Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Rescaldo do jogo de ontem

Gostei

 

Da atitude combativa do Sporting no arranque deste jogo. A nossa equipa entrou em campo confiante, personalizada, com espírito combativo. Sem temer o adversário.

 

Da vantagem conquistada cedo.  Gelson Martins, com um cabeceamento muito bem medido, colocou o Sporting a vencer aos 19'. Magra vantagem que conseguimos gerir durante mais de 70 minutos no estádio da Luz. Com algum sorte, há que reconhecer.

 

De Fábio Coentrão. Muito assobiado do princípio ao fim, brindado com objectos que voavam das bancadas, o nosso lateral esquerdo não se deixou atemorizar. Esteve em grande evidência nos movimentos do seu flanco e teve intervenção directa no nosso golo.

 

De Gelson Martins. Uma vez mais fez a diferença. Criou desequilíbrios, colocou a defesa contrária em sentido, venceu vários duelos individuais com Grimaldo. E demonstrou que vai ganhando faro de golo - hoje marcou o seu quinto no campeonato. Pena não ter marcado outro: teve oportunidade para isso aos 42', só com o guarda-redes pela frente. Mas merece nota muito positiva: foi o melhor nesta partida. Valeu um ponto à equipa. E esteve quase a valer três.

 

De Mathieu. Voltou a ganhar todos os lances aéreos que foi chamado a travar na zona que lhe estava confiada. Contribuiu para secar Jonas e deu segurança ao colectivo. Confirma-se como um dos elementos mais pendulares do nosso onze titular.

 

Da emoção neste Benfica-Sporting, que terminou 1-1. Foi sempre jogado com grande intensidade, bastante bem disputado, com entrega total dos profissionais das duas equipas.

 

Do vídeo-árbitro. Permitiu esclarecer vários lances numa partida em que a equipa encarnada reclamava uma grande penalidade de dez em dez minutos, com infatigável insistência.

 

De ver os adeptos encarnados festejar o empate em casa. Até parecia que tinham vencido, o que diz muito sobre o estado anímico dos benfiquistas.

 

 

 

Não gostei

 

 

Da hora do jogo. Marcar um Benfica-Sporting para as 21.30 de uma quarta-feira de Inverno é um absurdo. Que penaliza sobretudo todos quantos vivem fora de Lisboa. Nada recomendável.

 

Da nossa segunda parte. Concedemos quase todo o terreno à equipa adversária, facilitando-lhe o desígnio táctico. Quem aposta tudo em segurar uma vantagem tão precária acaba por perder pontos. Foi o que nos aconteceu.

 

Do penálti cometido por Battaglia. Uma vez mais, voltamos a claudicar à beira do fim. Desta vez devido à mão na bola do imprevidente médio argentino, num gesto difícil de aceitar em alta competição. Só assim, de grande penalidade, o Benfica conseguiu marcar. Já no último minuto do tempo regulamentar: dois pontos perdidos mesmo ao cair do pano.

 

Dos calafrios que Coates nos provocou. Dois cortes à queima que podiam ter terminado no fundo das nossas redes. O internacional uruguaio terá vocação para autogolos?

 

De Bruno César. Mal entrou, fez logo uma falta que lhe valeu um amarelo. Fica fora da próxima convocatória, frente ao Marítimo. Não havia necessidade.

 

De Bryan Ruiz. O treinador continua a apostar nele, como suplente utilizado, de jogo para jogo. Um mistério para mim: não consigo descortinar o motivo.

 

Que Doumbia permanecesse no banco. E Podence e Ristovski e André Pinto. Jorge Jesus entendeu não fazer a terceira substituição neste jogo. Confesso não ter percebido porquê.

 

De ver o FC Porto distanciar-se no campeonato. A equipa treinada por Sérgio Conceição esteve em risco de empatar em Vila da Feira mas conseguiu uma vitória tangencial. Foi quanto bastou para nos ganhar dois pontos na classificação. Felizmente continuamos a depender só de nós.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 04.01.2018 00:23

    Escrevi isso. Os jogadores perceberam que o treinador estava atemorizado e quis segurar a vantagem magra cedo de mais.
    Isso raras vezes resulta.
    Uma vez mais, Jesus esteve mal nas substituições. Acontece muitas vezes. Demasiadas, para meu gosto.
    Na verdade não lembra a ninguém meter o Bryan Ruiz e deixar uma terceira substituição por fazer. E cada vez mais me convenço que o Bruno César não tem lugar neste plantel.
  • Sem imagem de perfil

    MB 04.01.2018 00:38

    Eu penso que o Bruno César tem lugar no plantel. Já marcou ao Real Madrid, ao Dortmund, ao Barcelona, ETC. Tem experiência, ganha faltas e enche o meio-campo. É um bom suplente que sabe que nunca será titular. O problema é que Jorge Jesus tem estado mal muitas vezes. Um ataque com Bas Dost, Bryan Ruiz e Bruno César é provavelmente o mais lento em Portugal e nunca iria resultar muito bem, principalmente no DERBY.

    Acuña continua com desgaste físico acumulado e comparar as suas exibições até Outubro com as de agora mostra isso. Vamos no terceiro ano e o Sporting de JJ ganhou um único título, uma super-taça do Marco Silva. Jorge Jesus não está a rodar a equipa e assim não vai dar para aguentar.
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 04.01.2018 00:56

    Jesus tem muitas qualidades como treinador mas é por vezes um desastre nas substituições. Desde logo por esperar sempre que o treinador rival dê o primeiro passo. Depois joga com frequência cartadas erradas.
    Este de manter o Podence e o Doumbia no banco enquanto mandava avançar o Ruiz, ainda por cima frente ao Benfica, não lembra ao careca.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D