Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Sylvie van der Vaart e Sabia Boulahrouz

 

O caso destas duas ex-esposas de jogadores está a agitar o jet-set da cidade de Hamburgo, perto de onde vivo. E, como o assunto tem uma ligação, ainda que ténue, com o Sporting, não resisti a contar a história, ilustrada com as fotografias das duas mulheres bonitas.

 

Os casais Boulahrouz e van der Vaart eram muito amigos, sendo os dois jogadores colegas na seleção do seu país. Além disso, Sylvie van der Vaart, apesar de holandesa, tornou-se numa vedeta televisiva na Alemanha, apresentadora de programas como Dança Comigo e membro de júri de Ídolos, ou Supertalento (tudo na RTL). Rafael van der Vaart joga há muitos anos na equipa de futebol de Hamburgo (Hamburg SV), com uma interrupção, aquando da sua passagem pelo Real Madrid. Mas para cá regressou.

Quando o casamento de Boulahrouz começou a andar tremido, Sabia mudou-se para ao pé da amiga.

 

No início deste ano, a surpresa: o casal van der Vaart, considerado exemplar, anunciou a sua separação. Nessa altura, Sylvie fartou-se de dizer que o que lhe valia era a amizade de Sabia, que confessou estar definitivamente separada de Khalid Boulahrouz (de quem tem dois filhos), embora ainda não divorciada. As duas consolavam-se, assim, uma à outra e os paparazzi apanhavam-nas sempre juntas, em festas, ou às compras.

 

 

Agora, a bomba: Rafael van der Vaart anunciou que a sua nova namorada é a melhor amiga da ex-esposa: Sabia Boulahrouz!

Sylvie está furiosa, diz que foi traída, vítima de uma hipocrisia sem precedentes.

Quanto ao jogador do Sporting... Parece ser o menos afetado, neste caso de traições e ciúmes. Pelo menos, enquanto se mantiver lá bem longe, por Lisboa...

Ficámos bem apresentados

Há finais de tarde assim. Tudo corre bem e podemos sair de Alvalade com a alma cheia e sonhos na cabeça.

Foi o meu caso. Mais do que o 3-1 aplicado aos franceses, coleccionei uma série de bons presságios, que passo a descrever.

1. Defesas centrais de alto nível

Gosto muito de Carriço e de Onyewu, bem como de Xandão, mas tudo indica que Boulahrouz e Rojo vieram para serem titulares. A avaliar pela segurança que demonstraram na primeira parte, ainda bem que assim será.

2. Extremos a confirmar valor

Carrillo e Diego Capel voltaram a dar espectáculo e ficam ligados a todos os golos do Sporting. No caso do peruano, a forma como aparece na posição de segundo ponta de lança quando a bola vem do lado contrário saldou-se em dois golos. Jeffrén, Labyad e Wilson Eduardo que se cuidem...

3. Avançado com tiques de playmaker

Ricky Van Wolfswinkel só marcou de penálti - e não teve grandes ocasiões para fazê-lo de bola corrida -, mas esteve sempre em jogo e só não fez duas assistências para golo devido ao aterrador falhanço de André Martins.

4. Laterais dão segurança

Os supostos titulares só entraram ao intervalo, mas Cédric Soares e Pranjic deram boas indicações - o ex-Académica fez a melhor exibição entre os 'regressados' de empréstimo, parecendo-me mais acutilante do que Pereirinha.Já do outro lado é um regalo ver a dupla Insúa-Capel em acção.

5. Soluções no meio-campo

Matias Fernández foi naquela estrada e Izmailov permanece no limbo. Ainda bem que Elias (a querer justificar os nove milhões) e Schaars controlaram as operações, deixando André Martins como uma espécie de segundo avançado. E na segunda parte houve Rinaudo, Adrien e Gelson Fernandes.

Quanto aos maus presságios, falemos deles. Muito de passagem

1. Wolfswinkel sem substituto

Diego Rubio e Wilson Eduardo (desviado para a esquerda) mostraram muito pouco, Viola ainda se vai juntar à troupe, mas convém que o holandês não se lesione.

2. Desperdício de Martins

André Martins falhou um golo de baliza aberta, tão escandalosamente aberta, que se pergunta se a titularidade será nuvem passageira.

3. Esperanças perdulárias

Adrien Silva ainda fez o passe que desmarcou Wolfswinkel no lance do 2-0, antes e depois de passes falhados e más iniciativas. Já Wilson Eduardo foi sobretudo irrelevante.

Famintos de títulos

Que bom que é ver um internacional holandês a chegar a Alvalade dizendo-se “faminto” de títulos. Na semana passada ouvimo-lo do nosso novo central, Khalid Boulahrouz, o profissional de 30 anos que já passou pelo Chelsea, Sevilha, Estugarda e Hamburgo e que recusou agora ir para o Fernerbahçe, mesmo com o clube turco a oferecer-lhe mais 500 mil euros por época do que lhe podia dar o nosso Sporting. É sinal de que alguma coisa começa a correr bem.

Dia após dia, semana após semana, a equipa compõe-se. Chegam reforços para lugares chave, vindos de bons portos para nos ajudar numa época decisiva para o futuro do clube. Já aqui escrevi o que penso sobre isso: o Sporting tem que voltar à Liga dos Campeões,tudo o resto pouco importa.

Talvez seja o momento para reconhecermos o que de bom têm feito Carlos Freitas e Luís Duque nestes meses. Estou certo que são hoje uma enorme mais-valia, como foram aquando do nosso último título, na construção de uma equipa à altura das melhores. Acho que ninguém duvida que temos jogadores para vencer, seja em que campo for.

Talvez não exista melhor prova disso do que as palavras do consócio Carlos Barbosa, até há meses vice da direcção do Sporting. Há uma semana fez-lhes um rasgado elogio, assim como à Academia que disse estar “blindada” aos problemas do clube. Por conhecer o Carlos Barbosa, por reconhecer a sua competência e o seu sportinguismo, queria só pedir-lhe, aqui no nosso blogue, que evitasse as críticas que fez logo na frase seguinte – ao presidente do nosso clube.

Digo-o apenas porque acredito que a equipa precisa de uma estabilidade que há muito não tem. E por saber que esta é a tal época decisiva. Acredito que o consócio perceberá este meu pedido. Até porque se chegar um dia à presidência vai querer para si o mesmo que lhe peço aqui e agora.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D