Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Sobre a final da Taça e o Estádio do Jamor

Todos os anos é o mesmo circo! E nós - sócios e adeptos dos clubes - somos os palhaços que servimos para animar a festa. A venda dos bilhetes para a final da Taça de Portugal começou hoje e o espectáculo dos anos anteriores voltou a repetir-se!

Parece que, de acordo com os regulamentos, os dois clubes finalistas têm direito a 30% dos 35890 bilhetes disponibilizados para o jogo do Jamor, ou seja, 10767. O site do Sporting informa que o clube iria vender 9284 e que este número corresponde a um aumento de 77% face aos 5246 colocados à venda em 2012. Os não colocados à venda são distribuídos, entre outros, pelos principais patrocinadores e compromissos institucionais. As coisas têm de ser claras! A quem são distribuídos os bilhetes e quantos?

Na F.P.F. os bilhetes esgotaram em minutos sendo que a sua quota corresponde a 25%. As queixas dos utilizadores, porém, são imensas afirmando-se mesmo que não terão sido vendidos mais de 1000 bilhetes. Importa frisar que 25% da lotação do estádio corresponde a 8973 bilhetes. Para quem são os outros? Como é possível que ninguém informe e ninguém peça explicações?!

A primeira final da Taça de Portugal que assisti foi em 1993/1994 contra os tripeiros! Desde esse jogo apenas falhei o de 1995/1996 contra os lampiões. O estádio está sempre repleto de adeptos dos clubes. Os bilhetes que não são vendidos ao públicos são distribuídos pelos amigos, alguns dos quais colocam o cachecol e sentam-se ao nosso lado! Isto é inaceitável e vergonhoso. Somos nós, adeptos e sócios de todos os clubes, que sustentamos o futebol durante o ano. Pagamos quotas, compramos bilhetes de época, apoiamos o clube quando chove e faz frio, quando se ganha e se perde. Depois, há uns idiotas que sentam o rabinho o ano todo no sofa e quando chega a final das competições têm um amigo na direcção do clube ou da federação ou da associação que arranja uns bilhetes! Quanto mais tempo toleraremos isto?

Comprei bilhetes hoje, apesar de tudo. Quotas em dia e doze anos de gamebox! E um lugar especial que custou € 2000. No entanto, no Sporting continuam a trabalhar imensos incompetentes. Não me importo de esperar numa fila e aceito perfeitamente que quem chegou primeiro fique com os melhores bilhetes. Mas para a final da Taça de Portugal os melhores bilhetes nem sequer chegam ao público (os dois sectores centrais). E da forma como o Sporting organizou a venda de bilhetes (quinze bilheteiras em dois lugares diferentes), o lugar que se compra resulta única e exclusivamente da fortuna! Cheguei ao Estádio de Alvalade às 7:30 da manhã. Estavam umas duzentas pessoas à minha frente. Cada pessoa podia pedir até quatro bilhetes (um por cartão), ou seja, não foram vendidos mais do que oitocentos bilhetes antes de eu ter tido a oportunidade de comprar os meus. Apesar de tudo, quando cheguei à bilheteira havia apenas uns dez bilhetes para a central (terceira fila, quase lateral, onde não se vê absolutamente nada) e pouco mais para a lateral. Tive de me ficar pelas superiores, o único lugar onde é possível tentar ver alguma coisa. Aquela bilheteira vendia bilhetes para apenas três sectores! Quem foi o incompetente que organizou isto?

Finalizo este longo texto com mais uma reflexão. O Estádio do Jamor não tem condições para receber jogos de futebol profissional, muito menos uma final da Taça de Portugal. Não tinha há vinte anos quando lá fui pela primeira vez e não tem presentemente. Nem falo de toda a zona envolvente (que é própria de um país não civilizado) mas apenas do Estádio. Nas primeiras filas não se vê absolutamente nada e nas superiores, se tivermos azar de ficar atrás das claques, por causa das bandeiras, vê-se ainda menos. Há dez estádios construídos propositadamente para o Euro 2004 sendo que três destes têm a classificação máxima da UEFA. A final da Taça de Portugal tem de passar a ser jogada nestes estádios e o Jamor tem de ser abandonado.

11 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D