Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Ronaldo: sim ou não?

Portugal perdeu o jogo contra a Coreia do Sul já sem Cristiano Ronaldo em campo.

Terá sido coincidência? Não creio.

O melhor jogador português de todos os tempos fixa sempre dois ou três defesas perto dele, em policiamento permanente. Seja o adversário quem for.

Ronaldo abandonou o rectângulo de jogo visivelmente contrariado. Parecia prever o que aconteceu depois.

Resta acrescentar: André Silva, que o substituiu aos 64', foi uma nulidade. E Rafael Leão, também em campo desde o minuto 64, rendendo Matheus Nunes, voltou a demonstrar uma indigência total pelo segundo jogo consecutivo.

Valerá a pena pôr qualquer deles como titular no lugar do Cristiano na decisiva partida de amanhã contra a Suíça?

 

ADENDA: Uma alegada "sondagem" do jornal A Bola revela que «70% dos adeptos lusitanos» (!) desejam ver CR7 fora da selecção.

Portugal venceu, Cristiano Ronaldo marcou

Mundial 2022: triunfo contra o Gana (3-2)

1024.jpg

CR7 celebra após marcar, de penálti, o primeiro dos nossos três golos contra o Gana

 

Hoje é um péssimo dia para os urubus que adoram transportar maus agoiros no bico. Um péssimo dia para os pregoeiros da desgraça.

Presumo, por isso, que seja também um dia calmo no nosso blogue.

São sempre assim, as madrugadas e manhãs que se seguem às vitórias - sejam do Sporting, sejam da selecção nacional. Ao contrário das ressacas dos desaires, quando o trânsito fica engarrafado por aqui.

Esta é talvez a característica que mais detesto em muitos portugueses: anseiam pelo fracasso dos compatriotas. Daí a diferença abissal entre a enxurrada de gente que se apressa a comentar quando há derrotas e a calmaria que se segue aos triunfos.

 

Hoje é um desses dias.

 

Portugal estreou-se ontem a vencer no Mundial de 2022. Superou o Gana, derrotando por 3-2 uma das melhores selecções do continente africano.

Portugal comanda isolado o Grupo H, aproveitando o empate registado no soporífero Coreia do Sul-Uruguai - tristemente assinalado por ser o único jogo até agora de um campeonato do mundo disputado neste século sem um só remate a qualquer das balizas.

Portugal viu o seu melhor jogador de sempre marcar o primeiro dos três golos: Cristiano Ronaldo conquistou um penálti e converteu-o de forma exemplar. Mostrando, a quem ainda tivesse dúvidas, que continua a ser mais-valia aos 37 anos e 9 meses.

Portugal acaba de ver CR7 superar mais um recorde: é o primeiro jogador da história do futebol a marcar em cinco campeonatos do mundo (2006, 2010, 2014, 2018, 2022) e também o primeiro a facturar em dez fases finais de grandes competições futebolísticas (contando com os golos apontados nos Europeus de 2004, 2008, 2012, 2016 e 2021).

 

Um dia sem história, portanto. Outro dia tranquilo aqui no blogue.

Cristiano, Messi, chinquilho e dominó

2020-12-08t200253z-249108513-up1egc81jot3k-rtrmadp

 

Se há coisa que me faz confusão é haver portugueses - sobretudo adeptos assumidos do Sporting - que insistem em comparar desfavoravelmente Cristiano Ronaldo com Messi. Consideram o argentino superior ao craque madeirense formado no nosso clube e que se tornou ícone universal por mérito próprio.

Adeptos com este discurso tudo fazem para que o clube seja quase uma agremiação de bairro. Imaginarem o Cristiano Ronaldo de volta ao Sporting faz-lhes imensa confusão. Imaginarem o Luís Figo futuro presidente do Sporting, idem.

No fundo, gostariam que o Sporting fosse uma associação recreativa, com chinquilho e dominó. Sem rasto de Ronaldo, sem vestígio de Figo. Contar com os maiores do mundo entre os nossos é algo grande de mais para lhes parecer normal. Gente pequenina.

Afinal

22388337_R866i.png

22/11/22, para os numerologistas esta data deve ter um significado oculto qualquer, para mim, é o dia da Argentina vs. Arábia Saudita, pela primeira vez, uma das selecções que Roger disse que estariam na final, vai pisar o estádio icónico, quatro dias depois será a vez da selecção portuguesa, fazer o mesmo, frente ao Uruguai.

Arábia Saudita e Uruguai serão os primeiros adversários de Messi e Cristiano Ronaldo no Lusail Iconic Stadium, quem se defrontará no último encontro?

"Estamos no último minuto, dos oito que foram dados de prolongamento, portugueses e argentinos, arrastam-se pelo campo, mais que o calor, é a humidade que os sufoca.

O guarda-redes argentino tenta sair a jogar, coloca a bola em Enzo, à entrada da área, o passe sai frouxo, Enzo atrapalha--se e deixa-se pressionar por Bruno Fernandes, a bola sai dos pés do benfiquista para os de Cristiano Ronaldo, este usa muito bem o corpo, ganha a posição e embora atrapalhado por Otamendi remata certeiro na direcção da baliza.

Último minuto, último jogo do Mundial, último remate, provavelmente, o último golo do Ronaldo num mundial, aquele que fará de Portugal, campeão do mundo, surge, no entanto, rápido e oportuno, Paulinho* a empurrar a bola (que entraria de qualquer modo) para dentro da baliza.

Foi golo, golo, golo!

Portugal é campeão Mundial e Paulinho é o novo Éder" **

* Paulinho foi chamado ao Mundial para substituir Gonçalo Ramos que se lesionou numa disputa de bola com Pepe.

** A parte entre aspas foi um sonho que tive. A jogada como repararam era igual à do golo do Sporting, em vez de ser Trincão a roubar o golo a Paulinho foi Paulinho a roubar o golo a Ronaldo. Será que este segundo roubo seria encarado da forma que foi o primeiro?

Cristiano Ronaldo: sim ou não?

16662863160260.webp

 

É agora evidente que Cristiano Ronaldo deixou de contar para o Manchester United. Está desde ontem a treinar à parte e já se sabe que não será convocado para o próximo desafio, contra o Chelsea.

Chegou a altura de perguntar ainda com mais insistência aos nossos leitores: o Sporting - carente de golos como anda - deve aproveitar esta conjuntura para trazer de volta o mais célebre de todos os jogadores que formámos?

Ricardo Esgaio e Cristiano Ronaldo

202210143514_135435.png

Eu sou suspeito.

Pesquisem a série "Os nossos jogadores", número 17, Novembro de 2013, a minha escolha: Ricardo Esgaio.

Tenho lido tanta (faltam-me as palavras) parvoíce? estupidez? malvadez?ignorância? sobre a carreira de Ricardo Esgaio no Sporting, que vou lançar um pequeno desafio; comparar os títulos do jogador da Nazaré, nas camadas jovens, com os títulos conquistados pelo maior produto da formação leonina (que dá nome à Academia) um tal Cristiano Ronaldo.

"Ses" da treta

Da ameaça à robustez e à união do balneário, passando pela potencial desautorização de Rúben Amorim e à destruição da sua mais que provada capacidade de liderança, já perdi a conta aos "ses" justicados por um eventual regresso de Cristiano Ronaldo ao Sporting. 

Deixem-se de tretas. 

Se o Cristiano voltar a jogar com a camisola do Sporting será o simples porque arrebatador  corolário de uma das maiores escolas de formação de talentos de futebol do mundo e da qual ele é o exemplo maior. O regresso a casa do filho mais prodigioso entre tantos outros prodígios nela nascidos, formados e crescidos teria certamente lugar nos livros de história, seria um dos seus capítulos mais comoventes e inspiradores. Emblema e talento por ele criado reencontrados, lado-a-lado, ambos puxando para o mesmo lado, o da glória, a do Sporting, com os dois unidos mais próxima ainda de alcançar.

Se Cristiano Ronaldo voltar a jogar pelo Sporting teremos o melhor ataque da Liga e um fortíssimo ataque para atacar olhos nos olhos os adversários que viermos a ter pela frente na Liga dos Campeões. Prova na qual CR7 é rei e senhor, o campeão entre campeões.

Se CR7 voltar (desconfio que a venda de Tabata é já para libertar o número para o craque) se CR7 voltar a jogar com a verde e branca será bom para Rúben Amorim, sim, claro que sim. Seria difícil aceitar o contrário, aliás. Como fã, admirador e muito grato que sou de Rúben Amorim ficaria altamente decepcionado se o nosso notável treinador fizesse a vontade às picaretas falantes e não soubesse tirar proveito do potencial inigualável do CR7 em prol da equipa já construída e que mais bem construída ficaria. 

E a projecção do clube internacionalmente? E as vendas de camisolas? Bilhetes de época? De jogo? Se Cristiano cá regressar, o Sporting com ele passará para outra dimensão.

Se o Cristiano voltar ao Sporting, meus caros, aquelas centenas de golos que não cantámos quando eram cantados, esses golos vamos cantá-los muitas e muitas vezes. Cantaremos esses e os outros que só o Cristiano sabe que existem porque é ele quem os cria e inventa, ainda nós sequer percebemos o que o melhor do mundo vai fazer, quanto mais estarmos já preparados para cantar golo. Isso vem depois como brinde, prémio, tesouro inesperados e por isso os mais saborosos. Golo, golo, goloooooo! E o speaker: É do SPORTING!!!! CRISTIANO... e nós 40.000/50.000 em júbilo completando RONALDO!

Aposta na formação

A cerimónia de comemoração dos 20 anos da Academia de Alcochete deixou claro nas intervenções realizadas e nos projectos de desenvolvimento apresentados que, depois dum período de estagnação e de completa ultrapassagem pelo Seixal marcado pelo desleixo e falta de visão estratégica, o Sporting regressou ao projecto inicial centrado no jogador imaginado pelo mestre Aurélio Pereira.

E se a Academia de Alcochete, bem como o Pólo da EUL, são fundamentais na aposta firme e sustentada do Sporting na formação, o treinador principal não deixa de ser uma peça fundamental nessa aposta também.

Curiosamente a relação entre Aurélio Pereira e Rúben Amorim vem de longe. Já em 1998 o teria convidado a vir treinar ao Sporting, depois a coisa não se concretizou, se calhar por isso deve ser com grande orgulho que disse agora: "Há uma estratégia da administração e o treinador é funcionário do clube, tem de responder a essa chamada. Rúben Amorim é um rapaz que se interessa pela formação, muito acessível. Sai do treino dos seniores e vem logo direito aqui aos campos para ver o que se passa. Está sempre atento."

Outra peça essencial na aposta é o recrutamento. Na Academia não podem existir lugares cativos, a sua porta tem de estar permanente aberta ao talento nacional e internacional, dentro dum quadro de integração e respeito pelos valores do clube. Foi assim e terá de ser assim que jogadores como Nani, Palhinha, Jovane ou Matheus Nunes se formaram no Sporting, cada um chegando na idade que chegou e integrando-se da melhor forma com quem lá estava desde tenra idade.

Neste momento existem por lá, além de africanos das ex-colónias, dois ou três noruegueses, mas se calhar faria sentido haver mais talento estrangeiro do tipo Plata, Duscher ou Ugarte, dentro dos condicionalismos FIFA existentes. Para isso é necessário um scouting eficaz. Para descobrir Catena ou Marsà não é preciso grande scouting.

Por último, não podia deixar de falar da equipa B, que mais uma vez vai ser completamente remodelada e ainda mais jovem que a anterior. Ao contrário do que eu gostaria, a B vai continuar a não ter nem plantel nem estatuto próprio de acordo com a responsabilidade de defender o clube nas ligas profissionais. Prevejo que vá mais uma vez ter dificuldades para se manter na Liga 3.

Era um debate que gostava de ver feito, se faz sentido continuarmos assim ou apostarmos (e gastarmos) para ter a equipa a bater-se com os rivais na Liga 2.

SL

Sonho numa noite de Verão

Ronaldo.jpg

Neste período difícil de absoluta inactividade futebolística de interesse, quando há que arregaçar as mangas da imaginação para especular algo de jeito que cative o leitor ávido de futebol, usam-se as peripécias mais manhosas para encher os chouriços que são as páginas de jornais desportivos e os painéis televisivos sobre bola. Das diárias notícias sobre promessas de contratações sonantes e vendas milagrosas há uma em especial que me consegue desviar a atenção dos meus afazeres: a promessa do retorno a Alvalade de Cristiano Ronaldo. Confesso-vos uma coisa: o meu maior sonho era ver o Sporting Campeão Nacional com Cristiano Ronaldo na equipa e Ruben Amorim aos comandos. Já pensaram bem o que seria? Uma época com o estádio cheio sempre a cantar.

CX7 e os mutantes

22314980_MlgMi.png

22314981_644P9.png

Gosto de banda desenhada, "comics" ou novelas gráficas como lhes chamam agora.

Gosto de Charles Xavier, o professor X, gosto de pessoas que pensam.

Gosto da ideia de mutantes, pessoas diferentes que tentam viver/sobreviver da melhor forma possível num mundo normal.

Gosto de música mas não gosto quando me tentam dar música.

Olho para a segunda imagem e para mim as pessoas de pé respiram sportinguismo, principalmente, Paulinho e Manel, LF7 nem por isso.

O regresso de Ronaldo a Alvalade

Melhor do mundo bisa contra a Suíça (4-0)

ronaldo-confederac3a7c3b5es.jpg

 

Foi uma das melhores exibições da selecção nacional nos últimos anos. Na noite de ontem, em Alvalade - confirmando que o nosso estádio funciona como talismã da equipa das quinas. Cilindrámos a Suíça por 4-0 e poderíamos ter duplicado a goleada, tão deslumbrante foi a exibição portuguesa, com bola a circular ao primeiro toque, em progressão acelerada, numa demonstração viva de futebol de ataque. Perante o aplauso entusiástico de mais de 42 mil espectadores.

Figura da partida? O suspeito do costume: o melhor jogador do mundo. Cristiano Ronaldo bisou, aos 35' e aos 39', perante a visível emoção da sua mãe, presente na tribuna. Leva já 117 golos ao serviço da selecção - marca extraordinária num profissional que aos 37 anos regressou ao estádio onde começou a ser feliz, quase duas décadas volvidas.

Voltando a silenciar os idiotas que nunca perdem uma oportunidade de repetir que ele está «acabado» e «já deu o que tinha a dar».

 

Grandes exibições também de William Carvalho (que marcou o primeiro, aos 15'), Nuno Mendes, Rúben Neves e João Cancelo (que fechou a conta, aos 68', numa jogada de antologia, iniciada e concluída por ele).

Mas todo o onze nacional esteve muito bem. Segredo? O excelente desempenho colectivo potenciado pelas seis alterações que o seleccionador fez entre o desafio anterior, contra a Espanha (1-1), e este, que redundou na nossa maior goleada de sempre frente à Suíça. Que já tinha sofrido contra nós, fez ontem três anos, na meia-final da Liga das Nações. Com outra exibição sublime de CR7, autor dos três golos nesse triunfo por 3-1.

 

O nosso próximo desafio será na quinta-feira, também em Alvalade, contra os checos que ontem impuseram um empate (2-2) à selecção espanhola.

Feitas as contas, vamos em primeiro no grupo A. Uma vitória, um empate, cinco golos marcados e apenas um sofrido. E capazes de dar espectáculo, ao contrário do que alguns temiam. Os mesmos que aparecem sempre na hora dos desaires e se eclipsam quando há triunfo nacional. Como se tivessem vergonha de ser portugueses, algo que jamais entenderei.

Como se o tempo não passasse por ele

e_a72_2xiaaliu1-18791768.jfif

 

Aos 37 anos, Cristiano Ronaldo continua em grande forma. Acaba de ser eleito melhor jogador da Premier League de Abril, pela segunda vez nesta temporada 2021/2022, após ter merecido a mesma distinção em Setembro. 

Com seis troféus individuais como este já conquistados no futebol inglês, Ronaldo igualou Steven Gerrard em votações de melhor do mês da Premier League. Só Sergio Agüero e Harry Kane estão à frente dele.

Nesta temporada o craque português já marcou 24 golos (e fez três assistências) em 38 jogos, ao serviço do Manchester United. Como se o tempo não passasse por ele.

O melhor do mundo. O melhor de sempre. Formado no Sporting, claro.

A voz do leitor

«Ronaldo, um tipo mais inteligente do que a média, sem dúvida. Porque tem de se ser inteligente para chegar lá. Não basta ter jeito. O mundo está cheio de pessoas com jeito para qualquer coisa que nunca passam da cepa torta e nunca são donos do seu próprio destino. Não nasceu num bairro chique de Lisboa ou do Porto... ainda mais digno de admiração, por isso.»

 

João Gil, neste meu texto

{ Blogue fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D