Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Campeo4 nacional, 28/34

1.jpeg

Numa altura em que o campeonato se aproxima do final, esta jornada mostrou-nos que não é assim que vamos lá, não é assim que o futebol português ganha credibilidade internacional.

Esta foi a jornada da barracada.

Barracada em Alvalade com Artur Soares Dias, crónica de uma barracada anunciada. O murro de Di Maria no nariz de Pedro Gonçalves devia ter sido punido com cartão vermelho. É uma opinião unânime. Para cada cartão vermelho ou penalty perdoado ao Benfica há uma cortina de fumo. "ASD errou ao não expulsar Di Maria mas compensou ao não expulsar Morten". Quem diz, escreve ou pensa isto é estúpido. O que aconteceu no lance do primeiro amarelo a Morten? O dinamarquês preparava-se para rematar à baliza à entrada da área do Benfica sofre uma falta técnica (aprendemos, nesta jornada, que a falta técnica é sempre punida com amarelo) cometida pelo meia-leca algarvio que, obviamente, não viu amarelo, é empurrado e injuriado por Otamendi e vê amarelo por três razões, ter sofrido falta, ter sido empurrado e ter sido injuriado. Mesmo que Morten tivesse dado um murro em Otamendi (seria bem dado) e outro em João Neves (não se perdia nada) como vimos no lance de Di Maria/Pedro Gonçalves isso não seria motivo para amarelo. Termino com a simulação de Geny que viu amarelo e com a simulação de Otamendi (já tinha amarelo) que finge uma agressão provocada por Viktor e consegue sacar uma falta inexistente, numa clara oportunidade de golo para o Sporting (Duarte Gomes veio pedir desculpa por ter analisado mal este lance e confirma a expulsão perdoada a Otamendi).

Screenshot_2024-04-08-11-51-51-880-edit_com.google

Barraca em Braga, na Pedreira.

Na semana em o presidente, conhecido como trolha, contratou o treinador do Arouca para a próxima temporada, pensando obter algum benefício, não obteve um benefício, obteve três, Daniel Sousa foi generoso e mostrou que é um homem com carácter, o que não abunda no nosso futebol.

Screenshot_2024-04-08-10-17-16-900-edit_com.google

Barraca no Dragão que relança o interesse no campeonato.

Quem será o terceiro classificado?

É de realçar mais uma expulsão do cangaceiro calvo e mais uma choraminguice com a arbitragem. Penalty perdoado após um toque em Galeno na área. Será que os jogadores de futebol são meninos com quinze meses que se desiquilibram com o vento e caem com o rabo (e com a fralda) no chão ao mínimo toque? O futebol é um desporto de contacto. Os jogadores de futebol são atletas de topo bem treinados. Galeno podia resistir àquele contacto sem se aventar para o chão? Poder, podia mas não era a mesma coisa.

No entanto, nem tudo são más notícias para o FC Porto, o empate do Moreirense faz com que o clube de Luís Beleza Gonçalves tenha, pelo menos, o quinto lugar assegurado, presença certa nas Confederações ou lá o que é.

Campeo4 nacional, 27/34

Screenshot_2024-04-02-14-45-10-839-edit_com.androi

A História repete-se.

Mais uma jornada, mais colo.

Colo na Luz, onde o clube de António Costa, de Medina e de André Ventura, só com muito carinho, só com muito mimo , só com três penalties, só com cafunés conseguiu vencer o adversário, o último da tabela. O Desportivo de Chaves cometeu doze faltas e viu oito cartões amarelos, recorde mundial.

No Estoril, também amarelou mas devia ter avermelhado mais.

record.jpeg

Bem Sérgio Conceição ao reconhecer as suas limitações como treinador:

"Sou fraco, não gostava de ter um treinador como eu" disse ele, a antecipar mais uma derrota.

Screenshot_2024-04-02-14-43-20-016-edit_com.androi

Visto de fora, constatamos a evidência, bem revertido o penalty na Amoreira, mal concedido um dos penalties na Luz, o repetido.

Muito bem o guarda-redes do Chaves, Hugo "Neneca" Souza:

"Quantos penalties tenho de defender para ser considerado o melhor em campo?"

["Me chamam Neneca mas o Benfica é que é carregado às costas" devia ter acrescentado o goleiro do Mengão emprestado aos flavienses]

Screenshot_2024-04-02-10-21-15-064-edit_com.androi

Na Amadora e em Portimão tudo normal, venceram as melhoras equipas, sem favores e sem casos nem casinhos.

Campeo4 nacional, 26/34

aaa.jpeg

Esta jornada fica marcada por dois escândalos, um em Rio Maior, outro no Porto.

O de Rio Maior foi mais mediático, não há ninguém que diga que não foi penalty de certeza absoluta. Não há provas, não há certezas, parece que...

Parece-me que em caso de dúvida se deve proteger quem ataca, o Casa Pia estava a atacar, não há certezas?

Então é penalty.

ddd.jpeg

"Muitos anos depois perante a sua consciência o capitão Pepe Caceteiro haveria de recordar aquela tarde remota em que marcara na própria baliza mas o árbitro resolvera tudo ao expulsar, injustamente, um jogador adversário"

Poderia ser o princípio de um livro chamado:

"Cem anos de podridão".

Screenshot_2024-03-18-11-34-51-186_com.android.chr

Onze contra onze:

Sporting 6, Braga 2, Benfica 1, Porto 0, nos golos marcados.

Adenda:

pepe.jpeg

Tó, isto é uma agressão?

Pepe é um criminoso que há muito devia estar afastado do futebol?

Pepe tudo fará hoje para inutilizar Gyokeres até ao fim da época?

Se levar cartão vermelho pela selecção o carniceiro do Bolhão poderá continuar, tranquilamente, a dar porrada na Liga Portuguesa.

Campeo4 nacional, 25/34

Em fim de semana de eleições vamos ver quem foram os vencedores e os que se abstiveram.

aa.jpeg

bb.jpeg

O grande vencedor destas eleições foi o Sporting. Três golos sem resposta num terreno mais propício a plantar batatas que a jogar futebol. Ainda assim, marcámos um golo de Genyo e, ao contrário do que diz A Bola, o nosso futebol não foi pragmático, foi ganhático.

cc.jpeg

O Braga, em Vila do Conde, absteve-se de marcar golos mas não se absteve de protestar, parece que o presidente Salvador foi à cabine do árbitro e não terá sido para levar um ramo de flores.

O FC Porto em Portimão (uma espécie de sucursal portista no norte de África [desculpa CAL ]) teve mais uma vez a passadeira azul estendida.

O Benfica, na Luz, por entre lenços brancos, assobios e frangos do tamanho de avestruzes, lá conseguiu vencer o jogo e desenterrar a cabeça da areia.

Agora temos os jogos europeus e no próximo fim-de-semana há mais, jogo a jogo, sempre.

Campeo4 nacional, 24/34

Screenshot_2024-03-04-09-31-52-580-edit_com.androi

Mais uma jornada sob o algarismo 5.

5 golos em Alvalade.

5 golos no Dragão.

5 golos golos marcados pelo Sporting nos dois últimos jogos.

Duas vezes 5 os pontos perdidos que separam o primeiro do terceiro.

Duas vezes 5 (à condição) os pontos que separam o primeiro do quarto.

Quatro vezes 5 (à condição) a diferença de golos entre o primeiro e o quarto.

Screenshot_2024-03-04-09-30-30-429-edit_com.androi

No dia 26 de Fevereiro, p.30 d' A Bola, escrevia José Manuel Delgado:

"João Neves e António Silva, ao dizerem-se em condições de jogar em Toulouse (...) mostraram uma força mental que é própria dos campeões."

Não concordo. João e António abdicaram dos direitos como trabalhadores para colocarem os interesses da entidade patronal acima dos seus. Péssimo exemplo.

"Não sejas mariquinhas, só porque morreu a tua mãe não vens trabalhar, lembra-te do que fez João Neves, excelente exemplo de dedicação à empresa" temo que este discurso venha a ser ouvido com frequência.

O esforço de João e António foi em vão, nos quatro jogos em análise, Toulouse e os três posteriores, o Benfica empatou um, venceu um e perdeu dois, se isso é força mental de campeões, estamos conversados.

Faltam dez jogos (onze ao Sporting) vamos manter a cabeça no lugar, os pés bem assentes no chão e vamos jogo a jogo. Foi assim que fomos campeões em 2020/2021. Esta época podemos ser campeões, vencer a Liga Europa e a Taça de Portugal.

Com cabeça e com um bom jogo de pés.

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D