Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

O terceiro ajuda

DSC_0026 (2)

O terceiro ajuda?

(ver comentários, aqui)

Lembro-me de ter lido num livro de Carlos Heitor Cony, qualquer coisa do género: "na lógica de Aristóteles, somente com o terceiro elemento de um problema se chegava à solução. Omne trinum est perfectum".

Do terceiro nada sabemos mas dos dois que o antecederam sim.

José Peseiro disputou catorze jogos oficiais; oito para a Liga Nos, 16 pontos; um para a Taça de Portugal, 3 pontos; dois para a Taça da Liga, 3 pontos; três para a Liga Europa, 6 pontos. No total de 42 pontos possíveis, fez 28, se fizermos a média em cada dois jogos, Peseiro fez quatro pontos, precisamente, o registo de Tiago Fernandes, dois jogos, quatro pontos.

Será que Marcel fará melhor?

Esperemos que sim, que venha ensinar novas movimentações, um futebol mais empolgante e eficaz, um futebol mais bonito, "coisas boas, coisas belas" como diria o treinador-poeta.

Que venha para ensinar e para vencer... o professor Marcel. 

Sobre Peseiro!

Tenho lido, ouvido e visto por aí a comoção (quase que choram!) de muitos dos habituais comentadores de futebol a respeito da dispensa de José Peseiro do cargo de treinador do Sporting! Oiço dizer que foi injusto, que não havia razões objectivas para que o antigo treinador tivesse sido despedido. 

Que fique claro que, qualquer análise é, por definição, tremendamente subjectiva, mas o Sporting de Peseiro não se limitou a perdeu no campo do último classificado e em Alvalade com uma equipa da segunda divisão. A equipa, quando liderada por José Peseiro, jogava miseravelmente. Uma equipa onde os jogadores estavam mal colocados em campo (não se pode, por exemplo, colocar Bruno Fernandes encostado à esquerda), sem fio de jogo, sem ideias, sem lances de bola parada ou corrida minimamente preparados, apática, sem chama e onde os conflitos entre jogadores e técnico eram evidentes. Peseiro foi, apesar de tudo, mal despedido! Devia ter saído muito antes.

Claro, o despedimento de um treinador não significa, per se, que a equipa comece a jogar futebol. Essa é uma responsabilidade de tem de ser atribuída a quem o substituir e ao Presidente que tomou a decisão de demitir o anterior técnico. Fala-se por aí de um holandês (de que nunca tinha ouvido falar na vida!). Se for o Imperador, que venha para pôr a equipa a jogar à bola. De Peseiro, os sportinguistas já estavam fartos desde a sua primeira passagem pelo Clube. Só os adversários do Sporting poderiam ficar satisfeitos com a sua permanência!

Marcel Keiser

MK.jpg

Marcel Keiser será a partir da próxima semana o treinador do Sporting. Pessoalmente não teria despedido José Peseiro nesta altura da época, mas confio no presidente Frederico Varandas, pelo que desejo os maiores sucessos desportivos ao holandês no comando técnico da nossa equipa.

Alguns cépticos apressam-se a contestar a escolha, alegando falta de títulos no curriculum. Informo os mais distraídos que Malcolm Allison, László Bölöni e Augusto Inácio conquistaram os primeiros títulos nacionais nas respectivas carreiras ao serviço do Sporting. Também sobre eles recaiu alguma desconfiança inicial. Enquanto outros que chegaram titulados, falharam, o penúltimo que se arvorava um mestre da táctica, até esteve 3 anos pago a peso de ouro, para conquistar uma mísera taça da carica.

Espero que com o tempo, o Sporting volte a apresentar um futebol ofensivo, que dê espectáculo e regresse aos títulos. 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Mais comentados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D