar em plenos descontos, com um golo de penálti de Porro a castigar carga fora de tempo do guarda-redes adversário sobre Jovane.

Mas a questão agora, mais do que a qualidade do adversário, está na fase carregada de lesões e castigos que o Sporting está a atravessar. Desta vez ficarão por Alcochete Palhinha, Sarabia, Pedro Gonçalves e Tabata. Alguns outros irão estão à beira do quinto amarelo. Por isso Rúben Amorim integrou mais alguns da equipa B (e depois não se queixem dos resultados da mesma na Liga 3).

Como é que o Sporting irá jogar? Depende. Desde logo se Ugarte está em condições ou não. Partindo do princípio que sim, acredito que Amorim vá repetir a experiência de Arouca, ou seja, fazer entrar Bragança para o meio-campo adiantando Matheus Nunes. Outra hipótese, na sequência do último jogo, é entrar com Slimani a ponta de lança, recuando Paulinho para interior.

Eu aposto na primeira opção, que daria o seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Porro, Ugarte, Bragança e Matheus Reis; Matheus Nunes, Paulinho e Nuno Santos.

No banco de suplentes, além dos miúdos da B, estariam jogadores como Neto, Esgaio, Vinagre, Edwards e Slimani para o que desse e viesse.

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo no Funchal para conquistar a vitória e se possível encurtar a diferença para a liderança da 1.ª Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à tarde em Alvalade

22246816_YPvww.jpeg

 

O Sporting Clube de Portugal entra amanhã em campo em Alvalade para conquistar mais 3 pontos no campeonato e se possível encurtar a distância para o primeiro classificado. Do outro lado vai estar um Estoril tranquilo na tabela, mas sem um ou outro jogador que foi importante na primeira volta para chegar a essa tranquilidade.

Este início de 2022 tem sido extremamente exigente para um plantel curto e fustigado por castigos e lesões. Amanhã vamos mais uma vez entrar em campo sem alguns jogadores que muita falta irão fazer: Coates, Palhinha, Esgaio e Tabata.

Por outro lado, o confronto com o Man.City evidenciou alguns pontos fracos da equipa no momento actual que para quem a acompanha a cores e ao vivo eram já evidentes nas competições internas, a começar pela falta de frescura generalizada, mais gritante ainda no trio atacante, o que torna a equipa mais desligada e descompensada, com os jogadores mais distantes uns dos outros, incapaz de acompanhar um ritmo superior de jogo. 

Importa então que os mais folgados se assumam e façam a despesa do jogo, ou seja, que jogadores como Porro, Ugarte, Nuno Santos e Daniel Bragança criem a intensidade necessária para que depois os avançados resolvam. E, resolvendo, moralizam-se. E, moralizados, resolvem mais.

 

Sendo assim, prevejo que Amorim escolha o seguinte onze para iniciar a partida:

Adán; Neto, Inácio e Matheus Reis; Porro, Ugarte, Daniel Bragança e Nuno Santos; Sarabia, Paulinho e Pedro Gonçalves.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Alvalade para conquistar mais 3 pontos contra o Estoril.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite em Alvalade

22241353_Kn3zy.jpeg

 

O Sporting Clube de Portugal entra amanhã em campo para prosseguir no sonho do seu fundador, José Alvalade, de chegar a ser um "grande clube, tão grande como os maiores da Europa"

Para que isso aconteça, não chega sermos a maior potência desportiva nacional, não chega os títulos individuais e colectivos ganhos nas modalidades ou no futebol feminino, é mesmo essencial que estejamos ano após ano a competir ao mais alto nível na Champions do futebol, como agora é o caso.

Caiu-nos em sorte apenas uma das melhores equipas mundiais, com um dos melhores treinadores mundiais também, do incontestável melhor campeonato do mundo. Estamos onde merecemos estar. Somos a melhor equipa portuguesa do momento, como tão bem mostrámos contra os mafiosos do Porto. Desfrutemos.

Olhando para o TM, o plantel do Sporting está avaliado em 250M€ (mais que duplicou em dois anos!!!) e o do Manchester City em 991M€. Se formos por aí, resta saber se perdemos por 10 ou por 20.

Mas não vai ser assim. Tudo vai depender da forma como as equipas se encaixarem. Se o Ajax, pela dimensão física do seu futebol, colocou problemas que o Sporting nunca conseguiu resolver, já com o Dortmund estivemos lá e cá sempre confortáveis no jogo. E o Manchester City de Guardiola tem muito mais a ver com o Dortmund do que com o Ajax. 

A máquina tremendamente eficiente e oleada que Guardiola montou sem olhar a gastos consegue jogar muito bem a ritmo elevado, e isso o Sporting ainda não consegue fazer, e muito menos fará amanhã, quatro dias depois do Dragão e com algumas mazelas físicas para resolver. 

Por outro lado, não será preciso muito trabalho a Amorim para motivar os jogadores que vão entrar em campo. Todos irão procurar fazer o jogo da vida deles e correr até cairem para o lado.

O que vai ser preciso é encontrar a táctica certa para defender bem e contra-atacar com precisão nos espaços livres que o adversário consentir.

 

Ainda nem sequer li as notícias de hoje. Presumo que estejam todos recuperados e prontos para ir a jogo e que o Sporting apresente de início o seguinte onze:

Adán; Inácio, Coates e Matheus Reis; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Nuno Santos; Sarabia, Paulinho e Pedro Gonçalves.

Caso Pedro Gonçalves não esteja em condições então o onze poderá ser este, com duplo trinco e Matheus Nunes a falso interior:

Adán; Inácio, Coates e Matheus Reis; Porro, Palhinha, Ugarte e Nuno Santos; Sarabia, Paulinho e Matheus Nunes.

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo em Alvalade para a 1.ª mão dos quartos de final da Champions.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

Amanhã à noite no Dragão

descarregar.jpg

O tempo corre depressa, e um par de semanas depois da conquista do segundo troféu da temporada entramos amanhã na fase decisiva da mesma, com a visita ao Dragão para mais um clássico Porto-Sporting. Já tanto se falou sobre o assunto que vai ser difícil dizer algo de novo, mas de qualquer forma fica aqui a minha antevisão do encontro que verei amanhã nalgum restaurante com um belo écran que ainda vou procurar pelas bandas onde me encontro. Muito diferente do que aconteceu há três anos, em que estive no meio dos adeptos adversários para ver o Sporting perder o jogo mas salvar Acuña para a conquista da Taça logo a seguir no Jamor.

A equipa do Sporting vai entrar no Dragão sem Porro e talvez sem Pedro Gonçalves, mas com a sua coluna vertebral intacta, de Adán a Paulinho, perfeitamente capaz de conquistar os 3 pontos em disputa. Mas do outro lado vamos encontrar uma equipa moralizada e em que o empate lhe é favorável. Vai ser um jogo muito equilibrado, em que a inspiração dum ou doutro fará a diferença, e confiamos que a arbitragem seja isenta. Mas, isenta ou não, é com ela que temos de ganhar, não vale a pena pensarmos mais nisso e morrermos de véspera como o peru.

Se uma vitória do Sporting não garante nada em termos de vitória na Liga, uma derrota coloca o Porto muito perto de ser campeão este ano e o Benfica à perna pela luta do segundo lugar, que garante o acesso directo à Champions. Depois virá a meia-final da Taça também com o Porto. Quem ganhar este jogo ganhará também uma confiança acrescida para esse confronto.

 

Enfim, temos de ganhar. E para ganhar temos de defender bem e atacar com precisão. O jogo da Luz deixou algumas ideias interessantes sobre o que poderia fazer o Sporting no Dragão, mas sem Pedro Gonçalves duvido que Amorim vá por aí. Se calhar vai mais para o que aconteceu no encontro da 1.ª volta, quando vulgarizámos o Porto, que se safou da derrota apenas pelo golo excepcional do "vendido por tuta e meia porque os credores e os chulos apertavam" Luis Díaz. Pelo menos foi o que disse Miguel Sousa Tavares.

Nessa 1.ª volta o Sporting alinhou com Adán; Neto, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Vinagre; Jovane, Paulinho e Nuno Santos.

Recordo-me dum jogo em que o Paulinho se encostou muito ao meio-campo deixando espaço para as diagonais de Nuno Santos. Penso que será muito por aí que o Sporting irá: ele funcionará como um terceiro médio para equilibrar a luta a meio-campo, retirando-o do radar dos defesas centrais contrários, deixando para Sarabia e Nuno Santos a despesa dos contra-ataques.

Mas poderá acontecer outra coisa e vermos um duplo-trinco com Palhinha e Ugarte para melhor controlar o jogador mais perigoso do Porto, Otávio, e termos um Matheus Nunes mais adiantado no terreno. 

 

Como temos de ganhar, aposto na primeira opção, e mudando apenas quatro nomes do onze da 1.ª volta chego rapidamente à minha previsão para amanhã. Um onze claramente mais forte do que o desse jogo:

Adán; Inácio, Coates e Feddal; Esgaio, Palhinha, Matheus Nunes e Matheus Reis;  Sarabia, Paulinho e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo no Dragão para conquistar os 3 pontos e prosseguir na corrida à liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#JogoAJogo

SL

{ Blogue fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D