Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Um dos dias mais importantes da época

Percebo mal a pouca ou nenhuma importância que se dá ao calendário da Liga.

O sorteio – que será a 5 de julho – é uma das mais importantes ocorrências da época desportiva dos chamados três grandes e pode ser decisivo no equilíbrio entre os três ou, em campo oposto – no afastamento imediato de um ou mesmo de dois dos competidores.
Por exemplo, começar por ir ao Rio Ave, receber o Braga, ir a Guimarães, receber o Benfica, ir a Portimão e ir à Antas pode acontecer, com jornadas da Liga Europa algures que podem ser deslocações à casa do Diabo. No nosso caso este cenário de hipótese só é ajudado por termos relativamente poucos selecionáveis a esta altura.
Algumas das mais importantes decisões da época na construção do plantel de um clube como o nosso – um contender da Liga, mas não um winner habitual – passam por superar o primeiro obstáculo que é o “início” da época. Admira-me que imprensa, crítica e adeptos não tenham mais atenção a isto. Acredito que os clubes e as estruturas tenham.

Algo que gostaria de entender

O início da época futebolística em Itália é só no próximo fim de semana. Já em Espanha o início da época é como a hora de jantar: no início de Setembro. São dois países produtores de azeite e vinho como Portugal. Por que razão cá se segue um calendário à inglesa, com as primeiras jornadas do campeonato a decorrerem com a maioria dos portugueses de férias? (Já referi neste blogue a minha proposta: em Agosto deveria jogar-se a fase de grupos da Taça da Liga.)

Comentários ao calendário (se for mesmo o definitivo...)

Geralmente era costume atribuir os prémios da época anterior e fazer o sorteio da nova época de manhã ou ao fim da tarde. Desta vez fizeram-no depois do jantar, onde devem ter sido servidos diversos cocktails, e deu nisto. Esta imagem vai entrar para a história como mais uma piada do futebol português.

 Quando vi o sorteio original (entretanto anulado) fiquei irritadíssimo. O Sporting jogava entre a 3ª e a 7ª jornadas os dois principais jogos da época em Alvalade, com tudo o que isso acarreta em prejuízo de interesse competitivo para o resto do campeonato e em dificuldades para os sócios e adeptos, principalmente os que não têm gamebox. Ter os dois jogos em casa tão próximos obrigaria a um esforço financeiro suplementar concentrado no tempo, numa altura do ano em que também existem outras solicitações financeiras extra. O jogo com o Benfica, na terceira jornada, era em pleno mês de Agosto, numa altura em que muitos sócios e adeptos se encontram ainda legitimamente de férias. Esta é uma altura em que o campeonato não deveria ainda ter começado. Quanto muito, poderia estar a começar, mas não deveria haver jogos entre equipas grandes. É absurdo o campeonato português começar tão cedo: compare-se por exemplo com o espanhol. A isto acresciam duas deslocações seguidas (Chaves e Tondela), nas jornadas 17 e 18, muito próximas no tempo e muito distantes geograficamente de Lisboa, a fazerem lembrar uma situação semelhante há duas épocas (jogos em Chaves e na Madeira no intervalo de uma semana, com um outro jogo para a Taça em Chaves a meio da semana).

Esta situação relativa aos jogos grandes não se verificaria se tivessem sido mantidos os condicionantes razoáveis, que eram usados nas épocas anteriores, que Sporting e FC Porto queriam que se mantivessem mas que os restantes clubes da Liga rejeitaram. Seria bastante injusto ser um destes dois clubes penalizado pelo calendário por este motivo.

Felizmente houve a correção do sorteio e, no calendário entretanto corrigido, o que antes sucedia ao Sporting passou felizmente a suceder, como era justo, ao principal responsável pela alteração dos condicionantes: o Sport Lisboa e Benfica, que anteriormente votava com Sporting e FC Porto favoravelmente a um regulamento que não prejudicava nenhum dos clubes mais representativos e que movem multidões, mas recentemente passou a votar em conjunto com os clubes mais pequenos. As duas deslocações seguidas nas jornadas 17 e 18 de que falei passaram a ser, para o Benfica, ao campo do Santa Clara e a Setúbal (pena não ser a Chaves). Em contrapartida, nessas mesmas duas jornadas, o principal aliado do Benfica (e o outro grande responsável pela alteração dos regulamentos), o Sp. Braga, desloca-se a Portimão... e à Madeira. Como diria o saudoso João César Monteiro, adorei, adorei, adorei.

Um calendário infernal

Ninguém negará, mesmo em tempo de Páscoa: temos um calendário infernal pela frente. Aguardam-nos oito jogos difíceis, cada qual à sua maneira, para três competições diferentes.

 

O primeiro é já no próximo sábado, 31 de Março, às 20.30. Para a Liga, frente ao Braga - desafio a disputar na Pedreira Um campo sempre difícil: este ano não é excepção, tanto mais que a equipa bracarense - reforçada com o empréstimo de Jefferson e a transferência a título definitivo de Esgaio - está muito combativa. E até leva mais golos marcados.

Segue-se, a 5 de Abril, aquele que à partida parece ser o desafio mais complicado: o Atlético de Madrid-Sporting, com início previsto às 20.05 desse dia. Primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa. 

Após um intervalo curtíssimo, a 7 de Abril, joga-se o Sporting-Paços de Ferreira, novamente para a Liga. Não será nenhuma pera doce, até porque se adivinha que a nossa equipa virá desgastada de Madrid.

A 12 de Abril (quinta-feira), Alvalade recebe - seguramente com casa cheia - o Atlético de Madrid para a segunda mão da eliminatória da Liga Europa iniciada na capital espanhola. Jogo com início previsto para as 20.05.

Três dias depois, a 15 de Abril, disputa-se o Belenenses-Sporting, de novo para a Liga. Esperamos encontrar no Restelo menos dificuldades que o Benfica, incapaz de ali conseguir melhor do que um empate (1-1) à beira do fim.

A 18 de Abril, Alvalade volta a ter partida de gala: vai disputar-se o Sporting-FC Porto, desafio da segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal. Partimos com desvantagem, pois na primeira mão os portistas venceram por 1-0. Mas aspiramos à presença na final do Jamor, como não podia deixar de ser.

O calendário prossegue com a partida Sporting-Boavista, na contagem decrescente para o campeonato, já então na recta final. O jogo está marcado para 22 de Abril.

Este calendário nada fácil do próximo mês futebolístico leonino conclui-se com outro embate para a Liga: o Portimonense-Sporting, previsto para 29 de Abril.

 

Um mês de alegrias?

Um mês de muito sofrimento?

Veremos o que acontece. Jogo a jogo, como é nosso timbre.

Fevereiro como janeiro, e março mais do mesmo

Escrevia há dias sobre gestão de ansiedade, mas parece que o problema era masoquismo. E agora, com dia 17 à porta, em que devemos pensar? Sugestão: unirmo-nos em redor da equipa de futebol. E temos muitas oportunidades:

Fevereiro, dia:

4: Estoril (fora, D 2-0; Liga NOS); e como enchemos as bancadas da Amoreira, apesar do frio gélido e do "vento".

7: Porto (fora, 1ª mão da Taça de Portugal)

11: Feirense (casa; Liga NOS)

15: Astana (fora; 1ª mão da Liga Europa)

19- Tondela (fora; Liga NOS)

22: Astana (casa; 2ª mão da Liga Europa)

26: Moreirense (casa; Liga NOS)

E a 2 de março temos logo o Porto (fora; Liga NOS); e por aí fora.

 

E Janeiro já tinha sido assim (não esquecendo que a 29 de dezembro tinhamos jogado no Restelo para a Taça da Liga: 1-1):

3- Benfica (fora, E 1-1; Liga NOS)

7- Marítimo (casa, V 5-0, Liga NOS)

10- Cova da Piedade (fora, V 2-1; quartos de final Taça de Portugal)

14- Aves (casa, V 3-0; Liga NOS)

19- Vitória Setúbal (fora, E 1-1; Liga NOS)

24- Porto (meia final da Taça da Liga/CTT; Sporting vencedor nos penaltis 4-3)

27- Vitória Setúbal (final Taça da Liga/CTT; Sporting vencedor nos penaltis 5-4)

31- Guimarães (casa, V 1-0; Liga NOS)

 

Apesar de tudo, tudo podemos ganhar. Ainda e se!!!

A nossa união é de aço

IMG_3713

 

2012/2013

1ª Jornada – V.Guimarães vs. Sporting
2ª Jornada – Sporting vs. Rio Ave
3ª Jornada – Marítimo vs. Sporting
4ª Jornada – Sporting vs. Gil Vicente
5ª Jornada – Sporting vs. Estoril
6ª Jornada – FC Porto vs. Sporting
7ª Jornada – Sporting vs. Académica
8ª Jornada – V. Setúbal vs. Sporting
9ª Jornada – Sporting vs. SC Braga
10ª Jornada – Moreirense vs. Sporting
11ª Jornada – Sporting vs. Benfica
12ª Jornada – Nacional vs. Sporting
13ª Jornada – Sporting vs. Paços Ferreira
14ª Jornada – Olhanense vs. Sporting
15ª Jornada – Sporting vs. Beira-Mar
16ª Jornada – Sporting vs. V. Guimarães
17ª Jornada – Rio Ave vs. Sporting
18ª Jornada – Sporting vs. Marítimo
19ª Jornada – Gil Vicente vs. Sporting
20ª Jornada – Estoril vs. Sporting
21ª Jornada – Sporting vs. FC Porto
22ª Jornada – Académica vs. Sporting
23ª Jornada – Sporting vs. V. Setúbal
24ª Jornada – SC Braga vs. Sporting
25ª Jornada – Sporting vs. Moreirense
26ª Jornada – Benfica vs. Sporting
27ª Jornada – Sporting vs. Nacional
28ª Jornada – Paços De Ferreira vs. Sporting
29ª Jornada – Sporting vs. Olhanense
30ª Jornada – Beira-Mar vs. Sporting
Se por acaso eu estiver incontactável, experimentem conferir o calendário.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D