Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Seguir em frente, seis anos depois

enhanced-6216-1495030270-1[1].jpg

 

 

Isto começou assim. No final de 2011, dois amigos - o Francisco e o João - desafiaram-me a fundar um blogue de apoio ao Sporting e de intervenção quotidiana na vida leonina. Foram eles a organizar a logística fundamental, incluindo o registo do domínio (com o endereço Sporting, muito difícil de obter) e o grafismo, que sempre se destacou pela sua qualidade, contrariando uma tendência dominante. Foram também eles a recrutar grande parte da equipa fundadora, incluindo pessoas que não cheguei a conhecer.

O blogue arrancou a 1 de Janeiro de 2012 - mal imaginávamos que seria o período mais triste e desolador da história centenária do nosso clube - e produziu de imediato grande impacto, traduzido nas audiências: em poucas horas já tínhamos mais de duzentos leitores. O saudoso Pedro Rolo Duarte, benfiquista, logo o destacou na Antena 1 como blogue da semana, cumprimentando a sua "equipa de luxo".

 

Acontece que aqueles meus companheiros, por motivos pessoais ou profissionais, acabariam por desligar-se em boa parte do projecto. E daí a uns tantos meses fiquei eu com o bebé nos braços - logo eu, que tinha sido o mais distraído e displicente elemento do trio fundador. Por compreensível falta de motivação, alguns dos parceiros de escrita inicial deixaram de comparecer. Um belo dia, portanto, confrontei-me com o dilema: ou me assumia como timoneiro do barco ou o naufrágio era inevitável. Na pior fase da vida do Sporting.

Era um falso dilema: só havia mesmo de seguir em frente. E assim foi. O blogue foi crescendo e ganhando influência e expandindo o seu plantel a pessoas de várias tendências religiosas, estéticas e políticas, irmanadas pelo comum amor ao nosso grande clube. Recebendo os contributos até de leitores que passaram para o lado de cá, tornando-se autores.

Houve, como sempre sucede nestes processos, alguns acidentes de percurso - relacionados, nomeadamente, com "contratações falhadas". São inevitáveis. E acontecem mesmo nas mais sólidas e prestigiadas agremiações. O essencial é que os erros sejam corrigidos e a rota alterada em função dos interesses superiores do projecto, que estão sempre acima da soma dos seus membros ocasionais.

 

Neste momento em que És a Nossa Fé entra no sétimo ano de existência, saúdo aqueles que aqui foram pioneiros comigo.

Saúdo desde logo o Francisco Almeida Leite, que se mantém como discretíssimo autor, e o João Vilallobos, que entendeu sair mas a quem já desafiei para regressar a esta casa que nunca deixou de ser dele.

Saúdo a Ana Torres Pereira e o André Peixe e o David Dinis e o João Gomes de Almeida e o João Severino e o Leonardo Ralha e o Adelino Cunha e o António Figueira e o Francisco Mota Ferreira e o Paulo Ferreira e o José Manuel Barroso e o Vasco Barreto e o Tomás Vasques - convicto de que, mesmo estando longe, não deixam de estar perto.

E, naturalmente, saúdo também a Alda Telles e a Zélia Parreira e a Marta Spínola e o João Caetano Dias e o Rui Rocha e o Bernardo Pires de Lima e o João Távora e o José Pimentel Teixeira e o José Navarro de Andrade e o Filipe Moura, que por cá continuam.

 

Outros, muitos outros, se seguiram.

Outros, muitos outros, vieram e estão.

Entramos num novo ano. Somando sempre, agregando cada vez mais. Felizmente há uma grande diferença entre o Sporting de 2012 e o Sporting de 2018. Para a frente é que é o caminho.

13 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D