Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Pensar na ex-namorada

Já muito se escreveu aqui sobre o derby mas não quero deixar de dar a minha visão, cinzenta. O Sporting fez ontem má figura, como se o Benfica na Luz lhe fizesse mais medo do que um Barcelona e Real Madrid. Pedia-se muito mais deste Sporting contra este Benfica. O pior é que fico com a sensação de que Jesus só pensou na sua honra. Não quis perder contra a ex-equipa. Não quis perder contra o novo namorado da ex-namorada. É hora de pensar em ser feliz por si e não pensar no passado. De nada interessa que este resultado tenha sido pior para o Benfica. Só quero pensar no Sporting. Por mim, só quero que o Benfica seja uma das 17 equipas que ficam atrás do Sporting. Alguém que me explique porque é que, numa altura em que o Benfica se atirou para a frente (a manta não tapava os pés) não se apostou em Podence e Doumbia. E sim, Hugo Miguel ainda esteve pior do que o Sporting e por muito que nos tenham feito o mesmo mil vezes nos últimos 30 anos, era bom que se dissesse isso mesmo. 

A lista

Houve aí um rebaldaréu com uma certa lista de pessoas que faleceram no incêndio de Pedrógão Grande. A mim pareceu-me mais voyeurismo que outra coisa querer saber quem, infelizmente, perdeu a vida naquela tragédia.

Salvas as devidas proporções, exige-se que o IPDJ divulgue que raio de alterações fez o Benfica ao regulamento do pré-fabricado, para que lhe fosse levantada em 24 horas a interdição de efectuar jogos de petanca no seu recinto.

Ó cum cuaralho!

Os gajos dizem que a ETAR está apta a receber espectáculos desportivos. O orelhómetro-mór vem com toda a lata do Mundo ameaçar de forma velada que os jogos da selecção e tal...

Ó cum cuaralho, a gente sabe que o campo do Sporgeboa pode receber jogos de futebol, de macaca, de petanca, de botão, de xinquilho e até de bola de pau, o que não pode é albergar grupos de gajos a que a Lei da República chama de grupos de adeptos organizados, vulgo claques, se eles (ou elas) não estiverem devidamente enquadrados dentro do diploma legal que uns esforçados e dedicados e talvez competentes deputados, perderam tempo a aprovar.

Portanto, toca lá de legalizar esse grupo de assassinos (há qualquer coisa aqui que não soa bem: legalizar e assassinos na mesma frase, talvez), para poderem usar a palhota para os jogos em casa.

E não me venham com a treta de que alteraram o regulamento do recinto e o IPDJ aceitou. É que se aceitou, é conivente com uma ilegalidade; Mas parece que aquilo está infestado de lampionagem, portanto só nos resta apelar ao Costa.

Ups! Esse também é lampião...

Já viram os trabalhos em que estamos m'tidos, n'é? Nem Hércules.

 

Até as conquilhas me ficaram atravessadas com a lata do bandido.

Sabe sempre bem!

Sabe sempre bem quando malhamos no benfas. Hoje foi no andebol, SPORTING 28 - slb 25. Seria muito bom se pudessemos comemorar no novo pavilhão o título de campeão nacional. Já é tempo! (O aperitivo foram os 9-1 ao Fundão, em futsal, a dar a liderança isolada. Seria muito bom se pudessemos comemorar no novo pavilhão o título de campeão nacional. Volta a ser tempo!)

Há e tal ...

... se fosse o Bruno de Carvalho a prometer, não faltariam ai virgens ofendidas ...

... se não fosse deles não faltaria a gritaria ...

... se não estamos a defrontar cara a cara o Milan, Real Madrid ou Barcelona eu digo estamos vivos, ao contrário "daqueles homens pequenos" que fugiram ...

... enquanto este e este estão de férias, o outro trabalha  ... 

... são só umas lembranças desportivas ! 

Jogo nefasto com movimentos ferozes

"Esse jogo nefasto incita à violência porque é violento em si mesmo: joga-se com os pés e poucos movimentos há tão ferozes como os de dar pontapés".

A frase acima é de Guillermo Cabrero Infante um daqueles (auto-denominados) intelectuais que detesta futebol.

Já eu gosto muito de futebol, embora deteste a violência inerente, a dos adeptos e, principalmente, a que é incentivada pelos treinadores, "passa a bola ou passa o jogador mas nunca os dois na mesma jogada" era uma máxima que se aplicava ao futebol italiano e que temo seja posta em prática hoje, pelos donos do campo de futebol, que se costuma esboroar quando o Sporting os visita.

Uma defesa composta por Maxi (robocop) Pereira, Luisão, Jardel, Eliseu e André (quem?) Almeida parece-me mais fadada para carregar pianos que para interpretar Bach, enfim, esperemos que os únicos baques que se oiçam em campo, hoje, sejam os da bola a beijar as redes vermelhas; e que as pernas de Carrillo, de Capel, de Nani, de Montero, de Slimani, de Mané, (...) sejam poupadas às meiguices daquela defesa de porteiros de discoteca.

Vamos lá então, futebol bem jogado, «fair-play», uma boa arbitragem e vencermos o clube da freguesia de Carnide será "pinutes".

 

Genuina alegria

Vamos lá ver se nos entendemos: muito francamente estou mesmo contente por o Daniel Carriço ter ganho a Liga Europa. Tê-lo feito contra o Benfica foi só mais um detalhe saboroso.

Agora se acham que isto é rejubilar com a derrota alheia e mais não sei o quê... Azar. Não quereria nem um pedacito da vitória, também não quero nada da derrota.

Abaixo a hipocrisia. Pense bem e.... talvez sorria.

Benfas I used to know

Estava a ver que não, mas a verdade é que o grande Benfas, em estado pré-orgástico de cada vez que ganha uns jogos e fica mais de dois pontos à frente, está de regresso. "A equipa está muita confiante", diz o mister. As capas do jornalismo oficioso repetem, a propósito de tudo e de nada: "Águia voa para o título", "Genial!", "Classe pura", "Obra de arte"... Repare-se, para quem se lembra, como grande parte dos títulos repetem os do ano passado, que isto a imaginação não chega para tudo. Pouco interessa que tenham ganho àqueles desgraçados do PAOK (2º lugar na liga grega, com menos 20 pontos do que o Olympiakos, já de si uma potência fantástica) com um golo em fora-de-jogo na primeira volta e com um cartão vermelho inventado ao Katsouranis na segunda.

 

Andaram muito sossegados até ao jogo com o Sporting. Dava pena. A partir daí, libertaram-se. Este é o Benfas de que a gente gosta, porque a gente precisa de rir. Eles são tão bons a ganhar como a perder.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D