Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Balanço (28)

2drcawl[1].jpg

 

O que escrevi aqui, durante a temporada, sobre DIEGO RUBIO:

 

- «Gostei do regresso de Diego Rubio, outra opção para o nosso ataque.» (29 de Janeiro)

- «Diego Rubio, recentemente regressado de empréstimos a clubes da Roménia e da Noruega, tem-se destacado ao serviço do Sporting B. Neste fim de semana marcou dois dos quatro golos da nossa vitória frente ao Tondela. Aliás, logo no jogo do regresso, tinha assinado o primeiro golo do triunfo contra o Farense. Este jovem chileno, com apenas 21 anos, reúne características que o poderão tornar útil para alargar a frente de ataque da nossa equipa principal. Só é pena termos apenas 40% do seu passe - herança dos tempos em que os passes dos jogadores serviam para financiar operações de tesouraria em Alvalade.» (9 de Março)

- «O jovem chileno que regressou a Alvalade após um longo empréstimo a equipas da Roménia e da Noruega é mesmo já o maior goleador em todas as competições profissionais de futebol portuguesas decorridas neste ano civil. Motivo que justifica a sua convocação para a equipa principal, onde é notória a carência de avançados com fome de golos.» (19 de Março)

O melhor da B em transição para a A

Leio hoje no Record que Marco Silva «segue atentamente» o percurso de Diego Rubio, que em menos de dois meses marcou dez golos ao serviço do Sporting B. Ou seja, tantos como Slimani e Montero desde o início da época na equipa principal.

O jovem chileno que regressou a Alvalade após um longo empréstimo a equipas da Roménia e da Noruega é mesmo já o maior goleador em todas as competições profissionais de futebol portuguesas decorridas neste ano civil. Motivo que justifica a sua convocação para a equipa principal, onde é notória a carência de avançados com fome de golos.

Agora com 21 anos e uma enorme margem de progressão no seu percurso profissional, Rubio - que já foi três vezes internacional A pelo Chile - voltou ao Sporting com uma vontade enorme de agradar aos adeptos. «Abriu as contas com um belo remate. Mostra apetência para o golo e trabalha em terrenos mais recuados», escreveu o Record na passada segunda-feira sobre o desempenho de Rubio na vitória da véspera, frente ao Académico de Viseu (o primeiro golo da partida foi dele).

Melhor em campo, segundo este jornal? O chileno, claro.

 

diegorubio1[1].jpg

 

No mesmo dia, também sobre Rubio, escrevia assim O Jogo, elegendo-o como figura do encontro: «O avançado chileno confirmou a sua veia goleadora - que pontapé soberbo de fora da área, no primeiro golo da tarde! - e deu dinâmica à frente de ataque, piscando o olho a Marco Silva.»

Quando regressou, a 25 de Janeiro, o Sporting B seguia na 14ª posição da tabela. «Doze jogos depois já ameaça o 3º lugar do rival Benfica, fruto de oito vitórias e três empates», assinala hoje o Record.

Este jornal volta a apontá-lo como melhor em campo, desta vez na vitória leonina de ontem em Oliveira de Azeméis. Dedicando-lhe as seguintes palavras: «O golo do chileno desbloqueou um jogo que parecia atado para o 0-0. Correu, lutou, ganhou faltas e também marcou o primeiro golo da equipa orientada por João de Deus. Destacou-se dos restantes colegas.»

Quantas vezes, ao longo desta temporada, precisámos de um jogador que «desbloqueasse um jogo que parecia atado» - e que acabou assim mesmo, com um frustrante empate? Por isso faço votos para que Rubio transite sem demora para a equipa principal. Não tenho dúvidas de que assim será. Até porque se adapta ao modelo de jogo de Marco Silva. Um modelo que faz da posse de bola não um fim mas um meio para atingir o golo.

«O Sporting tem de ganhar sempre», diz ele em entrevista ao jornal do clube. É disto que mais precisamos: mentalidade vencedora. Por A+B.

Dois casos muito sérios (pela positiva)

vi[1].jpgv4s0ll[1].png

 Iuri                                       Rubio

 

Interrompo um "jejum" forçado de vários dias, por motivos de natureza familiar, para me congratular com o desempenho de dois jogadores do Sporting de quem se tem falado menos do que eu gostaria.

 

- Diego Rubio, recentemente regressado de empréstimos a clubes da Roménia e da Noruega, tem-se destacado ao serviço do Sporting B. Neste fim de semana marcou dois dos quatro golos da nossa vitória frente ao Tondela. Aliás, logo no jogo do regresso, tinha assinado o primeiro golo do triunfo contra o Farense. Este jovem chileno, com apenas 21 anos, reúne características que o poderão tornar útil para alargar a frente de ataque da nossa equipa principal. Só é pena termos apenas 40% do seu passe - herança dos tempos em que os passes dos jogadores serviam para financiar operações de tesouraria em Alvalade.

 

- Iuri Medeiros, recentemente emprestado pelo Sporting ao Arouca, está já ali a dar nas vistas - como seria fácil de antecipar por vários de nós que por cá admiramos as qualidades deste jovem extremo da nossa formação. Iuri, de 20 anos, marcou o golo do Arouca ao Benfica e cada vez mais se confirma como um dos maiores talentos do Sporting para a próxima temporada, onde o aguarda um lugar na equipa principal. O que aliás já se desenhava quando foi distinguido com o Prémio Revelação da Taça de Honra 2013/14 da Associação de Futebol de Lisboa. Felizmente o Sporting tem 90% do passe deste jogador, cuja cláusula de rescisão está fixada em 30 milhões de euros.

 

São dois casos muito sérios - pela positiva. Que por isso merecem ser realçados. Passamos demasiado tempo no Sporting a falar do que é medíocre ou sofrível. Sugiro que passemos a falar um pouco mais de tudo quanto é bom.

 

 

O meu abraço muito reconhecido aos colegas de blogue - em particular à Cristina Torrão e ao Edmundo Gonçalves, que durante a minha ausência mantiveram bem vivas as rubricas em que costumo ser titular. 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D