Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Dá Deus nozes a quem não tem dentes...

Farto das baboseiras do destituído, que nem merecem resposta, andava a passear pelos canais quando oiço Tiago Fernandes na Sport TV a dizer o óbvio, que o Bas Dost com um modelo de jogo a privilegiar o jogo interior, extremos de pés contrários e laterais incapazes de centrar bolas em condições está condenado ao insucesso.

Só um cego é que não vê. Até pode ser holandês também mas, por amor da Santa, se tem um ponta de lança de eleição, ponha a equipa a funcionar em função dele.

Foi assim que Boloni fez com Jardel, com Quaresma dum lado e João Pinto do outro a centrar para o "cabecinha de ouro", mas se calhar com Keizer andava a fazer tabelinhas no meio campo... e haveria aqui quem se queixasse que o brasileiro era um cepo.

Se do lado esquerdo Borja e Acuña garantem profundidade e cruzamentos, mas é preciso insistir e rotinar os dois, do outro Raphinha não faz um centro e os dois laterais são mais que medíocres nesse domínio. Quando entra Diaby, pior um pouco. Nani jogava tambem de pé contrário. Que saudades Bas Dost deve ter de Gelson e Podence...

O desempenho extra de Bruno Fernandes tem tapado muita coisa...

SL

Soma e segue

img_818x455$2018_06_27_23_34_25_752207[1].jpg

 

 

Bas Dost leva 83 golos de Leão ao peito.

Na primeira época ao serviço do Sporting, em 2016/2017, marcou 36. Na temporada seguinte, 34. Esta época já contabiliza 13. Dá sorte, não azar.

Um dos melhores avançados de sempre na história do nosso clube.

 

ADENDA: com mais dois golos marcados hoje, ao Rio Ave, já vai em 15 nesta época. 85 no total.

Mais de dez milhões deitados fora

Doumbia custou 7,2 milhões de euros ao Sporting por 70% do seu passe. Vai abandonar Alvalade, aparentemente a custo zero, sem ter marcado um único golo no campeonato nacional de futebol. 

Castaignos custou 3 milhões de euros ao Sporting por 80% do seu passe. Prepara-se para sair, também a custo zero, sem ter marcado um só golo em nenhuma competição ao serviço do nosso clube.

Só Messi marcou mais que ele

Y1XFZ2KD.jpg

 

Marcou 34 golos no campeonato - mais do que os jogos que disputou nesta prova com a camisola do Sporting, metade do total de golos leoninos na Liga 2016/17. E 36 de verde e branco no total da temporada.

Desde Mário Jardel que não tínhamos um artilheiro de pé (e cabeça) tão quente como ele. Além disso é um exemplo de companheirismo e camaradagem, no relvado e no balneário. Alguém com fibra de Leão: tem espírito de equipa, é leal na disputa dos lances, nunca nega o contributo para as vitórias e detesta sair do campo derrotado, mesmo que o jogo seja a feijões.

Foi um verdadeiro reforço no Verão passado: por isso o aplaudimos em Alvalade como se tivesse sido sempre um dos nossos. É goleador máximo do campeonato português. E o vice-campeão dos goleadores da Europa, só suplantado por Messi.

O gigante Bas Dost.

À falta de Suk e Marega...

Que me dizem deste para o nosso ataque?

rmartins.jpg

Logo na época de estreia na Liga portuguesa (2013/2014), marcou 15 golos, um score que Slimani, por exemplo, só conseguiu atingir na sua 3ª temporada.

No final desse campeonato, noticiou-se que o Sporting queria contratar o artilheiro brasileiro, mas o desencontro de verbas acabou por não permitir o desenlace pretendido.

Depois do fracasso da experiência espanhola, eis que Rafael Martins regressa ao futebol português e, ao cabo de 19 jornadas, já atingiu os 9 golos.

Rafael Martins parece ser daqueles avançados que não enganam, isto é, que muito facilmente fazem mais de 10 golos por época. Acresce, a isso, o facto de ter apenas 26 anos. 

Será um avançado talhado para o Sporting?

Samurai

Tanaka3[1].jpg

 

É a quarta opção do ataque leonino. E provoca sorrisos desdenhosos de alguns comentadores emproados. Mas tem um dos melhores registos do nosso plantel: participou em 13 jogos completos, facturando sete golos e contribuindo ainda com seis assistências.

As contas são fáceis de fazer: a cada 90 minutos participou numa jogada de golo. E foi decisivo em desafios como o da nossa vitória tangencial em Braga, no campeonato 2014/15.

Junya Tanaka entrega-se aos treinos com o mesmo brio profissional que tem revelado sempre que é chamado a jogo. Espero que Jorge Jesus conte com ele.

E de repente começou-se a falar dele

img[1].jpg

 

Joga de verde e branco, mas no Sporting da Covilhã. Chama-se Erivelto, tem 26 anos. E acaba de marcar cinco golos no esmagador triunfo (7-1) da sua equipa ao Oriental, assegurando aos serranos o segundo lugar na II Liga.

Este avançado sonha jogar no Sporting. No nosso Sporting. Leva 19 golos marcados esta temporada. Não será um reforço a considerar desde já?

Adereços de grande área

Nem tudo muda na selecção nacional. Éder e Hugo Almeida continuam a ser convocados como adereços de grande área. Um conserva a sólida mobilidade de um pinheiro manso, o outro mantém incólume a virtuosa virgindade em matéria de golos que já lhe granjeou fama com o emblema das quinas ao peito.

Este cenário tão familiar é de algum modo aconchegante. A tal ponto que remete para nota de rodapé a inédita derrota da selecção portuguesa ocorrida esta noite frente à de Cabo Verde. Levámos tão à letra o facto de se tratar de uma partida amigável que abdicámos de pontas-de-lança. Ou antes: fizemos alinhar consecutivamente Hugo e Éder, o que vem a dar no mesmo.

Gazua, precisa-se

Leio algures que o Sporting fez 22 remates no jogo de ontem. Isto confirma que o nosso índice de aproveitamento é baixíssimo. Confirma ainda que o nosso maior problema está à frente, nos últimos 20 metros, e não nas linhas defensivas. Como aliás sempre aqui sustentei.

Terminou tudo como uma semana atrás. Com uma diferença significativa: o Benfica festejou como vitória o empate arrancado a ferros na última jogada da partida em Alvalade. Nós, não. E ainda bem. Clubes grandes não festejam empates.

«Desta vez tocou ao leão o lado doce - com um empate igualmente caído do céu, na última jogada da partida, sem muito ter feito (um bocadinho mais do que o Benfica há uma semana, admita-se) para o justificar», escreve hoje o jornalista Hugo Vasconcelos na crónica do jogo publicada no diário A Bola.

Tem razão. Uma das maiores diferenças está precisamente nos tais 22 remates leoninos. A tal ponto que já nem sei se precisamos de um ponta-de-lança ou de uma gazua para abrir as defesas adversárias. Alguém sabe onde se arranja uma?

Quem não marca não ganha

Anda muita gente procupada - e não direi que sem fundamento - com o eixo da defesa do Sporting. Eu continuo no entanto mais preocupado com o défice de aproveitamento das oportunidades do golo da nossa equipa.

Aconteceu-nos já em diversos jogos. Contra a Académica, contra o Belenenses, contra o Maribor, agora contra o Paços de Ferreira. Jogos em que terminámos empatados não por falta de oportunidades de golo mas por inegável falta de pontaria.

O nosso índice de aproveitamento, nos últimos 20 metros de terreno, continua a ser demasiado baixo. Veja-se o que sucedeu domingo no desafio frente ao Paços de Ferreira: o Sporting protagonizou 53 ataques, contra apenas 19 da turma adversária. E rematou dez vezes à baliza, contra dois escassos remates feitos pelos pacenses.

Esta diferença abissal devia traduzir-se em golos. Mas, uma vez mais, isso não aconteceu. E quem não marca não ganha, como diria La Palice. Que nada percebia de futebol mas estava cheio de razão.

Junya TANAKA

Será avançado, será número 10, é japonês, tem 26 anos, internacional pelo seu país sobre o qual poucos entenderam o porquê de ter ficado de fora do mundial. O Sporting foi buscá-lo ao Kashiwa Reysol procurando reforçar a sua linha ofensiva, patrocinando aquele que será o primeira ingresso de Tanaka nos campeonatos europeus.

Segundo o comunicado oficial do Sporting Clube de Portugal, foi firmado contrato até junho de 2019. E agora o vídeo da praxe (certamente já visto há alguns dias por James Rodriguez):

 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D