Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Croquetes marados

Toda a gente saberá como se faz um bom croquete. Carne picada, cebola, alho, farinha, margarina, leite, mais uma coisa ou outra e vai fritar. Juntando à mistura uns pozinhos de coisas que rapidamente nos conduzem a realidades paralelas, temos uma mistura potencialmente explosiva. Pelo menos para quem a consome. E que não se apaga com cerveja. 

Vem isto a propósito deste post e dos comentários que originou,  https://www.facebook.com/elsa.tiagojudas/posts/631283553985834

Croquetes e Brunistas a mesma luta ? Com Bruno Mascarenhas a descobrir o caminho terrestre para o pote ?

A minha alma está parva...

SL

Expulsemo-los

A ser verdade e tudo leva a crer que sim, o que foi denunciado pelo presidente na AG de hoje configura uma clara violação dos estatutos do Clube.

Por mim, toda a oposição é legítima. Mais, toda a oposição é necessária. Os unanimismos são sempre maus conselheiros e o confronto de ideias é normalmente sinónimo de evolução e sempre um campo fértil onde floresce a democracia.

Mas isto nada tem a ver com a tal de democracia.

Isto é jogar o jogo do adversário, diria no caso vertente, do inimigo.

E quem joga, descarada e despudoradamente, o jogo do inimigo contra nós deverá arcar com as consequências.

Os estatutos são claros.

E dar-lhe com um trapo encharcado nas ventas?

Estou aqui em casa, em estágio para o derbi e por acidente, no zapping, passei pela CMTV (imaginem o som de um vómito) e quem vejo? Esta personagem retratada em baixo.

Ouvi-o dois minutos. Arrasou o presidente e o treinador. Mais contra que o papuço do Porto e o músico lampião.

Saudades dos croquetes de quando era assalariado?

Um trapo nas trombas...

 

espadinha.jpg

O lixo a passar por luxo

Os viscondes e os barões de pacotilha, sempre prontos a invocar a etiqueta em nome dos nobres pergaminhos do clube, babam-se por estes dias com um chorrilho de alegados documentos digitalizados, produzidos por mão anónima a partir de um servidor obscuro localizado algures na Rússia. Há quem se atreva a chamar a isto "jornalismo de investigação".

Aprendi em pequenino que as denúncias sem signatário e as cartas anónimas só podem ter um destino: o caixote do lixo. Por motivos de elementar higiene cívica: jamais podemos prestar tributo a quem atira a pedra enquanto esconde a mão. Espantosamente os tais da etiqueta transformam o lixo em luxo, apontam a cobardia como padrão de conduta e ainda se gabam de chafurdar no esterco, sem receio de enodoar a gravata.

Para bem deles, espero que ao menos lavem as mãos antes de pegarem num croquete.

O ódio

O padrão é sempre o mesmo. Na véspera de um jogo do Sporting, seja nacional seja internacional, surge sempre alguma "notícia" bombástica pronta a desestabilizar os jogadores e a equipa técnica. Tem sido assim desde que vencemos a Supertaça, a 9 de Agosto.

Nada disto surpreende: a contratação de Jorge Jesus fez disparar inéditas torrentes de ódio contra o nosso clube, personificadas (como não?) no presidente.

Mais surpreendente - ou talvez nem isso - seja a histeria de certas donzelas putativamente sportinguistas, que nestas ocasiões logo fazem coro afinado com os inimigos do clube. Essas donzelas pintalgadas à pressa de verde estão-se nas tintas para os êxitos desportivos do Sporting: o que as faz mover apenas é o ódio. Um ódio visceral a Bruno de Carvalho, o homem que pôs as contas em ordem no clube e nos devolveu ao caminho dos troféus.

Um dia, com algum pormenor, haveremos de conhecer os motivos de tanto ódio. E quem é quem por detrás do cobarde anonimato em que tais donzelas hoje se ocultam.

Sei o que fizeste em Junho de 2015

Que vontade de rir que eu tenho! Ou de chorar, nem sei bem...

Digam-me lá, se não vos der muito trabalho, num exercício de futurismo simples, qual seria o vosso balanço do mandato de Bruno de Carvalho se daqui a mais ou menos dois anos, em Fevereiro/Março de 2017, ou seja apenas com mais a época 2015/2016 completada, em altura de eleições, mantendo-se Marco Silva como treinador e não tendo ganho esse campeonato (apenas no campo das suposições, que até o podia ganhar) e mesmo estando lá na frente no campeonato 2016/2017, repito, qual seria o balanço do mandato de Bruno de Carvalho, apenas com uma taça de Portugal ganha, ainda que com as finanças recuperadas, o pavilhão construído, a credibilidade reposta? Vá lá, não se acanhem, quatro anos de mandato, uma taça de Portugal, qual seria o balanço?

Pois é, o que vocês querem, sei eu! O vosso problema não é o Jesus. Façam o favor de pensar nisto, quando mandarem o presidente abaixo para o ano, quando não ganharmos o campeonato, que é o que temos mais certo!

Eu também estou muito preocupado com o Marco Silva

A sério que estou.

Porque estou a ouvir um silêncio ruidoso ali para o lado do Dragão.

E porque estou desconfiado que afinal havia razão para não haver um telefonema a desmentir uma certa conversa, com um certo dirigente, de um certo clube.

O que até pode ser legítimo, afinal o "senhor Silva" estava a prever um iminente despedimento e estava a fazer pela vida.

 

Entretanto, recuemos a Fevereiro de 2012 para ver como se andavam a portar estes "senhores notáveis".

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D