Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Das saudades do estádio antigo. Também as tenho, não se pense que não

De vez em quando vejo imagens, posts, dissertações sobre o estádio antigo. Tudo em volta das saudades.

Eu também tenho algumas, mas gosto muito de ter um estádio novo. Não, eu também não acho muita piada aos azulejos mas sinceramente se não os posso mudar também já não lhes ligo. Mudou-se o amarelo que era coisa que me complicava cá com o sistema nervo-piroso e pronto. Não faço dramas em volta do resto, é o que há. Temos prioridades como relvado e fosso, antes de um azulejo que fosse.

Claro que posso ir mais longe nas saudades. O estádio antigo era o do futebol antigo, em oposição ao futebol moderno. Eu perdi-me um bocadinho com a explosão de informação por todo o lado (que ao mesmo tempo considero uma coisa boa), eu posso não saber analisar as nuances de como uma equipa funciona de tiver este no apoio àquele ou preferimos o outro a lançar acoloutro, mas acompanhava tudo, sabia golos de todo o lado numa semana e terceiros guarda-redes da Série A. E o estádio antigo era o desses tempos. Ainda assim, não o trocava. O tempo dele fica guardado, recordo-o quando me apetecer com as saudades que entender.

E o futebol mudaria tivéssemos um estádio ou outro. Vieram as cadeiras e a lotação reduziu bastante no antigo, não é argumento. Lembro-me de num Sporting - Celtic, pré-cadeiras, ver a primeira parte toda sentada de lado, tantas eram as pessoas na bancada que cada uma ocupava o espaço de meia. Tanto que ao intervalo quando revi o meu braço já não me lembrava de o ter, palavra de honra. Com o Real Madrid as avalanches nos dois golos foram tais que se diria que a bancada era uma rampa e não degraus. Mas isso não me pareceu mudar com as cadeiras.

Vieram os torniquetes e mais cedo ou mais tarde os modelo de acessos e bilheteira seriam os de hoje, não tenho dúvidas, mas num estádio antigo e provavelmente enxertado até nos fazer pena de ver. As coisas são o que são e foi melhor assim, acho.

Há uma coisa pela qual eu jamais trocaria um estádio pelo outro. E pode parecer comodismo, e dir-me-ão que se gosta do Sporting em quaisquer circunstâncias e eu sei que sim, mas eu sei do que falo porque foram muitos jogos ao ar livre em tempo de chuva. Eu não trocava a cobertura do estádio, não trocava não.  

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Mais comentados

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D