Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Palhinha

Grande exibição de João Palhinha esta noite, na segunda mão da meia-final da Taça de Portugal entre o Braga e o FC Porto (1-1), disputada na Pedreira.

Infelizmente, enquanto este jogador formado na nossa Academia se destaca num clube rival, nós optamos por Gudelj como solução de recurso para a mesma posição.

3 pontos caídos do VAR...

Sejamos claros, se o lance decisivo do encontro tivesse sido disputado na outra área, eu estaria a criticar o VAR por não ter alertado o árbitro para ir, no mínimo verificar o lance, que até justificaria cartão amarelo a Raphinha.

Não deixa de ser uma excelente e justíssima vitória do Sporting, que valeu 3 pontos que deverão ter assegurado em definitivo o 4º lugar, mantendo a distância para o Braga na luta pelo 3º lugar, mas ficou manchada pela forma como foi conseguida, não o afirmar retira-nos credibilidade para falar em fruta ou padres, há que admitir que a arbitragem portuguesa é medíocre, desta vez acabámos beneficiados.

Além do resultado, o melhor que trouxemos do Bessa acabou por ser o amarelo a Gudelj, que permite pelo menos no próximo jogo ficarmos livres do pino e quem sabe jogarmos com onze jogadores, isto se Keizer não inventar, cada vez estou mais convencido que no final da época precisamos mudar de treinador.

VAR(ranos) isso...

Ponto prévio, merecemos ganhar!

Ponto 1 - Não, não é penalti.

Ponto 2 - Podemos jogar sem o Gudelj?

Ponto 3 - O senhor do apito é um incompetente, não só no lance de penalti, mas na apreciação da maior parte dos lances.

Ponto 4 - Keizer deve ter um santo protector.

Ponto 5 - Já falei do Gudelj?

Ponto 6 - Porque insistimos em jogar com menos um?

Ponto 7 - O Gudelj...

Boa noite!

Bocejo de uma noite de Sábado

É possível que a culpa seja minha. Cansado de tantos jogos que se arrastam por decidir para além dos 80 minutos, não por serem um dramático choque de Titãs, mas por inépcia, incompreensão tática, fiadas de más decisões dos jogadores, ou mesmo azar (o qual, como se sabe, atrai mais azar), pedi ao mafarrico que por uma vez, umazinha, me fosse concedido, tal como aos adeptos doutras agremiações, o sossego de estar a vencer aos 60 minutos por duas bolas e sem perspectivas eminentes de susto. Isto era para o bem das minhas já fracas articulações de tantos pontapés que tenho dado na cadeira da frente nos últimos 2 anos.

O chifrudo ouviu-me, mas como é maroto deu-me presente envenenado. Seja como queres, murmurou ele, mas terás que gramar com um meio-campo balcânico com Petrovic, Gudelj e Misic, todos ao mesmo tempo, e passarás 45 minutos sem ver um instante de futebol a sério. Pungir-te-á o tédio e lamentarás ter faltado ao jantar combinado. E ai de ti se te queixas.

É o que há e se calhar não se pode pedir mais.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D