Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Um ano de Team Varandas

Completa-se hoje um ano desde as últimas eleições no Sporting Clube de Portugal, eleições essas que consagraram Frederico Varandas como Presidente do Clube.

Um ano cheio de altos e baixos. Conquistaram-se importantes títulos mas também se falharam outros. Entre as grandes conquistas estão a Liga dos Campeões de Futsal, a Taça dos Clubes Campeões Europeus de Hóquei Patins e, claro, as Taças da Liga e de Portugal em Futebol. No lado dos títulos perdidos, os que mais me custaram foram o título nacional Futsal e a SuperTaça em futebol, onde caímos com estrondo.

As modalidades tiveram um ano agridoce. Conquistaram-se muitos títulos mas falharam os respetivos campeonatos nacionais. O orçamento para este ano foi batizado por alguns como "o do desinvestimento" mas parece-me mais que se procura contratar qualidade de forma a fazer mais com menos. Thierry Anti como treinador do Andebol é um bom exemplo disso. E a época começou da melhor maneira. O Futsal esmagou o Benfica na SuperTaça com uns expressivos 6-2 e o Andebol começou a época com uma vitória na Luz por 28-30.

No futebol, pegou na equipa de futebol liderada, até então, por um Sousa Cintra que prometeu um prémio monetário (superior ao da Taça da Liga) caso a equipa estivesse em primeiro à quarta jornada (!). Ter José Peseiro no banco não deixava ninguém descansado e trocou-se por um relativamente desconhecido Marcel Keizer. A aposta não correu como se esperava a 100% mas ainda foram conquistados dois títulos.

A política desportiva para a equipa de futebol também mudou drasticamente. Os jogadores com os salários mais elevados foram "dispensados". Entre vendas e cedências, acabou por se perder algum talento mas também nos vimos livres de muito "entulho". As contratações de jogadores, com a exceção de Borja, passou a ser de jovens com potencial para brilhar mas sem ainda serem certezas absolutas. É o caso de Rosier, Doumbia, Plata, Camacho, etc.

No último dia de mercado, esta política sofreu um pequeno revés com a chegada de três emprestados (Jesé, Fernando e Bolasie) e com a troca de Marcel Keizer por Leonel Pontes. Há uma nuvem de dúvidas sobre o impacto que terá na equipa mas, como tudo no futebol, será dissipada quando a bola começar a entrar na baliza. Leonel Pontes tem que ter a paciência dos adeptos para mostrar aquilo que sabe fazer.

Por falar em bola na baliza. Acho que não vale a pena teorizar muito sobre o que une o Clube. O que une o Clube são e serão sempre os títulos. Os Sportinguistas têm um conjunto de características que os ajudam a rever-se no Clube mas, neste momento, há muita dispersão. Neste último ano tornou-se óbvio que existem vários tipos de adeptos. Existem os que ainda vivem no luto da anterior direção e que se comportam como uma espécie de FARC, sempre prontos a metralhar quem não gostam (mesmo com mentiras). Existem os que estão sempre prestes a salvar o Clube do que quer que seja pois são eles os detentores do mágico elixir que tudo cura. E existem os adeptos normais que entendem que estamos perante uma presidência normal, com altos e baixos e que será avaliada normalmente nas próximas AGs e Eleições. Até lá, que a bola bata sempre na parte de dentro da rede e consigamos o maior número de títulos possível.

A Academia está a ser melhorada a olhos vistos e o projeto de formação ganhou novos contornos. A formação não pode ser vista como a salvação do Sporting, tem que ser vista como uma fonte de recursos onde o Clube se reforça mas nunca a única. Ainda assim é importante ter qualidade em quantidade e comprometidos com o Clube. É claro que quando se fala na formação vêm mil piadas sobre colchões mas não posso fazer nada para mudar a opinião de quem se comporta como um chimpanzé a atirar fezes a quem passa no zoo.

A nível de comunicação, parece que abandonámos de vez o belicismo e começámos à procura de outra linha. Acho que estamos piores nas redes sociais mas melhores na maneira como lidamos com os players da comunicação social. Há uma linha ténue que separa as notícias da propaganda mas é sempre (SEMPRE!) melhor ter pessoas a nosso favor do que contra.

Já a oposição nunca desapareceu. Os eternos "esqueletos" Ricciardi e Dias Ferreira têm sido o rosto mais visível de uma certa oposição. Os tais que acham ter o tal elixir. Também se joga uma campanha suja nas redes sociais onde se tenta ofender o mais possível. Campanha essa levada a cabo por muitos daqueles que criticavam, e bem!, as campanhas sujas contra o anterior Presidente. A democracia não pode ser só boa quando ganha quem nós queremos. É saudável haver oposição mas que seja feita às claras e com medidas para ajudar o Clube em vez de uma política de terra queimada.

No fundo, apesar de tudo, foi um ano normal na vida do Sporting. Conquistaram-se títulos, perderam-se outros. Bem sei que alguém dirá "temos a responsabilidade de ganhar tudo" e é verdade. Mas não se conseguiu. O que se conseguiu foi trabalhar para que a cada ano se tenham mais condições para que "se ganhe tudo".

 

Palmarés 2018/19

Futsal Masculino - Liga dos Campeões, Supertaça, Taça de Portugal

Futsal (sub20) - Campeonato Nacional

Hóquei em Patins - Liga Europeia

Andebol (juniores) - Campeonato Nacional

Voleibol (feminino) - 1º Lugar (II divisão)

Atletismo (masculino) - Campeonato Nacional de Estrada, Campeonato Nacional de Corta-Mato

Atletismo (feminino) - Campeonato Nacional de Estrada, Taça dos Clubes Campeões Europeus de Corta-Mato, Campeonato Nacional de Corta-Mato, Campeonato Nacional de Pista Coberta, Taça dos Clubes Campeões de Pista Coberta, Campeonato Nacional ao Ar Livre

Judo (masculino) - Liga dos Campeões, Campeonato Nacional

Ténis de Mesa - Tetra Campeões, Taça de Portugal, Supertaça

Râguebi - Taça Ibérica

Râguebi (feminino) - Campeonato Nacional, Taça Ibérica, Taça de Portugal, Supertaça

Natação - Octacampeões Nacionais

Ginástica (trampolins masculinos) - Campeões nacionais por equipas

Goalball - Campeões europeus (masculino e feminino), Campeonato Nacional, Taça de Portugal, Supertaça

Futebol - Taça de Portugal, Taça da Liga

Futebol (sub15) - Campeonato Nacional

Futebol (sub14) - 1º lugar na Divisão de Honra AF Lisboa

Futebol (sub14 B) - 1º lugar na Divisão de Honra AF Lisboa

Palmarés 2019/2020 (até ao momento)

Futsal - Supertaça

Judo - Jorge Fonseca campeão do Mundo (< 100kg), Daria Bilodid campeã do mundo (< 48kg)

 

Também tu, Cláudia?

Cara Cláudia Lopes

Será que estou enganado ou na reportagem que antecedeu o jogo vi a Cláudia Lopes tapar a cara para não sair numa das TVs? Se estou engando peço antecipadamente desculpa. Mas, cara escondida ou não, acho que tenho o direito, sabendo especialmente onde se tornou conhecida, de ver a sua cara mais vezes ou, pelo menos, de sentir que o seu trabalho "está lá".

Creio não lhe precisar de dizer isso mas um dos maiores desafios da comunicação de um clube é precisamente no acertar de uma estratégia quando o clube sofre algum dissabor... e o que vi ontem foi um festival de improvisos que correram muito mal. 

Keizer, na sua "urbanidade", disse publicamente que não sabia se conseguia estar preparado para o jogo do Marítimo. Qualquer pessoa sabe que ser líder é uma mistura de conhecimento técnico com capacidade de mobilização e liderança do seu "exército". Não sei se Sérgio Conceição tem mais conhecimento técnico do que Keizer mas tem certamente mais capacidade de mobilização. E  Keizer tem tambem de perceber que não está a treinar um clube na China ou na Alemanha mas em ... Portugal! E se não sabe adequar-se a isso não é competente para estar no Sporting. Para dizer o que disse, seria mais honroso colocar o lugar à disposição para iniciar uma eventual vaga de apoio. Mas dizer a quem o quis ouvir que não sabe se consiguirá levantar a cabeça... não lembra ao diabo mesmo que ele tenha vestes da fleuma holandesa. E agora a pergunta essencial: ele não acerta consigo uma estratégia para as conferências de imprensa? Até Jesus, com o seu ego do tamanho da Torre de Pisa, se percebia que o fazia. 

E a mesma pergunta se coloca para o presidente. Essa então prefiro nem sequer a desenvolver, de tão "calinada" que foi.

Volto a perguntar-lhe: Mas então você consegue fazer o seu trabalho ou foi apenas chamada para ser mais uma cara bonita em contraposição ao ar "mauzão" em que o seu antecessor era pródigo? Sempre ouvi os seus programas porque achava que se conversava com elevação e cordialidade e bastante humor, mas sem deixar de ir aos problemas de fundo. Quero continuar a ser seu fã pelo trabalho no Sporting. Por favor, não me desiluda. Este fim de semana ja foi suficientemente duro dentro e fora das quatro linhas...

Cordialmente.

Comunicação do Sporting Clube de Portugal

Se há alguma coisa que tem destoado no Sporting para pior nestes largos meses, quase um ano, de Frederico Varandas como presidente, tem sido a comunicação. Porque muitas outras coisas tem corrido bem ou mesmo muito bem. Muito acima do expectável, depois do que se passou e que não merece a pena qualificar.

Não que o que vinha de trás tenha sido famoso, aliás foi mais do tipo dos filmes de "western-spaghetti" dos anos 70, com Bruno de Carvalho e Nuno Saraiva a concorrer na metralha em todas as direcções, externas e internas, sempre à procura do palco e desviando as atenções dos problemas dos rivais. 

Mas entre o estilo próprio do actual presidente, do que diz e da forma como diz, que agrada a uns e detesta a outros tantos, e a falta duma outra voz reconhecível que informe e esclareça os sócios das questões que vão ocorrendo, coisas normais transformam-se em enigmas que induzem as teorias mais rebuscadas e que alimentam a guerrilha dos letais ao Sporting. Os casos Nani e Montero ou o do Voleibol são exemplos.

Neste contexto, Rui Miguel Mendonça renunciou ao último cargo (qualquer que ele tenha sido) e deixou a seguinte mensagem:

"Há alturas na vida que temos de tomar decisões muito difíceis. E a vida trouxe-me, recentemente, um revés inesperado.

Depois de muita reflexão e ponderação, cheguei à conclusão de que, nesta altura, não tenho as condições para continuar a servir o grande Sporting Clube de Portugal. É uma decisão estritamente pessoal. Aqui, vim encontrar uma família que me acolheu e abraçou. Uma família que me ensinou tanto e me ajudou a crescer e evoluir. E tanta gente que levo no coração e nunca vou esquecer.

Neste "até já", deixo o meu profundo agradecimento:

- À Direcção do Dr. Bruno de Carvalho por me ter aberto as portas da Sporting TV, pela oportunidade e orgulho de trabalhar para o Sporting Clube de Portugal ;

- À Comissão de Gestão pela confiança e profissionalismo num momento tão delicado na vida do clube;

- E, muito em particular, ao Dr. Frederico Varandas e toda a Estrutura, pelo humanismo, sensibilidade, total compreensão e apoio. O Sporting Clube de Portugal está em boas mãos e com um projecto de sucesso.

E, claro, uma palavra muito especial para toda a equipa da World Channels. Tive o privilégio de trabalhar com gente tão dedicada, tão esforçada e com imenso talento. Aos amigos José Alves e Francisco Oliveira: travámos grandes combates, discutimos algumas vezes (faz parte) mas, acima de tudo, ficará para sempre o mais importante: a amizade que construímos. E levo: levo algumas amizades para a vida desta passagem de quatro anos. Não vou individualizar, porque essas pessoas sabem quem são.

Finalmente, ao enorme Sérgio Sousa. Companheiro de tantas lutas há mais de 20 anos. Juntos, demos o nosso melhor pelo projecto Sporting TV. Tornámos impossíveis em possíveis, tentámos contribuir com a nossa experiência e aprender sempre mais um bocadinho todos os dias. Tudo à base de um grande cumplicidade e companheirismo. Sérgio: admiro-te muito como profissional, como pessoa, como amigo. Os nossos caminhos não se separam aqui. E contigo à frente da Sporting TV, é a certeza de qualidade, profissionalismo, máximo rigor e exigência, honestidade e frontalidade. Obrigado por tudo, Sérgio! Obrigado por tudo, Sporting Clube de Portugal."

E entrou a Cláudia Lopes vinda do programa da TVI com Tomaz Morais e Pedro Barbosa, e que deixou a mensagem seguinte:

"Sou licenciada em marketing e comunicação, pelo que o acidente de percurso na minha vida foi o jornalismo. Não pude dizer que não ao desafio que me foi proposto pelo Sporting Clube de Portugal. Primeiro, porque gosto do meio e o futebol não me é uma coisa estranha. Há um longo caminho a percorrer na comunicação dos clubes para que não seja uma coisa trauliteira ou arruaceira. Acho que se pode defender os interesses da instituição com um outro registo. As pessoas sabem qual é o meu registo, já o conhecem há muitos anos, e não é preciso usarmos armas de arremesso. Sou sempre a favor de um profundo respeito pelo adversário porque se não tivermos grandes adversários não temos grandes vitórias", começou por dizer.

"Liderar a comunicação e os conteúdos do Sporting CP é também uma vitória para as mulheres que trabalham directamente com desporto", garante Cláudia Lopes.

"Para as mulheres, o futebol e o desporto, genericamente, não são muito favoráveis. Ter um convite destes, enquanto mulher, também pesou. Dentro do futebol, a carreira das mulheres é sempre um bocadinho a pulso. Com um convite destes, não dá para recusar porque a mesma oportunidade não volta a existir."

Obviamente que foram logo "ambos os dois" vergastados pelos Letais ao Sporting, um porque foi um traidor ao grande líder e elogia o "belzebu" golpista, outra porque advoga o Sporting dos bananas, dos croquetes, não percebe que isto só vai lá com muita atitude, javardice nas redes sociais e ladrar bem alto. Porque, mesmo acabando no tribunal, na cadeia, ou no hospital (que o diga o grande lider), isto é mesmo uma guerra contra tudo e todos. 

Do meu ponto de vista, só resta agradecer ao Rui Miguel Mendonça o grande trabalho realizado na Sporting TV, e à Cláudia Lopes desejar o melhor nestas novas funções, e que ajude a transformar para melhor a comunicação do Sporting, esperando do presidente e da restante administração a melhor colaboração para esse objectivo. 

E que vos parece tudo isto? Como deverá ser a comunicação do Sporting Clube de Portugal?

SL

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D