Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Levantar a cabeça

Esta frase, de treinador ou jogador de equipa pequena, foi proferida por Ruben Amorim várias vezes na entrevista rápida, logo após o jogo de ontem, em que sofremos uma derrota clara perante o Benfica.

Irrita-me esta frase, mais ainda proferida por alguém do Sporting.

Ela pressupõe uma humilhação (baixar a cabeça) e pelo menos ontem nem os jogadores do Sporting, sequer o treinador, foram humilhados. O que de simples aconteceu foi que os jogadores foram incompetentes e o treinador abordou mal o jogo.

Pelo esquema táctico apresentado pelas equipas, quem chegasse ontem de Marte poderia entender que quem precisava de ganhar o jogo era o Sporting e quem defendia uma posição de vantagem era o Benfica. Mas não! Ao Sporting bastava fazer o que o Benfica fez (que aliás fez no jogo da primeira volta na Luz), aguardar pelo adversário e desferir-lhe os golpes que veio, ironia das ironias, a sofrer.

Eu não sei se ainda alguém acreditava na renovação do título, mas sejamos realistas, não seria mais importante manter a distância para o terceiro (um empate bastaria) do que manter a distância para o primeiro, que apesar de tudo (saltos para a piscina e outras manobras aquáticas) está a jogar muito bem e dificilmente não será(ia) campeão? 

Eu não quero arrasar os nossos jogadores, nem o treinador, mas quando eles comprometem não lhes posso "passar a mão p'lo pelo" e ontem uns e outro não estiveram bem e sinceramente o cheiro a cebola frita chegou a pairar no ar e não vinha das roullottes.

Uma equipa que, quando não tem um jogador fixo na área, se farta de fazer cruzamentos e quando ele lá está deixa pura e simplesmente de os fazer, só pode ter duas leituras, que me perdoem: Ou estavam distraídos, ou foi propositado. Haja quem responda.

Sem querer ser derrotista e ansiando imenso por uma reviravolta na eliminatária na próxima Quinta-feira, temo que desta vez sim, haja que levantar a cabeça. Se me faço entender...

Competente incompetência!

Um amigo adepto portista escreveu hoje numa rede social “… Sérgio Conceição é o treinador português mais competente do nosso campeonato…”

Estive assim (juntem o indicador e o polegar!!!) de dar uma resposta a preceito. Mas depois pensei que o melhor seria ele manter-se longe da verdade pois provavelmente lidaria mal com esta.

Mas a ideia pespegada sem dó nem piedade fez o seu buraco na minhas meninges, qual verruma, e assim deu-me para escrever sobre o treinador do Porto e respectivas competências.

Dito assim de uma maneira mais simplista acrescento que a competência de SC está na razão inversa dos árbitros lusos. Por outras palavras, se não fosse a incompetência destes provavelmente o FCPorto estaria com menos alguns pontos no seu bornal. E Sérgio sem grande margem para sorrir nem para ser elogiado!

Todos os fins de semana há casos nos jogos do Porto. Todos! E normalmente decididos a favor do líder da classificação. Cartões icterícios ou rubros por mostrar, faltas duras por assinalar e a cereja no topo do bolo, faltas cometidas pelos próprios jogadores portistas, mas atribuídas aos adversários.

Todavia não quero com isto dizer que todos os nossos árbitros sejam assim tão incompetentes. Bem pelo contrário… Considero que a arbitragem portuguesa é deveras competente (quiçá demais)… na sua incompetência.

Ou será que não é incompetência?

Acham mesmo que o título da Liga Portugal é como a pescada?

A boa notícia é a de que a performance da equipa do Sporting está subir para níveis do ano anterior, com 64 pontos em 26 jogos e estando a 2 pontos do score registado à mesma jornada na liga. Últimos 3 jogos sem sofrer golos lembram-nos a muralha do nosso setor defensivo na época passada, onde à jornada 26 tinhamos sofrido 13 golos contra os agora 16. Mais 3 sofridos e também mais 3 marcados (48 versus 51 agora). As más notícias é que o adversário direto melhorou muito  esta época. O ano passado, nesta altura o Porto tinha 60 pontos contra os agora 70 (mais 10, portanto). Atrás do Sporting e a 6 pontos, almejando ainda alcançar o 2º lugar (de resto mais uma época sem títulos) está o Benfica com 58 pontos (mais 1 que no ano transato). o Campeonato está resolvido? Ninguém no seu perfeito juízo pode tirar tal conclusão. Poderíamos sempre invocar os deuses e a lei natural de que a bola é redonda para justificar o que precede, mas nem o direito consuetudinário (da fruta, como lhe chamam algumas línguas viperinas), que gera comportamentos arbitrais desequilibradores pode estabelecer jurisprudência que dita vencedor antecipado, com 8 jogos e 24 pontos para disputar. Até porque há jogos interessantes por acontecer e que legitimam a esperança do Sporting e dos sportinguistas (incansáveis no apoio à equipa como se viu em Manchester e ontem em Moreira de Cónegos) na revalidação do título de campeão.

Se o Sporting, na época de 20/21, nas últimas 8 jornadas jogou com: 27ª- fora (f) Farense 0-1 com vitória (v); 28ª- casa (c) 2-2 BSad com empate (e); 29ª- (f) Braga 0-1 (v); 30ª- (c) 2-0 Nacional (v); 31ª- (f) Rio Ave 0-2 (v); 32ª- (c) 1-0 Boavista (v e sagração como campeão em 11 de maio de 2021); 33ª- (f) Benfica 4-3 (d); 34ª- (c) 5-1 Marítimo (v), fez 19 pontos em 24, com 6 vitórias, 1 empate e 1 derrota. Terminou o campeonato a 5 pontos do Porto e a 9 do Benfica, com total de 85 pontos (26 v, 7 e, 1 d), 65-20 golos marcados e sofridos.

Esta época, o que falta ao Sporting nos próximos 8 jogos: 27ª- (f) Guimarães; 28ª- (c) Paços de Ferreira; 29ª- (f) Tondela; 30ª- (c) Benfica; 31ª- (f) Boavista; 32ª- (c) Gil Vicente); 33ª- (f) Portimonense; 34ª- (c) Santa Clara. 

O Porto desloca-se a Braga (31ª j) e à Luz (33ª j); o Benfica vai a Braga (28ª j), a Alvalade (30ª j) e recebe o Porto (33ª j).

Há sobejos motivos para acreditar que o título na Liga Portugal não é como a pescada que antes de ser já o era... ou como diria aquele célebre e inominável filósofo, "ainda há muito campeonato". Para finalizar só mesmo com uma cereja no topo do bolo, coroando com uma das mais célebres tiradas de um intelectual da bola: "prognósticos só no fim do jogo"!

Isto está tudo ligado

O Pedro Oliveira aqui em baixo já fala e bem sobre o fim da quaresma e do jejum motivado pela Covid e do recomeço das homilias com coro e música de órgão e ainda só vamos na quinta jornada.

Mas explicando o título acima, vocemessês lembrar-se-ão do Bobi, ou do Tareco, já não sei bem qual deles era ele ou seria os dois, sei lá, mas o Teles, Reinaldo de seu nome, começou na secção de boxe. Alguma coisa haveria de restar do legado do gão ou do cato (uma mistura de gato com cão ou vice-versa), que se perpetuaria pelo "bicho" e pelo insofismável Paulinho que para disfarçar tinha como apelido Santos.

Ontem sete gajos, a saber: O Ferrari vermelho e sus dos muchachos, o quarto árbitro e o VAR e seu ajudante, o AVARiado, não viram uma agressão do tamanho da Torre dos Clérigos de Coates a Pepe, que numa clara tentativa de ludibriar estas sete alimárias, amandou suas enormes queixadas contra o punho de Pepe que coitado, não conseguiu evitar o contacto. Felizmente o douto juíz da partida estava atento, a mais os seus seis auxiliares e deixou a jogada seguir. Estiveram  estas sete figurinhas mal, no entanto. Deveria ter sido admoestado o jogador do Sporting por teatro. Assim, exige-se um sumaríssimo, de modo a colocar as coisas no seu lugar e que Coates veja na secretaria o castigo que Nuno Almeida descaradamente lhe perdou, com a conivência de mais seis pilantras.

Se não acreditam no que escrevi, vejam as imagens!

Nota 1: Que me desculpem pela fonte das imagens, mas é o que há...

Nora 2: Vai sendo tempo de o Sporting começar a mandar recados de que não tolerará regabofes como os de ontem nos Açores e em Lisboa, Alvalade. Se possível ao mais alto nível.

{ Blogue fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D