Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Para memória futura

Porque convém não esquecer:

http://cmtv.sapo.pt/atualidade...

Porque convém estar informado:

http://expresso.sapo.pt/econom...

Porque há ligações perigosas (ou como se explica a relação de subserviência do Belenenses e quiçá a porta 18):

http://www.ionline.pt/418631

Quando ele ainda queria dividir títulos connosco (e razão pela qual, tendo levado com os pés, anda tão abespinhado que mete dó):

http://www.record.xl.pt/futebo...

BESFUTE

A crise do BES está a deixar o futebol português em pânico: era o grande financiador (juntamente com o BCP) e agora já não pode ser (e o BCP também não está lá muito bem). Era grande financiador directamente e também indirectamente, através da PT (que, tanto quanto conseguimos perceber pelas notícias, era o BES Comunicações). Tudo isto tornou mais essencial a história da venda dos direitos televisivos, cada vez mais transformada por clubes incontinentes em despesa, como o Benfica e o Porto, na próxima salvação. O Sporting também já esteve neste campeonato. Mas a pré-falência de há dois anos obrigou-o a um programa de austeridade, que o tornou bastante mais sustentável. Benfica e Porto é que estão desesperados pelo próximo chuto.

Mesmo assim, há aqui coisas que não percebo: a SportTV (ou FCPTV) está mal, mas já a BTV (ou Benfica TV) diz-se que está bem; então para que é que vai aliar-se (em formatos ainda indeterminados, mas de que se vai falando por aí) à SportTV? Talvez a história não seja bem como a contam.

Certo certo é o seguinte: o Sporting está a ser deliberadamente posto fora do festim. Mais que tudo é essencial agora a sua afirmação desportiva. O presidente tem de fazer compreender bem a urgência da situação ao treinador e aos jogadores; estes não se podem permitir a estados de alma, tipo Guimarães. Novelas como a de Nani, com incapacidade comunicar dos dois lados, não ajudam nada. A hora é mesmo de acabar com as brincadeiras.

... e o BES?

As ondas de choque sobre as empresas 'protegidas' pelo BES vão ter que repercussão no nosso clube? É certo, fizemos uma excelente negociação, a qual parece blindada (o próprio Ricciardi disse, num jantar dos Stromp, ter sido difícil para o banco e surpreendente para o BES, dada a posição de negociador forte do SCP de Bruno de Carvalho). Mas algumas «facilidades» ao clube parecem mais difíceis agora, com a nova administração de um banco cada vez menos verde.

Os donos do Sporting

 

Há coisas que me chateiam. Plutocratas, por exemplo. Vou escrever claro: José Maria Ricciardi é presidente do conselho fiscal do Sporting e administrador de um banco credor do Sporting. Não é dono do Sporting. Não foi ungido para escolher reis e príncipes. Por muito que lhe custe, não é o representante de Deus na Terra e muito menos no Sporting. Vamos lá ver se nos entendemos: o Sporting é habitualmente tratado como o «clube dos viscondes» por ter raízes aristocráticas e elitistas. É verdade. É a nossa História, mas não é o nosso presente e já se viu que não pode ser o nosso futuro tendo em conta a sucessão de desastres paridos pela «dinastia Roquette». Os sócios não são vassalos do senhor. Os sócios não são súbditos do monarca absoluto. Se o presidente do conselho fiscal quer apoiar candidatos, apoie com o seu cartão de sócio, não apoie com o seu cartão de crédito. Tome lá nota de mais isto, por favor: se isto é tudo para impedir que Bruno Carvalho seja eleito, parabéns, é assim que está a elegê-lo.

Figo sim ou Figo não?

Adianto já que simpatizo muito com o jogador, mas simpatizo pouco com a pessoa. Mas encararia a hipótese de Figo ser presidente do nosso clube como normal - veja-se o exemplo do Bayern de Munique. Figo foi um grande jogador, tem uma experiência acumulada valiosíssima em clubes de top no mundo, conhece gente importante no futebol, desde dirigentes a jogadores e empresários. Poderia ser uma mais valia para o Sporting, se ele o quisesse. Não quis, muito ao seu estilo, paciência.

   Acho normal, também, que um sportinguista como José Maria Ricciardi se preocupe duplamente com o clube, como sócio e como banqueiro. Tem esse direito, tal como outros têm de incitar ou desejar que A ou B sejam candidatos. Discordo totalmente que haja sócios com direitos diminuídos, apenas porque são isto ou aquilo profissionalmente. Ser banqueiro, neste caso, é uma vantagem para o Sporting, que, como outros clubes grandes, tem vivido dos favores da banca - para realizar operações e/ou para não falir. Só que, como é sabido (acho eu que o é...), os tempos são outros e a banca não financia mais.

    Mas o Sporting deve-lhe dinheiro e confiança. Essa história de a banca ser o inimigo, indo de boleia com o palavreado político em voga em certos setores, é injusta duplamente. Sobretudo para o BES e para Ricciardi. Porquê? Porque, devendo o Sporting uma pipa de massa ao BCP e ao BES, ainda é o BES que tem mostrado maior abertura para uma reestruturação financeira favorável ao Sporting, a qual pode ir até a uma espécie de perdão de dívida muito substancial - levando o BCP na cola.

    Não basta escrever bem, copiar os «inimigos» politicamente na moda. É preciso ter bom senso e saber que o Sporting, mais do que nunca, depende da boa vontade da banca (que, claro, não está interessada em matar o clube e quer recuperar ao menos uma parte do crédito que concedeu). É normal que a banca deseje alguem credível na direção do Sporting - e há dois bens aí que confluem. É normal que os sócios escolham democraticamente quem desejam para dirigir o clube. Como normal será que o façam sabendo quais os termos dessa responsabilidade.

O problema do BES

Sejamos sérios então. Ontem ao final da noite surgiu a noticia em rodapé na Sic Notícias. Hoje no correio da manhã surge mais um desenvolvimento. Temos então que a solução passa por eleger Luís Figo e desse modo, fazendo fé nas informações do correio da Manhã, temos o perdão de parte da dívida que o Sporting tem no BES.

A solução para os problemas do Sporting é esta ou esta é a solução para os problemas do BES?

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D