Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Será?

Será que ainda vamos ao Marquês, com dois anos de atraso?

Tanta gente que andava com a pulga atrás da orelha.

Tanta gente que desconfiava que aquele campeonato foi estranho.

Tanta gente que viu coisas estranhas acontecerem em jogos daquela época.

Hoje rebentou a bomba.

Que os órgãos de polícia criminal investiguem. Que a justiça julgue e condene, se for caso disso.

É que nós todos merecemos isso. Juro que até comemorarei a dobrar.

O nosso futebol em 2015/16

Ultrapassámos o recorde de assistência no estádio actual.

 

Registámos a maior assistência média neste estádio, superando pela primeira vez a barreira dos 40 mil espectadores em jogos do campeonato.

 

Conseguimos a melhor pontuação do clube em jogos da Liga realizados ao longo de 34 jornadas.

 

Obtivemos a melhor marca pontual desde a temporada 1979/80.

 

Melhor registo pontual de sempre à primeira volta.

 

Alcançámos o sétimo melhor aproveitamento pontual de sempre.

 

Subimos ao pódio com o terceiro melhor registo defensivo dos últimos vinte anos.

 

Voltámos a ser "campeões de Inverno" 14 anos depois.

 

Maior número de golos marcados desde a época 1973/74.

 

Maior número de vitórias conseguidas em toda a nossa história.

 

.........................................................................................


Há três anos, convém recordar, tínhamos terminado o campeonato com o nosso pior resultado de sempre: um sétimo lugar, a 36 pontos de distância do líder. Abandonámos a luta pelo título logo em Outubro, com quatro empates e uma derrota à sétima jornada, tendo sido nesse mesmo mês afastados da Taça de Portugal pelo Moreirense. E chegámos a estar um escasso ponto acima da linha de despromoção à Liga B.

 

Convém nunca esquecer.

Escutado hoje

São sete e meia da manhã. Entro na pastelaria, sento-me e peço o costumado pão misto e o sumo de laranja.

Enquanto aguardo procuro ler as novidades através do telemóvel. De súbito oiço dois vozeirões ao meu lado que num tom quiçá exagerado vão falando e rindo. São jovens, vestem fatos azuis, camisinha branca, gravatas a condizer e calçam sapatos de verniz. Os cabelos estão brilhantes…

A determinada altura falam dos seus festejos no Marquês. Brincam com o Sporting, riem, para finalmente um dizer:

- Desculpa lá mas tenho de te confessar uma coisa…

E finalmente baixa o tom:

- O que é? – pergunta o outro.

- Espero que nenhum dos nossos colegas lagartos nos esteja a ouvir – e olhou em redor em busca de espiões.

- Vá desembucha!

- Nunca um campeonato foi tão imerecidamente ganho e tão imerecidamente perdido…

Balanço 2015/2016 cá de casa

Na véspera de começar o campeonato 2015/2016, vários blogueiros do "És a Nossa Fé" soltaram o treinador e olheiro de bancada que havia dentro de si e partilharam com os estimados leitores os seus palpites sobre como seria a edição da Liga. 

 

34 jornadas depois, qual é o balanço? 

 

Recuperemos as perguntas:

 

1. Prognóstico dos 5 primeiros classificados

 

Unanimidade no prognóstico relativo ao campeão nacional. Infelizmente, ninguém acertou.

E pensar que durante boa parte da época o vaticínio esteve muito bem encaminhado…

 

2. Prognóstico dos 2 últimos classificados

 

Aqui também ninguém acertou.

Edmundo Gonçalves esteve quase a acertar mas, in extremis, o Armando Teixeira trocou-lhe as voltas e, acrescentaria, a mais 99% dos adeptos da redondinha.

A título de curiosidade, 3 blogueiros nomearam o Arouca como uma das equipas que seriam relegadas, no final da época, para a 2ª Liga. E esta, hein?

 

3. O Sporting será o ... e mais 10!

 

Foi indiscutivelmente um dos craques do 11 leonino e dos seus jogadores mais influentes, a par de Slimani e Adrien.

34 jornadas depois, parece-me claro que o primeiro nome que vem à cabeça da maioria dos adeptos, incluindo os rivais, sobre o Sporting ser ele e mais 10, é o João Mário.

 

Vencedores: Edmundo Gonçalves, Eduardo Hilário, Frederico Dias de Jesus, João António e Tiago Cabral.

 

4.  Atrás do Naby Sarr virá o ..., quem dele bom fará!

 

Ciani partiu na linha da frente deste prognóstico mas, em rigor, não deve contar porque, felizmente, foi recambiado a tempo, nunca chegando a calçar a bota em jogos oficiais.

O senhor que se segue parece, sem grandes dúvidas, ser Bruno Paulista. Se confirmar-se que não fica no Sporting, não deixará saudades nem memórias.  

 

Vencedor: Pedro Correia.

 

5. A defesa do Sporting irá sofrer, no máximo, até … golos.

 

21 golos, a defesa menos batida do campeonato.

 

Vencedores: Marta Spínola e Pedro Correia, que vaticinaram um máximo de 22 golos sofridos.

 

6. A maior goleada do Sporting irá cifrar-se em ... golos marcados.

 

6 golos. Foram marcados ao Setúbal, na 16ª jornada.

 

Vencedores: Edmundo Gonçalves, Filipe de Arede Nunes, Frederico Dias de Jesus, João António, José da Xã, Luís de Aguiar Fernandes, Pedro Correia e Tiago Cabral.

 

7. O homem-golo do Sporting será o...e vai marcar, no mínimo, ... golos.

 

Foi Slimani e marcou 27 golos.

 

Vencedor: João António (vaticinou um mínimo de 25 golos para o argelino).

 

8. Quantos jogos perde o Sporting em casa?

 

Perdeu 1 e nem vale a pena lembrar.

 

Vencedor: Luciano Amaral 

 

9. O score de vitórias do Sporting frente a Benfica e Porto será de...

 

Foram 3 vitórias frente aos rivais. Que diferença para a época anterior em que não venceu nem um jogo.

 

Vencedores: Alexandre Poço, Cristina Torrão, Duarte Fonseca, Edmundo Gonçalves, Luciano Amaral, Luís de Aguiar Fernandes e Pedro Correia.

 

***********

9 perguntas colocadas depois e o especialista 2015/2016 do "És a Nossa Fé" em palpites da bola é….

 

Pedro Correia, com 4 apostas certas. Muitos parabéns! 

 

Vencedor 2014/2015: Filipe Arede Nunes

Resumindo...

Cá em casa somos todos do Sporting.

Somente três lugares na Bancada Norte… mas todos sofredores pelo clube de coração.

Ontem, após a vitória em Braga por números expressivos, discutiu-se qual o jogo em que o Sporting perdera o campeonato.

A primeira ideia é que foi o jogo em casa com o nosso principal adversário, eu contrariei com o empate com o Tondela após estarmos a ganhar. Houve quem avançasse com a derrota com o União da Madeira, equipa que acabou por descer, ou com o empate a zero em casa com o Rio Ave.

Duma forma ou doutra uma coisa é certa: o Sporting deixou fugir o título por entre as mãos de forma quase inglória. Por isso o futebol é um desporto e não uma ciência exacta.

Como se diz em futebol… quem não marca arrisca-se a sofrer.

Porém os especialistas são unânimes numa análise deste campeonato: o Sporting foi a equipa que melhor futebol jogou. Uma realidade que desejo alargada à próxima época. Com estes ou outros jogadores.

Entretanto Jorge Jesus mostrou capacidade de gestão de um plantel já de si curto e que em Setembro ficou sem Carrillo, por motivos de todos conhecidos. Sei que vieram Bruno César, Coates e Zeegelaar, tendo também regressado Ruben Semedo. Mas todos eles insuficientes para as reais aspirações do Sporting.

Durante todo este percurso terá JJ tomado decisões erradas? Talvez… Mas não o fazemos muitas vezes nas nossas vidas?

A época terminou, para regressarmos oficialmente em Agosto. O contador é então colocado a zero e lá partimos de novo.

E lá estaremos em Alvalade, uma vez mais, para vibrar e puxar pela nossa equipa!

Há lá coisa melhor?

 

Também aqui

Este é o caminho

ChZciiVWgAAEQGD[1].jpg

 

Há três anos batemos no fundo. Afastados da competição pelo título logo nas jornadas iniciais, sem acesso às competições europeias pela segunda vez na nossa história e com a pior posição de sempre no campeonato - um impensável e vergonhoso sétimo lugar.

Não faltou então quem nos traçasse os piores vaticínios. E muitos de nós, valha a verdade, comungávamos dessa opinião: o Sporting caíra num buraco de onde era muito difícil sair.

 

Mas saiu. Graças ao dinamismo de um presidente que dá tudo quanto pode e quanto tem do seu tempo e do seu ânimo pelo clube. Iniciou a recuperação financeira do Sporting, inaugurou o canal de televisão, recuperou passes de jogadores, contratou outros que figuram entre os nossos melhores de sempre, trouxe para Alvalade três dos mais categorizados treinadores portugueses, ampliou o número de sócios, fez disparar as receitas, registou as maiores assistências de que há registo no estádio, o pavilhão tão sonhado está enfim a ser erguido.

Bruno de Carvalho prometeu que o Sporting voltaria a ser respeitado e temido. Também esta promessa se concretizou. E em nenhuma tanto como nesta época, concluída com a nossa melhor pontuação de sempre, mantendo-se a incerteza pela conquista do campeonato quase até ao último minuto da competição. Chegamos ao fim com o apuramento directo para a Liga dos Campeões concretizado, com mais nove pontos do que os obtidos há um ano e sobretudo com a certeza de termos posto fim ao longo ciclo dos campeonatos com vencedor conhecido ainda antes de ser dado o pontapé de saída. Esse ciclo terminou e não volta mais.

 

Este é o caminho. Sem revoluções mas com evolução. Passo a passo, época a época. Cada uma melhor que a outra. Nada se consegue verdadeiramente sólido sem este percurso consistente.

Viva o TRI

O Tri começou no dia 9 de Agosto de 2015.

Continuou com a primeira mão disputada em 25 de Outubro de 2015, a segunda mão disputar-se-ia em 5 de Março de 2016; no conjunto das duas mãos, 3-1 para o Sporting.

Terminou no dia 21 de Novembro de 2015.

Três confrontos, Supertaça Cândido de Oliveira, Liga Nos (disputada a duas mãos) e Taça de Portugal, Sporting venceu todos, seis golos marcados, dois sofridos.

Nós somos TRI vitoriosos, os outros são TRI derrotados... e gostam.

Orgulho leonino

Terminamos o campeonato com 86 pontos - a melhor pontuação da nossa história. Só a dois da turma vencedora e com mais 13 do que o FC Porto, terceiro classificado, garantindo o apuramento directo para a Liga dos Campeões. Fomos a equipa com menos derrotas nas 34 jornadas (apenas duas), a que teve menos golos sofridos, a que chegou ao fim da Liga 2015/16 com mais golos marcados fora de casa, a única capaz de derrotar todas as restantes e a que se manteve mais semanas na liderança (17, contra 11 do SLB, cinco do FCP e uma do Arouca).

Tivemos as maiores assistências de sempre e fomos a equipa com maior percentagem de ocupação de lugares no estádio.

Vencemos cinco dos seis clássicos disputados esta época. Com onze golos marcados e só três sofridos.

Jorge Jesus prometeu em Julho, ao assumir funções em Alvalade, que com ele no comando técnico o Sporting iria disputar o título. Cumpriu a promessa: houve incerteza e emoção no campeonato até ao fim.

Que recursos afectar para conquistar um campeonato?

Para ser campeão é preciso recursos. Quais são? Ora, recursos que claramente não temos...

- Vouchers aos árbitros

- Capeladas e Paixões

- Presidentes do Conselho de Arbitragem

- Comunicação Social

- Futebol medíocre 

- Apenas um penálti a favor em trinta e dois (32!) jogos

- Zero cartões vermelhos em trinta e dois (32!) jogos

- Portas 18 caiadas de branco

- Incentivos financeiros encapotados na compra de bilhetes

- Jogadores indispostos ou lesionados com a maleita: futura contratação do benfica.

 

Com isto tudo fica clara a análise. O Sporting se não ganhar o campeonato, perde devido aos empates com o Tondela e Guimarães, mais a derrota contra o carnide. O benfica a ser campeão ganha pela sua vasta lista de recursos.

É caso para simplificar: não perdemos por culpa das arbitragens, eles ganham por favor dos árbitros.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D