Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Só pode queixar-se de si próprio

1257154[1].jpg

 

O presidente destituído, cada vez mais desacreditado, continua a fazer o papel do menino queixinhas, apontando a dedo tudo e todos, para evitar ser responsabilizado pelos seus próprios erros. 

Vem desta vez fazer-se de vítima, atribuindo culpas à Comissão de Fiscalização, que acusa de querer inviabilizar a sua candidatura à presidência do Conselho Directivo do Sporting - que, quanto a mim, está condenada à partida. Como aliás ficará amplamente demonstrado nos próximos dias.

Acontece que, no rescaldo imediato do abominável ataque à Academia de Alcochete, Bruno de Carvalho foi reiteradas vezes aconselhado a demitir-se, proporcionando a convocação imediata de novo acto eleitoral para os órgãos sociais do Sporting, a que naturalmente se recandidataria. Não o fez, preferindo incorrer em ilegalidades várias, barricado no Edifício Visconde de Alvalade, na companhia de Carlos Vieira, Rui Caeiro e restantes comparsas. 

Como quase sempre, preferiu extremar posições.

Como quase sempre, estava errado.

Preferiu o caminho mais difícil e penoso - para o clube, para os sócios e para ele mesmo. De tal maneira que acabou destituído, por vontade dos sócios, na assembleia geral de 23 de Junho. Uma reunião magna que procurou evitar a todo o custo sem perceber que já tinha perdido capacidade de iniciativa e se limitava a ir a reboque dos acontecimentos.

Só tem, portanto, de queixar-se de si próprio.

 

P. S. - A que propósito é que o chamado "núcleo de deputados sportinguistas na Assembleia da República" recebe com pompa o presidente destituído, no Palácio de São Bento, dando-lhe um crédito que ele não justifica nem merece? Será que os senhores legisladores não têm mesmo mais nada para fazer?

9 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 20.07.2018

    Entre outras coisas, servem para escrever textos e discursos para um tal de orelhas ler em núcleos e outros ajuntamentos encornados, não vá este, de improviso, maltratar a língua portuguesa ou fazer revelações imprudentes, e neste particular necessidade oblige.
    É uma boa prática, patrocinada pelo erário público.
    Pedro C.
  • Imagem de perfil

    Sarin 20.07.2018

    Digna de nota, a resistência que demonstra.

    Resistência à civilidade, resistência à educação, resistência ao diálogo.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 20.07.2018

    Pois claro...e mentira disse alguma?
    Pedro C.
  • Imagem de perfil

    Sarin 20.07.2018


    Ao contrário de si, não reuno
    condições para assistir a tais ajuntamentos; qualquer opinião que formulasse não seria suportada em factos, o que para si poderá ser agradável mas a mim não me chega.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 21.07.2018

    O que passou-se? Não sei que lhe diga, se deva sentir pena ou não da menina não poder ir, eu é que como deve imaginar não possuo tais requisitos, assistindo à paródia sentado no sofá, mas há quem lá esteja com plena satisfação e orgulho, deleitando-se com os guiões líricos escritos pelo "assessor " Galamba.
    Pedro C.
  • Imagem de perfil

    Sarin 21.07.2018

    Não vai? Mas não é reunião de encornados?
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 21.07.2018

    Só a menina é que pode, não tenho red pass, tenho gamebox, mas se insistir podemos ir os dois e leve o seu marido se é dos que gosta de assistir
    Pedro C.
  • Imagem de perfil

    Sarin 21.07.2018

    Nem red pass nem game box nem eu temos qualquer relação com a tourada em que o senhor é bandarilhado, e também por isso podemos ambos deixar os respectivos maridos de fora da conversa.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D