Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Pedro, o super-agente!

O nosso "treinador" Pedro Correia terá por aí uma agenda paralela e uma actividade também ela a circular ao lado de outras que exerce com reconhecida competência: A de agente de jogadores de futebol.

Senão vejamos, Pedro Correia insinuou aqui que dois jogadores estariam a fazer uma temporada menos boa no seu clube, disfarçada com um tom jocoso e tal, mas que vemos agora ter um interesse claro: Colocar os jogadores em clubes onde joguem e onde são cobiçados e que lhe tragam uns belos cobres em comissões. A tabela parece ser a mesma de sempre, quinje, quinje milhões...

Pedro, penso que não é sério usar o blogue como plataforma de negócios!*

 

* A não ser que a comissão seja gasta em bifes e imperiais no Império. eheh

O gozo que isto dá

        1.jpg thumbnail_20181205_093832-1[1].jpg

 

 

Este ano regressei à infância. Coleccionando e colando na caderneta respectiva os cromos da Panini com o elenco completo dos jogadores que alinham no campeonato nacional. 

Tive sorte: a primeira equipa que ficou completa foi a do Sporting. A segunda foi a do Rio Ave, que também veste de verde e branco.

Confesso: estou a achar muito divertido. Há uma rubrica final nesta caderneta reservada àquilo a que chamam "Top Aquisições". Lá figuram dois "reforços" do Benfica, com legendas que me dão imensa vontade de rir.

Legendas que aqui reproduzo para que os caríssimos leitores possam rir também.

Uma selecção de cromos

Pegando neste post de Pedro Correia e na minha caderneta de cromos da Panini (Liga Nos 2017/2018) vamos então a uma selecção alternativa; atenção que as definições dos jogadores são da inteira responsabilidade dos criativos, muito criativos a maior parte das vezes, da Panini.

Bruno Varela; seguro e atento entre os postes e determinado e veloz nas saídas.

Nélson Semedo; energia inesgotável, processos simples e voraz apetite atacante

José Fonte; porte atlético, poderio nas jogadas aéreas e compenetração a marcar

André Almeida, brioso, concentrado e carismático, fecha o corredor direito à chave

Fábio Coentrão, pé esquerdo requintado e condutor de muito e bom futebol leonino

Renato Sanches, um guerreiro de incontido espírito ganhador, verticaliza o jogo

André Gomes, retumbantes dotes no tratamento do esférico e qualidade de passe

Gonçalo Guedes, veloz com e sem bola, pressionante, concreto e de temível disparo

Bernardo Silva, um sobredotado humilde e com magia na hora de isolar colegas

Pizzi, mima a bola, desconcerta no drible e "inventa" passes de golo certo

Seferovic, em permanente movimento desmarca-se com classe e é matador

Nota: Estava limitado a utilizar jogadores (com ligação actual ou passada às "papoilas saltitantes") referenciados no "Top Aquisições" e no "Portugal Top Stars" [sim, para quem escreveu a prosa deliciosa que tiveram oportunidade de ler acima, o "guerreiro incontido" e o que "fecha o corredor direito à chave" fazem parte dos melhores dos melhores, Top Stars, Renato Sanches e André Almeida].

Como não consegui reunir onze jogadores portugueses inclui o avançado suiço num post futuro explicarei a razão.

Da grandeza

Começa a ser habitual ver por aqui um ou dois lampiões infiltrados a tecer comentários. Esforçam-se e suam as estopinhas para serem desagradáveis e ofensivos enquanto estão de turno (estou convencida de que há uma escala).

Na verdade, não percebo estes lampiões. Detestam-nos, condenam tudo o que nos diz respeito, acham-se superiores a nós em tudo, mas não param de nos rondar as canelas... A felicidade deles depende da nossa existência.
Eu é que devo estar errada, com certeza, mas nunca tive a tentação ou o interesse de ir a casa deles enxovalhá-los e ofendê-los. Na verdade, pouco me interessa o que lhes acontece, com quem jogam, se ganham ou perdem, se ficam em segundo ou em sexto lugar.
O Sporting é realmente fascinante. É compreensível que nós, Sportinguistas, lhe sigamos os passos com todo o interesse, mas a ansiedade com que estes lampiões acompanham e têm uma palavra a dizer sobre todos os jogos, resultados e até sobre os comentários destes modestos bloggers... é extraordinário.
Obrigada. A vossa presença e a veemência das vossas palavras comprovam a importância e a grandeza do Sporting Clube de Portugal.

Urgente desde 1990

Sofro de tal maneira de clubite aguda que dou por mim sempre muito mais entusiasmado com as cadernetas do que com os jogos das selecções em si. Para mim a época acaba quando o Sporting faz o seu último jogo. No entanto, depois de passar revista aos arquivos cá de casa, vejo que me faltam cinco cromos para acabar o Itália 90. Até fiquei branco com o calafrio que me subiu na espinha. Nunca me tinha acontecido tamanho falhanço, uma vergonha que me pode acompanhar o resto da vida, fazendo-me corar perante os meus filhos, netos e respectivos amigos. Faltam-me o americano Brian Bliss, dois gajos dos Camarões, Jean-Claude Pagal e Richard Tchakounang, o da equipa da Escócia, o Graeme Rutjes da Holanda e o John Aldrigde da Irlanda. Quem os tiver repetidos é favor dizer. É urgente desde o Verão de 1990.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D