Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Sim, sr. primeiro-ministro

Quando houver mais uma morte, esperamos todos que continue a "apreciar o futebol dentro das quatro linhas".

Que o seu secretário de estado do desporto (e da juventude) seja uma nódoa, um tipo ao nível de um Ventura, a gente prontos, até chupa, mas que o primeiro-ministro de Portugal, o senhor que pontifica no camarote do estadista que está indiciado por uma série de crimes, se esteja cagando para o que se passa no futebol português, é grave. Muito grave.

Aconselhava-lhe que arrepiasse caminho. Antes que o futebol, também, pegue fogo. Antes da próxima vítima mortal.

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Edmundo Gonçalves 29.03.2018

    Quer então dizer que não o incomodam duas mortes (por enquanto) no futebol?
    Já vi que afina pelo mesmo diapasão do 1.º ministro. Nada de novo do lado errado da rua.
  • Sem imagem de perfil

    Truth Teller 30.03.2018

    Pelo amor de Deus, ainda falam em 2 mortes? Ainda não se cansaram de ser calimeros?
    O 1º morto foi um ACIDENTE, o puto chanfrado na altura nem sabia como funcionava a merda que levou para dentro do estádio e foi CONDENADO por homicídio INVOLUNTÁRIO!!!! Perceberam?

    Quanto ao 2º, foi uma mera rixa entre 2 grupos de deliquentes que não teve nada a ver com desporto muito menos com futebol!!!
    Há mais arguidos membros da claque legalizada do Sporting do que do Benfica. Porque será??
    Porque não passam de criminosos que foram provocar violência às 3 da manhã armados até aos dentes e drogados para locais longe do seu "território". Perderam!! Só os podemos culpar a eles!

    A vossa calimeirice, que já cheira mal, não vos irá livrar de perderem com o Braga e ficarem em 4º lugar.
    Claro que culpa é das claques do Benfica e do Vieira, esse bandido!

    É lidar com a vossa sorte! Não têm mais do que merecem!!
  • Imagem de perfil

    Edmundo Gonçalves 30.03.2018

    Ó palerma, não deveria dizer isto, mas deveria ter sido o teu pai.
    Gostava de ver como reagirias, minha besta.
  • Sem imagem de perfil

    Truth Teller 31.03.2018

    Com o meu pai isso nunca podia acontecer porque ele nunca se iria meter no meio de grunhos lagartos!!
    Imbecilzeco sempre a chorar e a armar-se em vítima!!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D