Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Pirotecnia ultra

Depois da chuva de tochas sobre os adeptos do clube da casa em Milão, o Benfica foi (levemente) sancionado pela UEFA, uma multa de quase nada e uma proibição de não-venda de bilhetes para o próximo jogo fora de casa.

Também o Sporting esteve ainda há pouco ameaçado de sofrer uma sanção deste tipo, ultras aditivados e pirotécnicos existem dos dois lados, o limite do que fazem depende mais de quem governa o clube no momento e do controlo que tem ou deixa de ter sobre as claques. Há quem corte a direito com as claques legais, reconhecidas ou clandestinas, os respectivos líderes e a sua máquina económica (para não lhe chamar outra coisa, até porque parece que existem membros no activo das forças policiais nas claques, e a existirem sabem mais do que eu sobre o assunto) e há quem mantenha relações de promiscuidade que no caso do FC Porto atingem proporções épicas. Quando Pinto da Costa cair da cadeira cá estaremos para ver o que irão provocar.

Mas, devido a isso ou não, também é verdade que o Benfica se tem destacado pelos actos criminosos das suas claques relativamente às claques e aos adeptos do Sporting. Todos nos lembramos do "very light" sobre o nosso adepto Rui Mendes, do atropelamento e fuga sobre o adepto da Fiorentina, da emboscada com martelo no Estoril, e outras. Digamos que o Benfica facilmente acolhe marginais e delinquentes, o próprio Luis Filipe Vieira não tinha limpo o cadastro e o Sporting (ou pelos menos as claques do Sporting) é o alvo predilecto dos mesmos.

 

Depois dos acontecimentos, saltam cá para fora as justificações. Estas, a mando de Rui Costa, apenas me lembram aquelas do Bruno de Carvalho depois do assalto a Alcochete, até porque para a semana vamos "comemorar" cinco anos depois daquele dia bem negro da história do Sporting. 

"O Sport Lisboa e Benfica vai avaliar a possibilidade de recorrer desta decisão da qual foi notificado hoje pela UEFA." A sério? E vai avaliar como? Atirando tochas para cima da tribuna presidencial no próximo jogo da Luz? 

Para mim só há uma forma de lidar com este tipo de situações: os sócios fazerem justiça dentro dos próprios clubes, identificarem e expulsarem os responsáveis das claques, reconhecidas ou não, que "autorizam" estes actos. Porque se eles não autorizassem, por muito murro ou pontapé que ocorresse na bancada, aquilo não acontecia.

Era o que o Sporting deveria ter feito a seguir ao "bombardeio" de Rui Patrício e ao assalto a Alcochete.

SL

Escumalha

rrec.jpg

 

Eles dizem amar o Sporting. Não acreditem, isso é aldrabice. 

Eles amam, acima de tudo, a candonga que cultivam há anos a coberto do Sporting enquanto batem no peito como se sentissem devoção pelo Clube.

Mentem.

 

Uma vez mais, a prova ficou à vista: montaram um «festival pirotécnico» em Herning, no estádio do Midtjylland, arremessando tochas, ferindo duas pessoas.

Nada de novo: chegaram a fazer o mesmo no Estádio José Alvalade. Contra Rui Patrício, contra Luís Maximiano. Durante jogos em que enfrentámos o Benfica.

Por causa destes imbecis, o Sporting volta a pagar uma pesada multa: 50 mil euros.

Por causa destes javardos, uma criança e um agente desportivo tiveram de receber tratamento na Dinamarca.

Por causa destes canalhas, a UEFA condenou o nosso clube a jogar sem adeptos na ronda seguinte das provas europeias - valendo-nos, apesar de tudo, o facto de esta pena ficar suspensa durante dois anos. Mas pode ser accionada de imediato, e até agravada, se o comportamento antidesportivo se repetir. 

Por causa destes letais, o Sporting Clube de Portugal continua a sofrer graves danos reputacionais na Europa do futebol.

 

Não acreditem quando os ouvirem cantarolar: «Irei onde o coração / Me levar e sem receio / Farei o que puder / Pelo meu Sporting.»

É precisamente ao contrário: eles fazem tudo quanto podem para prejudicar o Clube. Alguns nem disfarçam: entre urros e guinchos, dizem que para eles o Sporting «acabou em 2018.»

Com estes canalhas não há contemporização possível. Cento e trinta e oito já foram banidos dos recintos desportivos por decisão da Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto.

Terá de acontecer o mesmo a muitos mais.

E não me digam que «somos todos do Sporting». Eu nada tenho a ver com esta escumalha.

Prejudiciais ao Sporting

Quando foram divulgadas, por parte do Sporting, algumas consequências da atuação de algumas claques no último jogo europeu (uma criança e um agente de autoridade feridos na sequência do uso de engenhos pirotécnicos), houve quem duvidasse da veracidade de tais alegações. Não me refiro somente à Juventude Leonina, mas a diversas páginas de "apoio" ao Sporting no facebook, que questionavam abertamente a veracidade do comunicado do Sporting.

A notícia divulgada ontem, porém, não deixa grandes dúvidas. O Sporting foi multado pelo lançamento de engenhos pirotécnicos por parte de algumas das suas claques no jogo contra o Midtjylland. A isto acresce a possibilidade de proibição de venda de bilhetes no próximo jogo europeu fora de Alvalade, que fica suspensa para já.

Seria de esperar, no mínimo, uma retratação da parte de quem duvidou (nalguns casos pode mesmo dizer-se que mentiu). Da parte da Juventude Leonina não houve reação nenhuma (aguarda-se a próxima queixinha quando tiverem que se descalçar para entrar em Alvalade). Há certas páginas "leoninas" que, sinceramente, prefiro nem frequentar, tamanha é a falta de vergonha. Mas o "Leão da Estrela", que acusara na sua página no facebook a direção do Sporting de "arruaceiros de fake news" (sic) nem reagiu a estes desenvolvimentos. Já a página "O Sporting Somos Nós" apagou uma publicação anterior desvalorizando as consequências da pirotecnia e defendendo as claques. E publicou a notícia de ontem dando mais ênfase ao facto de se tratar de uma pena suspensa ("Só é suspensa a venda para o Arsenal vs Sporting se houver incidentes no primeiro jogo em Alvalade"). Pois, não se passa nada.

Dura lex, sed lex

22120814_GVbfr.jpeg

 

A lei é dura, mas é lei. A justiça tarda, mas não falha. Os romanos já tinham percebido tudo isto há muitos séculos, bem antes da Itália ganhar à Espanha e estar prestes a ganhar o Euro.

E estamos a ver isso mesmo no futebol português. Não me refiro ao presidente do Benfica andar a dormir fora de casa, à conta de pequenas, médias e grandes vigarices, que ainda nem percebi bem quais foram, nem ao presidente do Porto andar numa corrida entre a lei da vida e a demora dessa mesmo justiça, não sei se quando forem à procura dele estará de novo em viagem para Vigo, nem ao ex-presidente do Sporting se ter safado da caldeirada alcocheteana que conduziu o seu colega de conversas pela noite fora Fernando "Mendes" Barata à prisão, nem ao presidente da JuveLeo que agora se vê também condenado por actividades nocturnas à boleia dum ex-director do tempo do Godinho Lopes.

 

Refiro-me à pena exemplar para o presidente do Sporting em exercício, 60 dias de suspensão e 15300€ de multa, por actos hediondos (onde é que já ouvi isto?) cometidos a 5 de Dezembro do ano passado. Na prática, indignou-se com o o golo anulado a Coates no final do jogo com o Famalicão e disse: "Este golo jamais seria anulado aos nossos rivais." Parece que se tratou da lesão da honra e da reputação dos órgãos da estrutura desportiva e dos seus membros. Membros esses escolhidos a dedo pelos... nossos rivais.

Ou seja, o nosso presidente foi duramente punido por ter dito o óbvio.

 

A lei é dura, mas é lei. A justiça tarda, mas não falha. Mas estes juízes mereciam estar a fazer companhia ao Vieira.

 

#OndeVaiUmVãoTodos

SL

A Liga e as multas

A gente sabe que a liga de futebol profissional tem algumas dificuldades financeiras.

A gente também sabe que uma das suas maiores fontes de financiamento são as multas aplicadas, jornada após jornada, aos actores dos jogos que por esta ou aquela razão, infringem os regulamentos. Nada mais justo e legal!

O pior é quando não bate a bota com a perdigota, e os castigos aplicados sobre supostas infracções, afinal não têm razão de existir.

Eu, em jeito de ajuda, dava até uma sugestão: A liga institui uma vaquinha entre todos, jogadores, treinadores, dirigentes, roupeiros, apanha-bolas, bombeiros e maqueiros e mais alguém que por lá apareça, deixa de fazer figuras ridículas e acaba por amealhar o mesmo. Que tal, Pedro, meu querido?

Dois pacotes de castanhas

Há quem se escandalize com a  multa de 40 euros aplicada ao camarada Lito Vidigal. Eu, pelo contrário, acho a factura muito pesada para o treinador do Arouca, que se arriscou a sair daquele lance com vários ossos quebrados e a caixa craniana profundamente danificada. Aconselho as sumas autoridades jurídicas que regem o ludopédio português a encolher para quatro euros a multa àquele exímio mergulhador no relvado. O equivalente a dois pacotes de castanhas.
Essa é que seria a linha justa.

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D