Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Hoje giro eu - CR7 ("calma, eu estou aqui!")

Cristiano Ronaldo acaba de ganhar o seu 5º "Ballon d`Or", juntando-se ao argentino Leonel Messi como os dois jogadores que mais vezes conquistaram o prestigiado troféu criado pela France Football para premiar o melhor jogador do mundo.

 

Gostaria que os nossos Leitores elencássem, por ordem de importância (da mais para a menos relevante), qual destes factores mais contribuiu para o sucesso desportivo deste fenómeno que tanto nos orgulha:

1) Formação social e desportiva recebida no Sporting Clube de Portugal;

2) A sua própria atitude comportamental, a sua resiliência e desejo de evoluir constantemente;

3) A importância de Alex Ferguson no burilar da matéria-prima que lhe chegou às mãos;

4) A projecção que um clube enorme como o Real Madrid conferiu à sua carreira.

 

Agradeço desde já as Vossas opiniões, as quais deverão ser submetidas até às 00:00 da madrugada de Domingo para Segunda-feira, momento após o qual anunciarei o resultado das votações.

bola_de_ouro.jpg

 

 

De Nani e não só...

...escreveu Sir Alex Ferguson na sua autobiografia, que acabei de ler:

 

"... O que me atraiu... foi o seu ritmo, força e jogo aéreo.Tinha dois belos pés. Todas as qualidades individuais estavam lá, o que me levava à velha questão: que tipo de rapaz é ele? Resposta: boa índole, sossegado, sabia falar inglês razoavelmente, nunca causou qualquer problema no Sporting, gostava de treinar. Mantinha-se em forma. Era bem ginasticado. Os seus níveis atléticos eram de primeira classe. Portanto, as bases estavam lá." Pág. 228-229

 

Mais à frente na página 230, afirma ainda o ex-treinador do MU:

 

"Com Nani comprámos puro material em bruto. Era imaturo, inconsistente, mas com um fantástico instinto para o futebol. Conseguirão só controlar a bola com qualquer doa pés, cabecear e era um poço de força física. Podia centrar, rematar."

 

Há também neste livro um capítulo dedicado exclusivamente a Cristiano Ronaldo. E deste jogador deixo apenas a frase com que o autor inicía este capítulo de 13 páginas:

 

"Cristiano Ronaldo foi o jogador mais dotado que treinei." Pág. 115.

 

Escreveu Sir Alex Ferguson! É lei!

Recompra de Ronaldo

Ferguson é umas das personagens do mundo do futebol que mais interesse me desperta.

A dedicação ao trabalho, a frontalidade que sempre transpareceu, a forma de liderar e a incrível capacidade para reinventar e motivar as suas equipas são as características que sempre admirei neste senhor. Aliando a estas características um humor corrosivo, tipicamente escocês, tenho todos os ingredientes para que o meu interesse por esta figura seja muito grande.

Naturalmente, assim que saiu o livro da sua autobiografia não resisti e comprei por impulso. Nos últimos dias tenho-me deliciado com as histórias contadas no livro. Ontem cheguei ao capítulo dedicado a Cristiano Ronaldo, o qual começa da seguinte forma: “Cristiano Ronaldo foi o jogador mais dotado que treinei.”. Não pude deixar de sentir um orgulho enorme.

Após contar um pouco da sua evolução no United e da forma como alcançou o estatuto de estrela maior daquele grande clube, Ferguson fala do processo de compra e venda de Ronaldo.

Por via de um protocolo entre Sporting e United, existiram frequentemente intercâmbios de treinadores ao nível das camadas jovens. Num desses intercâmbios, o treinador do United que acompanhava a equipa de juvenis do Sporting informou Ferguson que devia comprar, logo que possível, um menino chamado Cristiano Ronaldo. Na altura com 15 anos. O Sporting não aceitou dizendo que pretendia manter o jogador pelo menos mais dois anos até jogar na equipa principal e poder valorizá-lo. Ferguson, com o seu bom senso, aceitou esta pretensão não sem antes garantir uma espécie de opção preferencial para o United.

Depois do encontro de inauguração do nosso actual Estádio, Ferguson ficou mais que convencido e suplantou uma proposta do Real Madrid de 8 milhões de libras. No momento de venda, o Sporting exigiu uma cláusula de opção/preferência em caso de venda de Cristiano Ronaldo. O relato de Ferguson acerca desta cláusula:

“Alguns dias antes de o negociarmos com o Real Madrid, perguntámos ao Sporting se o queriam de volta, mas custar-lhes-ia 80 milhões de libras. Não foi surpresa percebermos que de lá não viria nenhum cheque.” Delicioso.

«Somos o Sporting»

 

Estamos fartos de pseudo-jogadores que se põem em bicos de pés e que tentam passar por cima da instituição Sporting Clube de Portugal. Quem pensam eles que são? Nada é mais importante que o nosso querido Clube. Estamos prontos para a guerra. Vêm de África, vêm da Europa, vêm de todos os cantos do Mundo e o Sporting Clube de Portugal é que comparticipa toda a sua formação como futebolista e toda a sua devida escolaridade e depois de longos anos a serem servidos cospem no prato e em toda a família Sportinguista?

Só queremos profissionais a sério no nosso clube, não queremos meninos mimados de 18 anos com cifrões assentes nos olhos agarrados à Automóveis Topos de Gama numa qualquer autoestrada. Ter Fibra de Sportinguista é um sentimento digno que sempre devemos preservar. Que se lixem os Brumas desta nossa vida.»

Que rica pastilha!

 

A última pastilha elástica mascada por Alex Ferguson enquanto treinador do Manchester United foi leiloada por 458 mil euros. A dita cuja foi colocada à venda por um adepto que se terá apoderada da mesma no relvado do estádio The Hawthorns, onde o Manchester United empatou a 5 golos com o West Bromwich. A pastilha foi colocada à venda, por leilão, no Ebay e tinha uma base de licitação de aproximadamente 32 euros!!! Acabou por ser vendida por 458 mil euros.

Agora vai tudo "andar à cata" das pastilhas do Mourinho!

Gestão!

Soubemos esta semana que sir Alex Ferguson abandona esta época a posição de Treinador do Manchester United. Um momento que nos deixa a todos sensibilizados, pelo hábito de assistir ao senhor escocês de cara rosada a festejar cada golo e cada reviravolta do seu United e a promover e lançar enormes jogadores. 

 

Um homem de classe e que demonstrou sempre uma paixão pelo mesmo clube por mais de duas décadas. 

 

Mas, o Man United demonstrou porque é um clube diferente esta semana. Se num dia anunciava o adeus ao seu eterno treinador, no dia seguinte apresentava o próximo treinador e por seis épocas. 

 

Ora, eu sei que o futebol é um negócio imprevisivel. Já assistimos a negócios que nunca sonharíamos. A ocasião faz o negócio. Mas, este planeamento, esta tranquilidade de decisão e rapidez na acção demonstram um grau de profissionalismo enorme. 

 

O nosso Sporting só tem a aprender com estas situações. Gerir é decidir e executar. Com toda a ponderação, mas não há espaço para vazios. E que extraordinário saber que um treinador assina por 6 anos! 

 

Temos muito que aprender. 

A cadeira de Alvalade

Alex Ferguson chegou ao cargo de treinador do Manchester United a 6 Novembro de 1986. Desde então, o nosso Sporting já teve os seguintes treinadores:

 

1986/87 - Manuel José, Marinho Mateus e Keith Burkinshaw

1987/88 - Keith Burkinshaw e António Morais

1988/89 - Pedro Rocha, Vítor Damas e Manuel José

1989/90 - Manuel José, Vítor Damas e Raul Águas

1990/91 - Marinho Peres

1991/92 - Marinho Peres e António Dominguez

1992/93 - Bobby Robson

1993/94 - Bobby Robson e Carlos Queirós

1994/95 - Carlos Queirós

1995/96 - Carlos Queirós, Fernando Mendes e Octávio Machado

1996/97 - Robert Waseige e Octávio Machado

1997/98 - Octávio Machado, Francisco Vital, Vicente Cantatore e Carlos Manuel

1998/99 - Mirko Jozic

1999/00 - Giuseppe Materazzi e Augusto Inácio

2000/01 - Augusto Inácio, Fernando Mendes e Manuel Fernandes

2001/02 - Laszlo Bölöni

2002/03 - Laszlo Bölöni

2003/04 - Fernando Santos

2004/05 - José Peseiro

2005/06 - José Peseiro e Paulo Bento

2006/07 - Paulo Bento

2007/08 - Paulo Bento

2008/09 - Paulo Bento

2009/10 - Paulo Bento, Leonel Pontes e Carlos Carvalhal

2010/11 - Paulo Sérgio, Alberto Cabral e José Couceiro

2011/12 - Domingos Paciência e Sá Pinto

2012/13 - Sá Pinto, Oceano, Frank Vercauteren e Jesualdo Ferreira

 

Ao todo, 36 (se não me enganei a contar) treinadores diferentes em 27 anos. Fica para registo.

 

Nota: Esta lista foi retirada daqui.

Frase da Semana

 

« O componente fundamental que traçou o curso para o título esta época foi o

 passeio ao «St. Andrews» (Escócia) para jogar golfe. Ainda bem que eu não

joguei...com os batoteiros que temos na equipa, não tinha hipótese.»

 

-    Sir Alex Ferguson    -

 

Nota: Inicia-se hoje uma nova série que visa dar relevo a frases ou comentários marcantes

         enunciados por figuras do universo do futebol, umas notáveis, outras nem por isso. 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D